História A dama e o Vagabundo - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Visualizações 46
Palavras 396
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Aventura, Famí­lia, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Conhecidencias


Já faz uma semana que o Adriano veio morar aqui, eu não sei porque mas esse garoto mexe comigo.

Estávamos no jardim conversando, até que Adriano começa a se aproximar de mim, ele ia me beijar? Só que não.

Adriano: Tem uma folha no seu cabelo Marinette. Dizia ele na maior inocência, inocência essa que me deixava loca,eu não tinha percebido mas eu estava me apaixonando por ele.

Marinette: Adriano,como foi que você chegou no orfanato, não venha com aquela mentira de sua mãe ter deixado você.

Adriano: Ok Mari foi assim

" Eu fui achado no dia 21/05/2000, eu estava todo sujo, estava chorando e chamando meu pai.

Pelo que sei as freiras me levaram pro orfanato e junto comigo estava isso aqui.

Era uma parte de uma correntinha que tinha apenas três letra Adr.

E por isso me chamaram de Adriano

Marinette: Adriano Isso é ouro puro. Seus pais devem ser de casta!

Adriano: Eu tentei achalos Mari mas nunca consegui

Marinette por um impulso abraça Adriano,ele estava chorando.

Marinette: Você vai acha seus pais eu prometo ok

Adriano: Mari você é incrível sabia?

Adriano ficou olhando para Marinette,e simplesmente não conseguiu se controlar,ele a beijou.Era o primeiro beijo de ambos um beijo doce e suave um beijo de amor,amor?

Agora eles sabiam que o que sentiam eram mais que amizade era amor,mas Adriano sabia que não podia ela era uma princesa e ele era só um órfão morando de favor.

Adriano: Me perdoe alteza eu não deveria ter feito isso.

Marinette: Adriano eu , não precisa pedi perdão e não me chame de alteza.

Adriano: Desculpa,mas eu vou pro meu quarto.

Adriano saiu de lá correndo,sabia que a amava mas também sabia que não poderia ter ela.

Percebi que minha correntinha ficou com ela,mas não teria coragem de pegá-lo agora .

Marinette: O que deu nele.

Marinette andava tão distraída que nem reparou quando esbarrou com seu padrinho

Gabriel: Mari querida você está bem?

Marinette: Nao,disse Mari olhando a correntinha de Adriano.

Gabriel: Mari querida o que vc tem na mão

Mari esticou as mãos, mostrando a correntinha de Adriano para o padrinho.

Gabriel: Marinette aonde você acho essa correntinha?

Marinette: Nossa padrinho que cara é essa? Tudo isso por causa da correntinha do Adriano?

Gabriel: Do Adriano?

Marinette: Sim ele tem essa medalhinha desde quando as freiras o acharão, tadinho só tinha dois ano de idade.

Nesse momento Gabriel tira da carteira uma correntinha que tinha as letras ian

Mari chama o Adriano por favor eu preciso falar com ele.

Marinette foi atrás de Adriano.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...