História A Descendência - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Alan Deaton, Chris Argent, Cora Hale, Corey Bryant, Derek Hale, Isaac Lahey, Jordan Parrish, Kira Yukimura, Liam Dunbar, Lydia Martin, Malia Tate, Mason Hewitt, Melissa McCall, Mieczyslaw “Stiles” Stilinski, Natalie Martin, Personagens Originais, Peter Hale, Rafael McCall, Scott McCall, Sheriff Noah Stilinski, Theo Raeken
Tags Descendencia, Sobrenatural, Teen Wolf
Visualizações 52
Palavras 1.266
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Famí­lia, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Incesto, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 26 - There Are Normally


Fanfic / Fanfiction A Descendência - Capítulo 26 - There Are Normally

- Não acredito que depois do que houve, ainda vamos fazer essa festa ridícula - eu dizia enquanto procurava um par de sapatos que combinassem com meu vestido preto rendado. Josie se maquiava na minha penteadeira.

- Lembre-se das instruções do meu pai Allie - ela dizia passando o rimel pela quarta vez para deixar os cílios grossos - Temos que manter a pose, como se tudo estivesse normal. Ninguém em Beacon precisa saber que existe uma psicopata a solta, com um certo exército de berserkers e bem... Você sabe.

- Ainda acho que é idiotice fingir - eu disse pegando um par de sapatos de salto alto pretos de camursa com o salto dourado. Virei para Josie e mostrei o sapato - Que tal esse?

- Perfeito! Leva a bolsa dourada também. Vai ser perfeito! Look maravilhoso. Se não fosse eu te ajudar.

- Às vezes eu ainda penso que nos trocaram na maternidade sabe. Você é idêntica a minha mãe - eu disse rindo.

- E você seria a garota macho filha de Malia Hale - ela disse rindo - Certamente minha mãe não faz o estilo ligada na moda.

- Mas eu sim - disse minha mãe aparecendo na porta. Ela usava um vestido branco simples de manga longa e um salto nude. Simples, mas linda.

- Mãe você está incrível!  - eu disse 

- Está linda dona Lydia - disse Josie assoviando - Um espetáculo, espera só até o tio Stiles ver isso.

- Ver o que? - disse ele chegando na porta e olhando para minha mãe. Ele ficou com o rosto iluminado. E com uma cara de surpresa - Lydia, estou sem palavras. Você está maravilhosa.

Minha mãe fez uma pose e depois deu um beijo no meu pai. Foi demorado.

- Então já chega né! - eu disse, eles não me ouviram e seguiram se beijando - Mãe, pai. Chega! Tem visita!

Eles se separam e riram sem tirar os olhos um do outro.

- Vamos meninas. Estão prontas? - perguntou meu pai.

- Sério mesmo que depois de tudo que aconteceu à quatro dias, nós vamos simplismente comemorar o aniversário de Elise com uma uma festa estravagante, cheia de câmeras curiosos e fazendo de conta que está tudo bem aqui?- questionei.

- Querida. É isso que fazemos. Mantemos a pose e agimos normalmente. Isso salva pessoas, então seja forte. Todos temos que ser. Sorrir por fora mesmo estando acabados de cansaço por dentro - disse meu pai se aproximando de mim e me dando um beijo na testa - Sorria. Acene. E aja naturalmente.

Dei um sorriso amarelo e acenei com a cabeça.

- Então vamos. Aiden já está na cadeirinha. Vamos no jipe e vocês duas vão no seu carro Allie. Nos vemos na festa - disse minha mãe mandando beijinho e saindo toda animada.

- Vamos nos divertir Allie. Por uma noite esqueça tudo e apenas viva. Seja feliz com seus amigos. Sua família. Sua alcatéia - disse Josie pegando as chaves do meu carro - Eu dirijo.

- Tudo bem. Vamos temos uma festa pra arrebentar! - eu disse me animando e enganchando no braço dela.

-  É disso que eu estou falando ! - ela disse me puxando e eu apenas a segui. Pensando no que havia acontecido.

                                                              

QUATRO DIAS ATRÁS...

Eu mirava todos meio grogues. Exeto meus pais. Parrish, Kira, Elise e Mason.

- O .... qu.. es...tá.. aconte... cendo? - perguntou Érick tocando a ponta dos meus dedos.

- Nã... Não sei - respondi fracamente.

- Kate! - ouvi meu pai.

- Eu mesma docinho, sentiu saudades?

- Claro, eu amo ser perseguido e ameaçado de morte por um bando de sacos de ossos e uma jaguar psicopata - respondeu meu pai.

