História A cidade sem nome - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias TWICE
Tags Acidadesemnome, Chaetzu, Dahyun, Drama, Fic, Jihyo, Jungyeon, Mina, Namo, Sana, Suspense, Twice
Visualizações 30
Palavras 4.218
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Luta, Mistério, Orange, Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ansiedade e falta de criatividade é foda.
Já peço desculpas se errei, comi alguma palavra ou letra, ou se no lugar de uma palavra eu coloquei outra. Esse capitulo ficou bem mais longuinho do que eu esperava, isso é parte da desculpa da demora. <3

Cheeks - Eunha
Oli-veira -Oliva
Won -Gowon
Hope Hope Hope - Hoseok
Chim -Jimin
Cookies- JK
TaTa - Taehyung

*Galera do Gfriend/Dreamcatcher: fiquei com preguiça de escrever e achar names para todo mundo.
*Galera do 3ano: composto por Seventeen, Astro, Blackpink, Day6, Monsta X, Uniq e não lembro se tem mais grupo :)

Recomendo que escutem The rose- I.L.Y na parte da festa.

Capítulo 8 - 22 - 09


Fanfic / Fanfiction A cidade sem nome - Capítulo 8 - 22 - 09

No dia 21 de setembro, havia o festival das flores na Cidade Sem Nome. Quase todos os moradores da cidade encontravam-se todos os anos no centro da cidade, onde havia um belo parque rodeado de arvores floríferas. Ipês amarelos, brancos, rosas e roxos, junto com as Magnólias, percorriam a extensão das calçadas e partes dos parques. A árvore mais bonita, era, sem dúvida, a Flamboyant que chamávamos de Flor-do-paraíso. Que localizava se no centro do parque e ao seu redor quatro grandes canteiros de flores, onde haviam as mais bonitas flores. Encontravam-se ali onze-horas em todas suas cores, violeteiras, flor abelha azul, amor perfeito, Asessippi Lilás, Áster, Astilbe e Cinerárias. Haviam bancos perto da grande arvore para observa-la e quatro bancos ao redor dos quatros canteiros. Haviam outras arvores por ali, como as Buganvília, Manacá-da-serra, Lacamandas e Jacandá.

Hirai acordara no quinto toque de seu celular. Eram apenas seis da manhã e já haviam sete ligações perdidas de Nayeon, cinco de Jungyeon e outras três de Chaeyoung. Momo teve medo de entrar em suas mensagens, pois sabia que haveria muitas a serem respondidas. Assustou-se com mais uma chamada de Nayeon.

-Alô... –atendeu momo sonolenta.

-HIRAI POR QUE VOCÊ TEM TELEFONE SE NÃO ATENDE? –Dizia Nayeon eufórica do outro lado da linha.

-São... seis da manhã? –Pergunta confusa.

-É PRIMAVERA!

-E...?

-Hoje não tem aula... e nós iremos ao parque, Chuu irá cantar a música que escreveu.

-E POR QUE A SRTA. IM NAYEON ESTÁ ME LIGANDO AS SEIS DA MANHÃ NUMA BELISSIMA MANHÃ DE PRIMAVERA SEM AULA? –Momo estava levemente irritada. Odiava acordar cedo em dias sem aula.

-Abre a porta que eu cheguei. –Nayeon desligou o telefone e Hirai pula da cama correndo em direção a porta de sua casa, onde sua mãe já estava lhe recebendo. Nayeon vestia sua blusa de moletom de veludo cinza, uma calça jeans escura e tênis brancos, enquanto seus cabelos castanhos percorriam suas costas. Suas mãos seguravam as flores que Hirai mais amava, um buque de rosas brancas. A floricultura da cidade lhes presenteava com as mais bonitas rosas brancas. E como todos os anos, Nayeon sempre ia até a ´´Love In Flowers´´ onde a mãe de Min Yoongi trabalhava, trazia um lindo buque para sua amiga. Tanto é que a Sra. Min, já deixava separado seu buque, pois a anos Nayeon buscava-os.

-Que lindas rosas! –Dizia a Sra. Hirai, acariciando uma pétala de rosa. –Veja Momo! –Sua mãe as entrega e Hirai aproxima o rosto delas, sentindo o delicioso aroma.

