1. Spirit Fanfics >
  2. A Cidade Grita Seu Nome - Jungkook Imagine >
  3. Turning Page e Covardia

História A Cidade Grita Seu Nome - Jungkook Imagine - Capítulo 9


Escrita por: aluanuncadorme

Capítulo 9 - Turning Page e Covardia


A noite tinha sido perfeita, não dormia assim a tempos, tudo era bom quando a Ellie estava comigo. Eu brincava com algumas mechas de seu cabelo enquanto ela ainda dormia, observava o rosto da garota com uma expressão serena, a mania de dormir com uma das pernas fora do cobertor era fofa, e sexy ao mesmo tempo, não pude deixar de espiar seu corpo despido por debaixo do tecido, todas as suas proporções eram perfeitas, desde o cabelo comprido clareado até a pele macia. Fui tirado dos meus pensamentos quando o celular da garota vibrou no móvel ao lado da cama, não a chamei quem quer que fosse podia esperar, foi o que eu pensei antes de ter a paciência roubada pelo aparelho.

 

mas que merda! — Reclamei do aparelho procurando minha cueca no meio das roupas jogadas no chão, não pretendia vasculhar o celular da minha namorada, só queria saber quem era e por que tanta pressa, a princípio achei que fosse uma de suas amigas, afinal garotas ficam nervosas quando tem novidades para contar, certo?

 

Colega Kai: bom diaaaaaaaaaaa!!

Colega Kai: quando você pode vir me ver? Precisamos fazer aquilo de novo!

Colega Kai: Me responda, você acorda cedo que eu sei! 

Colega Kai: Eleanor! É sério preciso disso, não ligo pro seu rolo misterioso.

 

Rolo? Eu não sou um rolo! É assim que você fala de mim para as pessoas Ellie? Mas que merda! O que esse cara quer fazer com você? — Indaguei a mim mesmo e como num estalo me dei conta do que ele queria dizer com "aquilo". Fui até a cozinha correndo, não acreditei no que tinha acabado de concluir.

 

Nossa, tô enjoado! — Exclamei ao pensar na possível traição da garota. 

 

Ela não faria isso, certo? — Perguntei a mim mesmo antes de me perder em pensamentos. — Devo ter traduzido errado, não falo japonês! Não, está certo, eu sei muito bem o que ele queria dizer. Mas por quê? O que ele deve ter que eu não tenho? Ela pareceu gostar de ontem a noite digo, foi bom, mas a gente não se vê muito, será que ele se aproveitou de uma carência da Ellie? E aí…

 

— Bom dia! — Me abraçou sorrindo.

 

— Bom dia. — Cumprimentei sem muita vontade, mal podia olhar pra ela.

 

— O que vamos fazer hoje? 

 

— Não sei, acho que não quero fazer nada. — Respondi fugindo de seu abraço.

 

— Tínhamos combinado ontem que você ia escolher Jungoo. 

 

— Foi? E você gostou de ontem? — Indaguei duvidoso.

 

— Como assim Jungkook? Se eu gostei de …?

 

— Transar comigo! — Conclui ansioso e ela deu uma risada. — Estava mesmo com saudade de mim?

 

— Pra que essa pergunta, Jeon? Óbvio que gostei, e sim eu estava com saudade. Não tô entendendo onde você quer chegar.

 

— Quem é Kai Eleanor? Você está saindo com ele? Eu vi no seu celular, o que vocês fizeram de tão bom que ele quer repetir? 

 

— Estava espiando meu celular Jungkook? — Perguntou brava.

 

— Não estava espiando, eu vi por que ele mandou muitas mensagens e eu fiquei...curioso. — Expliquei, ela checou as mensagens em seu celular e deu uma risada alta.

 

— Kai é um amigo da faculdade e ele ficou muito animado porque ontem a tarde eu comentei que podíamos ir ao Disneyland. Ele deve tá falando disso, Disneyland!

 

— Ah, Disneyland. — Comentei desconfiado. — Desculpa Jagi, é que eu… a gente não se vê muito, achei que talvez você não estivesse mais tão interessada em mim, fiquei inseguro.

 

— Que bobo! Então o que quer fazer hoje? — Perguntou sorrindo pra mim. 

 

— Não pensei em nada ainda, a gente pode almoçar fora…


 

♡♡♡

 

Onde a gente vai jantar hoje? 

— Jagi… a gente saiu a semana toda, tô cansado. — Falei fazendo bico. — Olha, meu voo é de manhã cedo, a gente pode ficar no seu sofá, ver filmes e pedir comida.

 

— Precisa ir amanhã mesmo? — Indagou chorosa.

 

— Você sabe que sim.

 

— Quer sushi? Ou comida italiana? — Perguntou ao abrir o aplicativo de pedidos.

 

— Humm, sushi! 

 

— Ok, escolhe um filme então, um que seja legal tá? 

 

— Eu sempre escolho os mais legais amor.

 

Era sempre ruim quando eu precisava voltar para Seul, eu sabia que ela chorava toda vez que eu descia as escadas do prédio, nem sempre  sabia quando estaria livre para vê-la novamente, bom ao mesmo dessa vez eu sei, é provável que não  nos vejamos mais, eu sei que deve estar pensando no quanto eu sou covarde por não ter coragem de falar cara a cara com ela, e realmente sou, não tenho coragem o suficiente. 

 

— Jungoo, a gente tem que ver o filme! — Exclamou quando eu empurrei meu corpo sobre o seu no sofá.

 

— Não quero mais ver, isso aqui tá mais interessante. — Falei apertando seus seios por cima da camiseta.

