História A Cidade dos Corvos - Capítulo 48


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags 2019, Drama, Família, Ficção, Ficção Cientifica, Histórias, Horror, Misterios, Sonhos, Terror, Tom Rivers, Universo Paralelo
Visualizações 4
Palavras 1.027
Terminada Sim
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Hello Pessoal!

Tudo bem?.......

Mais um capítulo para vocês curtirem, espero que vocês gostem!.
Estou tão feliz com esse retorno dessa história, nunca imaginei que vocês fossem gostar.

Eu so sinto gratidão imensa por cada retorno e comentário de vocês, obrigada por tudinho mesmo.

Mas.........ainda não acabou hein?!

Beijos, amo vocês.

Capítulo 48 - Assomprem as Velhinhas


Hoje é o meu aniversario,estou fazendo 13 anos, e nesses 12 anos de existência, muita coisa aconteceu comigo. 

Fui para o mundo dos mortos, passei fome, lutei contra capangas, fui na floresta maligna,falei com um ser supremo, e tantas outras coisas aconteceram, se me contasse tudo que havia me acontecido, certamente não teria acreditado.

 Minha mãe havia feito uma festa e convidou a todos, e apesar de estar com medo do que esse 13 me traria coisas piores do que o 12,mas seja lá o que fosse, eu estaria pronto para qualquer parada. 

Na hora do parabéns, minha mãe me pediu que eu fizesse um pedido e eu fiz:

"Que eu não lute contra um bicho do sub-mundo, amém." 

E assoprei a velinha.

Enquanto eu separava os pedaços para os convidados, eu tive uma visão:

Estava Betto, correndo em meio a Floresta,ele estava sujo, e tinha nas mãos uma espingarda. Ele não dizia nada, não fez menção de nada, so estava correndo. Betto tentava atirar na coisa que estava atrás dele, mas mesmo assim, não conseguia escapar, então ele corria mais rápido. 

Eu pisquei forte, a visão acabou,eu estava suando frio, e não sabia o que dizer a minha mãe, que segurou mo meu ombro e perguntou:

-Filho?! Esta tudo bem?! - perguntou ela. 

eu concordei com a cabeça, não conseguia dizer mais nada. 

Jenny me observando quando eu servi a todos, falou:

-O que foi aquilo?! - perguntou ela.

-Eu vi Bettp...tive uma visão….ele estava correndo desesperado, tentando se salvar. - falei suspirando. 

-Santa mãe! Será que está tudo bem com ele?! - perguntou Jenny preocupada. 

-Eu não sei Jenny…..estou preocupado. - falei suspirando e ela me deu um abraço. 

O seu abraço foi quentinho, foi suave, foi doce, foi tudo aquilo que eu precisava. Fábio e Bart apareceram, Bart estava com a mão cheia de brigadeiro e beijinho e Fábio bebia apenas um refrigerante. 

-O que está pegando?! - perguntou Bart vendo eu e Jenny abraçados. 

-Tom teve uma visão com Betto, ele disse que ele estava correndo e alguém estava atrás dele. - falou Jenny. 

-Caraca! Será que está tudo bem?! - perguntou Fábio. 

-Não tenho certeza….eu senti a angústia dele entende?! - falei ainda com medo. 

Os três concordaram. 

-Tenta falar com ele nos sonhos Tom, estaremos torcendo por você. - falou Jenny.

-Pessoal vocês estão bem?! - falou minha mãe aparecendo para mim. 

Nós nos entreolhamos e então concordamos. 

E fomos em direção aos convidados. E no final, eles passaram a noite comigo, e sem sono, fui em direção a minha sacada, o céu estava estrelado, e comecei a pensar em Berto,em como ele estaria,se ele estaria bem,em como eu poderia impedir daquela visão acontecer.

Eu estava preocupado,não conseguia sossegar e senti o toque de alguém segurando no meu ombro, no susto virei bruscamente. 

-Desculpe…..não queria te assustar - falou Jenny. - está sem sono né?! - perguntou ela.

-Não consigo dormir Jenny, não consigo desligar da preocupação. E se Ravens City não estiver segura totalmente? E se, alguns capangas de Medusa sobreviveram?! - perguntei para Jenny e eu sabia que ela não tinha respostas. 

-Ei…..Tom…..ele estará bem e se estiver em perigo, tenho certeza de que ele vai conseguir se comunicar, mas por favor, toma cuidado. - falou Jenny. 

Eu virei para ela, e então, inconsciente, eu cheguei muito próximo dela,Jenny corou levemente, e quando estávamos próximos demais,Bart acordou e viu a gente e logo pigarreou, nós dois tomamos um susto,e rapidamente nos afastamos um do outro, Bart voltou a dormir, e eu voltei a minha posição inicial.

-Você está certa,se alguma coisa acontecer, eles vão me avisar não é?!- perguntei olhando para ela. 

-Vão sim Tom, mas agora, precisamos ir dormir. - ela segurou na minha mão e eu apertei de volta - está tarde. - ela me deu um beijo na bochecha.

E cada um dormiu em sua cama, eu fechei os olhos,o sono demorou para chegar,e quando chegou, eu tive uma nova visão. 

Ele estava sentado em um trono, alto, forte, suas asas estavam fora do trono, ele tinha olhos vidrantes, e tudo estava escuro, ao seu lado, Betto estava ali engaiolado…...na escuridão só dava para ver sombras…….

O Homem abriu um largo sorriso em meio a escuridão…..

E a voz ecou por todo o lugar….

Era uma voz........fría……grossa…..seca….maligna….

Emitia crueldade….. 

-Venha me buscar Tomas…... arranque a minha cabeça como fez a da Medusa…...estou te esperando seu moleque!....... - a voz era horripilante e um trovão tocou no fundo e clareou todo o lugar.

E ele continuou a dizer:

-Venha me pegar!.....eu quero que você me pegue!..... não vou te deixar dormir…..eles não estão seguros Tomás…...ele vão morrer!......eles vão te chamar!..... - uma gargalhada seca ecoou por todo o lugar. 

E de repente,eu senti que eu estava ali….me vi ali…...eu coloquei a mão no bolso…..e peguei a espada e ergui, o trovão ecoou bem na hora,e a luz do trovão clareou na minha espada. 

-Pode vir seu maluco!.......Eu não tenho medo de você mais!..... Eu vou te matar!.....

Ah…….pode ter Certeza……

Eu vou………….te……...matar!. 

A voz ecoou por todo o lugar. 

E eu acordei assustado….

Tremendo……

Suando……

Definitivamente, não havia acabado ainda….tinha muita coisa para acontecer….mas porque logo Betto?.....porque ele?!.....o que iria acontecer?! Quem exatamente era aquele?! O que eu vou fazer?! 

Eu fiz o pedido!.........

Pelo visto, eu acho que não deu muito certo……

Seja lá o que fosse,eu estava pronto para lutar, 

Não iria parar…..

Quando as almas gritarem por socorro, eu estarei bem aqui para salva-los e matarei quantas vezes fosse necessário para manter Ravens City Segura. E os meus amigos também. 

*6 meses depois* 

Eu acordei cedo, não consegui mais dormir depois daquela visão,Jenny havia me dito que eu estava sonâmbulo, comendo o meu cereal, senti vontade de usar o banheiro, e quando fui me olhar no espelho, Lindsay apareceu para mim, assustada….. tremendo…..

-Lindsay?! O que houve?! - perguntei preocupado. 

-Tom…..é o Betto!.... - falou ela assustada. 

-O que aconteceu?! - Perguntei.

-Tom! Você precisa vir aqui urgentemente! - falou Lindsay me olhando assustada. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...