1. Spirit Fanfics >
  2. A complicated story >
  3. Capítulo 3

História A complicated story - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


só um avisinho, nao se iludam c o Justin KKKKKK

Capítulo 3 - Capítulo 3


Fanfic / Fanfiction A complicated story - Capítulo 3 - Capítulo 3

-eu acho que vou dormir- eu falei percebendo que a bebida ja estava causando efeito e estava ficando um pouco tonta e logico que nao quero ficar bebada agora porque quando eu bebo sempre arranjo uma forma de fazer merda, e com o homem a minha frente eu não vou me controlar por muito tempo
-ja? Ta cedo- ele falou dando mais um gole na bebida e logo eu me levantei
-sim, estou indo, boa noite- eu me aproximei dele pra dar um beijo na sua bochecha mas ele virou o rosto na hora e acidentalmente minha boca encostou na dele, por um segundo apenas, mas nao quero prolongar isso entao só virei as costas e fui para o meu quarto, mas dei meia volta quando percebi que preciso de  um banho urgente
-Justin, pode me emprestar alguma roupa para colocar?? Eu preciso de um banho- falei rapido e breve, porque pensei e nao faz sentido nenhum eu virar amiga do homem que ta me mantendo presa na casa dele e é um psicopata, tudo tem limites e eu me apego rapido nas pessoas, nao quero me apegar nele, quero ir embora e seguir minha vida e vou me focar nisso apenas, nao posso ficar aqui.
-toma- Justin falou tirando sua camiseta me fazendo esquecer meus pensamentos anteriores ao encarar o corpo magnifico desse homem, puta merda que pedaço de mal caminho! -amanhã vamos fazer compras para vocé- ta, esse homem realmente ta achando que eu vou o que?? Viver aqui simplesmente?? Como consegue ser tao egoista?? Ele esqueceu que tenho uma vida?? Os efeitos da bebida agora ta me deixando com mais raiva do que o normal. Apesar de estar surtando internamente tudo que eu fiz foi dar um sorriso amarelo para ele e pegar a camiseta. Fui para o meu quarto, que tinha um pequeno banheiro, me despi e entrei para o banho, tinha tudo o que eu precisava aqui, produtos pro cabelo e até para a pele. tomei um banho relaxante, deixei todas as lagrimas que eu estava controlando cairem junto com a agua do chuveiro, fiquei por um bom tempo nesse banho e sai me sentindo restaurada e convencida de que tudo ficará bem e eu vou voltar para casa em breve, hidratei minha pele, liguei o ar condicionado e dormi feito um anjo depois de pensar tanto em tantas formas de sair desse lugar. 
*dia seguinte:* 
acordei depois de uma bela noite de sono pensando apenas em comida, era tudo o que eu precisava depois de não comer a um bom tempo, nem me lembro qual foi a ultima refeiçao que fiz, olhei para o lado e vi que alguem ja tinha pensado nisso tambem pois tinha na mesa ao lado bolo, cereais, refrigeirante e leite, comi até me sentir satisfeita e então abri as sacolas que estavam espalhadas pelo chao do quarto, é, parece que Justin levou a serio a ideia de comprar roupas pra mim pois tinham varias roupas e todas eram lindas e faziam muito o meu estilo, ao ver tudo isso minha garganta deu um nó e ja sentia as lagrimas vindo, esse cara pretende me manter presa aqui até quando? Isso é ridiculo. Depois de uma crise de choros pequena, me recompus e vesti uma roupa qualquer, penteei os meus cabelos em frente ao espelho e reparei o quanto ele estava precisando de uma hidratação, tentei abrir a porta do quarto que para minha surpresa (ou não) estavam trancadas, bufei frustada e caminhei ate a janela a abrindo, e novamente pra minha não  surpresa elas estavam gradeadas, to me sentindo em uma prisão, olhei a minha volta e ri com meu pensamento de que estava em uma prisao de luxo. 
