História A dama de ferro! - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Homossexual, Romance
Visualizações 15
Palavras 1.182
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - Capítulo quatro


Clarisse Soares 43 anos,galega alta e interesseira. 

Casou se com o ex empresário Antony Foster com a intenção de pôr as mãos em sua fortuna mas descobriu logo após o casamento que o marido nada tinha de rico e era sustentado pela filha,Dominique. Iria se separar mas recebeu a notícia de que estava grávida,chegou a dizer que abortaria mas a enteada garantiu à ela vida boa e mordomia caso não o fizesse.

Sabia que a morena nunca gostou dela mas a suportava por causa de Katherine,só por isso ainda estava ali.


Já era noite,Kath fora dormir pois estava cansada e Dominique resolveu ir logo conversar com a esposa de seu pai. Chamou a mulher até seu escritório e esta a acompanhou um tanto desconfiada.

- O quê você quer comigo?. Perguntou Clarisse 

- Algo simples pra você,quero que passe a guarda de Katherine para mim. Disse a morena e a outra a olhou como se ela tivesse dito a coisa mais absurda do mundo e sorriu.

- Por quê você acha que eu faria isso?

- Porque você só tem duas opções,ou me dá a guarda dela e continua tendo a boa vida que lhe ofereço ou entro na justiça,ganho a guarda de qualquer jeito e te ponho na rua em total miséria.

- Você não faria isso com a mãe de sua irmã.

- Quer pagar pra ver?

- Q-quero. A mulher estava com medo mas resolveu enfrentar a morena

- Pois bem,já pode começar a arrumar suas coisas. Dominique virou se e seguiu em direção à porta,já ia abrindo quando a outra gritou 

-Espera. Clarisse conhecia a enteada a tempo suficiente para saber que ela não estava blefando.- Eu faço o que você quer mas vou continuar nessa casa com uma boa recompensa,fechado?

- Você assina os papéis amanhã. Falou a morena sem se virar e saiu deixando a outra sozinha.


********************************

O dia ainda nem tinha amanhecido e Dominique já estava de pé,não conseguira dormir por causa de um sonho,ou melhor,um pesadelo. Agora aquele rosto,aquela voz e até mesmo o cheiro não saiam de sua cabeça.

Será que nem dormindo ela teria paz?


Tomou um banho,arrumou o cabelo,vestiu um terninho cinza e saltos brancos,pegou sua pasta e saiu. Iria trabalhar,só assim para ocupar sua mente.

Estava no saguão de entrada quando uma moça que vinha de cabeça baixa esbarrou na morena fazendo com que sua pasta fosse ao chão aumentando mais ainda seu mau humor.

- Por acaso você é cega?. Perguntou à moça que ainda nem olhara em sua cara e estava pegando a pasta do chão.

- Desculpe me,eu me distraí. Disse entregando o objeto à morena e finalmente olhando para ela,empalideceu instantaneamente ao ver de quem se tratava.- Senhorita Foster,perdoe me eu não vi que era a senhorita. Falou nervosa 

- É claro que não já que anda por aí distraída.

- Senhorita eu...

- Some da minha frente sua desastrada. Disse a morena e viu a outra sair quase correndo pra longe dela.

Seguiu seu caminho e entrou no elevador que a levaria até a sala da presidência,sua sala. Percorreu o espaço do corredor ignorando tudo e todos que ousavam lhe cumprimentar até chegar à mesa de sua secretária.

- Senhorita Foster,bom dia! Seu advogado ligou e...

A moça parou de falar pois a outra erguera a mão em sinal de pare.

Continuou andando até chegar na porta de sua sala,girou a maçaneta e antes de entrar falou:

- Samantha 

- Sim,senhorita 

- Paulina Souza...demita. Virou se e entrou na sala,claro que ela viu o nome daquela idiota que esbarrou nela em seu crachá. Fechou a porta 

- Parece que hoje será um dia daqueles. Samantha falou para o segurança que ficava perto do elevador e este assentiu concordando.


A secretária não estava errada,conhecia bem sua patroa. Pouco se passara das dez da manhã e ela já havia demitido três pessoas,a que esbarrara em si mais cedo,um rapaz pêgo mexendo no celular quando deveria estar trabalhando e outra moça que trocara o café amargo por um com açúcar.

Dominique estava "com a macaca" e as pessoas evitavam ficar em sua frente com medo de serem demitidas por qualquer banalidade.

Samantha não queria incomodar a morena mas não tinha outro jeito,respirou fundo e bateu na porta. Silêncio. Bateu novamente e nada,já ia voltando para sua mesa quando ouviu a voz da outra mandando entrar e ela abriu a porta e entrou.

A morena estava sentada em sua poltrona levemente inclinada com os olhos fechados e tinha na mão um copo com algo parecido a whisky.

- Com licença,senhorita Foster. Vim trazer o resultado das casas que me pediu mas posso voltar depois se preferir.

- Não. Ela abriu os olhos.- Pode mostrar agora. Samantha se aproximou e começou a lhe entregar algumas fotos de casas à ela.

- Dentre todas essas a que eu achei que mais se encaixa no perfil que a senhorita pediu é esta. A secretária falou apontando uma foto com uma casa enorme contendo piscina,muito linda.- Fica em um condomínio fechado muito bem localizado,tem espaço de lazer para a família,criança. Além de ser muito bem recomendo.

- Perfeito. Disse Dominique e Samantha sentiu hálito fresco da morena misturado ao álcool,olhou para a boca carnuda dela e se distraiu por alguns segundos não ouvindo o que ela disse logo depois. Despertou com a patroa estalando os dedos na frente de seu rosto e a olhando com a sobrancelha erguida.

"Droga". Pensou a moça 

- Será que hoje é o dia da distração?. Perguntou séria 

- Desculpe me senhorita. Abaixou a cabeça 

Dominique a olhou e pensou em como a moça tinha sorte de ser tão competente ou já estaria na rua também.

- Bom,como eu ia dizendo enquanto você tão atentamente olhava pra minha boca. A moça corou.- Encaminhe os dados do corretor para um deus advogados e diga para acertar tudo em relação à casa.

Samantha assentiu mas não ousou olhar para a morena,sabia que ela a estava observando. 

- Desmarque todos os meus compromissos de hoje e só me procure se for por um bom motivo,pode ir.

- Com licença. A secretária saiu rapidamente 

Dominique sacudiu a cabeça negativamente e começou começou a escrever um email para o Dr.Pedro dizendo pra ele preparar os papéis necessários para que sua madrasta pudesse lhe passar a guarda de sua irmã à ela. Serviu se de mais uma dose do whisky,tomou um gole e recostou novamente à poltrona. Fechou os olhos e se pôs a pensar em várias coisas,sua empresa,sua irmã,sua vida.

"Me dá um beijo.

- E por quê eu faria isso?

- Porque eu quero eternizar o gosto do seu beijo em minha boca.

...seu beijo...minha boca

...seu beijo...minha boca". A voz ecoava em sua mente

Toc Toc 

Dominique assustou se,pegara no sono que nem percebera.

- Que inferno. Passou a mão nos cabelos e no rosto.- Entra Samantha. Falou sabendo quem era já que ninguém mais batia à sua porta.

- Desculpe me senhorita mas tem uma moça aí que insiste em vê la,disse que é importante.

A morena respirou fundo,não lhe interessava quem era a tal moça. Se fosse mesmo importante que voltasse amanhã.

- Diga que hoje não estou pra ninguém.

- Nem mesmo pra mim?

A morena não ergueu a cabeça mas conhecia bem aquela voz

- Principalmente pra você. Disse e finalmente olhou em sua direção.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...