História A Chave De Meu Coração - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Acnologia, Lucy Heartfilia
Tags Acnolu
Visualizações 159
Palavras 2.201
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Yooooo, sentiram saudades?
Gente confesso que demorei, mas né cá estou eu szzzz.
A ação está prestes a começar, estão preparados?
Boa leitura moranguinhos sz

Capítulo 17 - O que você sabe sobre o futuro?


Seu peito borbulhava por dentro, não esperava ouviu um sim, mas também não esperava um não. Um misto de felicidade e prazer lhe invadiu o que era estranho, fazia-se centenas de anos que não tinhas essas emoções, Lucy era uma mulher intrigante de certa forma. Passaram o dia nadando e brincando naquele pequeno paraíso, eram três da tarde quando se secaram e trocaram de roupa.

-Ne Acnologia – Lucy atraiu-lhe a atenção – O que você acha que Zeref vai fazer quando governar os dois mundos?

-Além de matar vários humanos e os poucos dragões que restam no mundo? – encarou-a – Não sei, ele ficou desolado desde a partida de Mavis, desde que ele explodiu a ilha... Merda!

-Como assim ele explodiu a ilha?! – perguntou incrédula, ela o encarou de forma estranha se afastando – Quando a gente se encontrou com ele em Tenroujima ele não me parecia querer explodi-la... Sabe o que eu acho estranho?

-O que? – pela primeira vez, temeu pela resposta.

-Além de você ser misterioso, você me passa certa sensação de que já te vi em algum lugar – fixou seu olhar nos olhos verdes do azulado – Você é ele né?

-Hm? Quem? – droga seu disfarce estava indo pelos ares.

-Eu sei que você é o dragão rei – afirmou – Essas suas marcas, eu já às vi antes. Por que você fez aquilo? – aos poucos suas lembranças voltavam daquele trágico dia – Por que destruiu tudo o que eu mais amava?

-Se outra pessoa me fizesse essa pergunta, eu responderia na maior cara de pau que eu gosto de destruir e não ligo para os sentimentos das outras pessoas – disse mantendo sua face tranquila – Vou ser sincero.

-E por que eu acreditaria? – uma barreira formou-se entre ambos, a pouca confiança que ela tinha nele, com toda certeza se foi embora.

-Não sou a melhor pessoa do mundo, mas não gosto de mentiras – disse seco e sério – Eu nem sabia da existência de fairy tail, naquele dia eu tive um desequilíbrio e fiquei louco por matança e desejo de sangue, quando Zeref conectou-se comigo já era tarde. Sem pensar duas vezes eu voei até Tenroujima e por impulso explodi a ilha inteira. Mas todos sabem que a ilha está sendo protegida por Fairy Sphere. Portanto ninguém morreu. Lucy eu não pretendia matar ninguém, mas eu estava fora de mim. Me...

-Acnologia – colocou suas mãos delicadas no rosto do azulado que a encarava com vergonha, culpa e... Tristeza? – Eu não vou lhe chamar de monstro, não guardo ressentimentos. Mas eu precisava da sua confissão para finalmente ficar em paz.

-Lucy.

-Eu perdoo você!

Com os olhos cheios de lágrimas abraçou o rapaz, precisava daquilo. Refugiar-se nos braços de quem lhe tirou tudo? Muitos iriam querer matar aquele quem lhe tirou tudo, mas não Lucy, ela tinha um coração puro e bom. Jamais viu tal pureza em alguém como há nela, nem mesmo em seu antigo amor tinha uma alma tão pura e bela igual a da mulher que estava em sua frente.

Sentiu o peso de suas costas irem embora, afinal havia conseguido o perdão dela... Mas por que ele estava daquela maneira? Querendo perdão de alguém? Principal-mente de uma humana. Ele não queria saber isso agora, abraçou-a com intensidade afundando a cabeça nas madeixas louras, tinham um cheiro delicioso de baunilha e girassóis, um cheiro diferente, mas felizmente só ela tinha.

Uma flecha negra voou em direção a ambos, apertou o pequeno corpo contra o seu levantando uma de suas mãos que com facilidade parou a flecha a milímetros das costas de Lucy, girou a mesma e arremessou-a para o mesmo lugar de onde veio. A loura com a movimentação inclinou-se para olhar a face do moreno, estava serena e com um pequeno sorriso, ele ficava tão lindo sorrindo. Deveria sorrir mais.

Outra flecha veio e acertou às costas nuas do rapaz, ele grunhiu atraindo a atenção daqueles belos pares de olhos castanhos que estavam confusos.

-Está tudo bem?

-Pode me dar um minutinho Lucy?

-Mas... – ele a calou selando ambos os lábios.

