História A caso de um destino - Capítulo 2


Escrita por:

Visualizações 10
Palavras 1.310
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Literatura Feminina
Avisos: Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Agora sim vamos conhecer o trajeto dessa nova jornada😚🌏🚀

Capítulo 2 - A princípio part-2


Fanfic / Fanfiction A caso de um destino - Capítulo 2 - A princípio part-2

A princípio de tudo eu sempre fui aquela menina que conquista seus objetivos e tals mas confesso que até onde eu cheguei eu ainda sinto medo, isso é tão ridículo mas eu também sou humana, pego meu look ( um cropped amarelo tomará que caia com um laço em corte v e uma calça jeans azul clara e pra ficar mas elegante um salto nude)
Eu nunca dei trabalho para os meus pais, olha que minha mãe quando jovem aprontou muito acho que é por isso que eu sou tão reservada, dói muito ver as pessoas te julgando como seletiva, mas não é assim..... quando eu vejo que não estou me sentindo confortável eu saio mas hoje finalmente eu irei mudar isso, daqui a pouco serei uma jovem adulta e isso muda tudo, fiz uma make bem natural, peguei minha bolsa e dei tchau para o peludinho o meu bebê dog, desci as escadas e fui em direção a porta quando minha mãe me chamou pra ir ajudar ela com a Sophie

- Senhora Roxy onde pensa que vai?

- Ora senhora minha mãe eu irei ver um filme com a Nikkie e a Dani algum problema? -disse imitando o lado sério de minha mãe

- Óbvio esse look não combina nada pra ir ao cinema, pode botar algo mas escuro- minha mãe era modelo quando era jovem, ela é a filha da Celeste NewSome outra modelo que era super bem sucedida que criou a tão renomada loja Victoria Secrets em homenagem a minha mãe, minha vó me dizia que quando a mamis era pequena ela era cheia de segredos e por isso ela botou o nome da filha na loja, mas tudo mudou quando ela conheceu meu pai um homem de poucos bens e que com muito esforço se tornou uma referência de Professor, minha avó nunca se deu bem com meu pai por isso minha mãe teve que desistir desse mundo da moda pra viver ao lado do meu pai, quando eu nasci nos mudamos pra Carolina um dos pequenos estados de Lléa , hoje em dia minha mãe é dona de casa e ajuda as mulheres como consultora de moda por isso admiro muito minha mãe- um look em preto e azul realça seus traços sabia?

- Sei madame mas hoje eu descido ir bem natural- dou uma piscada pra ela e um beijo nas duas, pergunto a ela se tudo bem eu voltar mas tarde por causa da Sophie mas ela me dá liberdade pra voltar tarde, saio de casa e pego um Uber pra cada da Nikkie aonde é o point pra irmos ao shopping, o fato de irmos hoje é que é sábado e a gente vai se encontrar com o pessoal da escola então isso significa que o encantador Mateus vai estar lá oque de fato interessa muito a Nikkie já eu e a Dani queremos ver o novo filme A pequena distância , chego lá pago o Uber e interfono para entrar no apartamento, mesmo que eu já tenha ido lá umas mil vezes isso é uma medida de segurança, dou um Boa noite pro Sr.Oswal o porteiro e pra recepcionista do turno da noite que não sei o nome e suponho que era nova no ambiente, entro no elevador e clico no número 7 aproveito e me olho no espelho pra ver se a make estava boa ou algo assim.

Saio de lá e chamo a Nikkie, diferente de mim a Nikkie é uma socialite nos conhecemos pois a mãe dela é muito amiga da minha oque facilita as minhas idas pra casa dela. Pode entrar grita ela de longe, entro e deixo minha bolsa no Sofá e vou até o grande e espaçoso quarto da Nikkie

- Já chegou?-ela falou espantada

- Não ainda estou em casa Nik!- disse irônica
- Credo sua velha- disse jogando o travesseiro em mim

- Ai!-Gritei quando o travesseiro foi em direção ao meu rosto oque me fez cambalear um pouco- pois agora dona Nik eu vou embora- Sendo um pouco dramática

- Aí Roxy eu já falei que existe uns remédios para a meno pausa sabia?

