História A cenoura do Jungkook! - Jikook (OneShot) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Tags Jikook
Visualizações 298
Palavras 2.338
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


VOLTEI ( ≧Д≦), com o bônus!.. Na madrugada memo( ꈍᴗꈍ)

Depois de quase 2 meses?! Pq? Bem, sem criatividade na hora do hot, E sem tanto tempo pra focar nas minhas fanfic's, por causa da escola, provas e mês q vem ainda tem o Enem..

Mas, em breve terei mais tempo para me concentrar, ao menos 70%? nas próximas fanfic's q vou postar.

E quem n sabe dessas fanfic's, é pq n leu Night One. Nas notas vai estar o link pra quem quiser ler.

Bom, desfrutem desse lemon meio improvisado e talvez 'romantiquinho pq, né? "Ótimo", talvez n esteja.. desculpem se houver erros de ortografia, n deu para revisar.

Ah! E muito obrigada pelos 62 favoritos e a quem comentou tbm, é muito importante pra mim saber q tem gente q gosta do q escrevo.
AMO vcs ( ╹▽╹ )


Boa leitura, minhas coelhas e coelhos! (◕ᴗ◕✿)

Capítulo 2 - Cenoura no buraco; Bônus


"Coelhos entram no cio. E quando eles querem fazer amor, você não terá escapatória." 🥕🕳️



A noite estava calma, o céu limpo sem nenhuma nuvem impedindo de se ver a lua cheia que brilhava junto de milhares de estrelas, ao seu redor.

Algumas famílias jantavam, casais passeavam a luz do luar e alguns pais aproveitavam para caçar, e procurar vagalumes com seus filhos pequenos.

Dentre todas aquelas casas com as luzes acesas, apenas uma estava com as luzes apagadas.

A casa do "casal" Jimin e Jungkook. Quem passasse em frente, diria que os dois já estavam dormindo, deviam estar cansados por causa do dia ter sido cheio. Mas é como diz um (talvez) ditado: O que acontece dentro da casa permanece dentro da casa.

Os dois jovens estavam no último degrau da escada, Jimin encostado na parede e no colo de Jungkook. Estavam aos beijos, quase se comendo alí mesmo.

Jungkook beijava Jimin com certa vontade e desejo, como se necessitasse muito daquilo. Enquanto o beijava, Jeon  de vezes, também dava falsas estocadas no menor, o fazendo gemer e suspirar entre sua boca.

— Hm-aw... Jungkook

— Oh, Jimin-ssi..

Jungkook para o beijo e vai distribuindo selos molhados e algumas mordidas pelo maxilar e no pescoço do loirinho. Dando fortes chupões, fazendo assim, Jimin gemer em antecipação.

— Ah Jimin, você não tem ideia do quanto eu quero fazer amor com você. - Jeon dá um leve selo nos lábios de Jimin.

— "A-amor"?

— Sim. Ou você acha que eu só quero foder você e nada mais?- Jeon olha nos olhos do loiro e diz. - Jimin, eu tenho uma coisa pra dizer e sinto que ela não pode mais ser guardada só para mim...

— O-o quê?! - Jimin pergunta, meio receoso.

— Eu te amo. E não é pouco, eu quero ficar com você, quero dormir de conchinha com você, quero passar dias de carinho, quero levar café da manhã pra você na sua.. nossa cama, quero apreciar sua beleza enquanto dorme, quero andar na rua de mãos dada com você, quero mostrar pro mundo que eu sou a pessoa mais feliz do universo ao lado de quem amo. E não é só foder você que eu quero... Quero fazer amor, por que é algo mais forte, sentimental e prazeroso. Algo que somente casais que se amam verdadeiramente fazem, e eu queria saber Jimin.. esse amor que eu sinto é recíproco ou é apenas eu que sinto?!

Após se declarar, Jeon permaneceu encarando o rosto do loirinho, que continha o cenho pouco franzido pensando em tudo que Jungkook havia lhe dito, lembrando de imediato que dês dos seus 15 anos sempre sentira a mesma coisa pelo moreno alto, que ainda estava consigo no colo.

