História A Confused Love - O Popular e a Nerd ( Imagine Suga ) - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Colegial, Romance, Suga
Visualizações 63
Palavras 1.769
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente eu acabei ficando esse tempão sem postar pq eu estava de castigo por um probleminha, mas eu estou de volta e é isso que importa.

Boa leitura

Capítulo 16 - Virgindade


Fanfic / Fanfiction A Confused Love - O Popular e a Nerd ( Imagine Suga ) - Capítulo 16 - Virgindade


Dia 10 comeback Fake Love

Dia 20 às 21:00 TNT transmissão da Billboard onde os meninos estão concorrendo a um prêmio.



                ( Camilla on )


- VAMOS ACORDAR! ESTÁ NA HORA DE ACORDAR! O SOL JÁ NASCEU ESTÁ NA HORA DE SAIR DA CAMA! SEI QUE ESTÁ BEM QUENTINHO, MAS MESMO VOCÊS ESTANDO AQUI AINDA VAI TER AULA! LEVANTEM!


E foi assim que começou meu dia, nunca mais vou reclamar do meu despertador. Me levanto e já vou indo tomar um banho, as outras ainda estão na cama muito preguiçosas, então vou aproveitar para ter o banheiro só para mim. Termino o banho, visto minha roupa, escovo os dente e já vou pegando minha mochila com o material. E enquanto isso... as meninas continuam na cama, foram voltar ontem tarde e se fuderam com o horário. Pera, que? Eu falei um palavrão? Suga está virando mal influência, mas depois de ontem nada supera oque ele faz, mas eu vou cuidar dele, ele só precisava de um toque de camilla na sua vida para melhorar.


- Elisa - sussurro no ouvido dela enquanto a mesma estava na cama ainda - Elisa - aumento um pouco o tom de voz.


- Estou com sono - falou sonolenta e afundando o rosto no travesseiro.


- Está na hora de ir tomar café e depois para a aula.


- Mas eu estou com sono.


- Ninguém mandou ficar falando até tarde com o heejae.


- Foi por uma causa boa.


- Foi sim, maaaas é hora de levantar - tirei dela o cobertor e ela resmungou - Você não vai por bem, então vai por mal - puxei os pés dela, mas ela segurou na cabeceira da cama - Elisa, vamos logo - desisti de puxar e a soltei.


- Vou ficar aqui.


- Você quem sabe, vou indo para o refeitório.


Daqui a pouco o pessoal daqui vai lá buscar ela e as outras e eu só vou rir da cara dela de irritada, uma coisa que eu descobri logo que nós viramos amigas, ela pega ranço da pessoa fácil.


Estava chegando no refeitório quando uma pessoinha branca e açucarada chega me abraçando.


- Bom dia amor - ele me da um beijo na bochecha.


- Bom dia.


- Só acordou você das meninas?


- Sim, e pelo que estou vendo só você dos meninos.


- Sim, eles voltaram bem tarde ontem.


- As meninas também. Eu nunca mais reclamo do meu despertador, nada é comparado com o alarme daquela mulher logo cedo - ele começa a rir.


- Digo o mesmo, e eu compro uns 10 despertadores todo mês.


- Por que?


- Quando ele toca e jogo na parede - eu começo a rir.


- Eu não tenho essa fúria para quebrar o despertador, no máximo eu bato nele, de leve, mas eu bato - ele ri e me abraça mais forte.


- Você é tão fofa, te amo.


- Também te amo - paramos de andar e trocamos um selinho.


- Nada de namoro em horário de aula - a inspetora geral disse, pela voz a mesma do mega fone.


- Mas ainda nem começou a aula - suga disse.


- Mas hora de namorar é na hora de lazer - ela ia embora, mas voltou - E namorar onde nossos olhos podem vê-los, já tive a idade de vocês, sei oque acontece entre quatro paredes - suga e ela riram e eu corei com vergonha - O café já está pronto, vão para lá enquanto eu acordo aqueles preguiçosos - ela foi embora e suga olhou para mim, viu minhas bochechas rosadas e voltamos a andar em direção ao refeitório.


- Será que ela é vidente?


- Por que?


- Porque quase aconteceu ontem - corei de novo - Fica linda corada.


- Você vem com esses assuntos - ele ri.


- Eu disse que te esperaria, não vou ser te forçar a nada.


- Obrigada - chegamos, pegamos nosso café e sentamos juntos em uma mesa lá no fundo da sala - Posso perguntar uma coisa?


- Claro - ele falou depois de dar um pequeno gole de café preto.


- Como perdeu a sua virgindade? - ele rio.


- Por quê pergunta?


- Porque estou curiosa, mesmo já pensando qual vai ser sua resposta.


- E qual é?


- Você perdeu com alguma patricinha, ou uma garota tipo a hyuna, que dá para todos, já ouvi pelos corredores conversas sobre ela que nem quero lembrar - ele sorrio.


- E qual era os assuntos dessas conversas?


- Que ela tinha um corpo todo de curvas, que ela fazia tudo perfeito na hora do ato, que ... perai, você está mudando de assunto Min Yoongi - ele gargalhou - Não tem graça.


- Tem sim. Eu conto, mas só se você me contar a sobre a sua.


- Nossa que engraçado, baixou aqui o senso de humor hoje em você - ele ainda ria.


