1. Spirit Fanfics >
  2. A cidade >
  3. Escavações do passado PARTE 2

História A cidade - Capítulo 7


Escrita por: Katrynna2006

Notas do Autor


Enjoy :D

Capítulo 7 - Escavações do passado PARTE 2


Fanfic / Fanfiction A cidade - Capítulo 7 - Escavações do passado PARTE 2

Depois de quase sete horas de aula, o cérebro de Boruto não está mais funcionando. Durante as aulas, Boruto tentou o seu melhor para sair da escola. Tudo o que era possível não funcionou. Boruto infelizmente ficou com dever de casa, muitos trabalhos de casa, material para repetir, para não ficar correto.


No final das aulas

Boruto POV


Acho que estou sonhando. De jeito nenhum eu vou começar tudo de novo em apenas dois meses e meio. Tenho que fazer algo com urgência.


Boruto se levantou do banco com sua mochila mais pesada do que nunca. Ele sai para o corredor e encontra Sumire. Este homem perturbado não tem ideia de quem ele é.

Boruto: Cuidado para onde você está indo.

Sumire: Boruto?

Boruto: O que- - está sendo puxado por Sumire na aula - O que diabos você está fazendo mulher?

Sumire: Sarada não pode me ver falando com você. Eu te vi hoje, Sarada está extremamente chateada com você. Eu queria te dizer que Kawaki quer falar com você.

Boruto: Eu não posso. Estou sendo punido! E só por culpa-

Sumire: - Chuta Boruto na barriga - Vai calar a boca?! Agora ele está me pegando na escola e está te dando suas coisas, ok? Pare de gritar!

Boruto: Mas você está gritando comigo-

Sumire: Cala a boca - ela agarra os lábios dele - eu não quero que Sarada me odeie porque eu sou legal com você. Seu canalha! - o empurra em direção a uma mesa -

Boruto: Ah - dá um tapa nas costas dele - Tsk..

Sumire: Estou indo. Veja Kawaki em 4 minutos.


Sumire sai da sala de aula, olhando para a esquerda e para a direita para Sarada ou alguém que pudesse dizer a ela que ela foi vista com Boruto. Ele sai da sala de aula e corre para as escadas. Boruto tenta se equilibrar. Embora ele tenha sido apenas empurrado, sua coluna dói. Ele tem sua mochila e desta vez ele olha para a esquerda e para a direita para ter certeza de que não esbarra em ninguém para empurrá-lo ou quem sabe.


Himawari


Um novo aluno veio hoje. E eu o conheço .. Mas estou com medo .. Seu nome é Daemon. Éramos amigos desde a infância, tínhamos um pequeno grupo de 5 crianças. Receio que ele tenha mudado. Tipo.. Deixe..


Daemon tem cabelo turquesa com uma mecha rosa quente. Os olhos são de uma cor azul, semelhante ao cabelo. Uma toupeira no lado esquerdo perto do nariz. Ela se parece mais ou menos com sua irmã. Eida é a irmã mais velha de Daemon. Eida foi uma das primeiras namoradas de Boruto quando ele começou o ensino médio. Eida estava na aula com Boruto apenas no 9º ano, depois que eles tiveram que se mudar para fora do país. Daemon saiu mais cedo, cerca de 3 anos. Ele não conseguiu manter contato com Himawari, algo aconteceu então. O motivo ainda é desconhecido até hoje, mas o pequeno Uzumaki não ia falar com ele tão rápido.


O professor Shino pede ao recém-chegado que se apresente.


Daemon: Eu sou Daemon, tenho 15 anos ou mais.

Shino: Muito bem então. Você pode sentar onde quiser.


Havia bancos de dois e cada um chamava Daemon para sentar com eles no banco. Daemon olhou e viu um crescimento familiar. O rosto da pessoa estava baixo, parecendo triste. Não havia ninguém no banco, então Daemon olhou com cuidado por um segundo e foi para o fundo da classe. Todo mundo está atordoado.


