História A Complicada História De Amor de Dipper e Pacifica - Capítulo 27


Escrita por:

Postado
Categorias Gravity Falls
Personagens Bill Cipher, Candy Chiu, Dipper Pines, Mabel Pines, Pacifica Northwest, Personagens Originais, Soos Ramirez, Stanford "Ford" Pines, Stanley "Stan" Pines, Waddles, Wendy Corduroy
Tags Dipcifica, Mabill
Visualizações 98
Palavras 1.725
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Voltei gente

Capítulo 27 - A Volta


 


Pov Dipper 


       Depois de ajudar Fred, eu olho algumas fantasias e me decido escolher uma de mercenário. Era bem bonita ao meu vê, era preta, com um capuz, sobre tudo, botas negras, calça social e camisa social branca. 
    Eu sempre curtir RPG's, sempre fui fã de mercenários ou de cavaleiros. Fred me falou que essa fantasia iria ficar legal, bem, acho que deu certo sim.
    Depois da Pacifica demorar um pouco falando com Emma. Saímos juntos da loja, a loira estava bem feliz e andava tagarerando alguma coisa sobre livros e séries de tv.
    Rir um pouco disso, eu amava muito minha patricinha mimada. As vezes, eu queria era pegar ela em meu colo e beira-la muito, marcar suas coxas e seu pescoço branquinho.
    Infelizmente, Preston não gostava de mim. Assim, eu não podia sair com sua filha, beija-la em público.
     Mas um dia eu vou tirar a Paci de casa, vou cuidar dela como uma princesa. 
     - Hei Dipper! Que tal saímos um pouco? Afinal... amanhã é um dia cheio - Disse a loira sorridente. Assento e olho para os lados me certificando que não havia ninguém por perto.
     - Sim... Mas vamos logo, vamos para a biblioteca - Dito baixo para ela ouvir, Pacífica assente e anda em minha frente.
    Ela caminhou até a biblioteca, pego meu celular para disfarçar que estou mandando mensagem para alguém.
     A biblioteca de Gravity Falls é uma das mais lindas que já vi. Tem até uma seção de histórias em quadrinhos em um mine andar, no segundo andar tem uma seção infantil e um mine cinema. 
      O prédio era bem bonito, de mármore branco e piso branco brilhante. Havia um balcão com vários atendentes, muitas estantes com livros, mesas com cinco cadeiras de cores verdes, um espaço para estudos ao lado vários computadores. Há duas entradas de vidro com detalhes de tijolos e uma pracinha em frente.
     Não é a maior biblioteca do mundo, mas eu acho que uma das mais acolhedoras e bem simple.
     Pacifica entrou primeiro no local, andou até o balcão e sorriu para os atendentes. Pego seus documentos e foi até o balcão para poder entrar.
     - Oi Pacifica, faz tempo que não te vejo - Falou uma moça de cabelos loiros escuros usando o típico uniforme do local.
    - Olá Emily, faz tempo sim - Disse a loira simplesmente e riu baixo sem graça.
    Entro calmamente e me aproximo das duas, pego meu CPF e espero digitar para poder entrar.
    - Dipper essa é a Emily  uma amiga minha - Falou me apresentando a jovem, ela se levantou e nos comprimentou rindo.
     - Emily esse é o Mason Pines - Assento e estendo a minha mão tocando na dela.
    Outra pessoa entra no local, uma velha conhecida nossa. Âmbar entrou alegre usando seus curtos cabelos escuros e seus óculos negros.
     - Dipper!!!!! Pacifica!!!!!! Quanto tempo!!!!! - Disse ela abrindo os braços, a ruiva que acabei de conhecer riu baixo e começou a mexer em seu computador.
     - Oi Âmbar! Faz tempo!!!!!! - Pacífica abraçou ela com carinho. Sorri de lado, faz um bom tempo que não vejo Âmbar e nem mesmo Jack.
    Soube que ambos haviam brigado mais uma vez, mas só que agora era sério. Enfim, não sei dos detalhes. 
     - Oi Âmbar - Abraço ela também e sorri de lado, Âmbar encerra o abraço e olha nos dois e leva suas mãos até a boca não acreditando no que vê.
     - Vocês dois... estão juntos? - Perguntou baixo se certificando que ninguém havia mais ouvido. 
     Seguro a mão de Pacífica e vejo a mesma corar em meu simples toque. Me deixo rir e beijo sua bochecha, isso deixou a morena de óculos mais alegre.
     - Sim, eu e Pacífica estamos namorando - Anúncio confiante, a de óculos bateu palmas e se virou para Emily colocando seu CPF para entrar.
     - Que ótima notícia!!! - Falou se virando de frente para nós, dígito meu CPF e a Pacífica também.
    Assim que tudo pronto, nos três entramos. Âmbar olhou para nós melhor e riu feliz ao saber da notícia do namoro.
    - Isso é a melhor notícia que poderia me dá! Vocês são um casal tão lindo... tão perfeito!!! - Disse ela tão feliz que seus olhos transmitiam felicidade.
              Deixo uma risada escapar e entrelaço minha mão na da Pacífica. A de óculos parecia feliz, em vê nos dois. 
     - E como vai você e o Jack? - Questino curioso. Eu sempre soube que ambos não tem uma relação muito boa. Mas sei que Âmbar o ama muito.
     Âmbar ficou meio triste e olhou para o lado. Sorriu e arrumou seus óculos em seu rosto de forma desajeitada.
     - Bem... Eu e o Jack brigamos mais uma vez... mas bem... - Começou a dizer, mas não terminou sua fala ao se lembrar de algum.
     Com uma velocidade grande, ela correu até as estantes de livros e pegou um livro. Nos encarou e sorriu colocando seu cabelo de trás da orelha.
