1. Spirit Fanfics >
  2. A culpa foi de Paris >
  3. Próximo destino: Paris

História A culpa foi de Paris - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


eai gente, tudo bom? espero que sim!!

assim, vamos relevar que eu demorei uns 500 anos para atualizar esse cap, vamos.

como está sendo a quarentena de vocês?? eu já maratonei uns 5 doramas kkk
inclusive, para os dorameiros de plantão, super recomendo assistirem 2gether, estou super viciada *-*

mas pronto, vamos ao que interessa, o cap kk

espero que gostem!!! boa leitura ;))

Capítulo 2 - Próximo destino: Paris




Já se haviam passado algumas horas de voo na grande máquina metálica, Felix, enquanto observava a bela paisagem do entardecer, com as nuvens amplas e de aparência fofa, em tons rosados e alaranjados, o Seo se imaginou pulando nos enormes travesseiros no céu enquanto assistia o sol partir e dar lugar à lua. Seu marido não esperou nem dar uma hora de viagem para cair em um sono profundo, se aconchegando no assento do avião, por vezes invadindo o do omega. O loiro dava graças a deus por seu marido ter comprado assentos da classe executiva, pois eram deveras mais confortáveis e não tão sufocantes. Ainda faltavam algumas horas para enfim pousarem em seu destino: Alemanha, Berlim. Felix sentia-se feliz, comeu a comida servida no avião, que, por incrível que pareça, não era tão desgostosa como o habitual, já havia visto umas quantas séries recomendadas por seu amigo Jisung, jogou alguns joguinhos bobos instalados em seu celular mais cedo e observou seu marido dormindo, tão sereno e calmo, como normalmente era. 


O omega sentia-se entediado, não lhe restava muito que fazer, apenas observar a paisagem pela janela diminuta do avião e imaginar como serão os locais que visitarão. Changbin era tão organizado e preparado, que fez até uma lista dos locais que o casal visitaria por ordem com as datas todas apontadas e o tempo de estadia. Se fosse por Felix, teriam perdido logo o primeiro voo. 


O loiro, ao lembrar da lista que seu marido fez, resolveu conferir todos os locais que iria visitar nas próximas semanas. Não pode deixar de sorrir com a forma que Changbin a intitulou. 


Lua de mel de Changlix:


 Alemanha, Berlim;

• Inglaterra, Londres;

• Itália, Roma;

• Espanha, Madrid;

• França, Paris;


E estes foram os países pertencentes à Europa elegidos por Changbin, Felix estava deveras ansioso para visitar Paris, vários amigos seus já lhe haviam informado da beleza estonteante da cidade, tanto a parte histórica como a vista, sem contar que Paris era uma cidade extremamente romântica, perfeita para se passar uma lua de mel. Só de pensar nisso, borboletas nasciam na barriga de Felix, fazendo a ansiedade presente em si crescer ainda mais. 


E, sem se aperceber, envolto em vários pensamentos e sonhos, o Seo adormece com sua bochecha encostada no vidro gélido da janela oval.



[•••]


Primeiro destino:


Alemanha, Berlim


Uma voz feminina, que se comunicava com os passageiros, tomou conta do recinto, consequentemente despertando o Seo mais novo de seu sono. Este que havia durado todo o voo. Felix, ao acordar, se apercebeu que o avião já havia pousado e seu marido já tinha arrumado todas as suas coisas, deixando o mais novo com uma manta sobre seu corpo, o abrigando da brisa gelada vinda do ar condicionado. 


Felix coçou seus olhos, ainda sonolento, omega dobra a manta e a coloca em sua mochila. Seu marido o encarava em silêncio. 


— Amor, que bom que acordou! — Exclama Changbin, animado. Por mais que Felix estivesse cansado das incontáveis horas sentado no banco daquele avião, a alegria de seu alfa era demasiado contagiante, tão contagiante a ponto de fazer com que Felix deixasse todo o cansaço de lado e se juntasse a seu marido. — Vamos agora desembarcar, já arrumei as malas. Acho melhor deixarmos as outras pessoas sair primeiro. — Informou Changbin, acompanhado de um enorme sorriso. Este que iluminava todo o seu bonito rosto, e deixava Felix desconcertado com tamanha beleza de seu amado. 


— Eu to’ muito ansioso! Não acredito que estou em Berlim! Parece surreal, como um sonho. — Comento enquanto observava pela janela do avião o sol aparecendo por entre as imensas nuvens em tons alaranjados. 


Changbin riu com tamanha alegria de seu marido, parecendo uma autêntica criança quando é levada a um parque de diversões.


— Depois de sairmos do aeroporto deixamos as malas no hotel e vamos comer algo, deve estar com fome. — Anúncia Changbin, ao paço que se levantava de seu assento para pegar nossas malas de mão.


