1. Spirit Fanfics >
  2. A Corrida Alucinante: Cruzando Fronteiras >
  3. De Cabo a Rabo

História A Corrida Alucinante: Cruzando Fronteiras - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Bom dia, boa tarde, boa noite! Cheguei com mais um capítulo! Tenham uma excelente leitura!

(Para o segundo desafio, peço que usem essa imagem como referência: https://imgur.com/4MpTiiR.)

Capítulo 7 - De Cabo a Rabo


Don: No episódio anterior de Corrida Alucinante...

[Flashback]

Don: Um duelo contra touros fez as equipes voarem, e a grande maioria no sentido literal. — iniciou — Josee mostrou que pode ser vaqueira caso canse da dança no gelo, Amy ficou sentida por um alfinetada de Courtney e Emma continua se doendo pela saída do Noah, mas, no final, mesmo com as tentativas de sabotagem de Junior, quem foi pra casa foram os Atletas, que provaram que não sabem ler as regras de um desafio e acabaram eliminados por uma penalidade.

[Em frente ao Mirador à Colon]

Don: E mais uma corrida está prestes a começar no dia de hoje! — narrou — Quem vai pra casa? Quem vai chorar? Descubra agora, na Corrida Alucinante!

 

Don: Olá, Dançarinos do Gelo, vencedores de ontem! — afirmou — Podem pegar a primeira dica.

Josee: “Vá para o aeroporto e pegue o primeiro voo para a Cidade do Cabo”. — leu.

Don: A Cidade do Cabo, capital da África do Sul! — iniciou — Localizada na costa da Baía de Mesa, essa cidade portuária foi um dos mais importantes pontos de abastecimento de navios europeus que navegavam em direção a Índia na época do descobrimento! É o lar de diversas etnias africanas, de lindas praias e do famoso Cabo da Boa Esperança. — narrou.

Jacques: Vamos, Josee! Hora de aproveitar a liderança! — a dupla correu para pegar um táxi.

[No Confessionário da Corrida Alucinante]

Josee: Não tivemos um desempenho tão bom ultimamente... — confessou — Mas eu sei que foi só uma fase de má sorte, agora estamos a todo vapor!

Jacques: É mesmo, meu amor! E essa fase está prestes a mudar! — ambos rira malignamente.

[No aeroporto de Barcelona]

Don: Hoje as equipes vão, novamente, no mesmo voo, então ninguém precisa de pressa. — narrou enquanto as equipes embarcavam no avião.

Amy: Oh, Samey... — disse a jovem, chamando a atenção da irmã — Você acha que eu tenho complexo de inferioridade mesmo?

Samey: Bom — Samey olhou para câmera e sorriu — Eu não diria que você tem isso exatamente, mas algum problema você tem.

Amy: Ai, meu Deus! — Amy olhou para o próprio reflexo na janela do avião — Qual o meu problema?

Samey: Não sei ao certo, talvez ansiedade, surto psicótico, esquizofrenia, depressão ou você é só uma tremenda insegura mesmo. — respondeu.

Amy: Talvez você tenha razão! — Amy olhou para Samey e a segurou pelos braços — Samey, quer dizer, Samantha... — ela se auto corrigiu, fazendo a irmã arregalar os olhos — Precisamos ganhar esse milhão pra eu poder me tratar!

Samey: Olha... Eu vou ao banheiro, tá bom? Já venho. — Samey se levantou e foi em direção ao banheiro do avião, mas antes de entrar, olhou para câmera, preocupada — Eu tava gostando desse lance de “Amy com crise existencial” porque ela tava me deixando em paz, mas... Agora eu tô realmente preocupada, ela até me chamou pelo meu nome!

Gwen: Espera, seu nome não é “Samey”? — Gwen havia se levantado para ir ao banheiro, mas parou na porta ao ver a loira esperando para entrar.

Samey: Não, meu nome é “Samantha” e meu apelido é “Sammy”, mas a minha irmã me chama de “Samey” pra me provocar. — explicou — Sabe? “Amy” misturando com “same”, que é “igual” em inglês, pronto, vira “Samey”.

Gwen: Nossa, que maldade... — comentou.

Samey: E eu não sei? — ela riu — Mas mesmo sendo má ela precisa voltar ao normal.

Don: Nossas equipes acabam de pousar em terras africanas graças ao poder da edição, e já começaram a corrida em busca do primeiro lugar. — narrou — Bom, nem todas.

Taylor: Vamos, Junior! — reclamou.

Junior: Eu não to a fim, Taylor! — disse ele, com os braços cruzados.

Taylor: Olha, tudo bem se você não quiser correr, mas ao menos temos que descer do avião!

Junior: Ah... — ele revirou os olhos e soltou o cinto, saindo da cadeira — Tudo bem, vou sair do avião.

Taylor: É claro que vai. — Taylor pegou Junior no colo e começou a correr com ele sobre seus ombros.

Junior: De novo não!

Kitty: A Caixa do Don ali! — Emma e Kitty correram para fora do aeroporto para pegar a primeira dica de viagem do dia — “Vá até o Parque Nacional Montanha da Mesa para encontrar a próxima pista ao pé da montanha.”

Don: O Parque Nacional Montanha da Mesa, como o próprio nome já diz, é o parque que abriga a imponente Montanha da Mesa! — introduziu — Conhecida por ser uma das maiores montanhas com pico de cume plano do mundo, a Montanha da Mesa é o cartão postal da Cidade do Cabo, estando estampada inclusive em sua bandeira.

Sadie: Vamos, Katie! Táxi!

