1. Spirit Fanfics >
  2. A Desired Life: X >
  3. Uma Vida Desejada.

História A Desired Life: X - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Imagem de capa representando Kouju...

Capítulo 1 - Uma Vida Desejada.


Fanfic / Fanfiction A Desired Life: X - Capítulo 1 - Uma Vida Desejada.

ANO 620 D.T

C Í Y O N

_______________________

"Só consigo me lembrar do cheiro de sangue, e dos cadáveres espalhados..."

Havia sangue e pessoas mortas espalhados pelo chão e pelas paredes. Era um corredor... Um garoto de aproximadamente nove anos, andava pelo corredor. Havia sangue escorrendo de sua testa, e ele andava um pouco zonzo.

"Foi naquele dia... Quando um o Sistema de Energia SEN saiu do controle... Pessoas voaram longe, morreram de quedas absurdas, e muitas construções foram destruídas... O pânico tomou conta de Cíyon. Foi um completo caos."

E então, o garoto se recompôs. Quando se tocou do que estava acontecendo, começou a chorar copiosamente.

______________

A DESIRED LIFE X

SEIS ANOS DEPOIS; ANO 627 D.T.

______________

Aquele garoto acordou em um futon. Parecia um barraco sujo e fechado. Ele vesti uma camiseta branca de manga curta, e uma calça moletom preta. Estava descalço.

Ele se levantou e andou até a "porta". Está, tinha uma placa escrita "Cuidado! Zona de risco". O garoto pôs a placa pro lado, e seguiu andando. Ele subiu algumas escadas. As paredes estavam tão acabadas quanto as de seu "quarto".

Ao chegar no topo da escada, ele viu algo parecido com uma feira. Era um local escuro, iluminado apenas pelas luzes das barracas. Era como uma feira funcionando à noite. 

Ele passava entre as pessoas e barracas, andando de forma discreta. Antes que pudessem perceber, de repente ele estava com um sanduíche em sua mão, e começou a comer. Segundos depois, dos homens começaram a brigar. 

"~Você roubou meu sanduíche, não foi?~Que? Eu não tô com nada na mão!!~E o que é isso no seu prato?!~Eu comprei, retardado!!~"

O garoto não deu a mínima, e continuou andando enquanto comia. 

"É... No mundo onde eu vivo, sou obrigado a viver num barraco, roubando comida pra me manter vivo. Sempre fui menosprezado, por onde quer que eu passasse... Por causa dos meus problemas psicológicos, que me faziam agir de formas pouco estranhas. Nunca me encaixei em lugar nenhum. Resumindo, é como se eu não existisse nesse mundo."

 Ao terminar de comer, ele trombou com um homem alto, vestindo roupas pretas. Parecia ser um segurança.

Segurança: Ei, moleque. Foi você quem roubou o pão?

??????: Que?

Segurança: Foi você, né? Vem comigo.

O segurança tentou segurar o garoto pelo braço, mas o garoto correu.

Segurança: EI!! VOLTA AQUI!!!

Ele começou a perseguir o garoto. Outros três homens se juntaram à perseguição, que foi até um trilho, uma passagem "trens". O trem estava fechado. O garoto simplesmente pulou, tentando se segurar.

??????: (Eu não vou ser pego... Não agora...!!)

Ele pensou.

O trem estava rápido de mais, e o salto resultou numa pancada. O garoto levou uma pancada do trem, voou até a parede com uma cabeçada no ar-condicionado. Ele desmaiou, com um ferimento na cabeça. 

"Namikaze Kouju... Aproximadamente dezesseis anos. Encontrado roubando lanches numa feira de periferia, e depois fugiu dos seguranças."

Ele acordou, abrindo o olhos com um pouco de dificuldade. Por um instante, seu olho esquerdo se tornou verde, mas voltou ao normal antes que qualquer um percebesse. Ele estava deitado em uma cama de hospital, com um curativo na cabeça, e o braço ingeçado.

Havia um homem de terno, e uma enfermeira conversando ao lado da cama. O homem de terno o olhou.

??????: Então, Namikaze. Então você é o ladrãozinho que vem roubando comida por aí há meses. Onde estão os seu país?

Namikaze olhou pra baixo.

Kouju: ... Não cheguei a conhecer eles. Eu vivo sozinho desde que me lembro...

??????: Tsc... 

Kouju: Por quanto tempo eu fiquei desacordado...?

??????: Cinco dias.

Kouju: ... Entendi...

??????: ... Bom, tem alguém que quer ver você... Apesar de ser um saco, você é exatamente o que "ela" tava procurando...

Kouju: ... Eu?

ALGUMAS HORAS DEPOIS...

Os dois estavam em um elevador. Kouju vestia sapatos velhos, e se segurava no corrimão pra se manter de pé. 

Kouju: ... Qual seu nome?

Kouju perguntou, se referindo ao homem de terno.

??????: Pode se referir à mim pelo código 6.