— Eu estou faminto! — Reclamo com um biquinha adornando meus lábios, agora secos por conta do frio do ar condicionado. 


— Então temos que alimentar esse bebê! — Diz Changbin, rindo das minhas caretas. Até se aproximar e deixar um beijinho na ponta do meu nariz, me deixando desconcertado. — Você é tão lindo. — Não pude deixar de sorrir com o elogio vindo do mais velho, eu amo quando ele me elogia. 


Finalmente deixámos o avião, no caminho, passámos no desembarque para pegar nossa outra mala, que era grande demais para ir connosco no avião. Depois de despachados, chamámos um táxi para nos deixar no hotel. 



[•••]


O que o casal tinha a dizer de Berlim? Com certeza uma cidade belíssima, com uma história deveras interessante. Sem contar com todos os museus visitados, aos quais Felix ficava viajando, sem entender o sentido de tudo aquilo, mas ainda assim apreciando as belezas históricas. Já Changbin, este foi o que mais desfrutou, se emocionando a todo o momento, cada vez colocava seus pés em um museu, já que o alfa era um grande apreciador de arte e antiguidades. 


Com toda a certeza, aquela cidade carregava uma grande história consigo, é um passado eu tanto conturbado.


Para Felix, a melhor coisa dessa viagem, para além da companhia de seu amado, foi a comida alemã, que o omega caraterizou como: Comer e chorar por mais. O Seo mais novo nunca provara uma salsicha tão boa em toda a sua vida. 


Talvez, o único ponto negativo, na opinião de Changbin, tenham sido os preços altíssimos, que quase assustaram o pobre alfa. Ele podia ter dinheiro, mas não pretendia comprar algo a um preço absurdo. Mas, com insistência de Felix, acabou cedendo ao caprichos de seu amado, e lhe comprando uma bolsa da Louis Vuittom, como se o omega não tivesse várias. 


O Seo mais velho jurou que sua carteira tinha chorado nesse dia.

 

Claro que o casal registrou todos os momentos vividos naquela bela capital, e fizeram questão de publicar várias fotos e vídeos em suas redes sociais, também mandaram algumas para o grupo que tinham com seus amigos, com o objetivo de fazer um pouco de inveja aos mesmos. 


Depois dos três dias passados em Berlim, para infelicidade do casal, ou nem tanto, partiram rumo à próxima cidade da lista, Londres. Localizada na Inglaterra, uma cidade muito requisitada, por enumeros motivos, mas, no caso de casal, seria apenas para desfrutar da beleza da capital. Lá passariam os mesmos três dias assim como foi em Berlim. 


Com tudo pronto para prosseguir para a próxima viagem, o casal embarca no avião, tão animados quanto pisaram pela primeira vez em solo alemão. Ansiosos e cheios de expectativas pelo que lhes aguardava nos próximos dias.



[•••]


Segundo destino:


Inglaterra, Londres


Muitos não apressiavam o frio gélido que cobria a capital de Inglaterra, uma das mais belas e requisitadas cidades em toda a Europa, mas, para Felix, aquela atmosfera fria, e o vento fresco acariciando seu rosto, enquanto caminha pelas ruas aconchegantes. 


A chuva não foi um fator que impediu o casal de prosseguir com sua viagem, por mais que em certos momentos esta o pegasse desprevinidos, obrigando ambos a correrem de mãos dadas pelas estradas sem fim em busca do hotel, enquanto o céu despencava sobre suas cabeças. Mas, para o casal, seria uma experiência inesquecível e única.


Também visitaram enumeros monumentos, como o famoso Big Ben, onde Changbin fez questão de fotografar seu belo marido, este que continha um sorriso estonteante, demonstrando toda a sua felicidade por estar naquele local junto de seu amado. Changbin, ao ver seu marido tão sorridente, automaticamente se contagiava com toda aquele áurea alegre libertada. 


Claro que Changbin fez questão de ir a todos os museus existentes na cidade, Felix não reclamara, não até o momento que se perdeu em quantos quilómetros seus pés haviam percorrido, se é que estes ainda permaneciam vivos e firmes, pois o omega quase não os sentia. 

Conclusão: Changbin o carregou resto do caminho até o hotel. 


Isto porque para o alfa não havia necessidade pegar um táxi para os levar até lá. Mas Felix sabia muito bem que o mais velho só não queria pagar pela corrida, seu marido era um forreta. 


No último dia, Felix exigiu que andassem no London eye, uma roda gigante com a melhor vista de toda a capital, o desejo de Felix era contemplar o belíssimo por do sol junto do amado. Claro, teve alguns contratempos, como por exemplo o surto do pobre Changbin ao ver o preço exorbitante dos bilhetes para andar na máquina, quase desistiu, mas, os olhinhos e o biquinho triste de seu omega o impediram de tal ato. Então, se rendeu aos caprichos de seu amor, e pagou pelos bilhetes. 


