1. Spirit Fanfics >
  2. A casa do bruxo >
  3. Não vá muito fundo na floresta

História A casa do bruxo - Capítulo 1


Escrita por: e BoliDeArroz


Notas do Autor


HUFF HUFF ENTAO QWLENFQWRMF
Novamente e felizmente estou aqui escrevendo pro icyhot, projeto que já tá no meu coração ESKNFDWRKFN essa é provavelmente a fanfic mais longa que já escrevi, e depois de revisar trinta e sete vezes eu espero que vocês gostem dela tanto quanto eu gostei de fazer. Aliás, essa fanfic é bem inspirada num jogo/novel chamado The Witch's House//// digamos que eu ame esse jogo muito, muito??????? misericórdia, a arte (principalmente do MV), os puzzles, os diálogos....... eu espero ter feito justiça com essa fanfic NJSADFNKSF esse é um rpg que definitivamente precisa de mais atenção. Então, com essa AU, eu tentei reviver um pouquinho desse jogo que amo muito mesmo.
Tomem água, não saiam de casa e lavem as mãos! Boa leitura <3

Capítulo 1 - Não vá muito fundo na floresta


Eu conheço a floresta.

É o que penso quando vejo o olhar desaprovador do senhor Toshinori quando me distancio por alguns segundos de si, e então, ouço o insistente aviso que tenho recebido de todos os adultos da aldeia por anos e anos, de forma que a frase se tornara um clichê há muito tempo, então deixo escapar pelos meus ouvidos, como de costume.

Não vá muito fundo na floresta.

Já tenho dezesseis anos, agora. Ele realmente acha que vou me perder?

Mas ao invés de dizê-lo o que penso, porque o senhor Toshinori carrega uma espingarda e é realmente assustador quando fica bravo, peço desculpas aliviando minha expressão, esperando que apenas isso seja o suficiente para convencê-lo de que estou bem. Posso me virar. Ele me devolve um sorriso mínimo, parecendo mais tranquilizado. Mas eu não entendo. Ele, que cuida de mim desde que me conheço por gente, está sempre me contando sobre suas viagens emocionantes pela floresta como caçador e, também, há muitos adultos que vão em busca de plantas selvagens e outras coisas. Se eles podem ir tão fundo, por que eu não? Parece não fazer sentido.

Mesmo assim, eu fecho os olhos, respiro fundo e tento não fazer barulho algum para não espantar a presa visada por ele. Mas ao contrário do senhor Toshinori, não mantenho meus olhos no “prêmio”, porque outra coisa me chama a atenção.

Outrora acreditasse que gatos pretos dão azar, não posso deixar de ficar fascinado com a sombra escura desse que se esconde atrás de um dos troncos. Atento, busco com o olhar para saber se meu tio, dessa vez, não notará a minha rápida saída. Então eu me afasto, tentando manter os passos leves mesmo que com a bota de couro gasta no caminho de cascalhos. Bem na curva na árvore, posso vê-lo. Aconteceu tudo num instante, o gato pulou para longe assim que tive o vislumbre de seus grandes olhos dourados. Assim que erguo minha visão, ele está sentado em uma abertura nas árvores, encarando-me de volta, sua longa cauda balançando de um lado para o outro.

Hesito, mas só por um momento, pois logo me coloco a segui-lo. Poderia me entender com o senhor Toshinori depois, mas jamais havia visto uma criatura de olhos tão belos. Levanto-me com cuidado, puxando o alforje para mais perto da cintura ao seguir pelo matagal. O gato se move novamente, voltando para o solo, e eu apenas consigo pensar em ir pelo mesmo caminho. Aceno para ele tentando parecer amigável.

— Venha aqui. — chamo, mas como é de se esperar, sou ignorado.

Pensei que ele estivesse fugindo, mas seu andar calmo, olhando vez ou outra para trás com um miado baixo, parece ser um convite. Parece estranho pensar nisso, mas é exatamente o que se assemelha. Então por curiosidade, e talvez algo a mais, eu o aceito.

Mas provavelmente, nesse ritmo, eu estarei indo fundo demais…

De qualquer maneira, mais cedo ou mais tarde eu teria que aprender a ver essa parte da floresta se eu quisesse ser um caçador. Melhor que fosse cedo, não?

Ando atrás do felino, alerto a cada um de seus movimentos. A grama dessa parte é alta, o que me faz pensar que não foram muitos que passaram por aqui. Subindo e descendo inclinações suaves, afasto o cabelo dos meus olhos, olhando para cima, as aberturas entre os ramos verdes acima de minha cabeça mal me deixando ver o céu azul. Não conseguia deduzir o horário, portanto, e isso me preocupou.

Mas então, deparo-me em uma área aberta. Passo um longo tempo apenas perplexo por nunca ter ouvido nenhuma história do senhor Toshinori sobre esse lugar. Quem diria que algo tão bonito estaria escondido? Cercado de rosas das mais diversas que coloriam o jardim. Agacho-me pensando em colher uma para as senhoras da aldeia. Elas certamente iriam gostar. Mas o gato mia em relutância, voltando a andar. Há um caminho de pedras agora. Levanto-me deixando o jardim e a ideia de colher as flores para trás, e mesmo que perdendo o gato preto de vista, por conta de sua velocidade, continuo pela estrada. 

No final, um suspiro escapa pela minha boca.

Ali, diante de mim uma grande e maravilhosa mansão se mostrou.

E… Uma figura na janela mais alta. 

Um rapaz, parecendo ler um livro. Arrepio-me, sentindo o gato passar por entre as minhas pernas, mas nada poderia ter me preparado para o choque que levei a seguir. Quando olho a janela novamente, ele me olha de volta. Parecendo arisco, tal como o gato abaixo de mim. Dessa vez, notando algo, perdi o fôlego.

E eu já podia retirar o que havia pensado sobre os olhos dourados do gato preto. Esses eram os mais belos que já havia visto.


Notas Finais


eu nunca sei muito o que escrever nas notas finais, então deixo fluir e na hora sai um textão? NWJEKADNWKJF tentarei evitar um pouco ao longo desses capítulos. Booom, eu queria agradecer muito muito mesmo ao projeto por ter me dado a oportunidade de escrever essa fanfic,,,, nao sabia que precisava tanto dela ate ter escrito ela por oito horas consecutivas.
depois, agradeço a Lin @Genyaya que foi??? simplesmente???? faz-tudo???? esse ser humano perfeito fez novamente uma capa incrível pra mim (VOCES VIRAM???? OLHEM DE NOVO, PQ TA MUITO LINDA!) e também fez a betagem. cara, sem você eu tava perdida, viu? NERHJKDSFNKHJSFND
agradeço também a @gold_on_ice que me deu várias opiniões importantes quando obriguei ela a ler CEENHDASKNJDSFJ muito obrigada anjinho!
e sobre ter obrigado pessoas a ler, também tem a minha esposa não-tão-secreta ingrid @Lemone e o meu namorado por um dia @VoidD_ que definitivamente tem que voltar a escrever também CNJDSKAMKJFDA
provavelmente as notas finais do epílogo vão ser quilométricas, porque eu ainda sinto que não agradeci todo mundo direitinho, mas por hoje é só WNKAEJKLNDMWE
obrigada por ter lido!! até o próximo capítulo~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...