História A Cor Da Submissão - Jeon JungKook. - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Romance
Visualizações 74
Palavras 1.567
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Poesias, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpe a demora estava sem celular mais agora já tá tudo resolvido 😊
Eu tinha postado só que com namjoon ao invés de Jeon 😐 mais de pra lá 😂

Obrigado pelos 117 favoritos ❤

E por último boa leitura ❤

Capítulo 5 - Capítulo IIII


S/n P.V.O.'s

-pensou que seria facil assim ? Apenas sexo ? Nana ni na nao agora acabou. Você não vai mais fazer absolutamente nada sem a minha autorização, não vai fazer nada sem mim por perto e vai aprender a ser obediente e grata.

Ele me segura pelos braços me levantando do slfa e me levando para o quarto e logo me jogando em cima da cama macia. Vejo-o tirar os sapatos, as meias, o paletó e em seguida o sinto, o dobrando no meio

-Não, por favor, não me bate Jeon ...

 


-Você está de castigo, você foi uma menina muito má e meninas más merecem apanhar! Agora, tira o short.

 


Faço um não com a cabeça e logo me arrependo assim que sinto mais um tapa em meu rosto.

 


-Acho bom começar a me obedecer, a não ser que você quer que eu piore seu castigo...

 


Com as mãos tremendo, começo a tirar a única peça de roupa que cobria meu corpo – e quando eu vou me deitar na cama ele diz:

 


- Quero você de quatro, e bem empinada.

 


-Não Jeon por favor, isso é muito humilhante...

 


- Eu perguntei sua opinião? Acho que não. Agora, faça o que eu mandei.

 


Começo a sentir meu rosto queimar em vergonha e algumas lágrimas começarem a cair. Ajeito-me da maneira que ele pediu e sinto uma dor leve em minha entrada, não, isso não... Eu não podia entrar no cio hoje, era pra ser daqui dois dias e logo neste momento? Sinto a grande mão grande de Jeon kook passar por toda a minha bunda coberta pela mini calcinha que eu estava usando.

 


-Parece que tem alguém que está no cio. Você não tem noção do que seu cheiro faz comigo, do que você faz comigo s/n Essa sua bunda é tão macia, tão branquinha, faz tempo que eu não te marco não é mesmo? Mas hoje você vai sair daqui toda marcada pra todos que tentarem encostar em você saberem que você tem um dono, e um dono muito ciumento e possessivo.

 


Sinto a primeira batida e tento ao máximo não abrir a boca.

 


-Boa garota. Fica quietinha enquanto apanha do seu Daddy.

 


Ele continuou me batendo, as lágrimas já banhavam meu rosto, aquilo doía e muito e eu sabia que ele estava usando uma força muito maior do que a anteriores, sabia que ele estava movido à raiva e ao ódio. Eu só queria que aquilo acabasse...

 


- Hoje minha querida, eu vou te foder tanto, mas acho que você não importa já que está entrando no cio, logo você precisa do meu pau te fodendo até não aguentar mais. Pode deixar que ele vai fazer isso, e você não vai sair da cama sem uma cadeira de rodas.

 


Engoli seco ao ouvir essas palavras, eu não queria transar com jeon agora mesmo começando a ter necessidades de ter algo me penetrando eu estava com medo, ele estava com muita raiva em seu olhar

 


-Mas eu não quero jeon por favor amanhã quando você estiver mais calm...

 


-Se eu quisesse saber sua opinião eu perguntaria, vira pra mim.

 


Comecei a me virar de vagar, minha bunda estava doendo, fico cara a cara com ele e sinto minha respiração falhar...

 


-Eu amo ver essa sua cara de puta sofrida, mais você fica tão linda assim, me faz pulsar só imaginar meu pau atolado dentro de você.

 


Acabo gemendo com essas palavras, vejo um sorriso nada puro aparecer nos lábios do homem da minha frente, ele segura fortemente meus cabelos para trás deixando meu pescoço bem a mostra.

-Vou deixar você bem marcada meu doce.

 


Sinto-o passar os dentes por cima da marca da mordida e me arrepio. Ele passa para um pouco mais baixo e logo  sinto o primeiro chupão e em seguida uma mordida, como aquilo doeu. Ele continuou fazendo aquilo por todo meu pescoço e eu sabia que aquelas marcas não sairiam tão cedo da minha pele. Sinto uma mordida bem forte, eu sabia que estava sangrando, não era do mesmo jeito de quando ele me marcou, mas era o suficiente para deixar uma bela marca em minha pele; eu sabia que era isso que ele queria fazer; queria ver meu sofrimento. Eu não daria esse gostinho há ele, eu ficaria o máximo possível sem expressão e sem reação. Não sei se eu conseguiria fazer isso por muito tempo, ainda mais sentindo minha entrada começar a pulsar, mas eu tentaria ao máximo me controlar.

 


-Pelo visto alguém está tentando ser durona aqui, mas você sabe s\n que essa sua pose não vai dura muito, ainda mais quando sou eu que te toca. Mas se você quer jogar, vamos jogar!

