História A Deusa - Capítulo 64


Escrita por:

Postado
Categorias Os Vingadores (The Avengers), Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Afrodite, Annabeth Chase, Anthony "Tony" Stark, Apollo, Ares, Artemis, Atena, Bianca di Angelo, Bucky, Charles "Charlie" Beckendorf, Chris Rodriguez, Clarisse La Rue, Clint Barton (Gavião Arqueiro), Connor Stoll, Demeter, Dionísio, Dr. Bruce Banner (Hulk), Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), Grover Underwood, Hades, Hefesto, Hera (Juno), Hermes, Loki, Luke Castellan, Natasha Romanoff, Nick Fury, Nico di Angelo, Pantera Negra (T'Challa), Pepper Potts, Percy Jackson, Perséfone, Personagens Originais, Poseidon, Quíron, Silena Beauregard, Steve Rogers, Thalia Grace, Thor, Wade Willson (Deadpool), Zeus, Zoë Nightshade
Tags Ação, Percy, Romance, Vingadores
Visualizações 36
Palavras 1.403
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Mistério, Romance e Novela, Saga, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 64 - Meu novo parceiro


Fanfic / Fanfiction A Deusa - Capítulo 64 - Meu novo parceiro

Sexta-feira.
Você não vai aguentar, você irá morrer, você não aguentará a minha força. Você é um erro, ainda bem que te jogaram no Tártaro. Você não durará muito tempo...

Acordo suando frio e tremendo por causa desse sonho. Da última vez que algo parecido aconteceu eu virei deusa, mas esse me parece ser mais medonho até mais realista. Sento na beirada da cama, respiro fundo e resolvo que eu preciso de um descanso. Olho no relógio e ainda são cinco da manhã. Tomo um rápido banho bem gelado, depois vou no closet e pego uma roupa qualquer.

Vou para a cozinha e faço dois sanduíches. Estou pensando para onde posso ir: Rússia ou Vegas, mas decido que preciso de diversão, então escolho a última opção. Me teletransporto direto para a casa que eu ganhei no Natal. Como ainda é cedo resolvo arrumar algumas coisas.

Quando da nove horas resolvo que vou no parque, então visto outra roupa.

Pego o carro na garagem e depois de 20 minutos chego. Vejo um carrinho de algodão e algumas pessoas em volta, então decido que vou comprar um.

Peço o moço um bem grande e quando eu estava pagando alguém diz:
- Karen?
Termino o pagamento, então olho para trás e vejo o Kevin com um algodão na mão.
- Kevin, o que faz aqui?
- Vim resolver uns negócios de família e você?
- Precisava de uma coisa animada e nada melhor do que Vegas.

Fomos andando pelo parque até a nossa comida acabar. Resolvemos ir em uma montanha russa.
- Karen são meio dia, vamos almoçar em um restaurante aqui perto?
- Claro, você chegou que dia?
- Ontem, como na minha casa do meu tio é chato resolvi vir para ca, sai hoje de manhã.

Chegamos no restaurante, eu peço a comida e ele o vinho.
- Você está em qual hotel?
- Em frente ao cassino Lotus. E você?
- Eu tenho um apartamento preto do cassasino, mas estou em na casa a duas quadras.
- Você comprou?
- O apartamento eu e dois amigos compramos e a casa dois amigos me deram. Você vai embora quando?
- Se der certo domingo.
- Fica la em casa, estou sozinha.

Depois de muito insistir ele aceita, depois do almoço resolvemos ir em um parque aquático.
- Seu celular.
- Kevin espera um pouco.
Estamos na porta do parque, atendo quando estou um pouco longe.
- Onde você está?
- Pai estou no lugar onde o Jay falou.
- Por que você foi parar do outro lado do país?
- Preciso colocar a cabeça no lugar, se eu não fizer isso eu não aguento. Me perdoa?
- Claro, mas espera a gente acordar.
- Desculpa. 

Converso com o Loki por mais uns segundos depois eu volto para o lado do Kevin.
- Posso saber quem era?
- Meu pai.
- Você não falou dele em Londres.
- Digamos que eu fui criada pela minha avó no Brasil e ele morava em New York. Quando eu tinha 15 anos minha mãe foi morar com ele e depois que minha avó morreu vim viver a vida nos EUA. que mentira- Leia? você estava um pouco sumida- continua sendo mentira. Expulso esses pensamentos e entramos no parque, aqui é maravilhoso.

- Por que você está rindo?
- Isso me lembra um tio, ele ama água e coisas que vivem nela, não come nem peixe.
- Nossa isso sim é amor, ele ja comeu peixe grelhado?
- Uma vez eu e meu irmão colocamos no seu prato, ele comeu e depois perguntou o que era. Resultado quase nos bateu.
- Você estava na casa desse tio?
- Não, o meu tio peixinho mora com a gente.