O sorriso de Nayeon era capaz de rasgar suas bochechas. A garota sabia que na poesia de Hirai, rosas brancas sempre foram suas principais inspirações, e ela sabia que pela manhã as rosas exalavam um perfume magnifico e fazia questão que Momo tivesse chance de aproveitar o perfume inesquecível. Sra. Hirai pegou as flores das mãos da menina e retirou-se as levando para a cozinha para coloca-las em um lindo vaso. Momo correu abraçar Nayeon, segurando em sua cintura e a rodando pela sala enquanto afundava seu rosto nos cabelos da mais velha.

-Moguri... assim nós vamos cair. –Dizia a garota rindo e Momo a coloca no chão, sem soltar-se do forte abraço.

-Obrigada pelas flores. –Nayeon acaricia seus cabelos.

-Não há nada que eu não faça para minha Moguri ficar feliz! –Apertou suas bochechas. Hirai levantou seu rosto olhando fixamente para Nayeon. Seus rostos tão próximos, os lábios com poucos centímetros de distância, Momo mordeu o próprio lábio e se afastou constrangida.

-Então... a Jeon queria falar com você. –Nayeon coloca uma mecha de cabelo atrás da orelha, olhando para os próprios pés. Momo coloca as mãos no rosto.

-Ela vai arrancar minha cabeça e expor em praça pública! –Momo corre para seu quarto e Nayeon lhe acompanha. Pegou seu celular e ligou para Jeon, já preparada para ouvir os xingamentos dela.

 Nayeon sentou na cama de Momo, observando os dois porta-retratos de seus criados mudos, a primeira foto era do aniversário de Chaeyoung. Chae estava na esquerda mostrando a língua, Momo no meio e Dahyun com o braço em volta do pescoço de Momo. A do outro porta-retratos era de Momo e Jeon. Nayeon lembrava deste dia, foi ela que havia tirado a foto. Os cabelos de Jeon estavam azuis desbotado, ela usava uma blusa social de listras e saia branca e segurava um microfone, pois estavam brincando no palco do teatro. Momo estava com o braço ao redor de seu pescoço a puxando para si dando um leve beijo em seu rosto, e Jeon reagia com uma careta. Naquela época os lindos cabelos de Hirai era um corte na altura dos ombros com franjinha. O coração de Nayeon apertou ao ver as fotos, sentiu um leve desconforto que odiava, ela estava com ciúmes de não estar no meio das fotografias. Depois de três toques, Jeon atendeu, e como Hirai já sabia, ela estava furiosa.

-Srta. Hirai Momo, o que devo o desprazer desta conversa? –Momo sabia que Jeon deveria estar revirando os olhos e forçando sua expressão mais dramática.

-Você queria falar comigo, eu estou aqui.

-As oito horas vamos no Mocha! –Jeon aparentava estar mais alegre, ela amava ir naquela cafeteria, que era a única na cidade.

-E mais tarde? –Perguntou Hirai.

-Nós decidimos depois.

-E quem é que vai estar lá? –Olhou para Nayeon e sorriu.

-A turma todaaaa. –Jeon desligou o telefone e Momo discou o número de Chaeyoung e observou Nayeon jogar-se na cama.

 

1 toque.

2 toques.

3 toques.

-HIRAI EU ESTAVA TE PROCURANDO. MEU DEUS! LIGUEI UM MILHÃO DE VEZES E NADA DE VOCÊ ATENDER ESSE TELEFONE.

-Era para avisar que nós vamos no Mocha?

-Não. Era para avisar que a Chuu vai cantar no parque e a ViVi também, fora que... A SOLAR VAI ESTAR LÁ TAMBÉM.

-Vai ser lindo estou até imaginando!

-Fora que... o que vamos fazer mais tarde? Amanhã é aniversario da Nayeon!

-Estou pensando em algo!

 

8h e cinco minutos de atraso.

