História A casa ao lado - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink, Got7, HyunA, ONEUS, Red Velvet
Personagens HyunA, Jackson, Keonhee, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Lisa, Mark, Personagens Originais, Rosé, Wendy
Visualizações 42
Palavras 1.521
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


~ Sejam bem vindos a mais uma história, essa história estava martelando na minha cabeça ontém a tarde enquanto eu lavava louça ashush
~ (S/N) = Seu Nome
~ Você terá 18 anos e o Jin 24
~ A fanfic vai ser bem pesada, se você não gosta de tortura, bipolaridade e entre outras coisas não leie.
~ Tenham uma ótima leitura, se gostar favorite e no final deixe um comentário para me incentivar a continuar ;)
Até as notas finais 🖐

Capítulo 1 - Vizinho gostoso


Fanfic / Fanfiction A casa ao lado - Capítulo 1 - Vizinho gostoso

- Você está linda (S/N). - Shawn me elogiou enquanto andávamos de mãos dadas na praia.

- São seus olhos. - respondi sorrindo timidamente, ele sabia como me deixar envergonhada..

- Posso te pedir uma coisa? - assinto. - Eu..

Nem deu tempo de eu saber sua pergunta pois acordei em um pulo com o barulho de um caminhão, agora eu estava estressada com seja lá quem for que interrompeu meu sonho com o Shawn Mendes.

- Mas que caralho! - reclamei me levantando da cama e abrindo a cortina do meu quarto para ver quem foi o desgraçado que me acordou, assim que abri vi dois caminhões de mudança parados na frente da minha casa.

- É sério isso? - olhei o relógio pendurado na parede de meu quarto. - Duas da manhã?! Quem se muda as duas da manhã em uma segunda feira? - bufei frustrada. Calcei minhas pantufas e andei em direção a porta de meu quarto, a destranquei e desci as escadas da minha casa correndo, sim eu estou indo reclamar com essa pessoa que me acordou! Abri a porta de entrada e sai bufando até a porta que se encontrava fechada.

Apertei a campanha diversas vezes para a pessoa se tocar que não estou nada feliz com sua nova chegada a vizinhança. Antes da porta abrir comecei meu discurso. - Escuta aqui seu escroto, você já viu que horas são p-pra.. - perdi a fala quando vi um homem bem mais alto que eu, dono de costas largas e bonitas, ele era realmente muito bonito.

Onde eu enfio minha cara agora?!  Parabéns dona (S/N) agora seu novo vizinho super gatissimo vai achar que você é uma doida varrida! Ele me olhava com uma expressão normal como se eu estivesse conversando civilizadamente com ele.

- Desculpe, e-eu - eu estava nervosa, mas que merda. - Acordei com o caminhão de mudança e-e vim reclamar. - respirei fundo me acalmando.

- Peço perdão senhorita Willians eu realmente não queria te acordar. - ele termina sua frase com um sorriso ladino nos lábios. Como ele sabia meu sobrenome?!

- Como sabe meu sobrenome? - o olhei incrédula.

- Sua caixa do correio tem escrito seu sobrenome. - ele sorri, e que sorriso!

- Bem.. eu acho que me alterei. - sorri sem graça, ele foi tão gentil comigo que eu me sinto uma burra agora. 

- Tchau. - sai correndo e entrei dentro de casa com o coração a mil, olhei minhas roupas e vi que estava de camisola, me xinguei mentalmente minha camisola era branca e transparente obviamente ele viu a cor da minha calcinha, mas que droga será que ele acha que eu sou uma oferecida? Suspirei e balancei a cabeça com tais pensamentos e subi para o meu quarto, liguei a luz e fechei a porta, não quero que ninguém me interrompa agora.

Me sentei na cama e tirei meu diário debaixo do travesseiro logo começando a escrever o que acabou de acontecer, desde que fui acordada até eu encontrar meu vizinho gostoso, fiquei alguns minutos ali até que fui dormir novamente, mas dessa vez pensando o como fui tola de ter sido grossa com ele.



No dia seguinte eu acordei com minha irmã mais velha quase arrombando a porta do meu quarto. Enrolei minha cabeça na coberta e contei até dez antes que eu matasse Hyuna.

- (S/N) eu sei que você pegou minha jaqueta azul, abre a porta eu a quero de volta! - murmurou enquanto eu ignorava sua existência mas foi impossível quando ela deu um berro e eu escutei nossa mãe mandar ela parar.

Abri a porta de cara fechada e ela entrou no meu quarto como se fosse o dela abrindo as portas do meu guarda roupa e procurando sua jaqueta que eu peguei emprestado.

- Cadê?

- Cadê o que? - coloquei a mão na cintura e fiz a sonsa.

- Minha jaqueta (S/N)! Eu quero ela agora, me devolva. - estendeu a mão como se eu fosse dar

- Não peguei sua jaqueta idiota, agora saia do meu quarto. 

- Pegou sim, olha bem 'pra minha cara. 

- 'Tá, eu peguei. - confessei e ela me olha com raiva. - Mas foi por uma boa causa, Wendy rasgou a blusa do uniforme e eu dei sua jaqueta para ela.