— Jungkook, e-eu.. - antes que terminasse de falar, Jungkook o colocou no chão e começou a descer as escadas. Sendo impedido de imediato por um baixinho que puxou seu braço e o beijou. Um breve selo, rápido como uma folha de papel caindo no chão, porém, com sentimentos. - Me deixa falar primeiro.. - Jimin sussurra rente aos lábios de Jungkook. - Você as vezes é um idiota, mas.... Eu te amo.

Ao ouvir essas tais palavras serem pronunciadas, Jeon abre um sorriso fazendo com que seus dentinhos de coelho aparecessem, algo extremamente fofo aos olhos de Jimin.

— Para seu idiota! - Jimin da um tapa no braço esquerdo de Jungkook e o empurra de leve.

— Ai! O que foi que eu fiz? - Jungkook pergunta, acariciando o local do tapa.

— Argh.. Por quê você tem que ser tão lindo? Por que fez eu me apaixonar por você? - Jimin esbraveja apontando para o moreno, que sorriu sapeca se aproximando do baixinho.

— Talvez se você deixar, eu te mostro o "por quê". - Jeon fala, pondo as mãos na cintura do Park e o puxando mais para si, deixando seus corpos  bem colados. — O que você me diz, Mochi? - em seguida põe o rosto perto do pescoço de Jimin, respirando fundo, sentindo o doce perfume que sempre lhe deixará louco de tesão.

— Ah, Jeon! Desgraçado~ - suspira ao sentir o nariz de Jungkook passar por seu pescoço, seguido de um selinho molhado.

Enquanto Jimin suspirava e soltava arfares manhosos rente ao ouvido de Jungkook, o mesmo deixava marcas avermelhadas – que logo seriam roxas –, por causa das mordidas e sugadas que dava no pescoço do loirinho. O moreno passa a língua no pescoço de Jimin, que morde o lábio inferior para reprimir um gemido, subindo até o lóbulo de sua orelha o mordendo levemente.

Ele pega o loirinho no colo e segue até o final do corredor, onde ficava seu quarto, adentrando o local com um pouco de dificuldade por conta de um baixinho que não parava de beijar seu pescoço e de se esfregar em si. Estava pirando, a maneira com que Jimin passava suas mãos pequeninas por seu corpo, lhe excitava cada vez mais. Como na casa só vivia os dois, Jungkook nem se deu o trabalho de fechar a porta, indo direto para sua cama e deitando Jimin nela, ficando de pé fora da mesma apenas observando o rosto de puro desejo que Jimin fazia.

Perdição.

Jimin era sua perdição, o seu pecado, o seu poço sem fundo, o seu demônio com aparência de anjo. Jungkook, ao menos lembrava quando havia deixado seus hormônios tomarem conta de si, lhe fazendo cair no abismo de puro desejo e prazer que sentia por Jimin.

Ver o menor deitado na cama, com as bochechas completamente coradas e respirando com a boca entreaberta, deixava Jungkook sem chão. Poderia chegar em seu ápice apenas por olha- lo daquela maneira tão pecaminosa.

Jungkook se aproxima da cama e tira sua própria camisa, deixando seu peitoral malhado a amostra, enquanto que Jimin se sentava na ponta da cama. O loirinho olha para a calça do moreno, que continha um grande volume e depois olha o rosto do mesmo, em um mero pedido mudo para que pudesse toca-lo; que foi concedido apenas por um sinal de cabeça.

O Park então começa a abrir a calça do mais alto, revelando sua cueca Boxer preta, a costumeira que via quando Jungkook resolvia andar pela casa somente de cueca e que sempre marcava muito bem o contorno de seu pênis. Sem mais demorar, Jimin abaixa a Boxer de uma vez fazendo o membro bater em sua bochecha direita por estar perto. Ao ver o tamanho, Jimin quase se arrepende se não soubesse que o seu tipo preferido de cenoura era o grande e grosso, então isso só o fez salivar ainda mais passando a língua pelos lábios de forma totalmente sexy.

Ele segura na base do pênis de Jeon, logo dando um beijinho bem molhado na glande seguido de uma leve mordida, fazendo Jungkook fechar os olhos e dar um gemido rouco arrastado.

