História A Confused Love (Jariana) -em pausa- - Capítulo 21


Escrita por: e amaisfodida

Visualizações 155
Palavras 3.474
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Luta, Romance e Novela, Suspense, Violência

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello Fanfiqueiros, aqui estou, tentei dar meu máximo pra nao demorar muito com o capítulo. Curtam o capítulo e beijão em seus coraçõezinhos ❤❤

Capítulo 21 - Terminando O Que Começamos


Fanfic / Fanfiction A Confused Love (Jariana) -em pausa- - Capítulo 21 - Terminando O Que Começamos

ARIANA P.O.V


Los Angeles 

19:49 da noite


Meu coração batia forte, muito forte. Meu corpo tremia. As vozes eram altas, e tudo estava escuro. Parecia que eu estava no limbo ou coisa do tipo. Eu estava com medo, muito medo.

- Você é burra?! Ariana, você é burra?! — Era a voz de Kendall, ela parecia estar frustrada.

- Eu disse que ela não estava pronta, eu disse que ela não conseguiria. — Disse Maggie se juntando a Kendall.

- Eu pensei que você iria salvar ele, a culpa foi sua, você devia ter ajudado ele, Ariana. — Hailey chorando se juntou a Kendall e Mag.

- Ela foi a culpada, tudo foi culpa dela. Se não tivéssemos se preocupado com ela, não teria acontecido àquilo com Justin. — Camila apontava seu dedo em minha direção, com a expressão facial séria. 

Abaixei minha cabeça, fitando o chão escuro, que parecia estar cheio de água, molhando a ponta dos meus saltos altos. Despenquei com rapidez, meu corpo caía rápido, eu não sabia onde iria parar. Eu gritava alto deixando as lágrimas caírem por meu rosto.

Meu corpo caiu no chão. Apoiei minhas mãos no chão molhado e encarei meu rosto na água. O reflexo estava ficando claro, parecia que uma luz estava se aproximando. Levantei minha cabeça e vi que a luz que se aproximava era Justin. Ele me encarava com as mãos em seus bolsos.

- Eu pensei que a gente se amava. Pensei que você era minha garota. Pensei que você nunca iria me deixar na mão. Ariana, por que você não me ajudou? Ariana!!! Ariana!!! — A luz de seu corpo foi se acabando, e o corpo dele foi sumindo na escuridão, enquanto eu arrastava meu corpo em sua direção, e ele continuava sussurrando meu nome, até que os sussurros viraram gritos.

- Ariana!!! Ariana!!! Ariana para com isso, acorda.

Uma voz diferente das outras ecoou em meus ouvidos. Era Chris. Abri os olhos e agarrei o corpo de Chris. Soltando gritos entre soluços.

- Justin. Justin, me desculpa, a culpa foi toda minha. Eu tinha que te ajudar. Desculpa. Me desculpa, meu amor. 

Eu estava parecendo uma criança desesperada e perdida no shopping ou no parquinho. Chris encarou meu semblante e tentou enxugar minhas lágrimas. A franja de meu cabelo estava grudada em minha testa, eu sentia, era o suor, que por sinal escorria pela lateral de minha face.

- Ariana, fica calma. Respira junto comigo. — Ele dizia com sua fala mansa, mas dava pra perceber sua preocupação. Comecei a respirar junto a ele, sentindo o choro ir se acabando aos poucos. — Tá mais calma? — Assenti com a cabeça, vendo-o sorrir enquanto passava sua mão em minha testa, desgrudando a franja de minha testa. — Já estamos em Los Angeles, resolvemos voltar o mais rápido possível. Sabia que Justin tinha comprando uma casa pra você? — Incrédula neguei com a cabeça enquanto encarava Chris que se levantava e ia até as cortinas, abrindo-as, deixando a vista do céu estrelado em meu campo de visão. — Pois é, ele comprou. 

- E Justin? Onde está? — Disse mantendo meu corpo sentado sobre a cama.