 

Quando Momo abriu a porta fazendo que o sininho da entrada fizesse barulho, já podia ver algumas das meninas sentadas no fundo da cafeteria. Momo usava uma blusa de lã preta assim como sua calça jeans e sua botinha. Nayeon segurou a mão de Momo e seguiram em direção de Chaeyoung que estava de pé esperando o abraço das duas. A Mais nova usava um suéter cinza de gola branca, saia preta, um relógio e botinha de salto. Nayeon e Momo lhe cumprimentou primeiro dando lhe um rápido abraço. Jeon estava usando uma blusa leve de magas compridas de listras pretas e brancas, sua calça jeans preta com algumas partes rasgadas, tênis preto e seus óculos de sol no topo da cabeça. Kim Yoo Hyun estava ao lado de Jeon e Lee Ga Hyeon a frente de Hyun, as duas garotas eram do grupo de torcida da escola nomeado como Dreamcatcher. Yoohyun tinha um longo e lindo cabelo cinza e usava um vestido preto com uma blusa social cinza por baixo, meias pretas até o joelho com um sapatinho de salto preto assim como Ga Hyeon que tinha os cabelos castanhos e usava blusa social branca e o vestido cinza, assim como suas meias.  Nayeon sentou ao lado de Hyun e Momo a sua frente.

Vivi era filha dos donos da cafeteria, então sempre estava trabalhando ali. Ela sempre mantinha seus cabelos em tom rosa pastel, ela usava uma blusa de mangas semelhante a tonalidade de seus cabelos, e saia branca assim como seu allstar. Ela pegou seu bloquinho e dirigiu-se sorrindo para a mesa das meninas.

-Oi gente! –Dizia animada.

-Vivi! –Disseram em coro.

-E aí já querem pedir alguma coisa ou querem esperar as outras meninas? –As meninas se entre olharam.

-Nós vamos esperar mais um pouquinho. –Disse Yoohyun. Vivi sorriu e retirou-se indo atender outro cliente.

8h10

Jeon olhava para seu celular impaciente, eram apenas dez minutos de atraso, mas todas estavam com fome.

8h15

Ouviram o sino e todas viraram-se para ver quem estava entrando daquela vez. Primeiro entrou o casal que todos achavam o mais lindo do mundo, Chuuves. As meninas usavam blusa de manga curta branca e calças jeans claras rasgadas e allstar vermelho. Oliwon entrou depois, as duas usavam vestidos vermelhos de lacinhos brancos com o sapatinho escolar preto. Dahyun fez com que todos olhassem para ela, já que usava seu pijama de dinossauro laranja, os cabelos bagunçados e pantufas de coelhinhos rosas. Yerin, Yuju, Eunha, Simbi e Sowon eram de outro grupo de líder de torcidas, elas usavam blusas de maga curta brancas, saia vermelha, meias até os joelhos brancas assim como os sapatos. Nayeon sentou ao lado de Momo segurando sua mão.

As meninas puxaram as mesas e logo todas estavam acomodadas em suas cadeiras enquanto Dahyun deitou a cabeça na mesa e voltou a dormir.

-Onde está Mina, Tzuyu, Jihyo e... –Chaeyoung foi interrompida quando viu Sana entrar correndo na cafeteria. Usava blusa branca onde seus ombros ficavam de fora e saia de cintura alta rosinha.

-Desculpa gente me atrasei. –Disse enquanto puxava uma cadeira sentando-se a frente de todas. –Ah Mina, Tzuyu e Jihyo não viram.

Logo todas começaram a fazer seus pedidos, Momo e Nayeon sempre pediam o clássico do local, o Café Mocha. Ele era servido com uma camada de calda de chocolate, café, leite e espuma de leite por cima, acompanhando com o clássico waffles belgas: Liége de formato oval caramelizado e o Brussel de formato retangular e cobertos com torrões de açúcar servido com duas bolas de sorvete de creme. Chaeyoung amava fotografias e insistiu em tirar fotos de todas as meninas. Nayeon e momo abraçaram-se, aproximando seus rostos. Chaeyoung sorriu e disparou a fotografia. As duas não interagiram muito. Apenas observaram as curiosas conversas ao redor da mesa. Eunha, sua grande amiga, conversava ansiosa sobre os próximos ensaios com seu time, Yerin e Yuju disfarçadamente entrelaçavam suas mãos por de baixo da mesa, como se ninguém ali desconfiasse de seus sentimentos. Chuu e Yves conversavam com Jeon e Chae sobre uma tal casa na praia no final da ilha, sugerindo que um dia fossem lá. Dahyun suspirava enquanto Sana acariciava seus cabelos. Olivia e Gowon conversavam com Yoohyun e Ga Hyeon sobre as idiotices que seus colegas de sala aprontavam vez ou outra. Momo deitou sua cabeça no ombro de Nay, que acariciava seus cabelos com a outra mão. As garotas também faziam planos para irem ao parque naquela tarde. Nay não sabia como os assuntos surgiam e iam, mas quando um em especifico surgiu, todas ficaram em silencio e viraram-se para Nayeon.

