História A descoberta de uma paixão - Capítulo 5


Escrita por: e Blooddemon

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Jiraiya, Kakashi Hatake, Karin, Kiba Inuzuka, Killer Bee, Konan, Kurenai Yuuhi, Kushina Uzumaki, Maito Gai, Mei, Menma Uzumaki, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Nagato, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Rin Nohara, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shino Aburame, Shion, Shizune, Tayuya, Temari, TenTen Mitsashi, Toneri Otsutsuki, Yahiko, Yamato
Tags Arrependimento, Casais Surpresas, Drama, Naruto, Psicológico, Revolução, Romance
Visualizações 880
Palavras 2.381
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Harem, Hentai, Luta, Poesias, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Shounen, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem! XD

Capítulo 5 - Conversa franca


Fanfic / Fanfiction A descoberta de uma paixão - Capítulo 5 - Conversa franca

Antes:

Eu sei, é só que eu já vi uma pessoa ficando diferente assim e não quero que meu filho sofra por isso, eu não irei permitir! – Kushina respondeu.

Está querendo associar o nosso filho com os mesmos problemas de seu irmão? – Perguntou o Namikaze.

Estou com medo Minato... Nagato era o rapaz mais gentil que poderia existir e no fim veja onde ele foi parar – Disse a ruiva enquanto abraçava o marido.

Vamos observa-lo com calma e se ele mudar para pior, iremos auxilia-lo! – Minato disse tranquilizando sua esposa.

É.. tem razão! – Kushina respondeu.

O que ninguém sabia era que Naruto escutava tudo que eles diziam e simplesmente ficou intrigado com o problema descrito por sua mãe e queria saber quem era esse suposto tio ...a quem Naruto desconhecia, precisava de respostas. E com aquele pensamento dirigiu-se rumo ao seu quarto.

Agora:

 

O despertador anunciava a hora de levantar, Naruto abria os olhos vagarosamente e calmamente levantou-se em direção do banheiro fazendo sua higiene matinal, mas logo sentiu uma forte dor de cabeça e um enjoo... desceu para o andar de baixo com o intuito de procurar um remédio. Logo que chegou ao andar de baixo observou a mãe que colocava a mesa do café da manhã.

 

Ohayo - Disse o loiro.

 

Ohayo musuko, dormiu bem? – Kushina perguntou de forma doce.

 

O Uzumaki apenas acenou com a cabeça, mas logo fechou os olhos expressando desconforto e disse...

 

Estou morrendo de dor de cabeça oka-san... tem algum remédio?

 

Claro que sim meu anjo! Kushina disse se aproximando de Naruto e dando um beijo no topo de sua testa, ato que Naruto havia feito noite anterior.

 

Seu corpo está fervendo, eu acho que você está com febre! – Kushina disse.

 

Será, na verdade só estou sentindo uma dor de cabeça incomoda! – Naruto respondeu vendo sua mãe abri uma caixa repleta de comprimidos.

 

Após Naruto terminar seu café da manhã e ter tido tomado seu medicamento, o mesmo foi em direção a Kushina e disse...

 

Desculpe ter sido grosso com você ontem, não irá voltar a acontecer! – Naruto disse dando um beijo no topo da testa de sua mãe, indo logo em seguida para seu colégio.

 

Do outro lado da cidade.

 

Enquanto Naruto conversava com sua mãe, ocorria o seguinte na mansão Hyuuga...

 

Hinata penteava seus cabelos em frente ao espelho e olhava para o pescoço que tinha marcas da mão de Naruto... ela pensava em tudo que aconteceu no dia anterior e quem era aquela pessoa, pois com certeza não era o Naruto que ela conhecia.

 

Droga, isso não vai sair tão cedo! – Hinata resmungou enquanto cobria a marca do pescoço com um cachecol.

 

Antes mesmo dela fazer algo mais, Hinata foi surpreendida pela irmã que entrou correndo no quarto, pulando em seu colo de imediato.

 

Hanabi, eu preciso me arrumar ou chegarei atrasada! – Hinata disse.

 

A menina de 10 anos era espevitada e muito arteira, ela log olhou para a irmã mais velha e perguntou.