Emma: Táxi!

Don: Uma a uma, as equipes entram em seus táxis em direção ao Parque Nacional, e ao chegarem lá, verão que tem um teleférico que leva os turistas do nível do chão direto para o topo da montanha. — narrou — E vão ficar babando! Porque o desafio deles é outro!

Emma: Corre, Kitty! — as irmãs foram as primeiras a chegar ao parque e começaram a correr pela trilha, em direção à montanha.

Kitty: Nossa, Emma, to gostando de ver! — Kitty acompanhava a corrida de sua irmã e ao olhar para o lado, viu os bondinhos que Don mencionou mais cedo — Olha, Emma! Que legal!

Emma: Kitty, mantenha o foco! — pediu enquanto corria.

[No Confessionário da Corrida Alucinante]

Emma: Por causa do meu sentimento de culpa pela saída do Noah do programa, eu quase custei a nossa vitória da última vez! — afirmou — Agora que eu já sei que podemos ficar juntos quando a corrida acabar e eu ganhar o prêmio, eu tô mais tranquila.

Kitty: Mas foi assim na primeira temporada da Corrida, por que vocês acharam que seria diferente agora?

Emma: Não sei, Kitty, mas agora que sei que vai ser, eu tô bem mais confiante!

[No Parque Nacional Montanha da Mesa]

Katie: Sadie, conseguimos chegar antes de várias equipes! — disse a jovem ao descer do carro e seguir a trilha.

Sadie: Finalmente vamos conseguir vencer! — a dupla corria e logo, outras duplas chegaram para correr — Ah, não, tem gente vindo!

Emma: Aqui, Kitty! — Emma e Kitty estavam um pouco à frente das demais equipes e logo avistaram tanto a montanha quanto a Caixa do Don, pegando a dica em seguida. — É um “Tudo em um”. — Emma começou a ler — “Se até aqui você chegar, então é hora de escalar.”

Don: Isso mesmo, equipe! — disse Don, do topo da montanha — No “Tudo em um” de hoje, vocês deverão escalar uma montanha usando o equipamento de escalada disponível na lateral da montanha. Enquanto um dos membros da dupla escala, o outro controla o cabo. Mas cuidado: se seu parceiro despencar do alto, terão que dar lugar para outra equipe! — explicou — Quando o primeiro membro da dupla chegar no topo, as funções se invertem: Quem estiver no topo controla a corda e quem ficou na base da montanha começa a escalada.

Emma: Vamos, Kitty, você sobe primeiro. — Emma colocou o equipamento de escalada em si mesma e em sua irmã em seguida.

Kitty: Tá bom! — Kitty se segurou na lateral da montanha e começou a subida — Vamos lá, Emma!

Katie: Sadie, estamos em segundo. — Katie pegou a dica na caixa do Don e começou a ler. — Eu subo primeiro!

Sadie: O quê? Por quê? — perguntou, sem entender.

Katie: Porque sim, anda. — disse Katie colocando o equipamento de escalada enquanto Sadie fazia o mesmo.

Jacques: Você sobe, eu controlo. — disse ele depois de ler a dica.

Josee: Vamos logo e o mais rápido possível. — Josee colocou seu equipamento de escalada e começou a subir.

Don: E os três equipamentos de escalada disponíveis para o desafio já estão em uso. — narrou — Uma pena pras equipes que chegarem depois!

Emma: Kitty, se concentra! — disse ela enquanto controlava o movimento dos cabos.

Kitty: Eu tô bem concentrada, Emma! — respondeu, confiante, enquanto escalva.

Sadie: Katie, tudo bem aí, amiga? — perguntou enquanto Katie escalava.

Katie: Tá sim, Sadie! — respondeu — Só se concentra!

Josee: Manda corda, Jacques! — gritou Josee enquanto escalava com certa facilidade — Isso vai ser fácil demais!

Jacques: Vai com tudo, mon amour! — respondeu.

Alejandro: “Tudo em um”. — ele leu a dica — Mas a gente tem que esperar, ou... — Alejandro sorriu e se aproximou de Sadie, tentando seduzi-la. — Oi, Sadie, há quanto tempo não conversamos! — Alejandro cruzou as pernas, apoiando um dos braços no ombro de Satie.

Sadie: Oi, Alejandro. — ela respondeu séria — Você pode me dar licença? Eu tô tentando ganhar um desafio aqui. — Alejandro não entendeu o corte, então respirou fundo e tentou novamente.

Alejandro: Ué, Sadie, não tô te reconhecendo. — Alejandro levou a mão até o queixo de Sadie, tentando virá-lo para ele, mas ela recusou — Você nunca me tratou assim!

Sadie: Você acha que eu sou otária, Alejandro? — perguntou seriamente, sem se distrair do desafio — Eu sei que você é amarradão na Heather, não precisa tentar me seduzir só pra eu perder esse desafio. — respondeu, de forma seca — Agora me dá licença, vai!

Alejandro: Nossa... — boquiaberto, Alejandro andou em direção a José, que o olhava com um sorriso cínico no rosto.

José: Olhe e aprenda, Al! — José andou até Sadie — ¡Hola, hermosa!

Sadie: José? — Sadie se desconcentrou por um momento para olhá-lo, o que fez Katie cair alguns metros, gritando. Ao perceber o que tinha feito, Sadie segurou a corda, mas Katie caiu no chão mesmo assim.

Katie: Sadie! — reclamou — Presta atenção, caramba! — Katie retirou a aparelhagem de escalada e a entregou para José.

