História A Coroa - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias A Seleção, Naruto
Tags Sasusaku
Visualizações 35
Palavras 945
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpem a demora,ando ocupada...

Capítulo 2 - Capítulo 2


Antes de ir ao quintal, fui à cozinha, silenciosamente, e peguei o resto da janta. Pulei a janela e segui rapidamente pelo gramado, com o Maximo de cuidado possível, pois não queria perder a comida no meio do caminho.
Eu estava com um pijama, um short listrado e uma blusinha de panda, meu cabelo rosa se pendia em um coque bagunçado, como o comprimento do cabelo era longo, alguns fios escapavam do coque, mas isso só dava um charme a mais.
        Adentrei a casa da arvore e lá estava ele, coloquei a comida em uma mesinha, e fui até ele. Que se mexeu e deu um sorriso diabólico.
-E ai, princesa?
Fechei a cara na hora que fez com que ele risse.
-Não me chame de princesa, eu não agüento mais falar sobre esse assunto.
-Não consigo evitar sabendo que você é a minha princesa. Espera... A carta chegou?
-Sim Sasori, mas já disse que não vou fazer.
Meu namorado então virou o rosto e olhou pela janela, parecia pensativo. Aproveitei a deixa para nos servir, o que ele quando percebeu não retrucou apenas, comeu quieto. Ele era um seis, fato com que fizesse quase nunca ter alimentos, nem para a minha família que somos cinco e apenas em quatro, imagina para ele que é um seis, com sete pessoas morando em casa, sem o pai, pois este morrera a uns oito anos, desde então Sasori assumira a pose em casa, pois este é o mais velho.
-Você cozinha tão bem saky, a pessoa em que você casar será muito feliz- O ruivo diz lambendo as pontas do dedo.
-Você será feliz. Eu irei me casar com você, e sabe disso. Pode levar a minha parte, pois estou sem fome... -Ele me fuzilou com o olhar e fez com que eu me calasse, ele não gostava de eu o mimar, segundo ele era para ser o contrario.
-Saky, acho que você deveria fazer a inscrição, será o melhor para você. -Ele fala num tom serio, eu não ia desistir, mas sei que meu namorado era mais teimoso do que eu.
-Saso... -Fui começar a contradizê-lo, mas o mesmo me calou me beijando e fazendo um “shiiii...”.
         Ficamos deitados abraçados, olhando as estrelas, eu não queria que esse momento acabasse, era frustrante não poder assumir nosso namoro, pois nos deveríamos namorar com níveis a mais e não a menos eu odiava esse negocio de castas.
-Por mim... -Sasori começa a dizer fazendo com que eu olhasse para si.
-O-oque?-Sinceramente eu não entendia que ele queria dizer.
-Faça sua inscrição por mim -houve uma pausa para seu suspiro- Mesmo se você não passar pelo menos tentou, isso mudaria a sua vida, se você fazer e passar eu torço para que você seja feliz, caso o contrario aconteça, daqui um ano nos casamos nem que tenhamos que fugir.

Isso bastou, aceitei o acordo sem nem pensar duas vezes, no dia seguinte, minha mãe veio com a proposta de eu ficar com o meu salário, mas apenas se eu fizesse a bentida inscrição e eu aceitei é claro, mas, o que minha mãe não sabia era que não fora apenas a proposta dela que havia feito eu mudar de idéia.
         Preenchi os formulários, coloquei uma regata preta e uma calça moletom cinza, na altura dos joelhos e fui entregar os papeis, minha mãe começou a se retorcer ao meu lado quando percebeu que todas as outras garotas estavam maquiadas e arrumadas. Avistei Karin que também estava  lá e completamente arrumada, ela e Ino estavam juntas e como sempre discutindo.
-Viiu!Eu disse que ela ia participar sua ridícula- Ino parecia aumentar o tom de voz quando eu chegava perto, as duas não se davam bem, e para ser sincera eu não gostava muito de Karin, apenas nos conhecemos por conta de um dia eu estar no mercadinho e ela também e lá começamos a conversar, mas não é alguém que eu diga “olha aquela é minha amiga”.
-Sa?Você por aqui?Ue você disse que não iria fazer...-Karin força um tom amistoso na voz,que por sinal não deu muito certo.
-Sim, mas eu mudei de idéia- Tentei forçar um tom mais alegre que também não deu certo.
Depois de uns minutos de conversa, descobri o motivo de todas estarem arrumadas, ia ter foto, claro que eu fiquei ainda mais feliz, eu estava desarrumada, e pelo menos ia ter o meu salário só para mim, em um ano me casaria. Na minha vez entrei radiante, os fotógrafos bateram fotos minhas e ate ouvi um murmurinho reclamar da cor de meu cabelo. Sai de lá certa de que não ia passar.
Karin, dizia que não havia duvidas que fosse passar Ino meio receosa e eu sabia q n ia.
        Ino, minha melhor amiga era uma quatro, a mãe dela tinha uma floricultura e ela trabalhava com a mãe. Karin,era uma 3,isso explica boa parte de nossas desavenças.

Uma semana após, a lista das selecionadas estava pronta, Ino foi em casa para assistirmos juntas, com a minha família e minha amiga na sala, o jornal começou, o hino tocou, e passaram-se as noticias da semana, logo após, o príncipe, levantou-se , cumprimentou o povo dele e começou a lista, a qual eu perdi o começo.
-... Ino Yamanaka de Konoha ,Quatro -Houve uma pausa e a foto de minha amiga passo na tela, e todos em casa comemoramos –Karin Uzumaki de Konoha, Três- A porca(Ino), fez uma careta neste momento e eu comecei a rir, mas fui interrompida com Sasuke continuando sua lista- Sakura Haruno de Konoha,Cinco - Bem nem preciso dizer que entrei em choque, minha vista começou a ficar turva e eu desmaiei.

 


Notas Finais


Me desculpem o texto desalinhado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...