Daemon: Ei, este lugar está ocupado? - ele estava se referindo ao lugar onde estava a mochila de Himawari -

Himawari: - Ela olha para cima e o vê, um pouco em pânico-  uhh.. Não. Você pode ficar. - ele pega sua bolsa do assento ao lado e a coloca atrás dele -

Daemon: Oh ótimo - ele se senta ao lado dela-


A hora começou a fluir o mais normalmente possível.

Daemon: - Ele diz em um sussurro, para que apenas Himawari possa ouvir - Espero que você não tenha esquecido, linda.

Himawari: - Ela para de escrever, olha para Daemon por alguns segundos e volta o olhar para a escrita - uh..

Daemon: - Ele fica triste e continua escrevendo no caderno - hm..

Himawari: - Rasga um pedaço de papel do caderno e começa a escrever no pedaço - hmm.. - dá o recado para Daemon ao lado do caderno -


Daemon começa a ler ''Não posso falar com você agora, gostaria de conversar depois da aula. para Himawari ''O ter muito o que explicar também''


Após as aulas


Durante todo o dia, os alunos estavam falando sobre o fato de que o novo colega estava saindo com o Uzumaki. Muitos dizem que ele vai fazer do jeito dele. Outros que ele vai fazer Naruto torturá-lo, e outras coisas assim.

Himawari e Daemon saem da sala de aula em direção à saída do ensino médio.


Daemon: É impressão minha ou tenho problemas com novos colegas?

Himawari: Você vai se acostumar se ficar comigo - sorria -

Daemon: E... Sobre problemas... quero dizer. O que aconteceu. Você parecia tão triste quando eu te vi, alguém te pegou?

Himawari: É mais complicado, mas o que ele diz é que Boruto está de volta em casa e eu não me sinto muito bem com isso. Desde que ele mudou, ele está me dando um tempo difícil - nós dois terminamos o ensino médio - E eu estou tentando me dar bem com ele por causa dos meus pais. Mas é difícil. Ele é um bastardo.

Daemon: Hmm.. Eu entendo o que você está passando. Minha irmã.. Por causa dela eu voltei. Eu queria me livrar dela e ela veio comigo. Ela também se tornou um incômodo.. Eu a amo com todo meu coração, mas.. eu não sei.. Toda a situação é estúpida.

Himawari: Hum... me desculpe

Daemon: Eu sinto muito por você também.

Himawari: Você é um menino super bom e eu não quero que você se meta em problemas e vá embora de novo. Seria injusto.

Daemon: Eu sei... Mas você é filha de algumas das pessoas mais poderosas deste país e o mundo tem coragem de ter você?

Himawari: Porque...

Daemon: Por causa do quê? -


Daemon olhou na direção do garoto loiro, que estava esperando por Kawaki com suas espadas.


Daemon: Ah..

Himawari: Sim... E eu não consegui manter contato com nenhum...


Himawari não termina sua frase quando vê Boruto pulando para cima e para baixo animadamente.


Boruto


Dois minutos atrás


Boruto estava cuidando de Kawaki, esperando e esperando e esperando. Boruto se cansou de esperar mesmo que durassem apenas um minuto. Quando ele se cansa, ele vê o Toyota de Kawaki. Pare no portão da escola e desça.


Boruto: Você finalmente chegou!

Kawaki: Sem "olá Kawaki"?, sem "veja que foi Sumire para matar você"?

Boruto: Oh, desculpe-me, esqueci minhas maneiras com meu telefone e carteira e tudo!

Kawaki: Vamos, pegue seu telefone e tudo mais.

Boruto: Obrigado. E, eu estava me perguntando. Por que você não ligou para Sumire se você sabia que eu estava na casa dela?

Kawaki: O que? O que você está falando?

Boruto: Bem, Sumire recebeu uma mensagem com uma captura de tela da minha conversa com o pai de Boruto. Mas não tinha como você ter meu telefone.

Kawaki: Mas espere, que mensagem. Eu ontem.. Eu não sei o que aconteceu ontem, mas eu não te dei nenhuma mensagem do seu telefone, por favor, do seu telefone para o telefone da Sumi.