-Nayeon... o Mark parou de te seguir? –Perguntou Yerin discreta do outro lado.

-Eu soube que ele te deixa muitas cartas, você não tem medo dele? –Pergunta Hyeon.

-Ele... –Nayeon tentou completar a frase quando vê Mark abrindo a porta da cafeteria.

-Puta merda. –Disse Dahyun que havia levantado a cabeça para ver o motivo do silencio ao ver Tuan entrando com sua, talvez, namorada Jung Jin-sol, conhecida como Jinsoul.

Vivi e Ha Seul que traziam duas bandejas cada de cafés e waffles pararam para ver a cena. Todos na cidade sabiam dos boatos que caíram sobre Mark.

-O que você está olhando? –Perguntou o garoto.

-Na-nada. –Respondeu ViVi direcionando-se com as bandejas para a mesa das meninas.

Waffles Liége, Brussel, stroopwafel, gaufres, waffles with maple syrup, Mirabel, bubble waffle entre outros tipos e acréscimos foram deixados em sua mesa e uma grande variedade de cafés, sucos e vitaminas. Hirai Momo segurava as mãos de Nayeon por de baixo de mesa, ela sabia o quanto aquilo incomodava a mais velha. Todas começaram a comer e beber, tentando disfarçar a presença de Tuan. Eunha encara Nayeon do outro lado da mesa, procurando indícios de que a mesma estava bem. Nay cortou um pedaço de seu waffle e escutou novamente o sino. Chu So Jung, ou como a chamavam, Exy entrou na cafeteria, as meninas discretamente a olharam e esperaram a reação dela. Já que Exy namorou seriamente com Mark e diziam que ela nunca havia superado.

Mark levantou imediatamente com Jinsoul, disposto a ir embora naquele momento.

-Como ousa dar as caras aqui? –Perguntou Exy encarando-o.

-Eu tenho direitos de ir onde bem entender! –Mark tinha uma grande plateia o observando, o que deixava Nayeon mais irritada ainda. Ela odiava ver brigas, principalmente quando não podia fugir do local onde elas aconteciam.

-Lee Chae-rin foi uma tola! Ela deveria ter PRENDIDO VOCÊ quando pode. –Mesmo com seus 1.66 cm de altura, aproximou-se bravamente empurrando Mark para trás.

-Olha aqui garota eu não sou seu cachorrinho para você me tratar desta maneira! –Aproximou-se de Exy, transbordando de ódio. Vivi abeirou-se da situação entrando no meio dos dois.

-Gente... por favor, aqui não é lugar para isso. –Dizia calmamente.

-É LUGAR SIM. Essa vadia está nos insultando! –Jinsoul entrou a frente de Mark.

-DO QUE VOCÊ ME CHAMOU? –Exy empurrou vivi para o lado. Mark afastou Jinsoul segurando os pulsos de Exy antes que ela batesse em sua namorada. Chaeyoung e Ha Seul entraram no meio da discussão, Nayeon apertava fortemente as mãos de Momo, Eunha havia sentado ao lado de Nay, abraçando a mais velha.

-Chega Exy! –Chaeyoung a afastou. –Tenha respeito!

-Não se intrometa na onde foste chamada Son Chae Young! –Empurrou a garota. Momo, Nayeon, Jeon, Sana e Dahyun levantam-se indo de encontro com Chae. Jeon e Momo a puxam para trás.

-Não vale a pena. –Sussurrou Momo.

-Deixa para lá. –Jeon segurava sua mão. Nayeon estava ao seu lado, com seu braço entrelaçado com o de Chaeyoung. Ignorando o olhar tenebroso de Mark e de sua Namorada. Oliwon e Chuuves haviam aproximado do local.

-Im Nayeon. –Chamou Mark. –Chegou para completar o grupo de bad girls querendo me foder?

-Seu problema é comigo não com essa... não com ela! –Disse Exy.

-Chega eu vou embora! – Mark puxou Jinsoul pelo braço para saírem do local. –Exy empurrou Mark com uma cadeira. Jinsoul partiu para cima de Exy, Vivi tentou separa-las sendo mandada para o balcão onde cai e fere a cabeça. Chaeyoung e Dahyun tentam interferir, Mark empurra Chae, separando as duas e anda em direção a Nayeon, segura-lhe pelos braços apertando os e a trazendo para si.