Sadie: Foi mal! — Katie fez o mesmo que a amiga e entregou os aparelhos para Alejandro, que rangia os dentes com raiva.

Alejandro: Você sobe, eu seguro! — ordenou.

José: Nem pensar, eu que não vou correr o risco de você me derrubar lá de cima! — retrucou — Você escala, eu seguro.

Sanders: Vamos, MacArthur! — Sanders pegou a dica na caixa do Don e olhou para as paredes, mas não viu equipamento de escalada disponível — Ah, não, vamos ter que esperar!

MacArthur: Não se depender de mim! — MacArthur correu até os patinadores para empurrar Jacques, mas ele pulou na parede no mesmo instante.

Jacques: Até logo, Cadetes! — disse ele, rindo — Puxa, mon amour!

Josee: Pode deixar, Jacques! — do topo da montanha, Josee puxava seu colega de equipe.

Kitty: Só mais um pouco... — Kitty esticou seu braço e alcançou o topo, impulsionando seu corpo em seguida — Beleza! — comemorou, virando-se para o lado de onde subiu e puxando sua irmã. — Vem, Emma!

Don: Enquanto duas equipes já estão a caminho do primeiro lugar, as demais equipes chegam à montanha e precisam esperar sua vez.

Courtney: Ah, de novo para trás! — reclamou — Gwen, desse jeito a gente não vai ganhar o desafio!

Gwen: Aguenta aí, reclamona! — retrucou — A gente tá ficando nas primeiras posições em todos os desafios, não é porque vamos ter que esperar uns pé rapados terminarem antes que vamos perder. E tem mais, ainda tem outro desafio.

Emma: Boa, Kitty! — Emma se soltou do equipamento e sua irmã fez o mesmo, deixando que caíssem os equipamentos de escalada para as equipes na base da montanha.

Jacques: Prontinho, é hora de correr! — Jacques e Josee se soltaram do equipamento antes de pegar a pista na Caixa do Don.

Josse: “Corram pelo cume da montanha até o monomotor que estará esperando por vocês para o próximo desafio.” — leu — Você me ouviu, vamos Jacques!

Sanders: Nossa vez! — Sanders pegou o equipamento de escalada que os dançarinos usavam e colocou em si mesma — Vem, MacArthur!

Courtney: E a gente vai nesse aqui! — Courtney pegou o equipamento que Emma e Kitty deixaram cair.

Gwen: Eu subo, já fiz isso uma vez, posso fazer de novo. — sugeriu.

Courtney: Tudo bem, sobe! — Gwen começou a subir a parede, rapidamente.

Trent: Nossa, não lembrava que você escalava bem assim! — tentou elogiar, sem sucesso.

Duncan: Sério, cara? — Duncan o olhou com ar de reprovação — Sério mesmo?

Trent: Que foi? É só um elogio.

Gwen: Ai, ai... — Gwen revirou os olhos e continuou subindo enquanto Courtney cuidava da corda.

MacArthur: Pode mandar ver, Sanders! — gritou para a colega de equipe — Ninguém vai me derrubar disso aqui!

Alejandro: Tem certeza? — Alejandro estava alguns metros acima de MacArthur e, com um dos pés, empurrou uma grande pedra que estava imediatamente acima de MacArthur contra ela.

MacArthur: O quê? — assim que MacArthur olhou para a pedra caindo, gritou e não conseguiu desviar, sendo acertada por ela.

Sanders: MacArthur! — gritou, preocupada com a amiga, e correu até ela para retirar a pedra que acabou de atingi-la — Você tá legal?

MacArthur: Ai, eu tô legal sim! — MacArthur balançou a cabeça como se tentasse se reconcentrar — Só doeu, ai, ai!

Sanders: Aquele cara jogou sujo! — Sanders olhou com raiva para Alejandro, que estava quase no topo.

Trent: É... Cadetes? — Trent se aproximou — Podemos?

Sanders: Ah, claro! — Sanders tirou os equipamentos e entregou a Trent — Vai na fé.

Trent: Valeu. — Duncan colocou os equipamentos em si mesmo — Bora, Duncan!

Duncan: Bora, eu escalo. — o delinquente começou a escalar enquanto Trent cuidava das cordas.

Don: Os Dançarinos do Gelo e as Irmãs já chegaram ao monomotor, mas precisam esperar as próximas duplas porque o avião só sai com seis duplas. — anunciou — Vamos ver como estão as duplas no monomotor.

Josee: Eu odeio que esse programa nunca colabora com a nossa liderança! — reclamou — Sempre que estamos em primeiro, precisamos esperar outras equipes colarem na gente! — Josee rosnou, com raiva.

[Na Montanha da Mesa, no primeiro desafio]

Alejandro: Pronto! — Alejandro terminou de puxar seu irmão e pegaram a dica na Caixa do Don, em seguida, correram para o local do monomotor. — Esse desafio já tá no papo!

Gwen: Ah! — grunhiu, ao chegar ao topo — Vem, Courtney!

Courtney: Me puxa, amiga! — Courtney começou a subir a montanha.

Blaineley: Vamos, Josh! — Blaineley colocou o equipamento deixado para trás por Alejandro e entregou o restante do equipamento para Josh — Eu subo.

Josh: Tem certeza? — indagou — Você tá de salto...

Blaineley: Você não sabe o que uma mulher equilibrada é capaz de fazer de salto! — retrucou — Eu subo, segura aí. — a loira começou a subir pela parede, com dificuldade, enquanto Josh controlava os cabos.

Josh: Olha — ele se virou para a câmera — Uma mulher equilibrada pode até conseguir escalar uma parede de salto, mas a Blaineley não é nada equilibrada.