- Vai embora Kate - disse minha mãe.

- Não sem antes levar o que eu vim buscar. O mapa. Me dêem agora e ninguém se machuca - Kate respondeu.

- Que mapa? - perguntou meu pai.

- O mapa que pegaram no arsenal do meu pai depois de eu matá-lo. Ele estava muito bem escondido, mas vocês acharam. Agora eu o quero.

- O mapa de onde ele escondeu o último galho de acônito vermelho - disse minha mãe - Não Kate! Acha Que te dariamos ele de bandeja! Algo que pode estinguir uma cidade de sobrenaturais. Vai ter que nos matar pra pegar.

- É o que eu pretendo! - disse Kate.

Eu não via nada. Mas ouvia sons de luta. Durou alguns minutos até que silênciou. Kate vasculhou toda a casa. E depois voltou na sala de estar onde estavamos.

- Onde está?  - ela perguntou.

- Não te interessa - disse Malia se recuperando.

- Ahh... Você não sabe com o que está lidando! - Kate respondeu - Se não vão me dar por bem, vão dar por mau.

                                                           

ATUALMENTE...

 Descemos do carro e entramos no enorme salão todo decorado em tons de dourado e rosa. O lustre que eu havia derrubado da última vez, havia sido reposto. Ri comigo mesma ao lembrar dos meses passados. Tanto mudou em tão pouco tempo. Sou amiga de Clare. Voltei com Érick. Toda a descendência são meus melhores amigos. E eu sou uma licantropa. Esse último item ainda me assustava. Mas como meu pai disse haja normalmente. Entrei e vi meus pai em frente à várias câmeras de televisão rindo e sorrindo para os fotógrafos. Pareciam tão naturais. Como se nada os abalasse. E nada abalava. O amor deles sempre superou tudo.

- Allison ! Querida! - ouvi meu pai gritando e acenando pra mim - Venha cá!

Fui até o tapete vermelho em frente ao painel. Parei ao lado deles e ouvi várias perguntas dos jornalistas.

- Um de cada vez por favor ! - pedi - Você.

Apontei para uma jornalista. Ela me olhou satisfeita e começou.

- Depois de vários altos e baixos, você diria que seu relacionamento com Érick Mccall está, finalmente estabilizado?

Gente intrometida.

- Ahn... Érick e eu tivemos uma convivência conturbada. A alguns anos nós namoramos, mas não durou muito já que terminamos depois de uma crise. À algumas semanas nos reconciliamos e agora temos vivido um dia de cada vez.

- Você acha que, depois da crise de pucas semanas atrás. Da qual foi pouco revelado a imprensa. Vocês estão vivendo normalmente? - questionou um jornalista

Tirando o fato de eu virar uma maníaca sanguinaria toda lua cheia...

- Sim. Tudo está perfeito. Eu não iria querer uma vida melhor - sorri para eles.

- Só mais uma pergunta. Existem boatos e até mesmo algumas fotos vazaram de que você talvez tenha tido um caso com Franklyn Raeken. Isso é verídico? - fuzilou outro.

Lá vem. Gente sem noção. Foi coisa passageira. Nada de mais. Droga.

- Posso dizer que Franklyn e eu não mantemos e nunca mantivemos nada além de uma amizade pura e verdadeira - sorri falsamente - Agora se me dão licença.

Sai dali o mais rápido que pude. Fui para meus amigos que me esperavam.

- Foi bem Allie. Como ensaiamos - disse Daiana - ainda bem que não perguntaram sobre a crise de semanas atrás. Ensaiamos muito para as respostas serem iguais, mas qualquer gaguejada...

- Já ia tudo por água abaixo - completou Veruska.

- Agora vamos aproveitar a festa e parabenizar a aniversariante - disse Josie.

Tidos se separaram. Exeto Érick e eu.

- Está tudo bem? Parece preocupada - ele perguntou.

- Só estou achando que isso é demais. Enfrentar os vilões tudo bem. Agora fingir que tudo está bem, não é meu forte. E ainda tenho que fazer de conta que ainda sou sabe... 

- Humana - ele completou - É por pouco tempo. Eu prometo. Logo todos saberão.

Ele me deu um beijo na testa.

- Vamos aproveitar a festa - ele disse me colocando os braços nos meus ombros.

Apenas o deixei me levar por todo o lado.



Notas Finais


Mais um hoje😍😍
Comentem, o que estão achandoo🙈
Bjos até o próximo 😉


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...