Kouju: "Seis", é...? Ok, então...

As portas do elevador se abriram. Os dois passaram por um curto corredor, até chegarem em uma pronta, que se abriu sozinha. Eles entraram em uma enorme e vasta sala. Nessa, havia uma escada, e no topo da escada, um trono. 

Sentada no trono, havia uma mulher vestida de branco. Seu cabelo era negro e longo, e seus olhos castanhos. Ela se levantou, ficando de pé com as mãos apoiadas no cabo da Katana embainhada, cuja ponta se encontrava no chão.

Seis reverenciou educadamente, empurrando a cabeça de Namikaze pra baixo, pra que ele fizesse o mesmo. 

Kouju: E... Eita!!

A garota então, cheia de sua presença majestosa, referiu a palavra a Kouju.

??????: Você. Me diga seu nome.

Kouju: ... Namikaze Kouju... 

??????: ... Entendo.

Ela olhou para Seis. 

??????: Por favor, deixe-nos à sós.

Seis: Sim, senhora.

Seis ficou hereto novamente e se retirou.

A mulher desceu as escadas, segurando sua espada pela bainha, e ficou frente a frente com Kouju.

??????: Sei que deve estar confuso. Eu me chamo Kusakabe Saori. Eu sou "O Imperador". 

Kouju: ... Entendo... E qual o motivo de ter me chamado até aqui...?

Saori: Há apenas dois. O primeiro, quero alguém pra me representar. O segundo, quero alguém pra lutar por mim. 

Kouju: ... Mas eu não sei lutar...

Saori: Claro, claro... 

Saori sacou sua katana, e tentou atingir o pescoço de Kouju, que desviou, Caindo sentado no chão. Ela tentou atingi-lo no peito, mas ele desviou rolando pro lado e se levantou.

Kouju: O que cê tá fazen--

Saori deu um chute contra Kouju, que defendeu com um dos braços. Ele voou pra trás e freiou com os pés no chão. 

Saori: Você tem ótimos reflexos, e um raciocínio rápido. Tudo o que precisa é de prática. Dito isso, quero que você faça parte do Esquadrão de Exterminadores, como representante do Imperador.

Ela embainhou sua espada. 

"Naquele momento, não conseguia entender meus sentimentos. Era como uma mistura de uma intensa felicidade, junto com medo e uma enorme confusão. Eu não sabia como havia chegado àquele ponto, tampouco sabia o porquê. Mas pela primeira vez, senti que eu poderia ser importante pra algo, ou alguém."

Kouju: ... Eu aceito...

Saori: Muito bem.

Saori deu um "relógio" na mão de Kouju. Ele o pôs no pulso. 

Saori: Esses são todos os dados que você precisa.

Saori clicou com o dedo no relógio, e um holograma surgiu do mesmo.

__________________________

NAMIKAZE KOUJU
16 ANOS
Nascimento: 13/07/0611
Código: 001

______________________

Kouju: ... Ué...?

Saori: Esse dispositivo reconhece seu padrão de batimentos cardíacos pelo pulso. Ele me deu todos os seus dados assim que você pôs. Claro que eu determinei o código antes disso. 

Kouju: ... Entendi... Mas... Quem era o antigo código 001?

Saori: O código 001 é oficialmente o Representante do Imperador, ou seja, antes de você aparecer, estava vago. Você deve ser discreto, e agir como um simples membro do Esquadrão, e por favor, use esse código apenas em casos de extrema emergência.

Kouju: ... Entendi...

ALGUNS MINUTOS DEPOIS...

Kouju estava no lado da saída, esperando o elevador.

"E agora... É a primeira vez na minha vida que eu vejo a superfície..."

As portas do elevador se abriram. Era um elevador com uma parede de vidro, mostrando toda a paisagem de Cíyon.

"...Quantas construções imensas... Esse céu... É tão bonito..."

Os olhos dele brilhavam. Quando ele voltou à si, as portas do elevador se fecharam. Ele tentou impedir com o pé. A porta bateu em seu pé e abriu de novo.

Kouju: AI, AI!!!

Ele tropessou e caiu no chão. 

Alguns minutos depois, ele estava novamente de pé. O gesso estava rachado. 

Kouju: ~Ah... Deve ter sido com aquele chute... 

Ele continuou olhando a paisagem enquanto descia todos os 200 andares de elevador.

E ENTÃO...

Seis estava de terno, apoiado em uma sacada. Ao lado dele, havia uma garota também apoiada.

??????: ... Não imaginei que o Imperador tiraria um garoto da periferia e forçaria ele a se tornar um Exterminador...

Seis: Ninguém pode saber que eu te contei isso, entendeu Sarah?

Sarah: ... Sim, entendi...

Seis: O que eu pedi pra você fazer?

Sarah: ... Matar ele...

C O N T I N U A . . .



Notas Finais


Reciclei ideias e personagens de histórias antigas.

A Desired Life X é como se fosse uma realidade paralela aos demais.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...