História A Catastrophic Night - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Itachi Uchiha, Menma Uzumaki, Naruto Uzumaki
Tags Itanaru, Naruita, Shikaneji
Visualizações 116
Palavras 1.942
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 3 - Capítulo 2


  A semana que se passou não tinha sido nada fácil para Naruto; os empregados lhe ignorava na maioria das vezes; Itachi evitava falar ou olhar para si; quase não estava comendo; e so ficava em seu quarto, a qual dividia com seu "marido".

Ele ja estava achando que seu irmão era um monstro. Não era possível que todos daquela casa o odiasse tanto sem motivo. Menma deve ter feito seus empregados de gato e sapato, ou bem pior.

A única pessoa que teve coragem de falar consigo, foi Hinata - assistente da cozinheira, ou coisa do tipo. Ela era um amorzinho, apesar que as vezes falava coisas meio estranhas, dando a impressão que os dois ja tiveram um caso ou algo parecido; o que ele não duvidava nada, conhecendo Menma como conhecia.

Hinata não ficava muito consigo, apenas alguns minutos, já que ela tinha que ajudar na cozinha. Naruto tentava não toma tanto o tempo dela, e sempre elogiava a comida que a Hyuga preparava.

Descobriu que o primeiro rapaz que tinha encontrado se chamava Neji e que ele era o braço direito de Itachi. Neji era sério, mas as vezes mostrava um lado extremamente gentil para com Hinata; Naruto até chegou a pensar que ele gostava dela, mas logo descobriu que os dois eram primos.

Lembrou também de Sasuke, o irmão mais novo do marido de Menma. Diferente do irmão, Sasuke não lhe ignorava, até falava consigo algumas vezes, mas era raramente e sempre tinha um olhar de desinteresse no rosto pálido.

Não teve a oportunidade de conhecer melhor a casa, os únicos lugares que conhecia era a sala, a cozinha e seu quarto; o que tornava sua vida ainda mais entediante. Queria muito sair daquele cômodo e ir conhecer os outros. Porém da última vez que tentou, acabou entrando - sem querer - no quarto de Sasuke e o viu do jeitinho que veio ao mundo. Além da vergonha, não tinha sido uma visão muito agradável.

Ligava todos os dias para seus amigos, Ino e Shikamaru. Contava as poucas coisas que ocorriam ali, ouvia o riso histérico da amiga e ainda tinha que aguentar Shikamaru lhe dando sermões. Porem depois que mandou uma foto - que tirou secretamente - de Neji, o amigo parou de irrita-lo, querendo saber mais sobre o tal rapaz.

Estava no quarto, quando ouviu um barulho alto vindo do andar de baixo. Levantou-se da cama, caminhando para fora do quarto. Se apoiou no corrimão e observou um rapaz tentando pegar cacos de vidro do chão, acabando por corta a mão.

- Ei! - Naruto desceus os degraus apressado, assustando o outro

- Senhor Menma, me desculpe. Foi sem querer... Eu... - O homem estava a ponto de chorar quando o loiro se aproximou mais.

- Você está bem? Sua mão está sangrando. - Uzumaki tocou a mão alheia com cuidado, surpreendo completamente o homem. - Seu nome é Iruka ne?

- Eh... Sim? - o outro se encontrava confuso, será que seu patrão tinha enlouquecido?

- Vou cuidar dos seus ferimentos...

Naruto avisou antes de sair correndo até a cozinha atrás da caixinha de primeiros socorros, a encontrando em cima da geladeira. Ignorou os olhares curiosos e voltou para sala. Iruka tentava pega os cacos de vidros, sendo repreendido pelo loiro.

O corte não tinha sido grave, o que Naruto agradeceu e sorriu para o mais velho. O loiro era formado em Medicina e trabalhava em um hospital perto de sua casa, não ganhava muito, ja que na maioria das vezes recebia pessoas sem condições financeiras, porém amava seu trabalho e ainda mais ajudar pessoas necessitadas. Contudo, depois dos últimos acontecimentos, acabou sendo demitido por conta das ausências sem justificativa. Agora eu sou um merda completo, pensou quando recebeu a ligação do seu chefe.

