1. Spirit Fanfics >
  2. A Daily Song - K.N >
  3. - four -

História A Daily Song - K.N - Capítulo 5


Escrita por:


Capítulo 5 - - four -


Fanfic / Fanfiction A Daily Song - K.N - Capítulo 5 - - four -

.•♫•♬•♬•♫•.


Alguns anos atrás...

Um dia normal como outro, eu estava novamente a caminho da escola, sozinho, a escola era tão perto de minha casa que eu levava uns dez minutos para chegar. Já estou acostumado com minha vida calma e talvez solitária apesar de que estou apenas no oitavo ano.


Chegando lá fui direto para a sala, como sempre fiz, para ajeitar meus livros escolares e ler outros livros que eu também levava. Começo de aula, totalmente normal, tirando uma coisa, a professora chamou uma aluna a frente da sala para que se apresentasse.


Obviamente aluna nova, transferida de outra escola por causar problemas, ela se apresentou, porém nem prestei atenção e continuei lendo meu livro. Logo ouvi a professora dizer meu nome. Ela acabara de dizer para que a novata se sentasse ao meu lado, as cadeiras todas da sala são em pares. Dois alunos em cada mesa, no caso.


Eu sempre sentei me sozinho pois ninguém me achava tão divertido a ponto de querer ser meu amigo. Na verdade nunca tiveram curiosidade em me conhecer melhor. A novata se sentou e me cumprimentou, apenas me curvei de leve e voltei minha atenção ao que me interessava.


Passou a primeira aula, a segunda aula e a terceira. Logo veio a hora do intervalo. Fui ao refeitório e peguei um sanduíche com uma latinha de suco e me sentei num lugar longe de todos... O lugar, talvez, mais calmo da escola. Um pequeno jardim escondido onde eu comia meu lanche em paz. Às vezes algumas pessoas iam até lá, mas parecem nunca ter notado que eu estava lá.


Voltei para a sala logo após o horário de intervalo acabar. Acabei de terminar a leitura do livro e nem acabou a aula de língua coreana. Voltei minha atenção totalmente para a aula. Assisti com atenção a aula de inglês que era a última antes de sermos liberados para ir até a biblioteca e revisar as matérias dadas hoje.


A professora finalizou sua aula e então fomos liberados. Peguei os livros para pesquisa e me sentei, abri meu notebook e comecei a revisar tudo. Na biblioteca era o único lugar onde podíamos usar nossos notebooks. Alguns jogavam apenas, outros, como eu, estudavam e depois jogavam ou navegam pelas redes sociais.


A novata se sentou ao meu lado mexendo no celular. Ela se apresentou novamente.


— Prazer, eu sou Park Heejin. - Ela estendeu a mão.


— Eu sou Kim Namjoon. - apertei a mão dela. Apesar de gostar de ficar sozinho, no silêncio, eu sou uma pessoa considerada bem gentil.


— Você conseguiu fazer todas as anotações de inglês? - Park perguntou.


— Claro, anotei tudo e um pouco mais. - falei prestando atenção no livro de matemática.


— Pode me emprestar? Não consegui anotar tudo...


— Hum, posso sim. - entreguei o caderno para ela que começou a copiar. A matéria estava bem grande, pelo menos a de hoje estava.


Terminei minhas revisões de todas as matérias e peguei meu notebook para jogar, como sempre fiz. Eu era um dos melhores jogadores, perdendo apenas para um tal de "jingx88". Daqui uns dias eu irei enfrentar ele. Como se fosse uma batalha pelo trono.


— Obrigada por me emprestar suas anotações. - Ela agradeceu sorrindo.


— Você escreve bem rápido. - comentei.


— Bem, é como um dom. Mas isso às vezes não adianta. Não consigo prestar muita atenção nas aulas de inglês e matemática. - ela falou e olhou a tela do meu notebook. — Uau! Você também joga! Tenho um amigo da minha antiga escola que jogava sempre.


— Hum, legal.


— Caramba! Você está em segundo lugar? - Ela perguntou chegando mais perto. — Deve jogar há um tempo, né?


