1. Spirit Fanfics >
  2. A destinada >
  3. Capítulo 46

História A destinada - Capítulo 47


Escrita por:


Notas do Autor


Olha só quem tomou vergonha na cara e resolveu postar!!! EU Kkkkkkk
Gente eu fiquei com muita preguiça de postar, mil desculpas kkkkkk

Capítulo 47 - Capítulo 46


  Gritos abafados, risadas de satisfação, sons de chicotes, algemas balançando freneticamente, tudo isso era possível escutar vindo de uma mini-sala, escondida em uma montanha. Apenas 2 pessoas estavam e junto com elas, vários objetos de torturas, no centro, duas algemas fixadas no teto que prendiam uma garota com longos cabelo castanhos e pele branca, antes de ser preenchida por cortes superficiais e profundos, sua roupa antes perfeita e limpa, agora, esfarrapada. A jovem suava frio, tentava se soltar de todo jeito, mas parou quando o homem que a chicoteava pegou seu rosto virando-o e forçando-a a vê-lo.

Teya: Sabia que você fica muito linda assim…? - fala enquanto passava a língua pela bochecha da garota.

  A garota nada respondeu, só o olhou ferozmente e soltou-se das mão dele, balançando a cabeça bruscamente..

Teya: Virou muda agora? - pergunta cruzando os braços - Agora me conte, você já pensou se vai virar minha mulher ou não? 

Yuu: Não sei se você é surdo. Mas como disse antes, não tenho interesse. - cospe as palavras, estava com dor e de saco cheio desse cara.

Teya: Olha… Eu to te dando uma chance para você mudar de ideia. Pensa bem, se você virar minha mulher eu vou te dar tudo o que você quiser, joias, dinheiro, outras coisas… - sorri malicioso - Mas… Se você não mudar de ideia, eu vou ter que fazer uma coisa muito triste… - sua voz saiu triste e irônica ao mesmo tempo.(Na: Cara… eu to ficando com nojo desse homem…/ Yuu: 2… ;-;)

Yuu: E o que seria? - perguntou, já tendo ideia da resposta.

Teya: Isso já é segredo, mas iria ser um desperdício fazer isso, mesmo sendo para ele… - sentou-se em uma cadeira, virando o encosto pra frente.

  Por um breve momento, Yuu havia pensado em ter visto uma cor roxa nos olhos de Teya, e logo em seguida, desmaia.

 

  De volta com nossos magos, Loke, que havia acabado de aparecer, pegou Lucy dos braços de Natsu e a encostou em uma árvore. Laxus, junto com os outros que ficaram no acampamento e os exceeds, também, haviam chegado.

Natsu: Loke, onde você esteve esse tempo todo? A última vez que nos encontramos foi em uma missão que fizemos, que era pra pegar um bando de ladrões. Depois disso, você sumiu, sem deixar rastros. - fala ficando ao lado do alaranjado. 

Loke: Ah…! - coça a cabeça, não tinha nenhuma ideia para usar como desculpa - Aconteceu várias coisas sabe… hahaha… - diz sem graça.

Natsu: Entendi. Bom, tanto faz, o importante é que você está bem! - o rosado fala, com seu jeito descontraído.

Mira: Minerva, o que Loke faz aqui? - a albina pergunta parando ao lado da morena.

Minerva: Loke? Ah, esse alaranjado aí? - Mira assentiu - Ninguém sabe, ele apareceu quando a Ruby(Lucy) desmaiou. 

Mira: Que estranho… Qual será a relação dele com ela? - Mira se perguntou, enquanto colocava uma mão na bochecha e sorria.

  Até que Mira lembrou-se de algo e foi até Loke integrando a maleta de primeiro socorros.

Loke: Obrigado, Mira. Mas isso não vai ajudar em nada…

Mira: Por quê?

Loke: Ela não está machucada nem nada, mas algo está a fazendo enfraquecer. E a causa disso é a Lila.

Mira: Lila(Yuu)-san?

Loke: Como disse antes, a ligação delas é forte. E como ela foi levada, acho que podemos deduzir que Ruby(Lucy) ficou tentando encontrá-la, mas por causa de alguma interferência ou barreira, não conseguiu. E isso levou a ligação ao extremo.

Ruby(Lucy): Não é a Lila… - todos escutam a voz fraca da garota - Foi ele… - diz olhando para seu bolso.

Loke: Então a Lila está bem?

Ruby(Lucy): Sim. Parece que só perdeu a consciência, já que a magia se desfez...

Loke: Com “ele”, você quer dizer aquele idiota azulado?

Ruby(Lucy): Já disse para parar de chamá-lo assim. Mas, sim, é ele.

Loke: O que aconteceu?

Ruby(Lucy): Alguém quebrou o contrato, e o único que podia fazer isso era… - diz com medo na voz, pegando no bolso uma chave preta que estava desaparecendo aos poucos.

Loke: A magia Celestial, é uma das mais fortes magia da luz. O que quebraria o contrato é magia das trevas, mas a dele não é forte o bastante… Então, séria o Ze… - antes de terminar, a loira o interrompe com uma mão - Então ele finalmente resolveu agir?

Ruby(Lucy): Ah… Já não basta o Kaito, agora ele também? - solta um suspiro pesado.