Acho que ja faz uma hora que estou sentada olhando para a parede e cada minuto que passa minha vontade de ir embora aumenta mais, minha vó e meu vô devem estar morrendo de preocupaçao, sera que mamae e papai ja estao sabendo?? Sera que a policia ta atras de mim? Poxa, é tão ruim nao saber o que esta acontecendo. Ouvi o barulho da porta sendo aberta e olhei pra ela esperançosa, era Chaz 
-eai gata, quer ir na piscina com nós?- esse Chaz até que é bem legal, e entre ir para a piscina e ficar trancada no quarto eu prefiro ir e por essa razao eu fiz que sim com a cabeça
-ta, se troca, vou te esperar aqui fora- ele disse fechando a porta e eu corri para as sacolas pra ver se tinha algum biquini e por sorte achei um preto, vesti ele e um vestido transparente por cima, sai e Chaz tava me esperando
-vamos, voce vai conhecer a Caitlin, irmã do Christian que voce conheceu ontem, e a Melissa, namorada do Drew- otimo, Justin tem uma namorada que deve ser pior do que ele, porque Chaz falou o nome dela e nem fez questão de esconder que não gostava dela
-obrigado por me tirar daquele quarto- eu falei dando um sorriso simpatico pro Chaz -avisou o Justin? 
-não, mas ele que se controle porque voce nao fez nada pra ele e eu nem concordo com ele ta mantendo voce aqui- Chaz falou e eu me derreti, ele é tao fofo 
-se ele surtar voce me protege ein- falei descontraida 
-nao precisa ficar com medo, nem com vergonha- qual é? Ta tao na cara assim que eu to nervosa? 
-ta tudo certo- falei e Chaz passou o braço em volta do meu pescoço me encorajando assim que chegamos na area, todos os olhares se voltaram pra mim me deixando super sem jeito, as meninas vieram em minha direçao
-oi, eu me chamo caitlin- uma delas falou animada me abraçando, ela é bem extrovertida e confesso que isso me assustou um pouco porque nao esperava que me tratassem bem
-quem seria voce?- a outra perguntou me olhando com cara de nojo
-Maite Damacena, prazer gatinha- debochei, sim, eu sei que estou em desvantagem e arrumar briga com alguem aqui dessa casa nao seria bom mas eu nunca aceito desaforo de mulher e homem nenhum, nao controlo a lingua e muito menos a cara
-vamos pular na piscina?- Caitlin falou quebrando o clima chato que ficou
-vamos- falei tirando meu vestido e novamente senti os olhares dos meninos cairem sobre mim, inclusive o Justin que nem disfarçou aquela cara de safado, senti minhas bochechas queimarem de vergonha, dei a mão pra Caitlin e corremos nos jogando na piscina 
-nao liga pra Melissa, ninguem suporta ela- Caitlin falou rindo 
-eu nem conheço ela e ja nao sei como Justin aguenta
-Jus trai ela todos os dias, ela que vive correndo atras dele 
-ele não presta- falei mergulhando, nadei ate a borda da piscina onde me sentei. 
-realmente ele nao presta- Caitlin se sentou do meu lado
-e eu nao sei porque ele quer me deixar presa aqui, eu nao vou contar nada
-Justin não confia em ninguem, nem nele mesmo, mas realmente é estranho, se voce fosse outra ele ia ter te chutado pra fora de casa, ameaçado, e te deixado ir embora
-eu só queria ir pra casa- falei e senti a tristeza me invadir de novo
-é tao ruim assim aqui? Justin ta te tratando mal?
-na verdade não, ele ta me tratando bem, todos tao, mas minha familia deve estar preocupada comigo
-vai ver Justin quer te comer e depois te deixa ir embora
-que nojo- respondi pensando na hipotese, confesso que nao seria nada nojento dar pra esse deuso, mas na situação que estou como vou pensar em transar??