- Justin está em Manchester. — O tom de voz de Chris abaixou-se. O garoto veio até mim e sentou-se ao meu lado, segurando com delicadeza minha mão. — Eu sei que você ainda tá muito abalada com isso, mas Ariana, saiba que nós sempre estaremos do seu lado. Estamos sofrendo também, e sei como ta sendo péssimo ficar longe da pessoa que você ama, Justin é meu melhor amigo. — As lágrimas teimosas tomaram conta de meu rosto novamente. — Vem cá. 

Ele puxou meu corpo com cuidado, fazendo-me deitar minha cabeça sobre seu peito. Eu não era tão próxima assim de Chris, ele estava sendo um ótimo amigo, devo muito a ele.


20:36 da noite


Estávamos juntas novamente, eu, Camila, Maggie, Kendall, Hailey e Barbara, sim, ela tinha vindo com a gente pra Los Angeles.

Estávamos sentadas no centro da sala da casa na qual Justin havia dado para mim. Tínhamos feito uma rodinha de cadeiras, e todas nós estávamos sentadas sobre essas cadeiras.

- Eu amei a oportunidade que vocês me deram, sério. Juro que não vou de jeito algum decepciona-las. Vou ser a melhor "gângster"... — Ela fez aspas no ar. — Dessa sala.

- A gente nem é gângster. — Maggie se pronunciou.

- Pelo menos o discurso ficou bonitinho, nada mal. — Disse Hailey.

Barbara revirou os olhos e deu de ombros, coitada, achou que as garotas eram romântica, paz e muito amor.

- Deixem de ser ridículas. Bem vinda Barbara, espero que não nos decepcione mesmo. — Ela sorriu largo e escondeu seu rosto entre as mãos, fazendo Mag revirar os olhos, bom, essas duas não se deram muito bem. — Enfim, o que tenho pra dizer hoje é sobre Abel.

- Opa, agora você ta falando minha língua, cara Ariana. — Camila disse jogando sua faca num dardo. Neguei com a cabeça e fitei ela.

- Da pra parar com isso? E como você trouxe esse dardo pra cá e eu não vi? — Camila jogou seus cabelos para trás dos ombros e fez cara de convencida.

- O que tem o suco natural? Vamos atrás dele? — Disse Barbara.

- Isso mesmo Barbz, pelo menos uma que se interessa ao assunto. — As garotas fizeram careta e reviraram os olhos. — Ok, ok. Enfim, eu sei que Chaz, Ryan e Chris pediram para nós não irmos atrás disso, mas claro que vamos atrás disso, ele matou o Khalil, e quase matou o Justin, precisamos fazer algo, não acham?

- Arg. — Gemeu Hailey que ainda estava com o ombro danificado. — Acho que nossa cena nesse "filme" já acabou. Se os meninos falaram que devemos ficar aqui, é porque é melhor pra gente. 

- Sério isso? — Exclamei. Eu não estava acreditando no que Hailey estava dizendo.

- Ariana, sei que você ama o Justin e quer vingar o que aconteceu com ele, mas não acho isso muito confiante. — Rebateu Hailey.

- Eu acho ao contrário. Talvez Justin não quisesse isso, quisesse que Ariana ficasse bem, mas o certo a fazer é voltar para Manchester e terminar o que vocês fizeram. — Barbara se pronunciou novamente.

Hailey se levantou e ficou em frente a Barbara. Barbara fez a mesma coisa, e as duas ficaram se encarando.

- Você não tem que achar nada. Tem que sentar sua bunda nessa cadeira, seguir as ordens, lutar e atirar, e se for preciso morrer, ta entendendo bem o que eu to dizendo, novata? — Hailey disse num tom de voz baixo, enquanto Barbara a encarava.

- Você tem que aprender que isso não é assim, agora eu sou do grupo, sou como uma de vocês. Para de querer bancar a protagonista, você é apenas mais uma figurante. — Barbara sorriu debochada.