Duncan: Cara, quem decide entrar num reality show como esse de salto? — questionou ao ver a dificuldade da loira de subir. — Bom, melhor pra gente. — Duncan chegou ao cume da montanha e começou a puxar Trent.

Gwen: Terminamos, vamos! — Gwen e Courtney se soltaram do equipamento e pegaram a dica de viagem, lendo-a em seguida.

DJ: Ai, altura de novo não! — DJ estava de cócoras e cobria sua cabeça com os braços, amedrontado.

Mama: Tudo bem, Devon Joseph, deixa que eu subo. — Mama colocou os equipamentos derrubados por Gwen e Courtney e se jogou contra a parede, esperando que DJ cuidasse dos cabos. — Anda logo!

MacArthur: Que ótimo, nenhuma das outras equipes caíram pra gente subir. — reclamou.

Sanders: Calma, MacArthur, uma delas vai dar espaço pra gente.

Blaineley: Ai, maldito salto! — reclamou para si mesma — Realmente, eu deveria ter deixado o Josh subir. — a loira tentou se agarrar em mais uma pedra, mas seu pé acabou escorregando e ela caiu da montanha, gritando.

Sanders: Ali, ela caiu! — as cadetes correram para pegar o equipamento, mas foram impedidas por Leshawna — Ei!

Leshawna: Entra na fila, minha fila, chegamos primeiro. — Leshawna colocou o equipamento e começou a subir, enquanto Leshaniqua cuidava dos cabos.

Mama: AAAAAAH! — gritou ao cair da montanha e se estatelar no chão — Meu joanete!

DJ: Mama! — DJ correu para ajudá-la — Você está bem?

MacArthur: Beleza, somos nós! — Sanders correu para pegar o equipamento, mas foi impedida novamente, dessa vez por Taylor.

Taylor: Depois da gente. — respondeu — E é sério, nós somos os últimos, daqui a pouco vocês sobem. — Taylor colocou o equipamento. — Junior, por favor, me ajuda!

Junior: Ah, vai ser um prazer! — Junior vestiu o equipamento com um sorriso sarcástico no rosto, assim que Taylor começou a subir, ele olhou para a câmera — Isso vai ser muito divertido!

Duncan: Beleza! — Duncan e Trent tiraram os equipamento e começaram a correr pela montanha, deixando seus equipamentos caírem na base da montanha.

Sanders: Agora sim, vamos! — Sanders correu para pegar o equipamento, e novamente, foi interrompida, agora pelas Melhores Amigas.

Katie: Nós erramos primeiro, então, tentamos de novo primeiro! — afirmou enquanto vestia o equipamento.

Samey: Somos nós, apressadas. — Samey tirou os equipamentos das amigas e os colocaram.

MacArthur: Ora, suas... — MacArthur avançou sobre as amigas arregaçando as mangas, mas Sanders a impediu,

Sanders: MacArthur, não! — disse — Elas estão certas, é o justo!

Don: Enquanto sete equipes lutam para não ficar em último, as cinco primeiras equipes já chegaram ao avião e ainda esperam mais uma antes de decolarem.

Trent: E ai, meninas? — Trent se sentou ao lado de Gwen e Courtney, acompanhado de Duncan.

Gwen: E aí? — ela sorriu, um tanto sem-graça.

Trent: Ah, olha, sobre o meu “elogio” enquanto você subia... — Trent coçou a cabeça — Desculpa, foi idiota.

Gwen: Não, tá tranquilo. — ela sorriu — Sei que não foi sua intenção.

Trent: Com certeza não. — Trent corou levemente, e olhou para o chão para disfarçar.

[No confessionário da Corrida Alucinante]

Duncan: Cara, você ainda gosta dela? — questionou.

Trent: O quê? — Trent riu, desconfortável e corado — Não, é claro que não! Até parece!

Duncan: Ah, não, é? — Duncan sorriu sarcástico — Então por que você tá vermelhinho?

Trent: Quê?! — Trent ficou ainda mais envergonhado — Não gosto!

Duncan: Ah, gosta sim.

[Na Montanha da Mesa, no primeiro desafio]

Samey: Vai, Amy, a gente consegue! — Samey controlava as cordas enquanto Amy escalava.

Amy: Eu tô quase lá, Sammy! — gritou, chegando ao topo da montanha — Isso! — Amy chegou ao topo e começou a puxar sua irmã para cima.

Leshawna: Ah não! — Leshawna se desequilibrou, e acabou caindo da montanha — Não!

Katie: Leshawna, você tá bem? — Katie correu para ver Leshawna e aproveitou para pegar os equipamentos de escalada. — Eu espero que sim! Bora, Sadie!

Sadie: To indo! — gritou ela, correndo até a amiga.

Taylor: Junior, continua! — gritou — Eu tô quase lá!

Junior: Tá, é? — Junior olhou para a câmera e levantou as sobrancelhas — Opa! — Junior largou as cordas — Escorregou!

Taylor: O quê? — Taylor sentiu suas cordas afrouxando e perdeu o equilíbrio, despencando do alto da montanha — Não! — gritou.

Blaineley: Liberou ali, Josh! — gritou ela ao ver Taylor caída no chão — Dá licença, minha filha! — Blaineley arrancou o equipamento de Taylor e começou a subir a montanha novamente, mas Josh a segurou.

Josh: Blaineley, é melhor eu subir primeiro! — pediu — Eu tô de sapato, não vou escorregar!