- COMO ASSIM VOCÊ DEU? - ela berra.

- Fala baixo comigo. - debochei rindo e ela me deu língua.

- Como Jesus é bom e eu não, enquanto ela não te entregar a jaqueta eu fico com seu converse vermelho. - pegou meus sapatos e saiu descendo escada a baixo.

Olhei a hora e era 6:40, eu estava atrasada para a escola e só me restava poucos minutos 'pra me arrumar. Tomei um banho de gato e vesti meu uniforme as pressas enquanto deixava meus cabelos soltos, sai do quarto com minha mochila nas costas e desci as escadas tropeçando nos meus próprios pés.

- Que pressa toda é essa? - minha mãe me olha torto.

- Estou atrasada. - falei pegando alguns amendoins descascados da mesa e bebendo o leite de Hyuna que tentava me bater.

- Boa aula filha. 

- Obrigada mãe, tchau adotada. - acenei para Hyuna que retribuiu o aceno.

Sai de casa correndo e fui subindo a ladeira que tinha por perto, eu odeio subir ladeiras pelo simples fato de me deixar fraca e sem ar, como minha mãe diz "você precisa fazer exercícios" sai do meus pensamentos com um carro buzinando, olhei para o lado tendo a visão do meu querido vizinho gato, seu carro era uma BMW preta muito bonita.

- Quer carona? Você está pálida. - ele estava preocupado comigo? Meu coração estava inquieto, mas que porra se acalma ai dentro coração!

- Não precisa. - falei ofegante - Minha escola não é muito longe! - coloquei as mãos nos joelhos tentando recuperar fôlego enquanto o mesmo parava o carro. 

- Eu insisto, você realmente precisa se sentar. - fiquei no "vou ou não vou" por alguns segundos, minha mãe me mataria se soubesse que entrei no carro de um desconhecido, mas por outro lado ele tinha total razão eu estava pálida e me faltava ar! Fiquei sem escolhas então finalmente dei a volta no carro e entrei, me sentei e coloquei os cintos de segurança esperando ele dar partida.

- Quer uma água? - ele me oferece e eu nego. - Onde fica sua escola? 

- A cinco quarteirões daqui. - ele assente e fica um silêncio gritante entre nós.

- Como se chama senhorita Willians? - ele quebra o silêncio me fazendo olhar o mesmo dirigir.

- (S/N) e você?

- Kim Seokjin, mas pode me chamar de Jin apenas.

Até seu nome é bonito, que perfeição! Foi o que eu pensei, chegamos em frente a minha escola e eu suspiro.

- Obrigada pela carona Jin! - tirei meus cintos.

- Eu que agradeço, (S/N). - meu nome soou tão sexy saindo de sua boca que fez minhas pernas ficarem como gelatina, mas que diabos eu estou dizendo?! Faz dois dias que nos conhecemos! 

Sai de seu carro e me surpreendi com Wendy me esperando na porta da escola, o que ela estava fazendo? Será que estava atrasada assim como eu?

- Wendy? O que faz aqui? - franzi o cenho.

- A aula foi suspendida pois o idiota do Kai trancou todas as portas da sala com papel higiênico e cola. - ela riu.

- Que merda hein. - rimos.

- De quem era aquele carro que você veio?

- Era do meu novo vizinho gatissimo, ele me ofereceu carona e eu aceitei. - suspirei só em pensar nele, ele era tão perfeito que parecia uma obra de arte.

- Então está apaixonada! - ela gargalha e eu reviro os olhos.

- Óbvio que não, nós nos conhecemos ontém. 



Eu tinha acabado de chegar da escola com Wendy, ela veio aqui em casa para me devolver a jaqueta da minha irmã, agora estamos atoa no meu quarto enquanto falamos sobre o nosso maior ídolo, Shawn Mendes.

- Aquele abdômen definido dele é tão..  - Wendy suspira - Gostoso! - ela se abana e eu dou risada.

- Isso eu concordo. - falei trocando de página da minha revista de fofocas, na verdade era de Wendy mas eu dizia que era meu já que era eu que consumia ela sempre.



Já era noite e Wendy tinha ido embora uma hora atrás, eu estava sozinha já que meus pais tinham ido jantar fora e Hyuna estava na casa do seu namorado Dawn. Liguei minha caixinha de som e coloquei no aleatório logo começando a dançar feito uma doida, eu não sabia a coreografia mas me divertia criando uma.

Jin On

Eu olhava minha sala secreta, respirei fundo e tranquei a mesma, (S/N) era perfeita para o que eu vou fazer, ela vai ser minha logo logo. Desci para a sala e me esqueci de fechar as janelas, caminhei até elas e quando estava prestes a puxar as cortinas de seda acabei vendo a mesma dançar, sorri quando a vi ali, tão frágil..

Essa é a minha hora para agir.








Notas Finais


~ (S/N) toda apaixonadinha no Jin ashuahs
~ Meu perfil @Tia_Liz
~ Comente o que achou meus leitores!
Até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...