-nojo do que louca? Justin tem seus defeitos mas é um baita gostoso
-mas nao sou louca de dar pra esse psicopata 
-é, voce ta certa, mas ele é um psicopata gostoso pelo menos- gargalhamos juntas e Justin olhou pra nos desconfiado e logo se aproximou 
-falando de mim meninas?- ele falou debochado 
-sim
-nao- eu e Caitlin falamos em unissolo e em seguida nos olhamos começando a gargalhar de novo
-to de olho em- Justin riu e deu um pulo na piscina
Ficamos na piscina por mais um tempo e eu e Caitlin nos demos bem, ela ate disse que vai tentar falar com Justin pra ele me libertar. Agora eu estou no quarto trancada novamente deve fazer uma hora e isso é muito entediante. Estava perdida em meus pensamentos quando olhei para o lado e tive a bela visão de um Justin sem camiseta e com os cabelos molhados passando pela porta 
-vamos jantar- ele disse serio e eu assenti com a cabeça, seguindo-o pra fora do quarto, fomos para a sala
-eu vou pedir pizza, a cozinheira pediu um dia de folga por ser aniversario da filha dela
-e o resto do pessoal?- perguntei distraida procurando algum filme na netflix
-foram embora
-que pizza o que, vamos cozinhar- eu falei determinada o puxando para a cozinha
-voce cozinha, e eu fico olhando- Justin disse me fazendo rir, acabou que Justin foi pra sala e me deixou sozinha, entao eu fiz só um macarrão mesmo 
-pronto pra provar o melhor macarrão- gritei para Justin que nao me respondeu e então fui até a sala vendo que o mesmo dormia tranquilamente, o cutuquei ate ele acordar resmungando
-ei, a janta ta pronta- falei rindo da cara de estressado dele
-quero só ver se valeu a pena ter sido acordado- ele levantou enchendo um prato com meu macarrão e se sentando na mesa
-ate que da pro gasto- ele falou e eu fechei a cara
-brincadeira, voce cozinha bem- ele disse sorrindo e foi impossivel nao sorrir junto com ele, jantamos e depois nos sentamos no sofá pra olhar um filme de terror que ele tinha escolhido
-nao vai ficar com medo, ein- Justin falou e olhou nos meus olhos, nesse momento eu pensei "foda-se", me aproximei dele e o puxei pra um beijo, qual é, quero fazer isso desde que o enxerguei e sei que a vontade era reciproca, e posso dizer que rolou uma grande quimica no nosso beijo, que saco, nunca acontece isso e ai quando acontece é com um sequestrador, que otimo. 
Justin desceu as maos que ate entao estavam no meu pescoço mais para o meio das minhas coxas, deu um forte apertao la, o meu corpo inteiro pedia pelo seu toque, o beijo ficava cada vez mais quente mas ele parou de me beijar e me encarou, o que fez as coisas ficarem ainda mais quentes e eu nao sei o que deu em mim mas eu avancei em cima dele, quando vi ja estava me esfregando no seu pau que ja estava pulando no calção
-quer ir pro quarto?- ele falou em meio aos beijos
-quero- foi tudo o que eu disse e em seguida senti ele me pegando no colo me levando a um quarto diferente do que eu estava trancada antes, mas nem dei importancia
Ele me jogou nada delicado naquela cama e logo veio por cima de mim, eu inverti a posiçao e tirei a minha blusa, ja estou aqui e nao vou parar agora. Justin foi com a boca nos bico dos meus seios lambendo e dando leves mordidas nos mesmos me fazendo gemer como resposta, comecei a rebolar no seu pau que ainda estava coberto por aquele maldito calção, falando nisso ele esta com muitas roupas ainda e em mim só resta  o meu short, arranquei a camiseta dele observando cada detalhe do seu peitoral e em seguida ele mesmo tirou o calçao, esse homem é mesmo um pedaço de mal caminho, cravei as unhas firmes nas suas costas assim que ele ficou por cima de  mim de novo