- Ta desculpa amorzinho - ele me deu um selinho - Foi no começo do ano com uma garota que eu conheci em uma viagem que eu estava fazendo com meus pais. Ela era filha de um sócio do meu pai e como não tinhamos nada oque fazer quando os dois conversavam de negócios, a gente sempre saia para se divertir. Eu lembro que teve um dia que a gente estava saindo de uma balada e a gente se beijou pela primeira vez em um beco do lado do local. Depois que nos separamos do beijo, ela falou que precisa fazer uma coisa, eu fiquei confuso, mas ai ela tirou um cigarro e um isqueiro de seu bolso da calça e começou a fumar. Ela pediu desculpas pelo ato, mas ai eu a surpreendi fumando um cigarro que também tinha no meu bolso. A gente começou a rir, e eu acho que isso aproximou mais a gente, passaram se uns dias e acabamos por dormimos juntos. E logo depois de 3 dias eu voltei para Seul e ela para Busan. Ela tem aparência sim de patricinha, mas oque eu sei é que ela também era virgem. Nós éramos totalmente iguais em relação a personalidade, só era um pouco mais calma por se tratar de uma garota, a gente manteve contato por um tempo, mas sei lá, nos afastamos e não nos vimos mais.


- Que história, você se lembra de cada detalhe.


- Foi minha primeira vez, é claro que iria lembrar.


- E depois?


- A gente não se falou mais.


- Não isso, depois disso você repetiu?


- Sinceramnente não, eu sei que tenho fama de pegar todas, mas não levei nenhuma mais para cama.


- Entendi. Vocês eram totalmente iguais né, que legal - voltei a prestar atenção a comida.


- Não fica assim amor, olha ela era totalmente igual a mim, mas você é totalmente diferente de mim, e você sabe que os opostos se atraem.


- Eu sei - sorri para ele, não posso ficar brava, foi antes de mim isso - Oque te atrai em mim?


- Tudo - ele rio.


- Sim, mas oque especificamente?


- O seu jeito meigo, seu jeito fofo, você é carinhosa, me compreende, tem um corpo muito bonito...


- Ok ok, foi de fofo para tarado - rimos.


- Você foi a única garota que eu amei, para você ter noção eu tenho uma paixonite por você desde a sexta série.


- Você já me falou isso, e eu também tinha por você.


- Éramos dois idiotas que não tomavam atitude.


- Você era o idiota, porque eu ficava sempre na minha, sou tímida, e você tem mais coragem que eu, você poderia ter ido falar comigo.


- Por mais que eu aparenta ter essa coragem, eu tenho meu lado medroso, e eu pensava que você poderia me rejeitar por eu ser quem sou.


- Então por que me agarrou aquele dia no corredor dos armários?


- Meu lado medroso não queria que outro homem ficasse com você.


- Você tem ciúmes de mim?


- Lógico que eu tenho, olha esse corpo com essas curvas lindas, você acha que eu gosto quando a gente sai e os meninos ficam te olhando? - eu ri - E você tem ciúmes do seu namoradinho aqui?


- Óbvio, olha esse corpo todo branquelo, você acha que eu gosto das meninas querendo te ter para colocar no café?


- No café? Não entendi... aaaata, você adora fazer essa brincadeira comigo né?


- Todo mundo faz amor.


- Então para você eu sou um açúcar?


- Sim.


- E para mim você é a minha nerdinha santinha - me deu um selinho.


- Você é muito fofo comigo, mas você não era assim com as outras meninas.


- Você é a única no meu coração amor.


- E você é o único no meu, te amo.


- Te amo - nos beijamos ali mesmo, parecia que os selinhos não saciou ele, pois o beijo foi meio afoito.


- Eu falei oque casalzinho - essa mulher aparece em todo lugar.


- Desculpa senhora - disse tímida pela cena acabou de ver.


- Vai passar só dessa vez, pois vocês foram os únicos que acordaram e estão aqui. Mas nada mais de beijo - assentimos e ela foi embora. Quando foi totalmente, ele pegou meu rosto o virando para outro beijo.


- Sem beijo amor.


- Ela já foi.


- Melhor não, vamos comer logo, aposto que já está frio seu café - ele provou e negou - Sorte sua o meu está morno já.


- Toma um pouco do meu - tomei um gole e logo depois dei um selinho nele.


- Não tomo sem açúcar - eu ri.


- Você não cansa dessas brincadeiras né?


- Não.


Rimos e voltamos a comer. Depois de uns 5 minutos todo o pessoal chegaram e começaram a pegar o seu café da manhã. Elisa entrou com heejae de mãos dadas, eu fiquei super feliz quando Elisa disse que os dois se acertaram. Quero ver logo o bebezinho deles.


Acabamos de comer de fomos lá para fora. O professor de geografia iria começar com a aula e logo depois a professora de ciências. Ele explicou como seria e decidiu dividir a turma em dupla, pois veio para cá 2 salas do 3 médio, as outras duas foram para outro lugar, se não iria ficar muita gente aqui, e claro aqui também tem alunos de outras escolas. Em dupla seria mais fácil, tecnicamente a escola sempre dá trabalho que ou é em dupla ou grupo, é difícil dar individual. Assim ficou eu e suga juntos e elisa com heejae, ela me falou que os dois iriam ficar juntos para ele cuidar dela. Depois de toda a explicação do conteúdo da matéria ele liberou a turma para fazer uma pesquisa de plantas que encontrarmos pelo sítio. 


E assim foi o dia, estudo, estudo e estudo, tudo que eu gosto, e o suga sempre se encostando em mim para tirar um cochilo. Terminamos a pesquisa e fomos nos arrumar para uma fogueira que haverá depois do pôr do sol.


                 ( Camilla off )





Continua...







Notas Finais


Espero que tenham gostado.
Desculpe algum erro.
Até o próximo.
Bjoss.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...