Iruka observava os cuidados de seu patrão para consigo; apesar de ser estranho aquilo tudo, o sorriso gentil que insistia em ficar nos lábios de "Menma", era acolhedor e muito bonito.

- Terminei. - avisou Naruto suspirando aliviado. - Eu cuido dos vidros, não se preocupe. Por hora, apenas descanse, sei que não foi um corte muito grande e nem grave, mas o senhor parece cansado. Trate de limpa o ferimento, se não infeccionarar.

- Sim... - murmurou o outro sorrindo tímido, seu patrão até que era gentil quando queria.

Assim que Naruto terminou de limpar os cacos de vidro, foi em direção a cozinha, encontrando apenas Hinata cortando cebola enquanto cantarolava uma música baixinho.

Naruto ficou a observando encostado no batente da porta. Hinata além de bonita, tinha uma voz de anjo e era super gentil. Não que ele estivesse interessado - Não estava, a via como uma amiga -, mas não podia negar os fatos.

- Está preparando o que de bom, Hina? - Perguntou assustando a menina de fios longos e escuros, fazendo-a derrubar a faca no chão. - Ops!

- Menma-Kun! - ela o repreendeu corando com o sorriso brincalhão do loiro. - Você me assustou! Isso não se faz.

- Sorry? - Naruto colocou a lingua para fora e juntou as mãos em um sinal de desculpas.

- Bom... - ela começou depois de se recuperar do pequeno susto - Estou apenas cortando as cebolas que a Yumi havia me pedido. Não faço ideia do que ela fará.

- Yumi? - repetiu o nome confuso.

- Você ainda esta sobre efeito da bebida? - Hinata riu e Naruto fez bico - Yumi é a cozinheira, sabe. Aquela que o senhor Itachi contratou ja tem uns... dois anos?

- Oh! - ele abriu a boca coçando a nuca envergonhado. - Eu to muito esquecido esses dias.

- Sei. Você ainda é estranho, isso sim.

- Estranho?

- Sim, Iruka-San veio me dizer que o senhor o ajudou. - ela arqueou as sobrancelhas - O senhor não é muito de ajudar as pessoas. Além de que voltou com o cabelo loiro e com uma educação fora do normal, desde quando o senhor diz obrigado?

- As pessoas mudam.

- Não o senhor.

- Nossa! Assim você magoa meus sentimentos, Hina.

- Estou sendo realista. - Ela deu de ombros, fazendo o loiro revirar os olhos e puxar uma cadeira para se sentar.

- Estou com fome. Desde que voltei, ando comendo bem pouco.

- Menma... - Hinata o chamou - Você sempre comeu pouco, com medo de ficar gordo. - disse ela girando os olhos.

- Eu era louco... - Naruto falou.

- O senhor não era louco, o senhor é louco.

- Esse negócio de senhor, de alguma forma, me irrita. Faz me sentir velho. - resmungou o loiro deitado a cabeça na mesa. - "Você" está bom.

- Como preferir.

{...}

Naruto ficou mais um tempo falando com Hinata, até se ofereceu para ajudar, mas a morena negou, alegando que dava conta. Depois de uns minutos, voltou pro seu quarto, se surpreendendo ao encontrar Itachi. O Uchiha arrumava a cama bagunçada enquanto bufava irritado. Naruto o observou dos pés a cabeça; calça moletom, blusa de manga longa da cor branca e pantufas rosas.

O loiro riu, Itachi era fofo, apesar de ter uma aparecia assustadora.

- Pensei que tinha saído. - ouviu a voz do outro e abriu a boca em um perfeito "O". Como ele sabia que Naruto estava ali?

- Saído? Para onde eu sairia? - perguntou, não obtendo resposta. - Eu pensei que você que tinha saido!

- Eu? - o Uchiha se virou para olhar o loiro. - Eu estava no Jardim. - respondeu ele por fim, continuando logo em seguida. - Não trabalho no domingo, você deveria saber melhor que ninguém. - um suspiro saiu por entre os lábios de Itachi.

- Ah! Desculpe...

Os dois ficaram se encarando em silêncio. Naruto mexia as mãos sem jeito, o olhar do mais velho lhe deixava nervoso, muito nervoso. E o clima do lugar so piorava as coisas.