Erza: Do que vocês estão falando?

Ruby(Lucy): Desculpa, não posso falar. É um assunto complicado, e não gostaria de colocá-los no meio. - diz se levantando e ativando a magia para seu cabelo voltar na cor preta e os olhos em vermelho.

Wendy: Ruby(Lucy)-san, você está bem?

Ruby(Lucy): Sim, obrigada, Wendy. Só um pouco cansada, mas vou ficar bem.

Natsu: Por que você não pode nos falar? Não somos amigos, Luce? 

  Natsu, com o nome pronunciado, deixa 3 pessoas assustadas.

Gray: Natsu, com quem você está falando? O nome dela é Ruby. Ruby! - fala dando um cascudo no rosado.

Natsu: Itte, Gray!!! Mas porque falei esse nome? Eu conheço alguém com esse nome?

Gray: Eu vou lá saber? 

  Os três que ainda sabiam a verdade, se sentiam aliviados, parecia que Natsu só falou por puro instinto.

Natsu: Tanto faz. Mas, por que você não pode falar?

Erza: Natsu, ela já disse que não quer falar! Não insiste. 

Natsu: Até parece que você não está curiosa, Erza!!! - bufa pra ruiva.

Erza: É… S-Sobre isso… - fica sem jeito - De todo modo, a gente tem que respeitar a decisão dela! E ela não quer falar, então… - equipou uma espada - NÃO INSISTE!! - o manda para longe.

Mira: Maa, Erza… - diz sorrindo e vendo a amiga.

Erza: Ruby(Lucy)-san desculpe meu companheiro. - fala fazendo uma reverência.

Ruby(Lucy): Não tem problema, Erza. Mas por favor, sem formalidades. - sorri para a maga ruiva.

Loke: Mas, então, o que vai fazer? - o espírito do leão fala, chamando a atenção da amiga.

Ruby(Lucy): Primeiro, tenho que dar um jeito de salvar a Lila(Yuu). Segundo, terminar a missão. E terceiro e último, tentar encontrar novamente aquele cabeça dura. - dá um suspiro pesado - Será que peço ajuda deles? Não, eles devem estar ocupados… Então pra Haruka? Não, ela também deve estar ocupada… AH!!! - se joga no chão.

Minerva: O que foi, Ruby?

Ruby(Lucy): Só pensando em umas coisas… - se levanta e encara todos os magos e magas - Minna, sei que isso é muito repentino, mas vamos ter que arrumar o acampamento, agora mesmo nós vamos pra lá.

Orga: Lá, vc quer dizer aonde vamos fazer a missão? - Ruby(Lucy) concorda.

Kagura: Mas como? Aqui até lá ainda deve dar uns 2 dias no máximo. E está de noite, não é bom andar na floresta a essa hora, ainda mais em território desconhecido.

Jura: A Kagura está certa, mesmo se for você, que é a líder, Ruby(Lucy)-san, essa ordem não dá para obedecer.

Gray: Uma aventura de noite, é? Eu to dentro!

Juvia: Juvia concorda se Gray-sama concorda! 

Minerva: Por que não?

Akari: Pode esquecer! Nunca que eu vou andar nessa floresta, ainda mais a noite! Imagina quantos insetos vão ter! - reclama a ruiva de olhos verdes.

Natsu: Isso vai ser empolgante! Eu topo! - bate os punhos em chamas.

Mira: Eu concordo.

Lissana: Se a Mira-nee concorda, eu também!

Sting: Eai Rogue, topa?

Rogue: Tanto faz…

Rufus: Eu discordo, não tenho memorizado o mapa dessa floresta…

Ruby(Lucy): Minna, calma! Nós não vamos andar na floresta, eu só vou nos teleportar, nada mais, ok? - fala esclarecendo tudo.

Natsu: Então não vamos pela floresta?

Ruby(Lucy): Não.

  Com a resposta, Natsu, Sting e Gray ficaram desanimados.

Minerva: Todos de acordo? - todos, menos os 3 depressivos, concordam com a cabeça - Kagura, Jura e Akari? - concordaram também.

 

  Depois de todos voltarem ao acampamento, Erza dividiu todos em grupos, como Yuu havia feito antes. 

Sara: Erza, já acabei minha parte! Vou aproveitar e chamar o Lyon e a Cheria-chan! 

Erza: Isso vai ajudar, por favor! - agradece a garota e volta a ajudar Kagura com uma das barracas.

Sara: Pode deixar. - diz, fechando a cara logo em seguida.

    Sara on 

  Depois de avisar Erza, caminho em direção onde os bandidos estão presos, que não era muito longe por sinal.

  Chegando lá, vejo Cheria e Lyon fazendo guarda dos bandidos amarrados e presos em uma cela de gelo, feita por Lyon.

Sara: Lyon, Cheria-chan, Erza mandou chamar vocês. Parece que vamos fazer a missão mais cedo, então temos que arrumar as coisas.

Lyon: Sério? Obrigada por nos avisar, Sara. Vamos, Cheria. - a rosada concordou com a cabeça.

Sara: Não há de que. - me viro na direção deles.

  Depois que não sinto que já estão longe, encaro os bandidos enquanto cruzei os braços.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...