 


Ele começou a descer os chupões e beijos para o tronco do meu corpo chegando a minha clavícula ele fez o mesmo com meu pescoço, eu me contorcia na cama tentando me livrar dos toques de jeon, mas uma garota de 1,65 não é nada contra um alfa lupos de 1,90; cada vez que eu forçava, mais ele me apertava e me marcava. Ele chegou à região do meu mamilo direito e começou a fazer o mesmo processo, comecei a morder o lábio inferior da minha boca para prevenir que os gemidos saíssem de minha boca. Eu não estava aguentando muito e sabia que não aguentaria por muito mais tempo.

 


Ele passa para o esquerdo e me contorço quase conseguindo me livrar de suas mãos, ele para tudo que estava fazendo e me olha reprovador.

 


-Você pediu por isso babe, agora aguente.

 


Ele pega a gravata vermelha que estava jogada ao lado da cama e amarra minhas mãos na cabeceira da cama jeon foi escoteiro quando criança e se tinha uma coisa que ele sabia fazer muito bem eram nós quase impossíveis de se desfazerem.

 


-Agora vamos continuar de onde eu havia parado.

 


Ele aperta minha cintura com uma força desnecessária e eu tinha certeza de que as marcas de suas mãos estavam ali, e por eu ser muito branca elas ficariam roxeadas. Odeio ficar cheia de marcas, odeio quando ele me deixa completamente roxa...

 


Sinto as mãos de Jeon passarem por entre as minhas pernas, mas não encostavam-na minha intimidade, que a essa altura transbordava lubrificante. Ele parecia estar brincando comigo.

*

-Vamos s/n abre as pernas!

 


Nego com a cabeça.

 


-Para de me provocar...

 


Ele abre com força minhas pernas e encaixa seu corpo entre elas. Ele chega próximo ao meu ouvido e diz

 


-Como você está de castigo, vai ser a seco.

 


não, não faz isso!

 


Sinto ele passar o lençol em minha intimidade retirando toda minha lubrificação natural e em seguida ele começa a passar a glande  em minha entrada e me desespero, Jeon era grande e extremamente grosso, iria me machucar muito, principalmente quando ele me atasse. Fecho meus olhos e viro minha cabeça pro lado, logo o sinto forçar para entrar em mim. Contraio ao minha entrada impedindo que o mesmo me penetre.

 


- Você sabe que isso vai te custar caro não sabe putinha? Abre os olhos s/n- Nego com a cabeça- Acho que mandei você abrir os OLHOS!

 


Sinto uma tapa forte em minha coxa onde o mesmo tinha cortado minha pele. Acabo gemendo de dor e abro meus olhos olhando diretamente nos dele. Lágrimas caíam pela minha face e isso parece que o fez ficar mais feliz. Jungkook parecia tão sádico que chegava a me assustar, seu maior prazer era ver a dor e causar dor nas pessoas, principalmente em mim. Novamente ele tenta me penetrar, tento relaxar e não pensar na dor que iria vir, e do grito que eu ia dar. Parecendo que ele leu meus pensamentos disse em meu ouvido

 


-Se você gritar, algo muito ruim vai te acontecer s/n só pra te avisar.

 


Desespero-me ao escutar essas palavras, obvio que eu iria gritar, iria doer absurdos.

 


-Mas ... Vai doer mui...

 


Antes mesmo de eu terminar a frase ele coloca uma mão em minha boca e me penetra sem a menor delicadeza, sinto meu corpo tremer. Parecia que eu estava sendo dividida ao meio; a dor era algo que eu não conseguia descrever. Mais lágrimas caíram dos meus olhos e sinto uma necessidade enorme de gritar, mas sei que se eu fizer isso algo muito ruim pode acontecer.

 

 

-Hum, tão apertada.

 


Eu sentia minha entrada ardendo horrores, tudo em mim doía porque mesmo no cio, aquilo era doloroso ainda mais por ele ter tirado toda minha lubrificação. Devido à dor que eu estava sentindo acabo contraindo meus músculos o que resultou em jungkook gemendo.

 


-Se você fizer isso de novo, eu juro flor, que te fodo até sangrar!

 


Os movimentos de vai e vem aumentaram e assim que sinto minha boca livre começo a gemer de dor. Ele estava me esticando, alargando, tudo que era possível e impossível estava acontecendo. Ate que sinto uma estocada mais funda e dura, acabo me contraindo de novo fazendo com que seu pau saísse de dentro de mim.

 


-Okay, você pediu.

 


Ele me coloca na posição que eu mais odeio ficar, de quatro, e enfia com tudo acertado bem no fundo, me curvo um pouco, estava doendo muito.

 


-Está me machucando!

 


Seus movimentos eram sempre certeiros, Jeon surrava minha entrada sem dó, seus movimentos eram rápidos e duros. Eu estava começando a sentir prazer com isso, mas ele estava indo muito fundo o que estava me causando um desconforto gigantesco.

 

coontinuaaaa.......


Notas Finais


Espero que gostem ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...