História A casa dos demônios - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Como Eu Era Antes de Você
Tags House, Mistério, Romance
Visualizações 9
Palavras 1.514
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Adultério, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Escrever faz com que as pessoas te olhem com outros olhos ao final de cada palavra. Bom, aqui é o meu refúgio e a história é muito envolvente, espero que gostem. Ps(opcional):Para um melhor entretenimento escutem as músicas citadas nos capítulos. Então, boa leitura. Xoxo❤🌸

Capítulo 1 - Prólogo



  Casa dos Demônios

   Eu estava deitada na cama, escrevendo coisas no meu diário. Estava na nova casa do Lago dos meus pais, a antiga era da minha avó e eles não à queriam porque tem medo de "fantasmas" e minha avó era uma carrancuda. Eu tenho um irmão mais novo; Yure, 12 anos, cabelo preto liso, olhos escuros. E também tenho um mais velho; Yan, 19 anos, loiro, olhos castanhos claros, boca super desenhada. E não, não é estranho eu falar assim do meu irmão já que a minha melhor amiga; Ley, é louca por ele mas finge que não porque acha que isso vai me magoar. E bom, eu tenho os cabelos longos, pretos, ondulados e não, ele não tem volume e não sou as garotas tumblr, tenho cara de peixe morto mesmo.
  A casa já está toda mobiliada, É uma casa bonita pra cacete, meu único problema foi o meu quarto, eu queria uma das duas suítes, mas a suíte a janela dava para uma floresta que há aqui do lado, e o outro quarto a janela dava para o lago. No fim escolhi a suíte mesmo. Mas o lago me inspiraria bastante pra terminar meu livro, melhor dizendo minha fanfic. E falando do demônio deuso do meu irmão;

-Mana, os pais liberaram a casa pra dar uma festa, ta afim de chamar a Ley? _ Yan falou com o corpo entre a porta.

-Ah não, seus amigos ficam tentando me convencer a perder a virgindade com eles, eu odeio isso. _ Falei revirando os olhos e voltando a atenção a Yan.

- Relaxa, já dei um jeito neles, agora veste uma roupa que preste e vai na cidade buscar a sua amiga, tenho muito o que conversar com ela. _ Ele deu um sorriso safado.

-Yan!! _ fiz cara de desaprovação e ri.
Vesti uma roupa qualquer por mim a que estava anteriormente estava boa, mas, Yan falou que não. Desci as escadas indo em direção ao andar de baixo, lá estavam meu primo Ryan e Yure, Ryan é da idade de Yan, tem os cabelos pretos, fortinho e a gente brincava de "Casinha" quando eu tinha 10 anos. Mesmo 6 anos depois, eu fico desconfortável ao ver ele, talvez seja porque meu primeiro beijo foi com ele, Meu primo! eu beijei o meu primo.

-Yasmin... _ Ele falou arfando como se sentisse alívio ao me ver.

-Ryan.. _ Fui até ele e o abraçei, fingindo que estava normal ao vê-lo.

-Tudo bem? _ Ele falou enquanto segurava meus ombros.

-Sim, mas agora tenho que ir, vou buscar a Ley. _ Falei em tom alegre. 

- Ah, claro, vai lá _ Ele disse e deu um beijo em minha testa.

Achei que fosse ficar paralisada lá, mas acho que to superando o fato da brincadeira de casinha.
Saí pela grama correndo e o carro estava na estrada logo ali do lado. Entrei e liguei o som; "Look what made me do- Taylor Swift". Dirigi até a cidade e ao chegar no final do corredor de árvores da tal floresta, vi duas criaturas estranhas, freiei o carro bruscamente. Olhei para frente e não havia nada, meu coração estava acelerado. Desci do carro e dei a volta nele, me abaixei para olhar embaixo do carro e tomei um susto ao ver um esquilo. Parecia que meu sangue havia parado de correr pelo meu corpo. Jurei ter visto umas criaturas bizarras, tinham chifres e uma cor estranha, branca...verde. eu não sei.
Levantei e entrei no carro, segui até a casa de Ley, fiquei alguns minutos dentro do carro, mas logo desci.

-Oi Mimi _ Falou o irmão de Ley de 4 anos com os dentes sujos de terra.

-Minha nossa, Você estava comendo terra? _ perguntei assustada enquanto o levava para dentro.

-Não não, foi um bolinho de "chocoate" que eu fiz. _Ele disse e saiu correndo sujando a sala toda.

Dona Cristina veio até mim, ela é mãe de Ley, mas parece irmã de tão jovem que aparenta ser. Elegante, sempre bem vestida.

-Ley saiu, mas volta logo._ Disse subindo as escadas e sorrindo.

-Ok.._ retribui o sorriso.

-Manhê. _ Ley entrou chutando a sandália para o canto da porta, e com algumas sacolas na mão. - Ue, não avisou que vinha, aconteceu alguma coisa?

-Não, vim te chamar pra festa do Yan lá na casa do lago. _Falei não muito animada.

-Ah, e por que não tá alegre? você gosta da casa do lago. _ Falou se jogando no sofá.

-Vai ou não? _ perguntei revirando os olhos.

-Vou, mas por que está tão desanimada? Se não quiser que eu vá, só falar.

-Não Ley, sabe que nem ligo pra você e o Yan.. _ Sorri - é que o Ryan está lá.