-É tudo sua culpa. –Disse em seu ouvido e joga no chão. Momo parte para cima do homem que a segura.

-Siga seu próprio concelho, não vale a pena. –Puxou Jinsoul para fora do restaurante.

-NAYEON. –Gritou Hirai. –Você está bem?

Nayeon chorava descontroladamente. Tudo aquilo tinha te assustado muito. Ela tinha muito medo de Tuan, e chegar tão perto dele e ter seus braços esmagados pelas suas mãos, tudo estava fora de controle.

-A. A Vivi. –Apontou para a garota de cabelos rosa pastel desmaiada com a cabeça no colo de Ha Seul. Olivia e Chuu estavam ao lado da menina e ligavam para a ambulância. Gowon e Dahyun estavam com Chaeyoung que chorava nos braços de Jeon. Yves trazia um copo de agua para Nayeon que estava sentada em uma mesa próxima com Momo que não soltava sua mão e Eunha que acariciava seus cabelos enquanto Sana tentava consola-la. Exy estava estática no canto do salão. Yerin e Yuju que conheciam a garota foram falar com ela.

-O que foi isso? –Perguntou Yuju.

-Eu não sei. –Respondeu para si mesma.

-Eu acho que deve ir embora. –Disse Yerin. –Vá para casa, vai ser melhor.

Não demorou para que levassem Vivi, e para que a xerife Chae-rin chegasse ao local junto com os pais das meninas. Amber Liu que estava por ali, escutou o tumulto e aproveitou para pegar depoimentos para o jornal estudantil.

 

12h00

 

Demorou para que a poeira abaixasse. Para que Amber escrevesse tudo o que Yoohyun e Eunha contavam e para saber a opinião de todas ali. Que Chae-rin entendesse a situação e fosse atrás de Exy, Mark e Jinsoul. Para que os Sr. E Sra. Hirai, Im, Yoo, Minatozaki, Son e Wong chegassem a conclusão que naquela tarde não iriam para a praça. Demorou para que Min Yoongi chegasse para ajudar Momo e os pais de Nayeon leva-la para casa. E no final, ninguém foi ao lindo paque aproveitar o lindo dia de primavera.

 

15H30

 

Yoongi, Eunha, Momo, Jeon, Chae e Dahyun estavam na casa de Nayeon. Todos tentavam distrair-se, mas era impossível fazer com que Im Nayeon ficasse entretida em algo. Ela sempre acaba olhando através de sua janela, perdendo-se no som do mar e na música Sevages que tocava em seus fones.


Murder lives forever

And so does war

It's survival of the fittest

Rich against the poor

At the end of the day

It's a human trait

Hidden deep down inside of our Dna


One man can build a bomb

Another run a race

To save somebody's life and have it blow up in his face

I'm not the only one who finds it hard to understand

I'm not afraid of God

I am afraid of man

 

 

Momo pegou seu telefone, mandando uma mensagem para Mina.

15h32, Momo-chi Moguri: MINA!

15H32, Me chame de Myoui e deixa eu ser sua mina: ESTÁ QUASE TUDO PRONTO! Fiquei sabendo do que aconteceu mais cedo...


15h33, Momo-chi Moguri crio o grupo NAYEON DAY.

Momo-chi Moguri adicionou:

Kim Tofu, Strawberry Princess, Y-V-E-S, Chuu-va, BUUU, Central Park, Tozaki, Me chame de Myoui e deixa eu ser sua mina, Yoda, Glass Sugar, Cheeks, Oli-veira, *Galera do Gfriend, *Galera do Dreamcatcher, Won, ViVi, Hope Hope Hope, Chim, Cookies, TaTa, *Galera do 3ano


15h37, Momo-chi Moguri: Galera, na casa de festas as 21h.

15h37, Alguém: Mas o aniversario da Nayeon não é amanhã?

15h38, Glass Sugar: Vamos comemorar a virada, vai ser incrível!