Não ligou para quem ou o que estivesse olhando eles, uma de suas mãos estava na nuca de Lucy e a outra em suas costas, enquanto ela lhe abraçava o pescoço. Lucy tinha um beijo extremamente gostoso, ele era lento, calmo e passivo, mas o primeiro beijo que recebeu dela, aquilo sim foi demais. Acnologia podia sentir a compaixão e carinho naquele toque, ela aos poucos estava conquistando o dragão, com aquele jeito e determinação que ela tem. Separaram ambos os lábios, estavam ofegantes, ele queria mais e mais daquilo, porém deixaria para hora do encontro. Levantou-se tirando a flecha de suas costas, fazendo-o cortar-se ainda mais. Estava furioso.

Por a vida dele em risco tudo bem, mas a de Lucy? Jamais! Mesmo que fosse pouco, iria mostrar a fúria de um dragão ao mexerem com a companheira dele.

Em um curto espaço de tempo ele estava ao lado de dois homens, estavam deitados. Nem sequer notaram a presença dele ali, aproveitou isso pegando um pedaço de madeira pontiagudo enterrando-a na garganta de um dos homens, o outro surpreso tentou fugir, mas o azulado não deixaria.

Pegou-o pela cabeça quase quebrando o crânio, pegou a flecha que lhe atiraram perfurando a barriga do homem que quase gritou, Acnologia jogou-o no chão com tamanha brutalidade podendo ouvir alguns ossos se quebrando.

-Não era pra vocês estarem aqui.

~*~

Fazia um tempo que o azulado havia deixado-a no pequeno paraíso, pela demora juntou suas coisas e foi embora para tomar um banho e talvez o encontro ainda fosse rolar. Não demorou muito para avistar sua casa, em um momento de delem olhou para sua mão, sentia falta de sua guilda de todos. Iria visitá-los quando os outros chegassem, queria ir sozinha. Aliás, não iria ser a melhor coisa levar quem colocou todos em um sono que talvez, não pudessem voltar.

Sentia-se sendo observada, mas sempre que olhava para os lados não havia ninguém. Aquele lugar era totalmente estranho, respirou fundo, tocou seus lábios lembrando-se de Acnologia, era um beijo tão delicioso, necessitava de mais, muito mais. Respirou fundo tentando conter o quão prazeroso era beijar aquele homem.

-Pensando em alguém? – ouviu um sussurro em seu ouvido e mãos grossas em sua cintura.

-Você pode parar de ficar chegando de surpresa? – resmungou vermelha – Um dia você me mata.

-Só se for de prazer minha linda – disse sorrindo sacana aquele homem... – Mas me diga o que foi que você anda tão pensativa?

-Bom nada demais, apenas tenho que ir visitar os integrantes de fairy tail qualquer dia.

-Entendo, deve ser complicado pra vocês.

-Com o passar do tempo você se acostuma – deu um sorriso solitário – Você é sempre misterioso, me conte algo.

-Não tenho muito que falar – deu de ombros – Só sei de uma coisa.

-E o que é?

-Ainda vai sair comigo? – perguntou dando um curto sorriso, ele era tão lindo.

-Só se me prometer duas coisas.

Ele concordou balançando a cabeça.

-Primeiro, me promete sorrir mais vezes? – ficou rubra – Segundo, me conte mais sobre você.

-Posso tentar cumprir as duas – olhou para o lado – Só se você me prometer uma coisa também.

- O que? – falou de modo sedutor, o que fez sorrir para ela.

-Isso.

Ao falar agarrou-a pela cintura e a beijou, com fervor, vontade e desejo, muito desejo. Ela abraçou-lhe as costas o fazendo se arrepiar ainda mais pelo toque, ela iria deixá-lo louco uma hora e com certeza ele iria adorar em tê-la o provocando mais vezes. Separaram-se pela falta de ar do pulmão da jovem loura, encarou-a a fazendo enrubescer. Deu um curto sorriso fazendo um gesto para continuarem a caminhada, ao todo foi entardecendo e logo iria ser hora do encontro.

~*~

Acnologia havia saído deixando a loura sozinha na cabana, Lucy estava sentada em cima de uma poltrona olhando para o teto, estava enrolando para ir tomar banho. Finalmente o frio havia chegado aquilo era ruim a qualquer momento ela ficaria doente, e o dragão não saberia cuidar da jovem, afinal ele era o puro desastre e sempre será. Encolheu-se pelo vento gélido que vinha da janela, deu um suspiro levantando-se para ir fechá-la, olhou pelo lado de fora, sentiu o cheiro de terra molhada, chuva.

Fechou às janelas de vidro da sala, ao virar-se para trás viu um homem. Alto, cabelos negros, olhos da mesma cor, usava uma toga preta e um lenço branco. Mago negro, Zeref.

-Lucy Heartfilia – pronunciou o nome da loura em tom alto e seco – É um prazer em vê-la viva.

-O que faz aqui? – estava incrédula o que ele fazia ali – Depois de você ter mandado matar todos, ainda acha um prazer em me ver?

-Haha – riu – Você tem a bravura de Anna, não é atoa que tem o mesmo cheiro e jeito dela.

-Você não veio falar sobre minha ancestral.