Hailey segurou na gola da blusa de Barbara e a empurrou contra a parede. As duas se encararam novamente. Hailey continuava séria, enquanto Barbara mantia seu sorriso debochado.

- Da pra vocês pararem? Isso ta muito feio. As duas agora são da mesma equipe, tem que unir as suas forças, não usarem contra a outra. — Disse Kendall se levantando e indo em direção as meninas, separando-as, logo as três voltaram para seus lugares.

- Enfim, mais alguém quer dar sua opinião? — As meninas ficaram caladas, eu assenti e sorri canto de boca. — Prontas pro grande final desse ataque? — Elas sorriram e assentiram.


23:05 da noite


Estávamos entrando no jato dos meninos. Camila, Maggie, Hailey estavam colocando algumas armas nos fundos do jato. Kendall estava como piloto, essa menina sabe pilotar tudo, tem vezes que fico com medo. Eu e Barbara estávamos sentadas sobre uma poltrona, estávamos lado a lado.

- Me conta sobre o Justin, eu não tive a sorte de conhece-lo ainda. — A morena me encarou e manteve sua expressão curiosa, enquanto eu tirava minha atenção da janela e levava os olhos até ela. Me ajeitei na poltrona e respirei fundo, estava sendo meio difícil falar do Justin, mas fazer o que né.

- Bom, o Justin é um homem ótimo, ele sempre foi muito bom pra mim, mesmo quando não éramos tão próximos como somos agora. Quando cheguei na boate eu procurava um emprego, e ele foi "paciente" comigo. Sempre com seu jeito badboy mas bom garoto e sexy. — Dei uma pausa e respirei fundo. Me peguei encarando o chão, imaginando a cena horrível entre mim e Justin. — Uma vez brigamos e tal, ele ficou bravo, passou dos limites e... E... E me deu um tapa na cara, nessa época Hailey já me treinava então eu soquei o rosto dele. Demorou pra gente se falar, mas voltamos a nos falar, e agora estou aqui, sofrendo por aquele louco que não soube se virar sozinho e agora tenho que finalizar o que ele começou. — Dei uma leve risada, pois estava apenas levando na brincadeira. 

As meninas voltaram e sentaram-se ao nosso lado. Camila colocou a touca de seu casaco e deitou-se sobre a poltrona. Hailey encarou o teto e Maggie falava com alguém no telefone.

- Olha, eu não posso sair hoje. Ryan, eu tô na casa da minha mãe, não posso te ver hoje. Me entende, por favor. Me ama? Hmm, sério? Vou tentar acreditar nisso. Tchau, bebe. — Ela finalizou a ligação e sorriu boba. Encaramos a morena e ela sorriu sem graça.

- Não ia falar pra gente desse romance não, senhorita Lindemann? — Disse Camila se levantando e indo até a cabine de pilotos, provavelmente dar uma assistência para a Kendall. 

- Romance? A gente só tá ficando. — Disse Maggie com seu sorriso sem graça entre os lábios.

- Ficando? Por que não disse pra gente? Merece me ver comendo tacos e não poder comer nenhum. — Hailey brincou.

- Credo, que maldade, nojenta. — Elas riram. — Eu não ia contar porque não achei que fosse uma coisa tão importante.

- Acha que isso não é importante? Tu tá pegando um dos melhores amigos do Bieber e acha que isso não é importante, com certeza você vai ser torturada quando eu for comer tacos. — Rimos juntas. Neguei com a cabeça e fiquei ouvindo-as conversando ainda sobre o tal "romance" de Myan, enquanto eu sentia o frio na barriga tomar conta, sim, o jato já estava no alto, não ia demorar muito para chegarmos em Manchester, aquele jatinho era rápido como o Flash.