 

—  Não tira minha roupa! Vou precisar receber o entregador. — Repreendeu rindo.

 

Não vai com essa camiseta, dá pra ver seus peitos jagi! Ficou doida? 

 

Por que não me disse antes? 

 

— Ah, eu tava gostando de olhar. — Falei antes de voltar a beijar a garota por longos minutos. 

 

Você não disse que estava cansado? — Indagou brincando ao notar que não ficaríamos só nos beijos.

 

E estou, mas a gente não precisa correr certo? Vamos sem pressa, eu quero te amar essa noite.

 

Aos poucos, as roupas foram sendo dispensadas, nossos corpos chamavam um pelo outro como nunca antes, era como se soubessem o que estava por vir, a adrenalina percorria cada uma das minhas veias, eu não poderia descrever a sensação de pertencer a Eleanor, isso é um segredo inteiramente meu, e vai morrer comigo como deve ser.

O que posso dizer é que foi diferente naquela noite, não tinha fogo, não que não houvesse desejo mas não foi mais um sexo casual, foi mais do que qualquer coisa, fizemos amor propriamente dito, foi amor em todos os beijos e toques molhados, eu sussurrei que a amava em cada suspiro mais ofegante, guardei todas as suas expressões bonitas nos lugares mais íntimos da minha memória, queria ficar ali por uma eternidade, a sensação do seu corpo se movendo junto ao  meu, o calor da pele bronzeada, as pernas bonitas, seus mínimos detalhes eram excitantes aos meus olhos, meu corpo correspondia a esses estímulos livremente, sem pudor algum. Os toques da garota aos poucos me faziam perder o controle, nunca fui do tipo  muito escandaloso, a minha timidez quase sempre fazia eu evitar de expor meu prazer, mas as pessoas costumam dizer que o sexo quando é com alguém que amamos é diferente, foi diferente com ela desde o começo, eu não me reprimia, não precisava falar nada, ela podia ler meus olhos, ficávamos completamente inebriados, me perdoem pela palavra mas era gostoso pra caralho, cada toque dela sob a minha pele era como dezenas micro choques percorrerem meu corpo.

 

— Ellie…ah El. — Chamei baixinho entre gemidos encaixando minha cabeça no vão de seu pescoço, ao ir fundo procurando mais prazer.

 

— Que foi amor ? Tá tudo bem?

 

— Tá, tá tão bom amor… me beija jagi… por favor, tô tão perto. — Pedi choroso, diminuído a velocidade das estocadas antes de quase gozar.

 

— Jk… tá tudo bem mesmo? Você não costuma ter essa manha toda.

 

— Tô bem, só quero você… queria poder ficar aqui pra sempre, eu te amo tanto Ellie… 

 

— Eu também te amo… vai mais rápido amor, hm. — Pediu fechando os olhos e eu obedeci, meu corpo estava  dormente, não sentia nada além do aperto gostoso da garota em meu membro rígido dentro de sua intimidade, era tão bom e me atrevo a dizer que foi "saboroso", ouvir a garota sussurrando que " eu a comia tão bem", seus beijos açucarados faziam meu peito que queimar, os gemidos  aumentaram gradativamente, as pontas dos meus dedos formigarem, contemplei o corpo dela mais uma vez, era o que eu precisava para me derreter olhando nos olhos da garota, abri boca involuntariamente, e rezei para não soltar nenhum som muito vergonhoso.

 

— Aish! Jagi-ah! — Gemi tentando controlar minha respiração com dificuldade, meus olhos pesaram repentinamente e eu a abracei, quis dormir ali por mil anos, quis chorar ali em seu abraço, não de tristeza, na verdade não sabia bem o motivo talvez fossem apenas saudade adiantada.

 

— Eu ouvi a campainha, acho que o entregador deixou o pedido na porta, vai lá ver amor? — Pediu ainda ofegante.

 

— Tá, espera só mais um pouco. — Falei respirando fundo, ainda com preguiça de levantar.

 

O sushi estava bom, não que eu esperasse menos, afinal era o Japão, nós comemos e rimos um pouco com o filme que ainda passava na TV, o rosto da garota agora iluminado apenas pela luz azul da tela parecia ainda mais bonito, eu tinha sorte, Deus! Como eu tinha sorte, era um privilégio poder amá-la, sempre foi. Naquela mesma noite depois que a garota adormeceu no sofá, eu fui até a cozinha e me escondi sentado atrás do balcão, no bloco de notas do celular escrevi tudo que não tive coragem de dizer pessoalmente, ainda não sabia quando deveria enviar isso a ela, mas sabia que deveria ser escrito hoje, enquanto seu cheiro doce de baunilha ainda estava sob minha pele.

 

Querida Ellie, a  essa altura talvez você já saiba dos boatos que andam assombrando meu nome, meu amor, sinto muito pelo modo que deixei que isso acontecesse, sei o quanto vai se questionar, quero que saiba que não depende apenas de nós e se dependesse juro que fugiria com você para Roma ou para qualquer outro lugar, onde ninguém nunca mais nos encontraria. Eu sei o quanto me ama, espero ter sabido dar valor, nunca vou ser capaz de descrever o quanto me apaixonei por você, e eu sei que isso não vai acabar nunca, não poderia Ellie, nem em um milhão de anos eu seria capaz de deixar de te amar, mas eu fiz minhas escolhas e estou conformado com elas, espero que possa me perdoar Eleanor. Eu nunca pertencerei a mais ninguém como pertenço a você, sou seu até o fim da minha vida, talvez até depois.

 


Notas Finais


Oie! Espero que tenham gostado e por favor não me julguem por esse Hot medíocre, juro que dei meu melhor :')


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...