História _A crazy life too much_❤BTS - TaeTae. - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, J-hope, Jimin, Jin, Jung Hoseok, Jung Jungkook, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Kook, Kookie, Min Yoongi, Park Jimin, Rap Monster, Suga, Tae, Taetae
Visualizações 216
Palavras 1.083
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Festa, Luta, Policial, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Meus bebês!!!!

Me desculpa por todo esse tempo sem postar, é que eu estou com uns problemas com o meu filhinho bugado ~meu celular~, mais agora vou tentar postar deste jeito mesmo. Bom... Esse capitulo foi postado mesmo com os leves bugues do meu filhinho, me falem se ficou confuso. AMO VOCÊS ♥♥♥

Bom eu estou tão feliz de ter chegado ao 104 favoritos, que eu até me pergunto se essa historia é minha hehe, mais... Sem mais delongas, vamos embarcar nesta aventura kkkkkkkk

Obs: tenho problema kkkk

♥ Boa Leitura ♥

Capítulo 29 - And I will not hide you anything from now on.


Fanfic / Fanfiction _A crazy life too much_❤BTS - TaeTae. - Capítulo 29 - And I will not hide you anything from now on.

 Eu desci as escadas ainda com muitas lagrimas saindo de meus olhos, quando cheguei na sala me sentei no sofá e escondi meu rosto em meus joelhos, permitindo finalmente que minhas lagrimas caíssem.

Minhas lagrimas não eram causadas por raiva, nojo, desgosto ou qualquer outro desses sentimento medíocres. E sim por medo, sim medo, medo de que ela não fosse minha mãe, ou até mesmo que ela fosse minha mãe, de que ela des do começo quisesse me largar e por isso desaparesseu da minha vida assim tão repentinamente, quase minha vida toda, meu pai dizia-me que ela estava morta, mais nunca soube o motivo de sua morte, e isso me faz pensar que ela possa não ter morrido, e sim ser Yang mi, e com certeza seria ela, quem mais teria quase minha infância inteira registradas em pequenas fotos??

«Taehyung on»

Eu estava com um pressentimento um pouco ruim em meio a tudo, vamos dizer que eu sentia que algo estava prestes a acontecer. Eu estava tendo uma leve discussão com Yang mi, a respeito do quarto que a mais velha insistia para que ele ficasse na casa pois tinha muitas lembranças no mesmo.

-Como você acha que a S/n reagiria diante aquele quarto, em meio a tantas fotografias da mesma pequena??!! Bem que não iria ser não é mesmo?!! - falo tentando por de uma vez por todas na cabeça da mulher, que tirar o quarto da casa seria a melhor decisão a se tomar.

-Eu conheço muito bem minha menininha, e sei que ela tentaria ver o lado bom da situação. O coração dela é repleto de bondade!! - falo me segurando para não me alterar. Mais o que Taehyung não fazia ideia era que, a coisa que eu mais queria neste mundo era que s/n visse fotografia por fotografia de dentro daquele quartos, quê já estavam a muito tempo escondidas.

-Eu não teria tanta certeza de que S/n ainda tem o coração tão bondoso como você diz. - falo me lembrando da pequena com uma arma apontada para Jay Park, que já não está mais entre nós.

{...}

Nós havíamos conversado mais um pouco, e eu consegui fazer com que ela concordasse em tirar pelo menos as fotos da parede, e eu prometi que daríamos um jeito para colocar as fotos em um lugar onde S/n não encontre. Logo fomos pegar as malas dentro do carro para colocar dentro de casa, afinal eu teria que me desfazer do carro, documentos, a placa e outras coisa.

-Tô ! Pega essa que está um pouco mais leve.- falo entregando a mala menor, que S/n insistiu em trazer.