-chega de preliminares- ele falou tirando seu membro pra fora me fazendo sorrir safada pra ele gostando do que vi, ele ficou de pé e eu me ajoelhei na cama, lambi a cabeça do pau dele com delicadeza fazendo movimentos circulares
-chupa de uma vez- ele ordenou cansado de joguinhos e entao eu enfiei todo o pau dele na minha boca de uma vez começando a fazer rapidos movimentos de vai e vem, logo parei e comecei a fazer movimentos mais lentos mas parece que o homem nao tem muita paciencia com isso, ele pegou firmes nos  meus cabelos me fazendo enfiar o seu pau inteiro na boca novamente quase fazendo eu me engasgar
-chupa meu pau com vontade, vadia- ele ordenou novamente e foi o que eu fiz, comecei a chupar movimentando a minha mao ao mesmo tempo, logo senti seu pau latejar indicando que ele ja iria gozar mas é claro que eu nao vou deixar ele gozar na minha boca, parei de o chupar o deixando sem entender
-que foi?- ele falou vendo eu vestir a minha blusa
-foi que eu nao vou transar com voce
-para de jogos, e fica de quatro agora- ele falou como se fosse uma ordem, e tenho certeza que só com isso ja fiquei mais molhada do que ja estava
-mas..- eu retruquei 
-eu estou mandando, e eu sei que voce quer, vai ser por bem ou por mal?- sorri entrando no jogo dele
-vai ser por mal- coloquei meu dedo na boca, provocando, quando vi ele ja estava na minha frente me puxando pra um beijo, em seguida ele parou o beijo arrancando a minha blusa de novo, e o short tambem me deixando semi-nua, só estava com uma calcinha de renda vermelha
-belo corpo, da uma voltinha pra mim admirar- minhas bochechas queimaram assim que percebi seus olhos no meu corpo, tentei cobrir o mesmo com as maos
-nao precisa sentir vergonha- ele falou olhando nos meus olhos e por um segundo eu deixei a vergonha de lado e virei a bunda pra ele, que sentou na cama e bateu no seu colo indicando que era pra mim sentar ali, e eu fui, comecei a dançar sensual no seu pau
-chega, eu preciso te comer agora- Justin falou me empurrando 
-ainda nem começamos os jogos Jus- falei sorrindo provocativa recebendo um tapa forte na bunda como resposta
-fica de quatro- ele falou em seguida e nao sei por qual motivo  mas eu obedeci, Justin arrancou minha calcinha rasgando a mesma e entrando em mim sem nenhum aviso, ele dava fortes estocadas e eu só sabia gemer feito louca
-geme meu nome, Maite- Justin falou metendo mais devagar agora, ignorei o que ele disse recebendo um  tapa estralado
-J-justin, mete rapido- eu pedi 
-pede direito- Justin falou metendo ainda mais devagar, filho da puta
-eu nao vou fazer isso, sem chances
-ok entao- ele falou parando de se movimentar, apenas deixando o pau dentro de mim, e eu comecei a rebolar mas recebi um puxao de cabelo forte
-nao mandei voce se mexer vadia, pede desculpas- ele falou puxando meu cabelo ainda mais forte
-d-desculpa, por favor Bieber, mete mais rapido vai, me fode que nem homem- eu falei manhosa e em seguida Justin começou com estocadas mais fortes e mais rapidas e eu senti que iria gozar -continua, por favor- eu falei, gemia feito uma puta naquela cama e entao finalmente cheguei ao meu orgasmo, e em seguida Justin tambem gozou, ele gozou nas minhas costas ja que nao tinhamos usado camisinha
-preciso de um banho- eu falei me levantando enrolada no lençol, meu Deus o que eu fiz??? 

 


Notas Finais


eu nao sei escrever hot KKKK e sim, eu sou desesperada e faço as coisas acontecerem rapido demais, se vcs tiverem achando muito rapido me avisem pf kkkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...