 

Nee-sama, estou com saudades do Naruto oni-chan, porque ele não vem mais aqui? – Hanabi perguntou

 

O Naruto não pode mais vir aqui para casa! – Hinata disse de forma direta.

 

Porque não?

 

Porque não somos mais amigos! – Hinata respondeu.

 

Vocês brigaram?

 

Antes que Hinata pudesse responder, foi interrompida pelo primo que se aproximou e perguntou...

 

Realmente eu também quero respostas Hinata, porque você e o Naruto brigaram? – Neji perguntou enquanto entrava no quarto.

 

Não foi nada demais Nii-san... o Naruto que é um baka! – Hinata respondeu.

 

Que o Naruto e um baka, ninguém dúvida disso... ele sempre foi brincalhão e vocês dois eram inseparáveis, porém, ninguém muda assim de repente.

 

Mas ele mudou e foi para pior! – Hinata respondeu seu primo.

 

Eu sei que existe alguma coisa que você está escondendo de mim, e com certeza eu irei descobrir! – Neji disse.

 

Por que toda essa obsessão em mim e no Naruto de repente? – Hinata perguntou de forma irritada.

 

Não sei você, mas eu e ele quase caímos na porrada ontem, caso não tenha uma desculpa plausível e isso for puro egoísmo seu, não irei lhe proteger – Neji respondeu enquanto saia do quarto.

 

Hinata estava apreensiva e um tanto preocupada, ela sabe muito bem que foi culpa dela o Naruto ter passado aquela vergonha na frente de todos e ainda ter apanhado de Kimimaro e Kazuma, só não sabia o motivo daqueles dois terem quebrado os braços no intervalo.

 

Minutos mais tarde.

 

Naruto acabara de chegar no colégio e reparou que alguns alunos o encaravam de forma diferente..., mas por incrível pareça, ele permanecia calmo e sereno... diferente do dia anterior onde muitos viam um garoto problemático e quase tendo uma explosão de raiva..., muitos estranhavam que o loiro andava calmamente e com um semblante sereno.

 

Tudo isso devido a ter se abrido um pouco com sua mãe e ela ter aceitado suas desculpas pelo ocorrido de noite passada.

 

Assim que ele entrou na sala de aula reparou nos alunos que o olhavam de forma acusatória... ignorou tal atitude e reparou que as três garotas o observavam com o canto dos olhos... enquanto Hinata o encarava com um olhar sério, Ino e Sakura o olhavam em puro ódio, sem ter o que fazer, Naruto simplesmente suspirou e sentou-se no fundo da classe.

 

Poucos minutos depois Kakashi entrou na sala um pouco atrasado, porem estava calmo enquanto lia seu novo livro, tal livro que Naruto deu de presente no primeiro dia de aula.

 

Quero que abram seus livros na página 57, iremos estudar sobre o período Edo!

 

Todos os alunos obedeceram e logo o professor perguntou para a classe.

 

Alguém sabe o que mudou no Japão após o período Edo? – Kakashi perguntou.

 

A classe não respondia e a loira Yamanaka para provocar disse...

 

Kakashi-sensei... existe um aluno que se acha mais inteligente que todos, pergunte a ele... não é Naruto? – Ino disse de forma arrogante.

 

Naruto suspirou, mas não rebateu a ironia de Ino... imediatamente o professor olhou para o loiro e perguntou-lhe...

 

Pode me responder Naruto? – Kakashi perguntou.

 

O Uzumaki olhando nos olhos da loira respondeu...

 

Em poucas palavras, o período Edo é também conhecido por marcar o início do período moderno do Japão. – Naruto respondeu de forma natural.

 

Muito bem Naruto... – Kakashi disse passando a explicar mais sobre a matéria.

 

O loiro sorriu debochado para a loira e disse...

 

Eu não me acho mais inteligente... eu sou mais inteligente, espero que tenha sanado suas dúvidas loirinha burra! – Naruto disse de forma irônica só para Ino escutar.

 

A loira trincou os dentes, porem nada podia ser dito, depois da resposta de Naruto a aula transcorreu normalmente, tendo enfim chego o horário do intervalo.