No momento em que subiram, bem lá no topo, e o Seo mais velho pode contemplar o sol de escondendo no horizonte, deixou os arrependimentos de lado e apreciou o momento, embora o seu amado, com os olhos brilhando e seu rosto sardento sendo iluminado pela luz do entardecer, fosse a mais bela paisagem que já vira em toda a sua vida.


E claro, aquele momento mágico pediu por um beijo, e foi isso que o casal fez, uniram seu lábios delicadamente, sentindo seus corações acelrarem dentro de suaa caixas torácicas, como se fosse a primeira vez. 


Infelizmente, tudo o que é bom dura pouco, Felix estava num dilema interior, não sabia se ficava triste por deixar a Londres ou se sentia feliz por partir para outra localidade. Talvez um pouco dos dois.


Então, o casal o casal por fim abandonou Inglaterra e seguiu até o próximo destino que os aguardava.



[•••]


Terceiro destino:


Itália, Roma


Changbin ansiava visitar a tão famosa capital de Itália. Por ser um grande intusiasta de artefactos e edifícios antigos, queria percorrer toda aquela cidade regada deles. Claro que Felix não deixaria seu marido sozinho nessa, embora a ideia de andar a cidade toda a pé não agradava tanto o omega, por ser um pouco sedentário. Mas, queria fazer as vontades do marido, então se aguentou firme ao longo do caminho. 


Seu marido caminhava na frente, ao passo que tirava enumeras fotos, tanto das ruínas antigos, quanto do seu marido, este que estava distraindo apreciando a vista que o rodeava enquanto saboreava um saboroso sorvete. O alfa não aguento ver seu omega com o rostinho sardento todo lambuzado com  sorvete, parecendo uma autêntica criança. Changbin quase se derreteu todinho, igual o sorvete do amado. 


Após limpar seu marido, ambos seguiram a caminhada, agora lado a lado de mãos dadas. As mãozinhas pequeninas e peganhentas de Felix, por conta do sorvete, sendo escondidas pelas mãos de Changbin. 


E os restantes dias na cidade foram assim, visitando monumentos antigos e andando vários quilómetros. Felix quase jurou que iria desabar no meio do caminho, suas pernas quase que imploravam por uma pausa. Mas, ao contemplar o sorriso radiante no rosto bonito de Changbin, algo em seu interior o deu forças para prosseguir sem se queixar. 


Chegavam no hotel estafados, apenas tomavam um banho quente e relaxante, comiam algo leve e iam dormir abeaçadinhos, aproveitando as carícias um do outro. 



[•••]


Próximo destino:


Espanha, Madrid 



E por fim o casal chegou no penúltimo destino, era surreal para ambos o quanto esses últimos dias passaram em um piscar de olhos. Mal podiam acreditar que o Lua de Mel já estava se aproximando do fim. Mas, decidiram esquecer a sensação estranha que crescia em seus interiores e aproveitar o resto dos dias que lhes restavam ao máximo. 


E, desta vez, quem soube aproveitar ao máximo da belíssima cidade localizada na Espanha foi Felix. Que visitou todos os restaurantes possíveis, provando de várias comidas diferentes, sem contar que passou em vários shoppings, afim de fazer umas compras para si e comprar presentes para seus familiares, amigos e seus amados sobrinhos. 


Changbin teve muito gosto em acompanhar seu omega, só não teve o mesmo gosto ao pagar todas as coisas que seu amado escolhia. Seo Changbin que é Seo Changbin, mesmo com muito dinheiro em sua conta bancária, segue sendo mão de vaca. 


Também visitaram vários museus com obras famosíssimas e muito importantes, os olhos de Changbin reluziam a cada obra que passava. E sempre comentava com Felix sobre o pintor ou a história por trás das pinturas, embora não entendesse nada, o Seo mais novo escutava atentamente, embora estivesse perdido no belo sorriso no rosto do seu amor. 


O casal aproveitou que o hotel onde haviam ficado tinha um spa para relaxar o restante dos dias, aproveitando para cuidar um pouco mais da aparência, pois a cidade seguinte exigia algo mais apresentável.


E sim, estamos falando de Paris, também conhecida como a cidade do amor. O último destino do nosso casal. 



[•••]



Próximo destino: Paris





Notas Finais


Bom gente, eu não falei tanto das localidades nem coloquei momentos do casal pois a que realmente importa é Paris. Que no caso virá no próximo capítulo.
Este que será bem soft e todo nhonhonho

Se você gosta de fanfics do stray kids e abo ou só uns +18, passa lá no meu perfil!!!

tenho uma fanfic abo de vários shipps do stray kids, com woochan como protagonista, em andamento. E ainda umas one shots bem loucas ;)))


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...