-Ainda pensa nisso? Aconteceu há tanto tempo, vocês eram crianças. _ Disse em forma de consolo.

-Será que é besteira minha mesmo? Ele nem deve se lembrar. _ Falei pensativa.

-É, e ele gostoso daquele jeito, deve ter beijado tantas minas, que nem se lembra disso. _ Falou como se tivesse imaginando o Ryan.

-Ley!!! _ adverti e ri.

-Vamos subir e você me ajuda a arrumar as coisas. _ falou me puxando.
                   ***

chegamos na casa do lago e Yan estava na porta, veio até a gente e cumprimentou Ley.

-Iai gatinha.._ Ele abriu um sorriso safado.

-Oi Yan.. _ ela piscou pra ele.

-Bom, eu vou indo, porquê esse clima não me agrada muito. _ Ri.

Entrei em casa e Yure estava na sala jogando video game, subi as escadas e fui pro meu quarto. Abri a porta.

-Ryan?_ fechei a porta e fui até ele.

-Oii, precisava de um lugar calmo, desculpa, to saindo. _ Ele falou se levantando.

-Não..pode ficar_ Sorri.

-O Yan e a Ley já estão lá embaixo conversando? _ ele perguntou com aquele sorriso perfeito.

-Uhum, eles não passam da conversa eu acho. _ Ri alto.

-Porquê a Ley não quer. _ Riu alto.

-Sei não.._ ri.

Fui em direção a ele e me sentei na cama ao seu lado.

-Eu odeio festas. _ fiz cara de desânimo.

-Eu não odeio, são legais pra se divertir. _me olhou fixamente.

-Tem razão, eu odeio os amigos do Yan.._ Ri e ele retribuiu.

-Ainda tentam transar com você?

-Sim.._ corei com a pergunta.

_Riu - É só você não dar bola que eles param.

-Só se eu der um tiro na cara deles. _ falei firme.

-Eii, calma_ riu.

Me deitei na cama ainda com os pés no chão, Ryan se deitou ao meu lado e ficamos olhando para o teto.

-E então? como ta a vida? alguma novidade? _ perguntei sem muita animação.

-Bem chata, não..nenhuma. _ Respondeu sem animação também.

Virei pro lado e observei os detalhes do rosto dele, o cabelo liso bagunçado, o deixava ainda mais bonito, a janela estava aberta então o vento invadia todo o quarto, o sol estava bem quente.

-O que acha da gente ir pescar? _ perguntei ainda o olhando.

-Acho uma boa_ ele se virou pra mim.

Estávamos cara a cara. fixei meus olhos em sua boca.

-Então vamos..

-Vamos.

_ vou pôr um biquíni_ ri.

-Posso tomar banho pelado? _ riu alto.

-Não é pra tomar banho, e sim pescar. e não, não pode tomar banho pelado. _Ri alto.

-Te espero la no píer. _ falou me dando um beijo na bochecha.

Fui até o closet e peguei um biquini verde. vesti um short Branco e fui até o píer, Ryan estava sem camisa, com aquele belo abdômen exposto..

-Iai? vem pescar ou vai ficar parada ai? _Falou enquanto pegava a vara de pescar.

Me aproximei e nos sentamos no píer. Lançei a vara de pesca e Ryan também.

-Fiquei com saudades de você._ falou olhando para o lago a sua frente.

-É, eu também fiquei, você resolveu ir embora. _ Olhei para baixo.

-Eii, sabe que não foi bem assim. _ Olhou pra mim e passou a mão no meu cabelo pôndo o atrás da orelha.

-É, mas, senti sua falta. _ meus olhos se encheram de lágrimas.

-Não faz isso, amo você. _ passou a mão no meu rosto.

-Não da Ryan, eu só tinha você e você foi embora, eu sei que era porquê o seu pai batia na sua mãe e eu entendo, mas as vezes não queria entender. _ Lágrimas cairam pelo meu rosto.

-Não fui embora só por isso.._ ele falou olhando para água nos seus pés.

_ Respirei fundo, passando a mão no rosto. - e pelo que mais então?

Um peixe mordeu a isca de Ryan e ele voltou sua atenção a pesca. Se levantou e puxou o peixe. Um peixe bem grande até.

-Olha, é um peixe bonitinho. _ falou o tirando do anzol.

-Sim.._ falei sem dar muita importância.

-Acha melhor devolvermos? _ perguntou olhando pro peixe.

-Não sei, você que sabe. _ me levantei não dando importância e indo em direção a casa.

-Eii!!

Ryan correu até mim e me virou de frente pra ele.

-Está puta comigo?_ perguntou me olhando.

-Não...só não quero mais pescar. _ falei cínica.

-Ah..tá bom.

Ryan me botou no ombro dele e eu gritei para que botasse no chão, mas foi em vão. Ele me jogou no lago e pulou em seguida.

-Ryan!!! _ falei brava.

-Vamos só tomar um banho_ riu.

-Não, eu não vou tomar porcaria de banho algum!_ falei indo em direção ao píer.

Ryan me abraçou por trás. Senti uma sensação estranha.

-Fica aqui comigo.._ ele falou com sua respiração quente no meu pescoço, agora molhado.

                           ***


Notas Finais


Até o próximo. E espero que tenham gostado.🌸


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...