[No avião monomotor]

Josee: Ora, já não era sem tempo! — afirmou ao ver as gêmeas entrarem no avião — Ei, piloto, decola aí, já temos as seis duplas!

Jacques: Calma, Josee...

Josee: “Calma” é o escambau! — respondeu, raivosa — Já estamos atrasados por causa dessas lesmas!

Don: Olá! — a voz de Don saiu por uma caixa de som no teto do avião — Em baixo do banco de vocês, tem uma dica de viagem! Peguem e leiam para saber qual é o próximo desafio!

Kitty: “Assistir ou Trabalhar: Quem não brigou com o touro em Barcelona vai precisar criar um típico traje Zulu enquanto seu parceiro serve de modelo” — leu.

Don: Exatamente! — continuou, falando pela caixa de som — Mas antes, vocês vão pular de paraquedas desse monomotor sobre o Cabo da Boa Esperança, conhecido por ter sido um dos cabos mais importantes para os navegadores nos anos de 1500. — explicou.

Courtney: Qual é a necessidade de nos fazer pular de paraquedas de novo? — questionou, com raiva.

[Na Montanha da Mesa, no primeiro desafio]

Katie: Isso, Sadie! Continua!

Sadie: Ai, ai... — reclamava enquanto tentava subir ao cume da montanha com dificuldade, mas finalizou — Isso! — comemorou — Vem, Katie! — Sadie começou a puxar sua amiga, que foi subindo a montanha aos poucos.

MacArthur: Continua, parceira! — Sanders subia a montanha tranquilamente, até chegar ao cume — Consegui! Vem, Sanders!

[No avião monomotor, sobrevoando o Cabo da Boa Esperança]

Don: É hora de pular! — disse ele pela caixa de som do avião — Vão, agora!

Jacques: Meu Deus, é mais alto do que parece! — disse ele olhando pela porta do avião.

Josee: Pula, Jacques! — Josee o empurrou e pulou logo em seguida, abrindo seu paraquedas em meio à queda.

Gwen: Vamos, Courtney! — Gwen e Courtney pularam do avião rapidamente, de mão dadas.

Emma: Noah, isso é por você. AH!!! — Emma pulou do avião amedrontada seguida de sua irmã, que pulou tirando selfies em meio à queda. Pouco a pouco, as demais equipes também se jogaram do avião, até que o monomotor ficou vazio e voltou para o ponto em que os demais participantes o encontraram.

Courtney: AH!!! — gritava ela enquanto caia — Isso é muito assustador! — Courtney abriu seu paraquedas, diminuindo a velocidade da queda.

Trent: Deus, por favor, eu tenho muito que fazer até morrer! — Trent abriu seu paraquedas rapidamente.

Duncan: Isso é demais! — gritava o jovem animado, em queda livre — Eu nasci pra fazer isso! — Duncan abriu seu paraquedas próximo ao chão, e conseguiu pousar em segurança. As outras equipes foram pousando aos poucos próximas dele.

Don: Bem-vindos, primeiros colocados! — disse — As coisas que vocês poderão usar no desafio estão nessas bancadas e araras pela praia, cada equipe fica em uma. — enquanto Don falava, a câmera mostrava as bancadas, araras e praticáveis espalhadas pela praia para as equipes utilizarem. — Não se preocupem, tem cortinas ao redor das praticáveis pra vocês se trocarem com privacidade. — afirmou — Reproduzam uma roupa como a dessa modelo sul-africana! — Don apontou para um mulher negra que mantinha seus cabelos presos dentro de uma espécie de “cocar” de penas vermelhas, usava uma blusa sem alças comprida feita de um tecido que simula a pele de uma chita, uma saia longa, rodada, feita de penas pretas e pulseiras largas e coloridas.

Jacques: E se for um homem que vai se vestir? — questionou.

Don: Então, reproduzam a roupa desse modelo sul-africano! — Don apontou para um homem negro, que usava uma espécie de camiseta regata feita com tecido que simulava pele de chita, uma saia de palha com fendas nas laterais das pernas e um rabo de chita falso enrolado ao redor de sua cabeça. — Assim que receberem o ok dos modelos, peguem um barco a motor na praia, atravessem a Baía Falsa em direção à praia de... — Don interrompeu sua própria fala para ler um cartão que tirou do bolso — Monwabisi... — leu, com dificuldade — Ou sei lá como se fala isso. Enfim, a zona de relaxamento de hoje se encontra lá.

Courtney: Fica paradinha aí! — Courtney colocou Gwen em cima de uma pequena praticável para analisá-la calmamente, enquadrando-a entre seus dedos para encontrar o que fazer.

Don: Enquanto parte das equipes já começou o segundo desafio, quatro equipes ainda lutam para terminar o primeiro.

Blaineley: Vai, Josh! — Blaineley gritava enquanto Josh alcançava o cume da montanha.

Josh: Agora eu vou te puxar! — gritou ele enquanto puxava a colega de equipe para cima, rapidamente. — É pra isso que eu malho. — disse ele para a câmera, e piscou em seguida. Ao terminar de puxar Blaineley para o cume da montanha, Josh pegou a dica na Caixa do Don, retirou os equipamento de escalada e começou a correr com Blaineley em direção ao monomotor.

Taylor: Ótimo! — Taylor pegou o equipamento de escalada e o vestiu — Toma, Junior!

Junior: Obrigado! — Junior colocou a roupa e, assim que estava pronto, Taylor começou a puxar os cabos, fazendo Junior sair do chão — Ei, o quê?

Taylor: Eu deveria ter feito isso desde o início ao invés de acreditar que você realmente iria ajudar. — afirmou.