Manchester

03:23 da manhã


Kendall e Camila estavam posando o jato. Barbara me cutucou de leve e eu abri devagar meus olhos, bocejando e espreguiçando o corpo. Hailey aprontava as bolsas com armas, munições e algumas facas.

O jato finalmente estava posado. Saímos juntas do mesmo, com mochilas nas mãos, não era muitas coisas que havíamos trazido, mas o cuidado com aquelas coisas era grande.

- Por que você trouxe uma faca de açougueiro? — Perguntou Hailey para Camila.

- Sei lá, ela tava lá bonitinha, então resolvi trazer. Sei lá, vai que precisamos, nunca se sabe. — Camila disse erguendo os ombros.

Nós estávamos indo para um galpão próximo. O Bugatti que havíamos usado antes, provavelmente estaria no mesmo lugar onde Justin havia capotado seu carro, não iríamos lá de jeito algum. Então o único jeito foi ir a pé até o galpão, que graças a Deus não era tão longe.


03:45 da manhã


Havíamos chegado no galpão, e pra nossa sorte realmente não era tão longe. Colocamos as mochilas em um canto dali e fomos nos trocar, sim, iríamos usar as roupas que Hailey havia nos feito, de última hora ela conseguiu até uma pra Barbara. Poucos minutos depois já estávamos reunidas novamente. Kendall pegou seus aparelhos e colocou em nós, sim, iríamos usar aqueles malditos fones de ouvido novamente.

- Prontas? — Perguntei colocando algumas armas no meu cinto de acessórios, logo voltando a encarar as meninas.

- A gente podia passar no McDonald's antes? — Perguntou Barbara.

- Aah não fode. — Dizemos em uníssono. Ela riu e foi saindo do galpão junto a nós. 

- Kendall já achou a localização dele? — Perguntei me virando pra ela que estava a teclar em seus aparelhos.

- Que? Claro que sim, eu sou Kendall Nicole Jenner meu amor. — Ela se gabou sorrindo. — Ele tá em uma das mansões mais próximas dele, que é indo reto nessa direção. Vai demorar um pouco.

Mordi o lábio inferior meio preocupada, droga, a gente vai chegar lá fodida de canseira. Assenti pra Kendall e olhei a direção na qual ela havia dito.

- Então meninas, vamos? — Com um sorriso irónico entre os lábios encarei as meninas, que reviraram os olhos e suspiraram pesadamente. Sem dizer nada elas começaram a andar em direção da mansão.


04:31 da manhã


Havíamos chegado na mansão, estávamos em frente ao local. Kendall hackeava as camêras e coisas do tipo, ou seja, a casa toda estava no dispositivo da Kendall, ela poderia fechar, abrir portas, ligar e desligar luzes, e etcetera.

- Bom, o The Weeknd tá nessa sala, só que a casa tá rodeada de seguranças, na porta de entrada, nos corredores da casa, nas entradas do fundo, dentro da sala que ele tá. Já deu pra perceber que vai ser meio difícil entrar silenciosamente né? — Kendall disse num tom de preocupação tirando sua atenção da gente pro dispositivo dela.

As meninas tiraram da bolsa uma arma que era mais silenciosa e distribuíram para todas. Respirei fundo e segurei a arma com força entre minhas mãos.

- Maggie, você fica aqui tomando conta da Kendall e dando cobertura, se eu der o sinal você entra. Hailey entra pelos fundos com a Camila. Eu e Barbara damos nosso jeito de entrar pela entrada frontal. — Elas assentiram e já atenderam a meu comando.

Barbara e eu nos direcionamos até a entrada da mansão com as armas nas mãos, antes do seguranças pegarem suas armas acertamos o centro de suas testas.

Entramos devagar na mansão, ouvimos alguns tiros próximos, eram o barulho das armas de Hailey e Camila.

- Conseguiram entrar? — Perguntei enquanto ainda estava atenta na mira de minha arma, eu não queria morrer hoje.