-Nossa!!! -ela pega a mala.- Se você chama isso aqui de leve, eu não quero nem saber da pesada.(rindo)

Eu acompanho a risada da mesma em quarto fechava o porta-malas do carro, logo depois fomos em direção a casa, eu sinceramente não fui com essa casa, queria uma maior. Abri a porta da sala com um pouco de dificuldade pois a mala estava... Vamos dizer que bem pesada, já dentro de casa comecei a arrastar a mala que no caso tinha pequenas rodas em baixo da mesma, eu sinceramente estava estranhando o movimento da casa, deveria estar repleta de pequenos saltos da minha pequena S/n, assim que adentramos a sala pude ver minha pequenina no sofá com o rosto escondidos em seus próprios joelhos, ela parecia estar um tanto triste, larguei a mala por ali mesmo e dei passos apresados para chegar até ela, apoiei uma de minhas mãos no joelho da menor e a outra afaguei seus cabelos.

-Pequena ?!

-...-ela não responde absolutamente nada.

-Pequena está tudo bem?! Por quê está assim tão tristonha. - falo continuando a afagar os cabelos macios dela.

-Tae!! -A menor fala me pegando de surpresa em um abraço e se desfaz em lagrimas com o rosto completamento escondido em meu peitoral.

-Está tudo bem, não precisa chorar, oque houve?? - pergunto temendo a resposta, mais ainda assim me sentindo mal por minha pequenina estar assim.

Olho de relance para Yang mi que estava a ver a cena meio que “paralisada”...

«Yang mi on» 

Assim que eu e Taehyung entramos em casa, eu vi o mesmo deixar a mala para trás indo em direção ao sofá, quando ele se sentou eu percebi que quem estava no sofá era S/n, e.... Espera... E-Ela está c-chorando??. Será que ela foi no meu quarto?

Logo o som agudo da campainha soa pela casa fazendo S/n olhar para mim com is olhos vermelhos, e logo a mesma afunda seu rosto no peitoral de Taehyung novamente.

-Pode deixar que eu atendo!!- falo me virando para ir atender a porta.

-Não!!- Taehyung fala autoritário.

Fazendo eu me virar, vendo ele se levantar fazendo carinho na menir que chorava muito.

-Eu vejo quem é, e você...- ele segura o rosto da menor limpando as lagrimas da mesma com seus polegares- Conversa com ela, eu já tenho até uma ideia do motivo da senhorita estar tão mal assim.

Ele ajuda S/n a se levantar do estofado macio do sofá, estava nítido no rosto dela que a mesma estava chorando.

«S/n on»

Eu estava morrendo de vontade de saber como ela de fato veio parar com Taehyung ~mafioso~, mais antes eu precisava me “recompor”, eu queria, queria não quero saber tudo o que aconteceu com ela e o motivo para meu Appa me dizer que a mesma havia morrido.

Assim que levantei o olhar fitando Yang mi um pouco embasado, pude percebe alguns de seus traços que eu nunca havia notado, e alguns de seus traços se pareciam comos meus.

-Vem S/n.- ela estende a mão.- Eu te contarei, e não te esconderrei mais nada aqui em diante.

Limpo meus olhos, não pot completo claro, mais eu podia sentir os mesmos arderem e um pouco embaçados, mais sem dizer nada agarrei na mão da mulher a minha frente.

«Taehyung on»

Eu espero que tudo fique em paz dessa vez, e que as duas, mãe e filha se reconciliem e deixem as diferenças e dificuldades de lado, não aguento ver minha pequena tão mal, isso me deixa totalmente para baixo. Olho atentamente vendo as duas subirem para o andar de cima, S/n dá uma breve olhada em minha direção, e provavelmente para o quarto de Yang mi, no meio de tudo isso a campainha já havia tocado mais de três vezes, mais neste exato momento, o barulho irritante da mesma suava freneticamente pela casa todinha, parecia que a pessoa do lado de fora tinha algum tipo de distúrbio mental, resolvi ir atender logo, não aguentava mais este barulho latejando em meus ouvidos.

*fui até a porta assim a abrindo.*


Notas Finais


Espero decoração que tenham gostado, tentei fazer grandinho, mais foi isso ai♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...