História A Cortesã - Capítulo 6


Escrita por:

Visualizações 57
Palavras 412
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - A nova Cortesã - PARTE 01


Algums dias depois...
.
Com Karol
.
As coisas ainda não se
normalizaram e essa profissão
requer muito meu corpo e
então por isso eu estou muito
cansada. Eles não entende
ainda aqueles homens só me
quer, com tantas garotas
bonitas que a casa tem. Eu
ainda continuo sendo a rainha
das noites de Pàris, o meu
medo é que essa fama chegue
aos ouvidos dàs diretoras e
professoras da cadêmia de
dança.
.
Estava eu a andar pelo cassino,
sentei em umas das mesas de
jogos e começei a olhar o
movimento que estava bom por
sinal. Enquanto eu olhava às
pessoas se distraírem com
jogos e bebidas sentir que um
senhor de certa idade ficou
me observando enquanto eu
desviava meus olhares e fazia
de conta de que ele vinha a me
observar. Ele finalmente tomou
coragem e veio até a mim com
um certo tipo de admiração.
- Faz ums dias que eu
venho a te observar e vejo o quanto você mostra ser
uma garota muito especial....
você é a Karol Sevilla? A
amante de luxo que enloqueçe
as cabeças dos franceses?

- Obrigada pela parte
em que o senhor falar que eu
sou especial, os outros elogios
citados eu não faço questão de
ouvir...

- Desculpas se eu te
ofendi... É que eles não param
de falar em você..

- O Senhor não tem
culpa de nada, aliàs nós
mesmos escrevemos nossos
destinos, e eu estou a escrever
o meu, então não posso
reclamar...

- E porquê você
quis entrar nessa vida?

Conto tudo a ele sobre o
meu sonho e a necessidade que
eu passo.

.
Ficamos conversando por um
bom tempo até o anoiteçer.
.
E assim foi nos dias seguintes
e a minha amizade com aquele
senhor ia crescendo mais e
mais. Ele me contava sobre a
sua vida, e eu sobre a minha.
Ele era um senhor muito bom e
honesto, e demostrava ser
mais do que isso nas atitudes
de ajudar o próximo. Ele se
chamava,Alfredo Cisneros e era
um idoso de cabelos brancos
como a neve.
Os dias se passam...
.
Certo dia, um dia em que
ninguem fazeria progama,
escutei a voz do senhor Alfredo
vindo là do salão. Achei
estranho pois ele só vinha nos
dias em que a casa estava
aberta.
A Soraya vem eufórica até a
mim.
- Karol, Karol!
Parabéns você é a nova Cortesã
da cidade.... O senhor Cisneros
acabou de te comprar....

.
Continua...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...