      - Esse é um dos romances meu favoritos. Romeu e Julieta tem até inveja desse romance - Terminou de falar e deu uma piscadinha.
      Pacifica pegou o livro e olhou o mesmo. Fico curioso, geralmente Âmbar cuida da livraria e não da biblioteca. Mas ok... fazer o que, o povo de Gravity Falls é estranho.
      - Bem já vou indo, espero que aproveitem de sua leitura e que sejam felizes - Falou sorrindo e se virou, como passos apressados ela saiu da biblioteca nos deixando sozinhos.
     - Que estranho - Disse Pacifica olhando toda a cena. Ela havia chegado mais perto de mim, seu corpo estava praticamente colado no meu. Sua respiração estava acelerada e seu coração batia um força.
      Rir baixo com isso e levo minha boca até seu ouvido mordendo de leve.
     - Pelo menos temo algum pra ler minha patricinha linda - Sussuro a provocando. Pacifica ficou vermelha no mesmo instante e se deixou arrepiar um pouco.
      Seguro a mão dele a levando até um lugar especial para mim.
      Quando vim para Gravity Falls na primeira vez. Eu queria ler alguma coisa, sempre amei a leitura e sempre gostei de ler nas minhas férias, - Mabel não gostava naquela época, mas só ler Crepúsculo que ela mudou de ideia -, e tivô falou desse lugar.
       Fiquei interessado na hora. Me lembro de ter corrido até aqui e entrado aqui com o CPF do meu pai, - Sim, eu entrei com o CPF do meu pai -, gostei demais do lugar que eu vinha todos os dias aqui, e depois de algumas  semanas, tivô Stan criou uma conta para mim entrar aqui toda vez. Era só digitar o CPF do meu pai do meu pai que eu podia entrar.
     Mas Dipper, o que esse lugar tem haver com isso? Calma, estou lá.
    Como eu era muito introvertido, eu não gostava muito ver as pessoas. Um dia caminhando pelos corredores a procura de um bom livro, eu achei este lugar.
     No vão entre a escada, parede e o chão havia um pequeno espaço. Um lugar mal iluminado e cheio de livros, cabia uma pessoa ali dentro. Eu sabia disso e entrei rapidamente, e me surpreendi de como o lugar era ótimo para mim.
      Eu podia ler quantos livros eu quiser, eu podia me perder aqui lendo meus livros sem que eu saía do lugar. 
        Esse canto virou meu refúgio e meu lugar secreto, nem mesmo Mabel sabia do local. Mas, Pacífica vai ser a primeira a saber e entrar no mesmo.
      Levo minha patricinha até o pequeno espaço. Seus olhos em tons azulados fitavam de forma curiosa o espaço. 
      - É um lugar agradável para se ler. - Concluiu pegando um pequeno exemplar de um livro da Serena Valentino.
       - É... quando eu era mais novo, você sabe... Eu era o fracote... então, vim aqui era meu lugar preferindo. Aqui eu sou um herói, ou até mesmo um detetive. Aqui eu não sou um Dipper merdinha, e sim o Dipper legal. - Explico me lembrando do passado que tanto tento apagar.
       Pacífica se virou para mim e segurou seus ombros. Seu rosto tinha uma expressão de insatisfação e de raiva aparente. Ela estava séria e seus olhos azuis cravaram em mim.
       - Dipper, não é, e nunca vai ser um merdinha. Se voltar a repetir essa palavra eu juro, arranco sua língua. - Me ameaçou. Sinto minhas bochechas quentes e olho para o lado.
     - Ok... Eu prometo - Juro por mim mesmo e sinto um selinho rápido em seus lábios e volto a segurar a mão da loira.
      Levo sua mão até meus lábios e beijo o local a encarando.
              - Vamos lá ler? - Digo já a puxando para dentro do meu local secreto.
      Pacífica se sentou em seu lado com o corpo junto ao meu. Ficamos juntos e bem unidos no espaço que havia para nós. Paci pegou um livro de romance que lhe dei e sorriu.
      - Não curto muito romance... mais me parece legal - Comentou se pondo a ler o livro.
      - Você ler ai seu romance... E eu vou ler meu Sherlock Holmes - Comento rindo e lendo um dos meus livros favoritos de mistério e policial.
       - Isso é maldade... Eu amo o titio Sherlock. Mais, dessa vez eu vou ler um romance medieval. - Finalizou sua fala beijando minha bochecha.
      Rir com isso círculo sua mão até sua cintura a puxando para mais perto. Paci olhou para mim e puxou seu fone de ouvido e colocou um lado no meu ouvido e outro no seu.
     Não falamos nenhuma palavra, não precisava. Nosso amor não precisa de palavras, muitas vezes, apenas o silêncio é necessário.
      A loira colocou na música High Hopes. A olho de relance e ela me olhou da mesma forma, trocamos um sorriso cúmplice e voltamos a ler nossas leituras atuais.
      Por fim, de forma tímida, nossas mãos se encontraram e coloco elas em cima no meu joelho e do dela. 
       Se você estar curioso para saber se nós pegamos, ou que fomos nos beijar no banheiro ou sair pra comer, bem, não. Só ficamos ali... no meu cantinho secreto. Meu coração batia rápido e meus sentimentos por ela cresciam, Pacífica havia me conquistado meu coração naquele momento. 
        Engracado isso que falei, já que, ela já havia roubado meu coração.
      

 

 


Notas Finais


Até outro dia de sol


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...