História A culpa não é minha... - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Culpa, Magia, Mistério luta, Suspense
Visualizações 5
Palavras 427
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Uma palinha do treinamento .
Viu to invocada . Só capítulo novo !!!


Espero que gostem .
Boa leitura 📚📖

Capítulo 11 - Resto de dia longo


-Postura !

Levei uma vassorada nas costas

- para que serve isso ? - perguntei

- postura em uma luta é essencial -

David so estava gargalhando e Elizabeth chamou sua atenção :

- vai rindo David , porque daqui a pouco será você treinando coordenação motora -

David que até então estava rindo , ficou sério . E foi então minha fez de rir , mas foi um erro fatal , ja que levei uma vassorada nas costas pior do que a última .

- desgraçada !- praguejei só para eu poder ouvir . Mas ela ouviu e me deu outra vassorada. Quase deixei cair os livros sobre minha cabeça .

Isso mesmo . Livros !

Ela tinha um timer e eu tinha que ficar com postura , em cima se uma cadeira , com livros em cima da minha cabeça. Quando o timer apitasse eu estaria livre . Mas se eu derruba-se os livros teria que começar tudo de novo. E ja tinha reiniciado o timer umas cinco vezes enquanto " meu namorado " ria de mim "

Mas a este momento ele está desviando ( tentando ) de bolas de queimada. Coitado , pena que não posso rir. Capaz de levar outra vassorada nas costas .

- PI PI PI -

- ta escutando isso ? é o som da vitoria ! - falei

- para mim é apenas o som de um timer -

David estraga prazeres.

Fiquei lindos minutos vendo David levar boladas .

E não parava de rir da cara dele .

Até que :

- te contei que valerie e eu estamos namorando ? -

Filho da mãe

Consegui ver o enorme sorriso de Elizabeth .

- não . Não do jeito que está pensando, Só estamos fingindo para minha família -

Ela fechou o sorriso, Mas pude ver felicidade em seus olhos . Por quê?

- já é um começo -

Falou ela

- é assim que se fala Elizabeth -

Falou David no meu lado sorrindo .

Revirei os olhos .

- vamos treinar e parar de enrolar ! -

Falei analisando o local onde estávamos

Uma quadra abandonada , não muito bem ventilada , mas era aceitável .

Era iluminada o bastante.

Sem menos perceber eu ja estava caída no chão ,

Me levantei e vi Elizabeth a minha frente com um bastão na mão

Pelo menos não é uma vassoura.

- não se distraia !- ordenou

Olhei para o lado . Vi um david deitado no chão olhando para o teto.

Sabia de uma coisa : esse resto de dia iria ser longo


Notas Finais


Comentem suas opiniões sobre a história, de que personagens estão gostando , sei lá. Se quiser comentar ,Se não , não


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...