Junior: Caramba, que coisa chata! — Junior chegou ao cume da montanha — Parece que por mais que eu tente, eu não consigo sabotar a nossa equipe!

Taylor: Agora, é só eu subir! — Taylor começou a escalar, sem que Junior precisasse puxá-la.

Leshawna: Essa menina tem fibra! — Leshawna continuou escalando enquanto Leshaniqua a guiava pelas cordas.

Mama: Vamos, Devon Joseph, estamos entre os últimos! — Mama ia começar a escalar, mas DJ a impediu.

DJ: Mama, não vou deixar a senhora subir, é meu dever como filho me sacrificar por você. — DJ entregou as cordas para Mama e começou a escalar, enquanto sua mãe controlava as cordas, com lágrimas nos olhos.

Mama: Que orgulho! — disse, emocionada — Eles crescem tão rápido!

DJ: É só não olhar pra baixo, é só não olhar pra baixo! — repetia DJ para si mesmo enquanto subia, até que chegou ao cume. — Mama, eu consegui! — DJ começou a puxar sua mãe, que foi escalando aos poucos.

Leshawna: Eu também, prima! — Leshawna começou a puxar Leshaniqua para cima.

[No Cabo da Boa Esperança, no segundo desafio]

Jacques: Josee, essa roupa faz muito o seu estilo! — Josee colocava os trajes em Jacques enquanto ela esperava sobre a praticável.

Josee: Meu amor, eu gosto de roupas que deixam em evidência as minhas pernas torneadas! — afirmou.

Alejandro: José, eu sei que você tá louco pra me zoar, mas pelo bem da equipe, não faça isso! — ordenou, com os olhos cerrados de raiva.

José: Por mais que eu goste da ideia de te fazer passar por humilhação em rede nacional, eu não vou fazer isso. — respondeu, enquanto procurava as peças de roupas certas nas araras — Eu gosto mais ainda da ideia de ganhar um milhão de dólares.

Duncan: Cara, isso vai ser hilário! — Duncan encontrou a saia de palha em sua bancada e entregou para que Trent a vestisse — Bota aí.

Trent: Você tá de sacanagem. — disse, raivoso.

Duncan: Não tô, não. — Duncan segurava o riso — Vai, otário, faz parte do desafio!

Don: As equipes em primeiro lugar já enfeitam seus parceiros e as equipes do segundo voo acabam de chegar de avião e, agora, todas têm chances de vencer. — narrou, enquanto as equipes pulavam. — Bom, de novo, quase todas.

Taylor: Vai, Junior! — Taylor empurrou o menino do avião.

Junior: Taylor, você me paga!!! — gritou o loiro enquanto caia.

Samey: Amy, fica paradinha que a gente vai acabar logo, logo. — Samey colocou uma saia longa, feita de penas, nas pernas de sua irmã.

Amy: Eu acho que vou ficar bem, Samantha! — ela sorriu.

Samey: Tá legal... — Samey a olhou desconfiada enquanto procurava as peças de roupa restantes — Isso já tá realmente ficando esquisito.

Katie: Vamos, Sadie! — Katie procurava as roupas para que Sadie colocasse com pressa — Se corrermos, ainda podemos alcançar os primeiros colocados!

Sadie: Eu confio em você, maninha! — Sadie subiu na praticável enquanto aguardava Katie encontrar as peças de roupa.      

Leshawna: Prima, você vai ficar do babado com essa roupa! — Leshawna entregou a blusa sem alças a sua prima para que ela experimentasse.

Leshaniqua: Mana, isso combina muito com a gente! — Leshaniqua pegou a roupa que sua prima a entregou e fechou a cortina para trocar de roupa — Joga por cima que eu já vou colocando!

Leshawna: Pode deixar, minha flor!

Gwen: Então, Courtney... — ela iniciou — Você vai demorar muito? Acho que estamos ficando pra trás...

Courtney: Eu tô procurando a roupa mais ideal pro seu tom de pele. — Courtney tinha duas peças de roupa nas mãos, e descartou ambas.

Gwen: Courtney, não precisa disso. — Gwen revirou os olhos — É só me dar uma roupa parecida com a da modelo que somos aprovadas.

MacArthur: Sanders, você vai ficar um show! — MacArthur entregou uma saia feita com penas vermelhas para Sanders e uma blusa sem alças com estampa de zebra.

Sanders: Não importa, eu só quero ganhar. — Sanders fechou a cortina para trocar de roupa — Falta o cocar e os acessórios.

Duncan: Ei, chefia! — disse, chamando o modelo — Terminamos! — Duncan abriu a cortina e Trent saiu de dentro dela, usando uma roupa exatamente igual a roupa do modelo.

Trent: E então? — perguntou, envergonhado, mas atraindo os olhares de muitos participantes.

Katie: Nossa, ele tá muito lindo!

Sadie: Bota lindo nisso! — Sadie apontou para as nádegas parcialmente à mostra de Trent — Olha o bumbunzinho dele como fica bonito nessa saia!

Gwen: Nossa... — disse, com os olhos brilhando.

Courtney: É, muito legal. — Courtney revirou os olhos e entregou uma saia igual à da modelo para Gwen — Gwen, usa essa mesmo, vai ficar show! — ao perceber que Gwen não respondeu ao estímulo dela, questionou — Gwen?

Gwen: Ah, oi! — ela prestou atenção e pegou a saia que Courtney a entregou — Obrigada, vou vestir.

Courtney: Que estranho, a Gwen não é de se distrair... — Courtney colocou a mão no queixo, pensativa.