Boruto: Isso é muito estranho. Mas você não se lembra do que aconteceu ontem? E orar, onde você esteve?

Kawaki: É difícil explicar a localização, mas em um apartamento na periferia da cidade.

Boruto: Como? Quando? Você estava conosco o tempo todo no sábado à noite!

Kawaki: Eu não sei de nada desde então, e eu esperava que você pudesse me dizer...


Kawaki não termina a frase quando Sumire aparece por trás deles que estava disfarçada. Boruto pula ao lado dela.


Sumire: Oi! Calma, sou eu!

Boruto: Você quer que eu morra aqui mulher?

Kawaki: Isso seria algo

Sumire: Realmente. Enfim, tchau Boruto - Sumire entra no carro -

Boruto: Eu não achei que Sumire se importasse tanto com reputação para me ignorar.

Kawaki: Bem, sejamos honestos, se eu ainda estivesse no ensino médio, também não sairia com você.

Boruto: Nossa, que bom amigo você é - ele diz sarcasticamente -

Kawaki: De qualquer forma, e eu esqueci de te perguntar, o que te fez ficar na escola? Até agora você teve que escapar 100 vezes.

Boruto: Você acha que eu não tentei?


Boruto continua a gritar com Kawaki, reclamando sobre o  quão difícil é o ensino médio. Himawari e Daemon observam a cena de longe e caminham em direção à 

saída do pátio da escola, ignorando Boruto, eles dão as mãos e começam a rir. Himawari apenas olhou para Daemon que não conseguia mais rir. Ela sorri feliz, as coisas estão finalmente melhorando para ela.

Himawari: Ei Daemon, eu ainda não te dei seu novo número de telefone.

Daemon: - Ele está tentando se recuperar de ri - Ah. Dar. Eu sabia que tinha esquecido alguma coisa. - Tire o telefone do bolso - anote!

Himawari: Eu noto


Kawaki se cansou de ouvir Boruto reclamar e olhou para trás. Ele só vê uma garota com cabelo azul escuro na altura do cotovelo e um garoto com cabelo turquesa que começam a rir novamente. Kawaki sabia que Boruto tinha uma irmã, mas não sabia como ela era. De qualquer forma, ele só tinha ouvido de boca em boca que ele tinha uma irmã, quando eles estavam ouvindo os outros sobre Boruto ter uma megera como irmã.

Os dois começam a rir novamente e caminham em direção ao carro de Kiba que acabou de chegar.

Sumire bate na janela do carro para dizer a Kawaki que ele deve ir, que está cansado de Boruto agir como um macaco.


Kawaki: Boruto, vamos conversar mais tarde, eu tenho que levar Sumi pra casa e você... Você tem seus próprios problemas.

Boruto: Ok, ok. Vejo você em breve.


Boruto sai com raiva cuidando do carro de Kiba. Ele chega direto no carro e vê que Himawari estava na frente muito animado. Boruto bate na janela, acenando com a mão 'o quê? Por quê? '' Hima faz sinal para ele se sentar. Boruto não tinha mais nada para fazer. É colocado no banco de trás e não dá a mínima para o que é.


Kiba: E como foi seu dia na escola?

Himawari: Muito bem!

Boruto: Horrível.

Kiba: Ótimo!


Boruto olhou para Kiba interrogativamente. Depois que ele olha para Hima como ele está tão feliz. Toda a sua alegria estava deixando Boruto ainda mais irritado.


Para Daemon



Daemon: Hoje foi tão bom.

Eida: Estou feliz que seu primeiro dia aqui foi bom, mano.

Daemon: Sim... E o que você fez hoje?

Eida: Ah, nada de novo. Eu só estava pensando na minha querida. Só isso.

Daemon: Eu não esperava que você sentisse nada por Code - começa a sorrir -

Eida: Não seja estúpido. Código é apenas um amigo. Pensei no meu doce Ka waki e como foi aquela noite




Notas Finais


Fique ligado nos próximos capítulos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...