— É... Eu jogo desde o sexto ano. - falei em tom desanimado, ela estava me distraindo enquanto eu estava quase ganhando uma batalha.


— Nossa, você é muito bom! - ela chegou mais perto. Eu fiquei nervoso. Nunca tive contato tão próximo com meninas.


— Se afaste um pouco, por favor. - pedi tentando me manter calmo.


— Ah, sim, me desculpe. - ela se afastou mas continuou me observando jogar. A cada ataque bem sucedido ela se aproximava, acho que ela nem percebia o que estava fazendo.


Um momento em que eu estava prestes a ganhar ela se animou muito e se desequilibrou da cadeira, quando ia cair no meu colo, eu larguei a mão do teclado e a segurei. Acabei perdendo e levando uma pequena bronca pelo grito que ela deu por causa do susto ao quase cair.


Ela me pediu desculpa meio envergonhada. Eu fiquei com um pouco de mau humor, disse que estava tudo bem, juntei minhas coisas e segui caminho para minha casa. Pensando no jogo que havia perdido, ah, estava tão perto! Mas logo esqueci, afinal jogo é jogo. Além disso aquela batalha não mudaria minha posição no ranking.


Pensei um pouco sobre a novata, aquela menina não parece ser daquelas que arruma tanto problema a ponto de ser transferida, ou apenas estava se segurando pelo primeiro dia. Percebi que havia mais passos além dos meus, muito perto de mim. Olhei para trás e era Park Heejin. Parei e perguntei.


— Você está me seguindo?


— Não! Esse é o caminho da minha casa. - ela explicou.


— Então você mora nesse bairro? - ergui uma das sobrancelhas e voltei a andar, agora em na companhia de Park.


— Sim, acho que são dez minutos de casa até a escola. Me mudei semana passada. - ela olhava para o chão enquanto andava.


— Ah, sim. Pelo visto nos moramos na mesma rua. - viramos a esquina juntos, continuando o caminho. Aqueles dez minutos demorariam para passar.


— Será legal se eu tiver você como companhia para ir a escola e voltar também, todos os dias. - ela sorriu de leve.


— Ah... Fez algum amigo hoje? - perguntei, durante todo o momento intercalando meu olhar entre ela e a rua.


— Na verdade conversei apenas com você. Quer ser meu amigo? - ela me olhou, sorrindo, após fazer a pergunta.


— Sim, acho que vai ser legal sermos amigos. - aceitei o pedido de amizade.


Ela ficou um pouco corada.


— Você ainda está bravo pelo jogo?


— Não, aquela batalha não faria diferença no ranking.


— Eu sempre caio em momentos inconvenientes. Às vezes eu fico tão animada, seja com o que for, que nem percebo o que faço.


— Percebi. - rimos.


— Então, eu fico por aqui. - parei em frente a minha casa.


— Nossa, parece que somos vizinhos. - ela foi até o portão da casa dela, ao lado da minha.


Sorri para ela.


— Entre primeiro! - ela se curvou e eu também. Logo depois que Park entrou eu também entrei.


— Mãe! Cheguei! - avisei indo direto pra cozinha.


— Como foi a aula hoje? - mamãe perguntou.


— Tirando que eu conheci uma menina, foi normal. - dei de ombros e arrumei minha comida, me sentei a  mesa.


— Uma menina? Bonita?


— Qual é mãe! Não vai começar a fazer perguntas bobas, né? - perguntei.


— Ah, meu filho, você nunca falou sobre meninas.


— Nem quero falar, não no sentido que a senhora pensa! Vou me concentrar nos estudos. - falei.


— Eu ouvi que meu filho está com uma paquerinha? - papai entrou na cozinha e se sentou para comer. Começou a comer, logo eu e mamãe começamos a comer também.


— É apenas uma amiga! - falei.


— Amiga, sei! - papai falou fazendo uma cara engraçada. Rimos e voltamos nossa atenção ao almoço. Falando sobre outros assuntos.


━━━━━━━ •♬• ━━━━━━━

CONTINUA...

━━━━━━━ •♬• ━━━━━━━



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...