1. Spirit Fanfics >
  2. A Crush On My Boss - (Chanbaek) >
  3. Capítulo 20

História A Crush On My Boss - (Chanbaek) - Capítulo 20


Escrita por:


Capítulo 20 - Capítulo 20


No dia seguinte

Já era quase 18:40 da noite. Chanyeol já estava pronto sentado em sua cama, só esperando o horário em que Iu mandou ele ir. Estava um pouco/muito ansioso para vê Iu, pois não esperava a hora de terminar com ela. Por mais que ele soubesse que Iu poderia não gostar nada disso, estava animado para poder tentar algo com Baekhyun, sem sentir que estava traindo ou algo do tipo. 

Como estava fazendo nada, decidiu ligar para o Byun. Adorava ouvir a voz do menor, o acalmava. Pegou seu celular, que estava em cima do criado-mudo. E discou o número de Byun, dois toques depois e foi atendido.

📲 Baek...?

📲 Chanyeol... Que foi, aconteceu alguma coisa?

📲 Tava dormindo?

📲 Sim...

📲 Essa hora?!

📲 Não tenho nada para... Então resolvi dormir...

📲 Fez certo kkk...

📲 Você não ia jantar com os pais da Iu?

📲 Ainda vou, só tô esperando da 19h...

📲 Ah... Tá bom...

📲 Você vai para a festa, né?

📲 Não sei... 

📲 Vai por favor... Quero que você conheça o Kai, e o Lay, eles são um amores, e super divertidos...

📲 Tá, eu vou... Agora tchau, que quero dormir!

📲 Que ignorância jovem... Até amanhã, tenha uma boa noite...

📲 Você também...

Encerraram a ligação.

Chanyeol se levantou da sua cama, pegou suas chaves e saiu de sua casa, com destino a casa dos pais da Iu.

Demorou um pouco para Chanyeol chegar, já que a casa do Lee, era do outro lado da cidade. 


Chegando lá, estacionou seu carro em frente a grande casa de cor branca, e repleta de janelas de vidro. Saiu do carro, levando as chaves do mesmo, e seu celular. Andou até a porta da casa, e tocou a campainha no lado da mesma. Que logo foi aberta pela mãe da Iu.

- Chanyeol querido, que saudades de você. - o abraça. - Que bom que veio.

- Também estava com saudades Senhora Lee. 

- Entre vamos. - dá passagem ao mesmo, que entre e logo fecha a porta. - A Iu vai gostar de ter vindo.

- Que bom... - sorrir fraco.

- Chany! - diz ao descer as escadas correndo, e quase cair, só que Chanyeol impede de acontecer. - Você sempre está aqui com eu preciso.

- Não se deve correr na escada. - A ajuda a se equilibrar, ao notar que a mesma estava tonta, se preocupou. - Tudo bem?

- Sim, só um desequilíbrio, nada de mais... - sela os lábios rapidamente, e o puxa em direção a sala de jantar. - Vamos jantar, a comida já está pronta.

- Claro...

- Senhor Park. - diz o mais velho entre eles, levantando-se, e comprimentando o mais novo. - A quanto tempo.

- Senhor Lee. Nós não nos vemos desde quando terminei a faculdade. - o maior concorda, e se senta.

- Que bom, que aceitou jantar conosco hoje.

Iu e sua mãe se sentaram na mesa, e logo os empregados da casa, vieram servir o jantar. 

Durante o jantar Chanyeol evitou falar muito, mas uma vez ou outra, os pais da Iu, lhe perguntavam algo. Assim que terminaram de comer, os empregados começaram a servir a sobremesa. 


Chanyeol notou que Iu não avia tocado na comida, e achou estanho, por quê a comida que sua mãe avia escolhido era a sua favorita. Então assim que terminou de comer sua sobremesa, chamou Iu para conversar, e a mesma não hesitou em ir. 

Os dois forma até o quarto antigo da mesma, entram e fecharam a porta, para terem mais privacidade. E se sentaram na cama.

- Você está bem Iu? - se aproximou da mesma na cama. - Você nem tocou na comida.

- Ah, eu só tava sem fome. - o respondeu, um pouco nervosa.

- Você tá mentindo. - a mesma o encarou mais nervosa ainda. - Quando você mente, seus olhos piscam com mais frequência. Me fala o que você tem.

- Tô grávida. - diz em um só fôlego, e mais alto arregala os olhos, pela surpresa.

- C-Como? Você tá grávida? - apoia a cabeça nas mãos, ainda incrédulo. - De quanto tempo?

- Eu fiz um consulta recentemente, e a médica disse que eu estou de duas semanas. - disse, enquanto sentia as lágrimas escorrerem em seu rosto. 

Chanyeol por mais em choque que estivesse, notou o que Iu estava entrando em pânico, sua respiração estava irregular, e ela estava tremendo. Park a puxou para perto de si, e abraçou apertando, tomando cuidado com a barriga é claro. Levou suas mãos ao rosto alheia, e enxugou as lágrimas que molhavam o mesmo. Respirou fundo antes de dizer:

- Respira, vamos dá um jeito nisso. Eu estou aqui para você, sempre estive, e sempre vou está. - deixa um beijo na testa alheia, e a abraça novamente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...