1. Spirit Fanfics >
  2. A coffe, please- Park Jisung >
  3. Prólogo

História A coffe, please- Park Jisung - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Prólogo


       Meu primo abre aporta do meu quarto em um movimento brusco, fazendo a mesma bater na parede, logo me olhando enquanto eu leio mais um dos milhares de livros que tenho na estante.

       _Porque você não apareceu?_ falou o garoto de madeixas loiras na minha frente, demonstrando muita raiva através do olhar, provavelmente falando do encontro de bandas, onde ele queria que eu fosse sua vocalista feminina.

       _ Eu esqueci._ Falei simplista sem tirar os olhos das paginas do livro.

       _ Não, você não esqueceu, eu te conheço, você ainda não quer ver o quão boa você é, se você tivesse ido provavelmente iríamos ganhar o troféu, mas parece que você concorda com aqueles babacas que disseram que você não tem talento, mas eu discordo, e você também deveria._ Falou demonstrando desaprovação e logo saindo do quarto fechando a porta, dessa vez sem agressividade.

       Sem vontade de ler o livro que se encontrava em minhas mãos, resolvo fazer as mesmas coisas que faço todas as vezes que estou meio pra baixo. Abro o youtube e coloco no canal Kimzinha.

       Ultimo vídeo postado: 23/03/2018

       Faz exatamente dois anos que não canto mais, abro meu ultimo vídeo e vejo os comentários.

-Que voz linda, apaixonei.

-Porque paraste de cantar? Logo agora que te conheci.

-Essa música ficou tão perfeita na tua voz... O que não fica né?

-Parece que você tá possuída, credo!

Ver mais...

       Sempre que vejo os comentários, sinto que decepcionei aqueles que gostavam dos meus covers, mesmo não sabendo quem estava por traz da voz, eles gostavam...

       Como um estrondo, fechei meu laptop, parando de pensar sobre o assunto, e fui me ajeitas pra fazer algo mais produtivo do que simplesmente ficar procrastinando na cama, assim saindo do cômodo que fiquei pelo menos dez horas seguidas e me dirigindo para a sala de arte.

       Quando cheguei lá, abri a porta e cumprimentei minha avó que se encontrava sentada e uma cadeira de balanço bordando, logo me dirigi à caixa de tinta no canto da sala.

       _ Ele esta decepcionado com você, Charlott._ Falou a senhora calmamente.

       _ Ele não deveria ficar insistindo, principalmente depois de tudo que eu passei._ Falei firme, levando minha mão à cabeça no intuito de prender o cabelo num rabo desajeitado, logo deixando à vista a cicatriz que vai do final da orelha ate o meio da nuca.

       _Mas sua voz é tão linda, não entendo porque parou... você já se livrou daquele moço, não? Agora você pode voltar a cantar._ Falou me rebatendo.

       _Não sei, ainda me sinto desconfortável sobre isso..._Falei, começando a botar cor naquela parede que parece tão sem graça.

       Após minha fala a mais velha se concentrou novamente em seu bordado, me dando espaço para mergulhar em meus pensamentos.

       Quando disse pela primeira vez que queria ser cantora toda a família festejou, ate porque, isso era uma noticia que a família continuaria com seu legado, uma família inteiramente feita de artistas.

       Minha avó era dançarina, meu avô era um pintor, se conheceram quando ele foi pintar um quadro sobre dança e parou na sala de pratica onde minha avó praticava.

      Meus tios, ambos cantores se conheceram ainda jovens, participavam de uma banda, e com o tempo se apaixonaram e abriram uma cafeteria, talvez pelo amor que os dois nutriam quando se fala de café, e isso eu puxei deles, amo todo tipo de café, mocaccino, capuchino, expresso, todos os tipos.

      A história de amor dos meus pais é minha favorita, minha mãe, viajando e tentando se encontrar, e meu pai, fazendo um trabalho fotográfico. Quando se viram pela primeira vez meu pai pediu permissão para tirar foto de minha mãe e logo foi amor, após isso minha mãe virou modelo, e a família, obviamente, a apoiou em tudo, logo ela começou a trabalhar mais e mais com papai, ate que ele a pediu em casamento, e ela disse sim.

      Eu sei que oque eles querem é pro meu bem, mas... Aconteceu, e não será nada fácil eu voltar aos palcos novamente


Notas Finais


Espero que gostem...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...