 

Naruto se encontrava com os olhos fechados, sentado em baixo de uma árvore distante de outros alunos do colégio, estava tudo normal até sentir que a claridade foi bloqueada por uma sombra, deixando evidente que alguém se posicionava em sua frente, Naruto abriu os olhos lentamente e pode enfim ver um rapaz alto de cabelos compridos com olhos perolados.

 

Eai Neji, tudo de boa? – Naruto disse sorrindo de forma natural.

 

O Hyuuga estranhou o comportamento do Uzumaki, ontem ele estava todo arrogante e Neji tinha total certeza de que iria ter uma briga feia com ele, porem, hoje ele está todo normal como sempre foi.

 

Podemos conversar civilizadamente Naruto?

 

Claro... senta aí! – Naruto respondeu.

 

O que foi aquilo ontem... o que aconteceu entre você e Hinata-sama? – Neji perguntou.

 

Automaticamente o semblante do loiro mudou de calmo para raivoso, Neji arqueou as sobrancelhas com a evidente mudança de comportamento do loiro, mas, diferente de antes ele voltou ao normal e respondeu...

 

Pelo visto ela não te contou nada, não é? – Naruto disse.

 

Contar o que, do que você está falando?

 

Sua prima querendo fazer parte da turma dos populares me usou como escada para chegar no topo! – Naruto disse.

 

Como assim usou você?

 

Durante muito tempo eu realmente quis ajudar a Hinata com seus problemas familiares e seu pai arrogante, mas ela colocou na cabeça que durante o ensino médio deveria fazer novas amizades, tudo isso para ser do grupo de populares.

 

No primeiro dia de aula ela fez amizade com a ridícula da Sakura e a piranha da Ino, elas armaram uma pegadinha para mim explodindo uma tinta na minha cara. – Naruto respondeu.

 

Você ficou irritado por conta de uma brincadeira de mau gosto, realmente precisaria chegar ao ponto de agredir as meninas? – Neji perguntou.

 

Agredir é uma palavra muito forte, devo te lembrar que elas também fizeram Kimimaro e Kazuma me bater na classe..., mas isso eu resolvi no intervalo, então esqueça! – Naruto disse.

 

Agora! – Naruto disse de forma séria, tirando uma expressão de surpresa do Hyuga.

 

Se fosse apenas a pegadinha, eu poderia ter deixado passar, mas não... ela tinha que me humilhar, tinha que dizer com todas as forças que nunca fomos amigos e ainda criar um boato de que meu pai é um simples funcionário dos Hyugas... desculpe pelo que vou dizer, mas nunca, nunca que eu irei aceitar que alguém menospreze minha família a colocando abaixo dos Hyugas.

 

Uma família que vive na riqueza enquanto metade dela vive em decadência, eu realmente tenho nojo de como os Hyugas agem e a Hinata está entrando no mesmo caminho que o pai dela... passei minha infância toda protegendo-a de Hiashi, mas se ela escolheu esse caminho, que ela arque com suas ações e atitudes.

 

Então foi isso..., o que foi aquilo ontem, eu nunca te vi daquele estado. – Neji perguntou.

 

Sendo honesto com você, nem eu mesmo sei como fui capaz de fazer o que fiz, principalmente com aqueles dois idiotas do Kimimaro e Kazuma... – Naruto respondeu.

 

Após isso Neji e Naruto continuaram conversando o intervalo inteiro, muitos que passavam por eles estranhavam tal interação, para dois caras que estavam quase caindo na porrada a um dia, ficar conversando assim não era normal.

 

Enfim, vou indo nessa... depois conversamos mais! – Neji disse enquanto se levantava.

 

Ah Neji, lembre-se, não diga nada sobre meus pais e nem com quem eu tenho parentesco... ou eu quebro sua cara! – Naruto disse de forma irônica, tirando uma risada de Neji.

 

Ok..., mas só para deixar claro, eu ainda sou capaz de acabar com você! – Neji disse enquanto ria.

 

Até mais! – Neji disse enquanto ia para um bebedouro.

 

Após o intervalo as aulas correram normalmente, diferente do primeiro dia que foi mais do que agitado, Naruto finalmente teve a paz que tanto queria, ninguém o incomodava e ele não perdia o controle de si mesmo.