Trent: E então? — o modelo fez sinal de positivo, aprovando o traje. — Beleza! — Trent entrou no provador e colocou sua roupa anterior.

Alejandro: Nós acabamos. — Alejandro andou até o modelo para ser avaliado, e também recebeu um sinal de positivo, ao que sorriu. — Legal! — enquanto corria para se trocar, Trent e Duncan saíram correndo em direção aos barcos.

Duncan: Primeiro lugar, aí vamos nós! — Duncan subiu em uma das lanches junto com Trent e começaram a dirigir.

José: Rápido, Al, não vamos perder agora! — José balançou a cortina onde Alejandro se trocava para apressá-lo.

Alejandro: Pronto, tô saindo! — Alejandro saiu do provador sem camisa, mas a colocou enquanto corria.

Don: A corrida pelo primeiro lugar já começou! — anunciou — As equipes agora tem que se trocarem logo para não terminarem em último lugar! Coincidência ou não, as únicas equipes que precisavam trocar um homem foram também as que acabaram.

Jacques: Josee, coloca isso aqui — Jacques entregou um cocar vermelho para ela — Eu te ajudo com isso.

Gwen: E então? — ela abriu a cortina usando uma saia igual à da modelo, porém com uma blusa sem alças preta com listras brancas, simulando pele de zebra. O cabelo de Gwen estava preso dentro de um cocar de penas pretas e usava também braceletes verdes.

Courtney: Passamos, né? — perguntou, enquanto a modelo analisava a roupa de Gwen, e fez sinal de positivo — Isso! Vamos, Gwen!

Gwen: Vou me trocar, espera! — Gwen foi até a praticável para colocar sua roupa comum.

Courtney: Não demora!

Leshawna: Leshaniqua, você vai ficar um arraso com essa roupa africana!

Leshaniqua: Assim espero. — disse ela enquanto se trocava. Ao sair da cortina, Leshaniqua estava usando um enorme cocar de penas roxas que cobria todo seu cabelo, uma blusa sem alças com estampa de chita e uma saia rodada preta. — Como estou? — perguntou à modelo, dando uma volta em seu próprio eixo, e a modelo fez sinal de positivo para ela — Aleluia, arrepiei! — Leshaniqua foi se trocar.

Don: Uma a uma, as equipes finalizam seu trabalho de troca de roupas e correm para pegar os barcos em direção à zona de relaxamento. — narrou — Mas uma das equipes não parece muito entrosada, pra variar.

Junior: Veste isso aqui, Taylor! — Junior entregou a Taylor uma saia jeans e uma blusa de mangas compridas rosa.

Taylor: Tá de sacanagem, Junior? — reclamou — Isso aqui não tem nada a ver com a proposta do desafio!

Junior: Eu sou uma alma criativa! — Junior piscou para a câmera — Troca de roupa aí.

Taylor: Mas assim a gente vai perder!

Junior: Confia em mim, Taylor! — ele riu — Vai dar tudo certo.

Taylor: Tá! — ela revirou os olhos e começou a se trocar, ao sair vestida da praticável, andou até a modelo, que não aprovou o look dela. — Ai, Junior! Tá vendo?

Junior: Ela não sabe apreciar uma boa obra de arte! — Junior riu e voltou para a bancada, procurando outro par de roupas que não tem nada a ver com o desafio.

[No meio da Baía Falsa, em alto mar]

Duncan: Acelera aí, Trent! — gritou — Eles estão nos alcançando!

Trent: Eu já tô na velocidade máxima! — retrucou enquanto acelerava.

José: ¡Fuera del camino, tortugas! — gritou ele enquanto acelerava o barco.

Alejandro: Esse primeiro lugar é nosso!

Duncan: Ah, caramba! — Duncan olhou ao redor do barco, até encontrar a âncora, presa numa corda — Beleza!

Trent: O que você vai fazer? — perguntou.

Duncan: Espere e verá! — Duncan cortou a corda que prendia a âncora ao barco com um canivete e, com certa dificuldade, ele arremessou a âncora solta contra o barco dos Hermanos.

Alejandro: Desvia! — gritou ele, e José virou o timão rapidamente para desviar do ataque — Isso é golpe baixo!

Duncan: Ah, olha quem fala de golpe baixo, né, Al? — retrucou, com os olhos semicerrados.

Trent: Duncan, eu tô vendo a zona de relaxamento! — Trent apontou para a praia, onde Don aguardava no tapete de conclusão — A gente vai ganhar, parceiro!

Duncan: Beleza! — Trent parou o barco à beira do mar e desceram do veículo, correndo até a zona de relaxamento.

Alejandro: Vai, José! — Alejandro pulou do barco assim que José o atracou e começou a correr para zona de relaxamento.

Don: E lá vem os primeiros colocados! — narrou enquanto as duplas corriam — Superados estão em primeiro! Hermanos, segundo lugar!

Alejandro: Bom, pra quem começou entre os últimos, já tá bom. — ele riu.

Amy: Vem, Sammy! — gritou ela, pulando no barco — Se acelerarmos, ainda conseguimos chegar bem!

Samey: Fico feliz pelo seu otimismo, Amy, mas estamos em quinto lugar... — disse, cabisbaixa.

Amy: Não interessa, cabeça-oca! — reclamou, acelerando o barco — Pensa positivo!

Samey: Amy? — Samey levantou a cabeça sorrindo — Essa é a Amy que eu conheço! Pega elas!

Courtney: Gwen, estão se aproximando! — Courtney olhou para trás e viu as Gêmeas Opostas e as Primas bem próximas delas — Acelera esse barco!