-Inteligente – estalou o dedo – Eu vim atrás de você porque eu quero uma coisa minha que está com você. Lucy Heartfilia.

-Não estou com nada que lhe pertence – afirmou franzindo a testa.

-Ah é? – aproximou-se a colocando contra parede deixando ambos os rostos próximos – O que isso fazia em suas coisas? – perguntou levantando o pingente – É feio pegar o que não é seu.

-Feio é você que acha que tem direito de acabar com todas às vidas – argumentou nervosa.

-Mas eu tenho direito. Lucy meu plano é acabar com esse mundo, voltar à antiga era e ser feliz novamente.

-Você pode encontrar a felicidade sem acabar com o mundo – encarou-o – Está assim por causa de Mavis? Foi você quem causou sua própria dor.

-Mavis é outro detalhe – seu olhar mudou para a tonalidade vermelha – Meu objetivo é Natsu Dragneel. Ele tem que me matar, claro se conseguir.

-Você disse isso na ilha, disse que ele não estava preparado. Por que você quer que ele te mate?

-Verá com seus próprios olhos Lucy – sorriu grosseiro – Seu futuro e o futuro de Natsu estão traçados, você tem sorte Heartfilia de não poder te matar neste exato momento. Acnologia ficaria furioso e estragaria meus planos para o futuro. Logo nos encontraremos reencarnação de Anna.

Assim como num sopro Zeref sumiu levando o pingente junto, droga! O que poderia fazer? Contar para Acnologia? Não seria uma boa opção, iria permanecer quieta sobre tal. Mas o que lhe deixava confusa era: O que ele sabia sobre o futuro? E como assim o futuro dela e de Natsu estavam traçados? Um turbilhão de pensamentos invadiu-lhe, iria descobrir o que estava acontecendo e o que logo iria acontecer consigo.

Bufou soltando todo o ar de seus pulmões, iria deixar isso para depois, não queria piorar ainda mais este dia.

~*~

Estava arrumada, usava um short curto marrom e uma blusa de lã rosa que iam até seu pulso, uma bota que ia até sua coxa, também na coloração marrom, seu molho de chaves em sua cintura. Estava terminando de pentear seus cabelos quando ouviu sua janela ser aberta, olhou para a mesma vendo o azulado encarando-a parado na janela, o olhar esverdeado percorreu pelo seu corpo a deixando rubra.

-Pare de me olhar assim – disse desviando o olhar.

-Como? – ele se aproximou, ele parecia ter sentido um cheiro diferente, fechou a cara no mesmo instante – Lucy alguém esteve aqui?

-Além de você e eu, não.

-Está mentindo – a olhou nos olhos se aproximando ficando cara a cara com a loura – Quem esteve aqui?

-Acnologia ninguém esteve aqui!

-Lucy – apertou-a contra a parede, encarou-a nos olhos, ela parecia querer falar algo – O que você tem?

Ela queria mentir, mas ao mesmo tempo não queria. Ele em todo esse momento foi honesto, nem sequer mentiu sobre ter explodido Tenroujima, por que mentiria para alguém que vem sendo-lhe verdadeiro?

-Zeref esteve aqui.

-O que?! – fechou a cara, seus olhos transformaram-se naqueles olhos negros cintilantes prontos para matar – Aquele imundo – esbravejou, pressionou-a com força contra a parede a fazendo gemer, se ele não se segurasse mataria ela esmagada com suas próprias mãos, e não queria de maneira alguma fazer isso. Encarou-a por longos minutos até aquele presságio ir embora, soltou-a com delicadeza, tinha ido muito além do que poderia – Me desculpa. Você está bem?

-S-sim – abaixou a cabeça – Me desculpa por mentir para você.

-Não, não Lucy – pegou em seu queixo com delicadeza, seus lábios tinha um sorriso de ternura e modesto – Errado fui eu, te machuquei minha princesa?

Libertou-se das mãos grandes o abraçando, o abraço dela era tão bom e reconfortante! Passou suas mãos pelas costas da mesma puxando-a mais para si colando ambos os corpos, beijou sua cabeça podendo sentir aquele aroma que lhe acalmava e lhe deixava nas nuvens, ela era uma caixinha de surpresas. Mas ainda sim, estava desconfiado, o que Zeref havia ido fazer ali? O que ele queria? Se ele não a matou ou a levou... Não queria nem imaginar o que poderia acontecer, apesar de já saber de seu futuro e de todos, há muitos séculos quando pode ficar frente a frente com o mago negro ele contou-lhe tudo, não queria que aquilo acontecesse.

Não queria deixar Lucy, sua companheira.

“O futuro está mais próximo do que todos imaginam, a guerra se aproxima com fervor e fúria. O dragão escarlate está para renascer”.


Notas Finais


E aí gostaram?
Gente eu quero uma sugestão, mas claro leiam bem o que vou dizer.
Sono ou surpresa?
Escolham e logo saberão o que isso vai ser!! Vou tentar lançar mais um cap essa semana mesmo.
~~~~~
Byee <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...