Pensa em um dia que divertimos! Era seis horas quando chegamos em casa, como ninguém queria cozinhar e não tinha empregada resolvemos ir em um restaurante. Vou direto para o banheiro, encho a banheira e entro. Depois de alguns minutos saio e vou escolher uma roupa. Demoro até que escolho um vestido vermelho.

Faço a minha maquiagem e arrumo o cabelo.

Saio do quarto e encontro com ele.
- Você está linda.
- Eu sempre estou.
- Pouco convencida.
- É de família.
- Vamos de que? Voando?
- Por acaso eu tenho asa? É claro que você tem Sofhia.
- Não.
- Vamos no meu carro.

Fomos para garagem, eu queria dirigir, mas ele não deixou. Se eu pudesse eu falaria: eu aprendi a dirigir com sete anos. Ele não também não me disse onde vamos, diz que é surpresa.
Ele pega uma estrada que leva para fora da cidade, andamos mais um pouco até que chegamos no restaurante.

- Aqui é lindo.
- Eu sei que tenho bom gosto.
- Depois me fala que eu que sou a convencida.
- Como disse isso é de família.
Sentamos em uma mesa que fica de frente para a cidade. Pensem em uma vista maravilhosa.

Fazemos o pedido e continuamos a conversa até tarde...

Sábado.
Acordo dez horas feliz da vida, antes que você pensa besteira não aconteceu nada. Eu so estou feliz, pego o meu celular e faço uma chamada de video para a Torre, depois de algum tempo as meninas atendem:
- Você sumiu.- Sygin
- Estou em Vegas.- Sof
- O Loki quase deu um treco.- Nat
- Você vai voltar quando?- Wanda
- Domingo.- Sof
- Você está um pouco feliz, por que?- Wanda
- Assim que eu cheguei fui em um parque e resolvi comprar um algodão doce. Daí alguém me chama quero dizer chama a Karen. Essa pessoa é o Kevin.- Sof
- Sério?- Nilly
- Sério, ficamos o dia no parque e a noite fomos em um restaurante.- Sof
- Você está na onde?- Nilly
- Na casa que eu ganhei no Natal.- Sof
- E ele?- Sygin
- Está aqui comigo.- Sof
- Quem está ai?- Loki
- Ferrou.- Sygin
- Karen! Você ja acordou?- Kevin
- Espera um pouco que eu ja estou indo.- Sof
- Tudo bem.- Kevin
- Sofhia.- Loki
- O Kevin está aqui e eu sou maior de idade. O papo está bom, mas tenho que ir, tchau.- Sof
Desligo e como não vai dar tempo de tomar banho e vestir roupa, penso em uma e ela aparece.

Vou para a sala e vejo o Kevin deitado no sofá vendo um documentário sobre os deuses gregos.
- Bom dia sr. Folgado.
- Bom dia dorminhoca.
Sento do seu lado e continuamos a ver o documentário. Está tudo muito quieto e então resolvo começar a conversar.
- Será que realmente um dia esses caras existiram?
- Eu acredito que sim e você milady?
- Milady? Cara isso não existe, mas respondendo a sua pergunta: eu acredito que sim. Mas se eles existiram e são imortais eles ainda existem?
- É você tem razão.

Depois que o documentário acabou fomos dar uma volta na cidade, almoçamos e fomos para o cassasino.
Ficamos la ate cinco horas e depois fomos para casa. Ja vim tantas vezes em Vegas que ja cansei e sugiro:
- Que tal a gente ir para Los Angeles?
- Vou pegar minha, vamos de que?
- Avião.

Vou no meu quarto pego a minha mala e desço para a sala. Pegamos um táxi e fomos para o aeroporto. Fazemos o check-in e entramos no avião.
- Como você conseguiu as passagens?
- Eu estava com planos de vir. Acho que vai cair um pega d'água.
- Zeus está bravo.
- Quero ver se ele resolver se vingar de você.
- Fique tranquila.
Me aconchego no banco e durmo...

2 horas mais tarde
Estou de boas dormindo quando um ser me acorda, é o Kevin. Saimos do avião e assim que pegamos as malas fomos para o hotel. Ele foi para o seu quarto e eu para o meu, tomei banho e vesti uma roupa.

Assim que termino de passar o batom alguém bate na porta. Abro e vejo um lindo Kevin com uma roupa mais informal.

- Nossa... você está linda.
- Obrigada.
- Que tal a gente comer e depois dar uma volta na cidade?
- Claro.
Pegamos o elevador sozinhos e depois entra um homem, até ai tudo bem. So que esse homem não tira os olhos de mim e o Kevin percebe, então ele simplesmente pega a minha mão.

Comemos no restaurante aqui do hotel. Então saímos na noite da linda cidade...




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...