- Foi molezinha, nem parecia que tinha seguranças. Acho que a Hailey quebrou a perna de um dos seguranças. — Disse Camila, fazendo-me soltar uma leve risada.

- Claro, ele quase rasgou minha roupa... — Hailey deu uma pausa. — Sério Camila? Não temos tempo pra fazer uma boquinha com a comida do cara que a gente vai matar. — Camila não tinha limites, meu Deus.

- Eu não to fazendo boquinha não, é mentira dela, meninas. — Camila disse com a boca provavelmente cheia, pois estava difícil de entender o que ela estava dizendo.

- Meninas, concentrem. Ariana, dois seguranças indo na direção de vocês, atenção na esquerda de vocês. — Disse Kendall. Levei a mira de minha arma na direção da esquerda, e sim, Kendall estava certa, eram dois seguranças mesmo. Acertei o peito de um e Barbara deus dois tiros no outro.

Começamos a subir as escadarias devagar. Ao chegar no segundo andar começamos a andar pelos corredores. Kendall dava alarmes a todo momento, parecia que os homens daquele lugar não acabavam mais. 

Passou um tempo e minha munição tinha acabado, agora eu teria que usar minha arma tradicional mesmo, a barulhenta, droga.

- Barbara, preciso de munição, tem sobrando ai? — Esperei ela responder. — Barbara?? — Me virei pra trás, não a vi, quase entrei em desespero. — Droga Barbara, onde você tá? 

- Desculpa, eu errei os caminhos, era pra entrar no segundo ou no primeiro corredor? Esquece, eu te acho. — Disse Barbara.

- Ariana você já ta quase chegando na sala do Abel, na verdade não é uma sala, é um tipo de quarto, ele ta com dois seguranças e uma garota, espera as meninas chegarem ok? — Disse Kendall.

- Sério? Vou ter que esperar? — Eu estava em frente a porta do quarto/sala do The Weeknd, a porta estava entreaberta, dava pra ver um pouco o que acontecia ali.

- Sim, você vai ter que esperar. Eles são três, ou quatro contando com a garota, você é só uma. — Ao ouvir o que Kendall disse apenas assenti com a cabeça, eu estava me coçando pra entrar naquele lugar e meter bala em todo mundo, mas eu não queria bancar a heroína e no final acabar num caixão.

- Já estamos chegando. Meu Deus, pra que uma casa grande dessa, e o pior de tudo é que brota homem do bueiro, crê em Deus pai. — Disse Camila, fazendo-me soltar uma leve risada.

Me aproximei mais um pouco da porta, observando o que acontecia lá dentro pela pequena brecha aberta que havia ficado na porta.

- Eu quero foder sua boceta, garota, eu sei que você quer, para de bancar a difícil. — Dizia Abel pra uma garota que ele jogava na cama. Ele pegou cordas e amarrou as pernas da menina na cama. Ela gritava, Justin tinha dito sobre isso pra mim, meu Deus, que sorte a minha.

- NÃO POR FAVOR, EU JURO QUE NÃO FAÇO MAIS AQUILO. EU PROMETO!!! — Gritava ela.

Eu me aproximei mais da porta, quase a empurrando, mas eu me segurei ao máximo, juro que me segurei.

Ele abaixou suas calças e segurou seu membro, pronto para penetrar na garota, enquanto bebia de uma bebida que estava em um copo sobre sua mão livre.

- Ariana, se você fazer isso juro que dou um tiro em você. — Disse Kendall. — Ariana, me escuta, Ariana. — Tirei os fones do meu ouvido, sem algum aviso invadi o quarto.

- Solta ela agora!!! — Gritei apontando a arma em direção dele, mas fui burra e me atacaram por trás. Fui pega por um mata leão. Abel ria da minha cara, vindo em minha direção. — Você é um lixo, sabia? Hmm cortou o cabelo? Tava precisando, aquele cachorro na sua cabeça nao tava pegando bem. — Quanto mais eu falava mais meu pescoço ficava encurralado por aqueles braços fortes.