- Sei muito bem , eu até vou pegar uns dos seus- retruquei, sentei na cama dela e observei ela se maquiando

- Que foi em?, oque eu tô fazendo de errado agora- ao contrário de mim a Nik sempre usou makes carregadas e isso sempre despertou curiosidade em ver ela bem natural

- Tá um pouco carregado, ficaria mas bonito naturalmente e você nem precisa de make- disse entediada

- Hum, okay mas só dessa vez vou permitir você me ajudar aqui só dessa vez- complementou mandona

- Bem usa um tom nude alaranjado já que tu é branca vai realçar bem os lábios, e uma um contorno opaco bem fraco e um blush levemente rosado- fui dando as instruções e acredite se quiser né que ficou demais a make- bem agora eu vou ligar pra Dani ela está atrasada- quando penso em ligar toca a campa- Já estou indo

- Dani!- sorri contente em ver minha parceira de todas as horas

- ROXY me socorre- disse desesperada

- Oque foi?

- Nada não eu só estava treinando pro teatro- falou entediada

- Para com isso Dani a próxima vez eu não sei se vou acreditar nesse seu teatro

- Credo assim que você fala com sua velha amiga?

- Nada disso de velha é só vc aqui Dani- gritou Nikkie

- Chata- rebateu Dani

- Chega vcs duas eu em- guie a Dani ao quarto da Nik- Nikkie Fendsong não creio no que estou vendo você usando um vestido rosa que mudança

- Hum ...pronto não posso ficar mas natural - imitou o meu jeito

- Nossa realmente você ficou mas linda naturalmente, do que aquele batom vermelho- Disse Dani

- aiaiia vcs duas assim não vale é covardia sabia? 2 contra uma pobre inocente como eu- Nessa hora ela se jogou na cama fazendo drama

- Pelo que sei quem está fazendo teatro é a Dani, mas pelo jeito você deveria fazer também viu, é muito boa essa encenação- disse aplaudindo e Dani me acompanhou

- Na verdade ela aprendeu comigo- Disse Nik pegando a bolsa e fechando a porta do quarto para irmos ao cinema

- Ata- complementou Dani

- vamos?- perguntei ansiosa para ver o filme
- Tá tá só vou fechar tudo- Depois de fechar tudo descemos de elevador e formos entrando no carro da Dani, como Dani era mas velha ela já tinha habilitação então formos traquilas seguindo de carro até o shopping

- Eai dona Nik como vai reagir quando Mateus ficar aos seus pés com esse look incrivelmente magnifique- tentou Dani imitar um francês oque não teve sucesso

- Gente eu desencanei do Mateus a um tempo, então não se preocupe vcs não vão ficar de vela- argumentou Nik sorrindo

- Okay vou fingir que acredito em você - falou Dani

- faço das palavras da Dani as minhas- falei em ironia

- Chegamos meninas- disse Dani no estacionamento

-Vamos-sair do carro fui em direção a entrada com as meninas e paramos na frente pra ver aonde estacionamos, reparei na grande altura do prédio e em como é bonito por fora e por dentro,

{○●○●○●○●○●○●○●○●○}

No Próximo capítulo ...

-Roxy aquele não é o Jonh?
Olhei surpresa para aquele incrivelmente lindo garoto, aquela combinação perfeita de olhos azuis e cabelos pretos e o sorriso com covinhas era de deixar qualquer uma em suspiros
- Não pode ser, Dani ele estava fazendo intercâmbio se lembra?
- Sim, mas oque será que ele está fazendo em Carolina, então?
- Bem eu não sei vocês- disse Nik entrando na conversa- mas eu vou lá falar com os meninos disse se referindo ao grupo de nossos amigos aonde o Jonh estava.

{○●○●○●○●○●○}


Notas Finais


Gente espero que gostem dessa continuação, tive que dividir em três partes esse capítulo mas não se preocupem em breve postarei a terceira parte 🚀♥️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...