História A Dama e o Vagabundo - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias A Dama e o Vagabundo
Tags Regina Casé, Vitas
Visualizações 8
Palavras 342
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpa a demora pra postar garotada, eu ando muito atarefada com os estudos então tenho muito pouco tempo para me dedicar ao Spirit, enfim, espero que gostem!

Capítulo 9 - FOOOOOOOOOOOOON


- Boa tarde em que posso ajudar? - Disse a bela moça na portaria do navio.

- Boa tarde eu vim entregar um saco de pão - Respondeu Regina.

- Um saco de pão? - Disse a moça segurando o riso. - Pois bem, qual o número da cabine?

- 96

- Ok, pode me dar e eu mandarei entregar

- Mas e o meu dinheiro?

- Pagarei você quando voltar, com licença - Respondeu a moça novamente pegando o saco de pão e caminhando em direção a uma escada de metal.

Regina se pôs a esperar o pagamento em um sofá próximo, estava descabelada por causa do ocorrido no protesto, aqueles vândalos!

Duas horas se passaram e nada do pagamento. Não era muito comum ladrões de pães naquela cidade mas hoje em dia tudo é possível.

- Vou para a cabine eu mesma pegar a droga desse dinheiro, não aguento mais os calo do meu pé

Levantou se e subiu a escada chegando a um longo corredor com um tapete aveludado. Pessoas ricas passavam a todo tempo usando suas roupas caras e conversando sobre ações enquanto Regina corria procurando o número da cabine.

- 94...95...96! Achei vocês seus patifes!!!

Disse ela batendo na porta com 100% ódio.

- ABRE ESSA PORTA SENÃO EU DERRUBO NO SOCO!!! - Ela gritou gentilmente.

A porta se abriu revelando uma figura máscula, era Péricles.

- Nossa, o que este pitelzinho está fazendo na porta de minha cabine?

- Vim pegar o dinheiro dos meus pães, só isso.

- Pega o que você quiser gata, pode me levar se preferir rsrs

- Tabom. - Disse Regina entrando na cabine e indo direto procurar algum dinheiro.

- FOOOOOOOOOOOOON - O navio avisava, estava partindo.

- OMG EU VOU FICAR PRESA AQUI SE NÃO SAIR DESTE NAVIO!!! - Pensou Regina pegando duas notas de dez reais e indo em direção a porta.

- Onde você vai bebê? - Disse Péricles piscando.

- Não interessa pra você palhaço

E agora, será que Péricles deixará Regina ir embora? E a moça da portaria, será que ela está agora tomando café com pão e manteiga? 

Vejamos amanhã, no globo repórter.


Notas Finais


Eu não faço a mínima idéia se existe alguma portaria num navio pois eu sou pobre e nunca fui em um kkk:(


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...