Abel levou sua mão até minha intimidade, fazendo-me fechar os olhos fortemente. Droga, Ariana, eu devia ter ouvido Kendall. Ele começou a fazer movimentos contra minha intimidade sobre o tecido da calça. Movimentei meu joelho pra frente acertando uma joelhada linda no centro da barriga dele, fazendo-o dar alguns passos para trás. 

O outro segurança que observava tudo sacou sua arma da cintura e se retirou do quarto. Ouvi tiros, aleluia. Barbara havia chegado, e logo atrás Camila e Hailey. Hailey acertou um tiro no joelho do segurança e outro em sua cabeça, fazendo derrubar-me no chão. Camila e Hailey vieram até mim.

- Você ta bem? — Perguntou Hailey.

- Confesso que já estive melhor. — Disse fazendo ambas soltarem uma leve risada.

Camila e Hailey me levantaram do chão, deixando a visão de Barbara e Abel aos socos bem exposta pra mim. Camila e Hailey se direcionaram até a garota amarrada, e tiraram ela dali, a garota saiu correndo, sem nem olhar em nossas caras.

Peguei minha arma e fui me direcionando até Abel e Barbara, até que um tiro foi dado. Barbara caiu no chão, com sua perna sangrando muito. Me direcionei até a garota e ela respirava ofegante.

- Ei, respira fundo, respira fundo, ok? Você vai ficar bem. — Rasguei um tecido de minha blusa e dei a ela. — Coloca contra o machucado e segura com força. — Ela fez o que eu mandei, até que senti algo gelado em minha nuca.

- Achou que ia ser fácil, ia me matar e sair daqui feliz da vida. Eu sou The Weeknd, eu sou o pior de todos. — Senti a respiração quente dele próxima a meu ouvido. — Você não viu nada pequena Ariana.

- Solta a arma. Achei bonito o discurso, mas não me convenceu. — Disse Hailey num tom irónico, fazendo-o gargalhar alto.

- Eu não vou soltar essa arma. — Senti meu corpo ser puxado por ele. Um de seus braços estavam contra meu pescoço e arma contra minha cabeça. — Façam-me soltar essa arma agora. — Ele ainda estava na mira de Hailey.

Eu estava muito tensa, meu olhar não conseguia parar em nada, eu procurava algo próximo pra atingi-lo, até que Camila tira de sua manga uma faca.

- Ariana!!! — Ela gritou jogando a faca em minha direção, Abel tentou acertar Camila com tiros, mas a latina jogou-se no chão, e Hailey acertou dois tiros nos ambos joelhos dele, fazendo-o cair no chão.

O homem ainda tentou me acertar, mas pisei sobre sua mão e tirei a arma dele. Fui pra atrás dele e coloquei a arma em sua cabeça.

- Agora me diga, quem é a pior? — Ele não disse nada. — Diz quem é a pior. — Acertei um segundo tiro em sua perna.

- VOCÊ!!! VOCÊ!!! — Ele gritou alto.

- Bom, muito bom. Agora, eu vou te cortar feito um porco. — Passei a faca com força na garganta dele, sentindo mais uma vez sangue quente cair sobre minha face. Mordi o lábio com força e cravei a faca mais e mais vezes no peito dele, jogando seu corpo morto no chão.


Notas Finais


EEEEEITA CARAI, eu to com medo da Ariana, se isso fosse verídico e eu visse ela na rua saía correndo, mentira, pediria pra ela sentar na minha cara. ESSA MULHER É UM BABADO.

Enfim, espero que tenham gostado, e se eu decepcionei vocês com o fim do Abel, mil perdões, eu sou péssima em ação, mas é isso ai, dei meu máximo slslksksksls

Obs: a garota na foto é a Maggie tá, só pra avisar mesmo, pra nao ficar tão confuso

Tiau pessoinhas ❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...