 

Quando o relógio marcou sete da noite, os amigos de Nayeon, exceto Momo, deixaram a casa dela correndo para arrumar-se para a grande noitada. Nay não sabia dos planos para aquela noite. Quando Nayeon entrou no banho, Sra. Im e Momo deixaram um lindo vestido azul tom passeio de barco, com decote palavra de honra com ilusão e saia godê, com ramos de cerejeira bordados. Um salto alto meia pata, dourado ouro de treze cm ao lado. Hirai despediu-se de Sra. Im e voltou para casa onde tomou um rápido banho, secou seus cabelos e vestiu o vestido de decote de ombros caídos com saia enviesada que ficava acima de seus joelhos na cor bordo. Calçou um salto agulha bege, e os brincos delicados em forma de flor, banhados a ouro rose. 

22h00

Seu pai lhe emprestara a BMW preto e Momo dirigiu até a casa de Nayeon, onde a mesma a esperava deslumbrante a frente de sua casa. Momo desceu para abrir a porta para Nayeon.

-Que ato de dama! –Disse rindo da situação. –Onde é que vamos Momo?

-Vamos a uma festa!

Pelo fato da cidade ser pequena, não levou oito minutos para que chegassem ao destino. A casa próxima a estrada do observatório. A frente da casa de festa dos Sr. E Sra. Havia um grande jardim, onde encontrava-se muitas luzes, tanto luminárias com potes de vidros e velas, tanto piscas-piscas dourados que se ligavam aos postes. A casa não tinha um telhado como as outras, Nayeon acreditava que a casa era inteiramente geométrica, sendo dos modelos novos de casas quadradas. Hirai estacionou na única vaga restante a frente da casa, o pedaço da rua estava cheio de carros. Momo segurou a mão de Nayeon a levando até a entrada, onde Mina usava um vestido amarelo de flores brancas, e de longe se ouvia do fundo da casa tocar Red Flavor.


Red flavor, I'm curious, dear

It tastes like melted strawberry slowly when I bite

Look for the candy store on the corner, baby

What I like the most is the taste of summer.

 

Jeon que estava usando uma camiseta social de mangas curtas estampada de margaridas, shorts jeans escuro e tênis preto juntamente de todas suas amigas vestidas com estampas floridas ou cores marcantes vieram cumprimentar Nayeon com beijos em sua bochecha e abraços apertados. Min Yoongi que estava de mãos dadas a um garoto mais alto que ele, de cabelos pretos, usava terno e gravata se aproximaram de Nayeon.

-Surpresa! –Disse Min Yoongi abraçando a menina.

-Mas o que significa tudo isso? –Disse sorrindo.

-Momo pensou em tudo! –Disse Chaeyoung que estava na cozinha. Momo sorri olhando para baixo e Nayeon lhe abraça.

-Obrigada. –Sussurra em seu ouvido.

-Nós achamos que seria fantástico comemorar seus últimos momentos com dezessete anos e virar a noite com você. –Dizia Hirai que tentava segurar suas lagrimas.

-Nayeon, esse é Jung Hoseok! –Apresentou o garoto alto de cabelos pretos e um belíssimo sorriso.

-Prazer em conhecer você. –Hoseok aproximou de Nayeon colocando a mão de modo que não mostrasse sua boca e fingiu sussurrar. -Na verdade eu sou o futuro namorado dele, mas ele não colabora. –Hoseok riu da expressão envergonhada de Yoongi e apertou suas bochechas rosadas.

-Prazer em conhece-lo! –Nayeon imita o mais alto. –Eu acho que vocês formam um belo casal!

Momo arrastou Nayeon até a sala de jantar onde havia toda uma decoração com tema de primavera. Havia vasos, quadrinhos, fotos de Nayeon com as meninas, doces e um lindo painel florido que combina com a decoração tropical florida.

-Momo... –Colocou as mãos na boca. –Está tão lindo! –Abraçou mais uma vez a amiga que estava flamejando.

Chaeyoung aproximou de Nayeon.

-Licença Srta. Hirai, mas vou roubar Nayeon um pouquinho. –Disse enquanto levava Nayeon para os fundos da casa, onde havia fios de piscas-piscas traçando um teto falso pelo jardim. Um pequeno palco repleto de lanternas, pista de dança, uma grande mesa recheada de Nikumans, Mitarishi Dango, Bolinhas de queijo, coxinhas, rolinhos de alface com peito de peru, aperitivos, nachos, tacos entre outras muitas coisas. Ao lado do palco havia a mesa do barman, onde quem dirigia era os Namjin, que também eram responsáveis por toda a comida. O que mais surpreendia Nayeon, era ver seus tantos colegas e vizinhos que conhecia a muito tempo. Nay foi até os Namjin, que a cumprimentaram e a ofereceram limonada rosa, e a mesma virou um copo e saiu andando pela festa.