 

Horas mais tarde.

 

Hinata acabara de sair do carro, onde esperou seu chofer estacionar a limusine e logo ela disse ao funcionário...

 

Kô-san eu quero que me leve ao shopping mais tarde, pois vou me encontrar com minhas amigas e fazer compras! –Hinata Disse.

 

Como desejar Hinata-sama... – O funcionário respondeu enquanto realizava uma leve reverencia.

 

Hinata entrou na mansão principal da propriedade e logo foi em direção ao seu quarto, assim que entrou notou que seu primo estava sentado em sua cama e aguardava a sua chegada... a Hyuuga então perguntou...

 

O que faz aqui Nii-san?

 

Vou ser bem direto contigo Hinata... – Neji disse de forma séria.

 

Então quer dizer que para ser aceita em um grupo você preferiu humilhar aquele que era seu amigo, aquele que sempre a protegeu e ainda ousa mentir sobre a família dele! – Neji disse de forma acusatória.

 

De onde você tirou essa ideia... quem te falou isso, foi o Naruto no foi? – Hinata perguntou de forma irritada.

 

E isso faz diferença?

 

... – Hinata não sabia o que dizer, por mais que desejasse se defender, tudo o que Neji havia dito era verdade.

 

Então é verdade... como foi capaz disso Hinata?

 

Não foi bem assim que aconteceu... foi uma brincadeira e nada mais... – Hinata tentou se explicar porem Neji a interrompeu.

 

Uma brincadeira, pensa comigo, se o Naruto fosse arrogante como você está sendo, poderia já considerar o fim dos Hyugas, eu até entendo que você e suas amigas decidiram passar um trote, mas usar seu melhor amigo e ainda mentir sobre sua família, alegando que Minato-sama é um simples funcionário dos Hyugas... por acaso perdeu a noção? – Neji jogou tudo na cara dela a deixando muito apreensiva sobre os pais de Naruto.

 

Eu não sabia que a brincadeira seria daquela forma, mas já aconteceu! – Hinata disse.

 

Sim e isso custou uma amizade de anos... – Neji disse.

 

Foi ele que parou de falar comigo!

 

Não importa, essa sua brincadeira de mau gosto poderia ter trago muitos prejuízos para nossa família! – Neji respondeu.

 

Quem lhe disse tudo isso? – Hinata perguntou.

 

Se isso importa tanto, foi sua amiguinha Haruno, ninguém liga para essas drogas de brincadeira, mas mentir sobre uma das famílias mais importantes do Japão... nem eu sei que tipo de consequências isso poderia causar.

 

O moreno percebeu a apreensão da prima e logo disse...

 

Mas não se preocupe eu não desmenti sobre nada, até porque o Naruto deseja que ninguém saiba sobre seus pais e seu parentesco, mas é melhor que suas mentiras parem por agora ou muitas coisas ruins podem vir a ocorrer. – Neji disse.

 

Porque essa obsessão por eu e aquele baka, você nunca foi de se meter nos meus problemas! – Hinata disse de forma irritada.

 

Não se trata de obsessão e sim fazer o que é certo, fico triste por você ter perdido uma amizade verdadeira por algo tão fútil, o Naruto sempre a ajudou de todas as formas possíveis e é assim que você agradece, me diga... agora que o Naruto não lhe protege mais... quem irá fazer! – Neji disse enquanto saia do quarto, deixando uma Hinata pensativa para trás.

 

Sugiro que conte a verdade para suas amigas, que os pais de Naruto não são funcionários ou qualquer coisa dos Hyugas e lembre-se.. não diga o nome deles ou o próprio Naruto que irá resolver as coisas com você! – Neji disse do lado de fora do quarto.

 

A Hyuga não tirava de sua cabeça as palavras de seu primo, não sabia o que Naruto tanto fez para protege-la e isso a deixava tanto curiosa quanto irritada.

 

Não vou ficar perdendo meu tempo com pensamentos idiotas! – Hinata disse para si mesma enquanto ia se trocar.

 

E com isso damos fim a mais um capítulo, espero que estejam gostando e não se esqueçam de comentar! XD

 


Notas Finais


Espero que estejam gostando e não se esqueçam de comentar! XD


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...