[No Cabo da Boa Esperança, no segundo desafio]

Taylor: Junior, é só me dar a roupa certa! — reclamou.

Junior: Mas eu tô fazendo isso! — ele riu sarcástico — Coloca isso aqui! — Junior entregou uma calça jeans e uma blusa sem alças, branca, para Taylor.

Taylor: Fala sério!

[Na praia de Monwabisi, na zona de relaxamento]

Don: Iniamigas, chegaram em terceiro! — anunciou — Primas, estão em quarto! Gêmeas Rivais, em quinto!

Amy: Tudo bem, melhor que perder, não é, irmã? — ela sorriu para sua irmã.

Samey: É... Com certeza! — ela tentou sorrir, envergonhada.

Leshawna: Prima, nós até que nos saímos bem!

Blaineley: Acelera essa joça, Josh! — gritou — Os Dançarinos do Gelo estão na nossa cola!

Josee: E vamos te passar, meu amor! — ela gritou enquanto Jacques pilotava.

Jacques: Joga alguma coisa neles! — sugeriu.

Josee: Eu não vou conseguir alcançar!

Blaineley: Mas eu alcanço! — Blaineley pegou a âncora do barco e jogou na dupla adversária.

Jacques: Ah! — Jacques se assutou, mas conseguiu virar o barco à tempo — Cuidado, Josee!

Josee: O que foi? Ah! — Josee olhou para frente e viu um sapato voando em sua direção, que acabou a acertando no olho — Ai! — reclamou — E ainda é salto alto!

Jacques: Você tá bem? — Jacques largou o timão do barco para verificar a colega de equipe.

Josee: Jacques, volta a pilotar! — Josee o estapeou para que voltasse logo à direção.

[No Cabo da Boa Esperança, no segundo desafio]

Taylor: Tenha santa paciência, Junior! — Taylor saiu da praticável e encontrou as peças de roupas certas.

Junior: Taylor, isso é um “assistir ou trabalhar”! E é minha vez de trabalhar! — ele reclamou.

Taylor: Se depender de você, a gente tá ferrado! — retrucou e, então, começou a se trocar — Se tomarmos uma penalidade, mas chegarmos, ainda temos chance de ficar! — Taylor saiu da cortina usando uma roupa exatamente igual à da modelo, que aprovou — Beleza!

[Na praia de Monwabisi, na zona de relaxamento]

Don: Blaineley e Josh, estão em sexto lugar! — anunciou — Patinadores, chegaram em sétimo!

Josee: Sétimo?! — reclamou enquanto outros barcos atracavam na praia.

Don: Sim, em sétimo. — respondeu — Irmãs, chegaram em oitavo, o que aconteceu? Vocês terminaram o primeiro desafio primeiro!

Emma: Nosso barco não funcionou direito, então ele veio em velocidade reduzida até a praia. — respondeu — Eu poderia processar esse programa por isso!

Don: Não precisa, não! — ele riu, sem-graça — Cadetes, chegaram em nono lugar, Melhores Amigas, estão em décimo! Com isso, faltam apenas duas equipes chegarem!

[Na Baía Falsa, em alto mar]

Mama: Vamos nessa, filhinho! — gritou enquanto pilotava.

DJ: É isso aí! — DJ olhou para câmera, sussurrando — Mama teve alguns problemas para se vestir, algumas peças ficaram muito pequenas nela, tivemos trabalho pra fazer entrar. — explicou — Por isso estamos tão atrás.

Taylor: Vamos nessa! — Taylor acelerava o barco e já avistava a praia. Ambos os barcos estavam próximos da zona de relaxamento.

DJ: Vamos, Mama! — a dupla atracou o barco e ambos desceram — Precisa correr, Mama, depois cuidamos do seu joanete!

Mama: Tá bom! — Mama e DJ começaram a correr, seguidos por Taylor que não carregava Junior nas costas.

Junior: A gente vai perder de qualquer jeito, sabia? — ele riu enquanto ambas as equipes chegavam à zona de relaxamento.

Don: Mamãe e Filhinho, estão em décimo primeiro! — anunciou.

Mama: Conseguimos, filhote! — Mama e DJ se abraçaram, mas ela acabou fazendo uma careta de dor em seguida — Ai, meu joanete!

Don: Adolescentes Mimados, eu sinto muito, mas vocês estão em último. E mesmo que chegassem em décimo primeiro, tomariam uma penalidade porque a Taylor cumpriu o desafio que era responsabilidade do Junior cumprir.

Taylor: É, eu sabia que seríamos eliminados... — disse, cabisbaixa.

Junior: Finalmente! — o jovem comemorou.

Don: Eliminados? — ele questionou — Não, não! Essa é uma rodada não eliminatória!

Taylor olhou para Don, sorrindo, e disse em uníssono com Junior: O quê?!

Don: Sim! — respondeu — Vocês estão salvos! Por enquanto.

Taylor: É isso aí!

Junior: Cara, fala sério!

Don: E com isso, chegamos ao fim de mais um episódio! — narrou — Fiquem de olho para mais emoções no próximo episódio de — ele fez uma pausa para que a câmera desse um close em seu rosto — Corrida Alucinante!


Notas Finais


Acho que essa "eliminação" pegou algumas pessoas de calças curtas, hein? hehe Enfim, espero que tenham gostado! Tive umas dificuldades na hora de upar o capítulo, mas tudo certo agora! E espero ver seus comentários e seu feedback, agradeço desde já!

Próximo capítulo disponível sexta-feira


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...