Itachi foi o primeiro a desviar o olhar, indo em direção ao banheiro. Uzumaki respirou fundo umas três vezes, lidar com Itachi era realmente difícil, nunca sabia quando o moreno estava feliz ou triste, ou nervoso. Ele sempre demonstrava a mesma expressão; sério.

Naruto deitou no chão gelado, fechando os olhos logo em seguida. Não sabia o porque ter deitado ali, mas sentia que Itachi não iria gosta nada nada se voltasse a deitar na cama novamente.

Ele cantava a mesa música que Hinata cantava mais cedo, lentamente e com um sorriso nos lábios. Cantava ignorando completamente o mundo a sua volta, se permitindo relaxar um pouco.

O medico, com seus membros tão relaxados, tinha ate se esquecido que estava no chão; so foi se dar contar de tal fato, quando sentiu algo molhado e gelado tocar seu braço e um barulho alto atigir o piso de madeira.

Abriu rapidamente os olhos com o susto, encontrando Itachi completamente pelado e molhado alisando o braço vermelho. O moreno murmurava coisas desconexas, enquanto seu rosto ficava avermelhado; Naruto não soube se era pela vergonha ou se era pela raiva.

- O QUE DIABOS VOCÊ FAZ DEITADO NO CHÃO? - Gritou o Uchiha, fazendo o loiro gargalhar. - Por que está rindo? - Perguntou Itachi em um tom mais baixo.

- Você...

- Eu o que?

- É muito engraçado...

- An? Do que está falando criatura?

- Não sei... - Uzumaki parou um pouco, para respirar - É que vê você assim, jogado no chão todo pelado com o rosto completamente vermelho, é uma cena muito engraçada.

- Vai se ferrar, Menma. - Itachi virou o rosto se levantando do chão. - Idiota. Isso é culpa sua que fica deitado no meio do quarto.

- Desculpa... - mais risos.

O moreno revirou os olhos caminhando até seu guarda-roupa. Naruto parou de rir para observar o corpo do Uchiha; era bem diferente do corpo de Sasuke. Era mais músculo, não era tão pálido, e por algum motivo, dava muita vontade de tocar, deixar várias mordidas e chupões e...

Opa, pera la... No que você está pensando Naruto?

O loiro balançou a cabeça, desviando o olhar do corpo alheio; envergonhado. Sentiu sua barriga roncar, e resumiu que aquele era o motivo daqueles pensamentos... estranhos. Era so ele comer que tudo resolveria.

- Itachi vamos almoçar. - Naruto se levantou do chão, chamando a atenção do outro para si.

- Oi?

- Comer Itachi, eu sempre fico sozinho la embaixo. É chato. E você como meu marido, tem que ficar lá comigo. - disse dando de ombros.

- Você está bem? - o Uchiha inquiriu enquanto colocava a camiseta. - Quer que eu ligue para o médico?

Nem o loiro sabia do porque está chamando logo Itachi, mas ficar sozinho novamente não ia rolar. Era acostumado a comer enquanto ouvia Ino falar sobre seus "boys", ou ouvir Shikamaru falar o quanto era um saco seu trabalho. Nunca houve um dia que comera sozinho, sempre estava acompanhando de alguém; conversando e se divertindo. E mesmo que nao fossem falar um com o outro, ele não se sentiria só. Além de que era uma boa tentar se aproximar das pessoas daquela casa.

- Então, agora que você está arrumado, vamos? - perguntou o loiro ignorando a pergunta anterior.

- Pensei que nao gostava de companhia na hora do almoço ou na hora do jantar, ou em qualquer hora. - o mais velho falou debochado.

- Mudei de ideia, adoraria te-lo como companhia.

Ok, talvez isso tenha soado um pouco estranho, pensou ele corando um pouco.

- Tudo bem então. Faça algo suspeito e eu arranco sua cabeça fora. - avisou saindo do quarto.

Naruto riu alto, acompanhando o outro ate o andar de baixo.


Notas Finais


Espero que tenham gostado!
Desculpe qualquer erro e até o próximo ^^
Bye!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...