 

23h00 Três copos de 250ml de limonada rosa.

 

Min Yoongi comandava o som, ele era o DJ da noite. E escolheu uma belíssima música para que os convidados da festa e Nayeon, dançassem uma lenta. A música escolhida foi I.L.Y.

Todos pegaram seus pares e numa quase valsa, curtiram seus momentos. Enquanto Momo tentava controlar a vermelhidão em seu rosto, e a respiração acelerada ofegante de ter Nayeon a centímetros de seu rosto.

-Hirai. –Sussurrou em seu ouvido.

-Hm?

-Você está cada vez mais vermelha. –Riu e beijou sua bochecha. Foram os três melhores minutos da vida de Momo.

 

23h50 5 copos de 250ml de limonada rosa.

Momo e Chaeyoung levaram Nayeon e todos os convidados para a surpresa mais esperada daquela noite. Subiram a estrada de terra que levava ao observatório. E de lá de cima, era possível ver de longe o farol abandonado. Nayeon estava um pouco fora de si, mas conseguiu andar até lá.

 

00h00

 

Todos gritaram feliz aniversario Nayeon, enquanto os fogos de artificio explodiam perto do farol. Iluminando a noite estrelada. Deixando Nayeon encantada com todo o trabalho que Momo e suas amigas tiveram para planejar tudo aquilo. O show de fogos durou cinco minutos ao som de sua música favorita, Wanna Be Missed. Yeon deitou a cabeça no ombro de Momo, que segurava sua cintura.

-Você gostou? –Perguntou Hirai.

-Eu. Eu amei Hirai Momo! Foi a coisa mais bonita que alguém já fez para mim. Ru não tenho nem. Nem palavras para dizer o quanto sou grata por te ter. –Sorria sem jeito.

A festa estendeu-se até as cinco da manhã. Cortaram o bolo, comeram os doces e Nayeon continuou a beber sua limonada rosa. Quando voltaram do observatório, a balada passou para dentro da casa, onde uma luz de festa foi colocada no lugar da lâmpada normal. O som alo escoava por todos os cômodos da casa. Nayeon pulava, dançava e cantava suas músicas favoritas na presença dos amigos que tanto amavam.  As quatro da manhã, Nayeon chegou no máximo em que poderia chegar.

-Nayeon? –Perguntou Min Yoongi rindo. –Meu deus quantos copos você tomou?

-Eu souh bebir limonada! –Dizia uma Nayeon altamente bêbada.

-Você sabe que a limonada é batizada com vodka, certo? –Riu.

-É logico que não. –Nayeon afastou-se.

-Onde vai? –Tentou segura-la.

-Me declarar!

Nayeon andou até onde Hirai Momo estava sentada mexendo em seu celular. Hirai estava cansada e esperava aos poucos o pessoal ir embora para começar a limpar o local.

-Hi-Hirai! –Chamou Nayeon. Momo levantou-se indo em direção a mais velha.

-O que foi, está tudo bem?

-Eu te amo! –Tomou os lábios de Hirai em um selar lento e adocicado. Nayeon não teve forças para continuar um beijo descente e desmaio nos braços de sua amada. Min Yoongi ajuda Momo a leva-la para um dos quartos da casa, que tinha as paredes lilás e a cama de casal no chão.

-Literalmente ela precisava estar muito fora de si para fazer isto. –Deu um leve tapinha nos ombros de Momo e saiu do quarto fechando a porta atrás de si. Momo deitou-se ao lado de Nayeon por um breve momento, observando-a dormir calmamente.

-Eu te amo Im Nayeon.


Notas Finais


Os Waffles que citei saíram deste site: https://vontadedeviajar.com/os-melhores-waffles-do-mundo/

O café: https://decafeeuentendo.laklobato.com/cafe-mocha/

Música: Savages - https://youtu.be/rxaTAFXgykU

Música: Red Flavor - https://youtu.be/WyiIGEHQP8o

Música: I.L.Y - https://youtu.be/Oy25EAs2mmY

Música: Wanna Be Missed - https://youtu.be/_Zr_u99kCWU

P.S: os detalhes descritos do parque serão de extrema importancia nos proximos capt


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...