— Mmh, Ggukie! É tão grande.. - o Park coloca em sua boca apenas a glande e chupa, passando a língua na fenda. - Imagino se vai entrar em mim.. - Jimin da um riso soprado.

— Ah, Jimin.. hm, seu pervertido com cara de inocente! - Jungkook tira as mãos do menor de seu membro e o segura passando como se fosse um batom, nos lábios de Jimin. - Vai, chupa logo.

— Com o maior prazer..

Jimin começa a chupa- lo devagar, indo lentamente apenas provocando uma leve tortura em Jungkook, o que funcionou pois ouviu em gemido sôfrego escapar dos lábios do maior. Jimin continuava com aquele vai e vem todo, tudo com a maior devoção e prazer que queria proporcionar a seu parceiro, mesmo nunca tendo feito um boquete em ninguém, ele estava tentando o máximo para se sair bem na sua primeira vez.

— A-ahg, Jimin... Hehe, como alguém.. Awn.. inocente sabe fazer isso tão bem, hm?! - Jungkook segura os fios loiros e força a cabeça do menor, o fazendo engolir mais ainda seu falo, chegando a sua garganta, fazendo Jimin se engasgar um pouco. Deixando Jungkook meio inerte e levemente avoado por causa do contato.

Jeon começou a movimentar de leve seu quadril, fodendo a boca do loirinho, que agora continha pequenas gotículas de lágrimas em seus olhos e sua saliva que começava a escorrer pelos cantos de sua boca.

— Mmh ah.. já tá bom.. - Jimin para de chupar o membro do moreno, limpando a saliva dos cantos de sua boca com a costa da mão esquerda. - Eu quero gozar em um lugar muito mais melhor. - Jeon fala, com um sorriso sacana nos lábios.

O Park passa seus braços em volta do pescoço de Jungkook e o puxa para cima da cama, o deixando em cima de si; lhe dando um selinho rápido, sorrindo sapeca em seguida.

— Gosta de ficar por baixo? Ótimo, vou adorar ver suas expressões de prazer quando eu estiver dentro de você... - Jungkook ataca os lábios de Jimin num beijo necessitado, introduzindo sua língua dentro da cavidade bucal do menor. Suas línguas brigavam por espaço, uma tentando invadir a boca do outro, ambos chupavam e mordiam em um ritmo moderado, nem rápido e nem lento, apenas se deixando aprofundar mais na imersão que era ter e sentir a presença de quem amavam. - Abre as pernas pra mim.. Minnie-hm.. - Jungkook diz entre os lábios do outro, que morde seu lábio inferior o puxando um pouco.

— Tá bom, Kook-ah.. m-mas, vai devagar. - Jimin indaga, começando a ficar meio inseguro.

— Ei ei, calma! Relaxa, tá? Olha, me  dá sua mão.. - Jungkook segura na mão esquerda de Jimin e entrelaça seus dedos. - Se doer ou se não estiver confortável, me avisa ou aperta minha mão com força..

— T-tá bom, Ggukie! - Jungkook sorri e beija Jimin calmamente, passando confiança para ele e tentando o distrair um pouco enquanto começava a penetra- lo lentamente. - AWN.. Mmh..

— J-jimin?! Tá tudo bem? 

— Awn.. eu tô bem. Só sou muito sensível.. Vai com calma.

Jeon começou a penetra- lo com todo cuidado para não machuca- lo, porém como o menor era muito apertado, dificultava um pouco as coisas. A medida que ia entrando, sentia o quão quente e acolhedor era o interior do Park. Os dois, gemendo um o nome do outro, com toda aquela quentura e tensão/tesão no quarto, se afundavam cada vez mais nas profundezas do céu e voltando ao chão com o quão bom estava sendo aquilo que estava para fazer..

— A-ahn, já foi tudo?

— Quase.. o-ohn.. Mmh, Jimin!

— Jungkookie, já.. po-pode se move-awn.. hm.. Ggukie-ah

— Oh, Jimin-ssi.. hm-hm

Jungkook começa a se movimentar devagar mas com estocas fortes, fazendo Jimin se engasgar as vezes com os próprios gemidos que dava. Aos poucos começava a ir mais rápido, pegando ritmo e atendendo aos pedidos meio desconexos que Jimin falava em meio aos gemidos. Vez ou outra deixava um chupão pelo tórax do menor, chupava seus mamilos rosados e deixava algumas marcas de mãos por sua cintura, coxas e bunda.

Com tudo aquilo acontecendo, Jeon poderia jurar que era tudo mais um sonho erótico que estava tendo com jimin. Mas, estava tão carnal que seria impossível ser apenas um simples sonho. Não!. Era real, era sentimental e o amor estava presente naquele romântico momento de carícia que era demonstrada pelos dois garotos, pois agora eram um só.

— Ammh.. mai-is anh.. FOorte

Como foi pedido, Jungkook foi mais forte como pedirá seu amado, mas tomando o devido cuidado para não machuca- lo. Passado um tempo na mesma posição, Jeon resolve colocar os pernas de Jimin por cima de seus ombros, facilitando um pouco mais em suas investidas, deixando seu rosto próximo do menor e o beijando meio desajeitado enquanto continuava com as estocadas rápidas, fortes e agora fundas. Conseguindo acertar o ponto doce de Jimin, o fazendo gemer mais alto por cada investida dada naquele lugar, o levando ao delírio, ao puro deleite e o levando ao céu ao mesmo tempo. Mais algumas estocadas naquele lugar e Jimin iria chegar em seu ápice, assim como Jungkook também estava chegando.

— Goza comigo, Jimin-ssi.. ohm - Jeon segura no membro de Jimin e começa a o masturbar na mesma medida de suas estocadas.

— AWNN.. Kookiie, eu... Eu vou..awwn

— Vamos juntos.. awn-mmh

Os dois têm seus ápices juntos, Jimin melando seu abdômen e o de Jungkook, assim como a mão do mesmo, de sêmen e Jeon dentro de si, lhe preenchendo bastante, chegando até a escorrer.

— E-eu.. me sinto cheio.. - Jimin diz, tentando normalizar sua respiração, assim como Jungkook, que estava na mesma situação.

— Gostou.. ahn, Jimin?

— Sim. Eu adorei. - Jimin sorri, um pouco cansado.

Jungkook se retira de dentro do menor e recebe um gemido meio frustrado e um bico nos labios do mesmo. Sorri com a atitude meio "infantil" do seu Hyung e se inclina para beija-lo, um beijo singelo e carinhoso, que transmitia todo o amor que queria dar ao seu pequeno.

— Eu te amo, Park Jimin.

— Eu também te amo.. Jeon Jungkook.

Jeon sorri, se deitando direito ao lado de jimin e o puxando para se acomodar em seu peito, o abraçando e lhe dando um beijo na testa.

— Ggukie, minha bunda ta 'duendu.. - Jimin fala com um bico enorme nos lábios, assim tirando um riso de Jungkook.

— Mas eu nem peguei tão pesado assim, Jimin!

— Mas.. E-eu nunca tinha feito antes. - Jimin se ergue um pouco para encarar o maior. - Você... Você, poderia ter sido mais gentil.. - o loirinho encara Jungkook com uma cara zangada, o que só fez o mesmo soltar uma gargalhada.

— Não peguei pesado e outra, eu avisei que a minha cenoura ia acabar com o seu buraco.

Instantaneamente, Jimin ficou vermelho de tanta vergonha, mesmo tendo acabado de fazer amor com seu "melhor amigo", porém agora seria namorado. O jeito que Jungkook falava algum tipo de malícia para cima de si, ainda lhe deixava sem jeito ou fala alguma.





Notas Finais


Cabô

Me desculpem por esse lemon meio ruim e pequeno na madrugada, queria ter feito melhor, mas sem a divina criatividade não dá pra fazer.

Comentem aí oq acharam, ou o q vcs quiserem (gosto de saber oq meus leitores acham do q escrevo)

Night One, pra quem ainda n leu e em breve sai o capítulo 4, basta eu ter tempo para escrever.
Link: https://www.spiritfanfiction.com/historia/night-one--jikook-one-shot-16117696

Acho q é só isso
Bjão 'pa vcs :3
Uma boa noite? Madrugada? N sei. (◍•ᴗ•◍)
Xauuuu (≧▽≦)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...