História A Different World (Lount) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Felipe Z. "Felps", Lucas "Luba" Feuerschütte, Rafael "CellBit" Lange
Personagens Lucas "LubaTV"
Tags Lount, Mounba, Mount
Visualizações 17
Palavras 810
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Festa, Ficção, Hentai, LGBT, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


...

Capítulo 2 - 002


Fanfic / Fanfiction A Different World (Lount) - Capítulo 2 - 002

O ruivo, sem saber o que fazer, pensou que seria melhor pedir ajuda para alguém naquele reino, mas logo desistiu da idéia. Quem iria acreditar nele quando ele dissesse que foi sugado por um livro e veio parar aqui? Obviamente ninguém. 

-- O que eu faço? -- se perguntou, enquanto passava a mão em seus cabelos, ato que sempre fazia quando estava nervoso. 

Ele não sabia o que fazer, não poderia ficar preso nesse livro, mas se pedisse ajuda para alguém, iria ser chamado de louco. Logo ouviu uma voz falando com ele.

-- Você abriu o livro, né? -- Falou um cara de moreno. Seu nome era Harry.

-- Sim... 

-- Por que as pessoas confiam tanto na Bridget? A forma dela de agir já é suspeita! -- Falou Harry.

-- Claro, obviamente eu vou pensar que o livro pode me sugar para dentro dele. Isso é coisa de filme. -- ironizou -- Aliás, você pode me ajudar a sair daqui? -- perguntou esperançoso.

-- Sim. Para voltar para seu mundo, terá que fazer uma coisa. -- Falou Harry.

-- que seria...?

-- Você terá que conquistar um cara.-- falou como se fosse a coisa mais óbvia a se fazer. -- deixe-me ver quem será...-- Harry pegou um pequeno livro e começou a procurar algo nele.

-- Conquistar um cara? Eu nem consigo fazer isso na vida real. Ótimo, eu vou morrer sozinho e preso num livro. -- choramingou Lucas, e Harry apenas revirou os olhos, por causa do drama do ruivo.

-- Achei! você tem que conquistar Gabriel, o príncipe de Impéria.

-- Eu vou morrer sozinho e preso num livro -- voltou a choramingar -- Nem sequer irei conseguir falar com ele.

-- Claro que vai, é só pedir um emprego no palácio. 

-- Claro, é o mais óbvio a se fazer. Obviamente eles irão me dar um emprego. -- O ruivo ironizou.

-- Você problematiza tudo. Pelo menos tenta. -- falou, já impaciente com Lucas.

-- Ok, ok. -- falou antes de sair andando, mas logo se virou para agradecer. Afinal, de certa forma Harry havia ajudado ele, mas assim que se virou, Harry não estava mais lá. 

Seguiu seu caminho e logo chegou a Impéria. Era um Reino comum, igual aos dos filmes e dos livros. Haviam pequenas casas, várias pessoas nas vendas, comprando comida, objetos e tecidos, crianças brincando em vários lugares e ao norte estava o castelo. 

Ele era imenso e muito bonito. Ficava acima de uma "montanha" e era cercado por um bosque, que, por estar no outono, as folhas das árvores estavam vermelhas e laranjas e isso dava um belo contraste com o palácio. Lucas ficou impressionado com o palácio, nunca havia visto algo mais belo, que este castelo.

Sem perder tempo ele seguiu seu caminho até o palácio. Logo estava em frente ao mesmo. Antes que pudesse se aproximar mais, um homem o para.

-- Quem é você? -- perguntou o homem de imediato. 

-- Sou um humilde homem, estou em busca de trabalho. -- Falou Lucas, se mostrando o mais respeitoso possível. 

-- Infelizmente não podemos, ou melhor, não iremos empregar mais ninguém. -- Falou de um jeito prepotente.

-- Vocês irão sim...Preciso de uma nova serva, aquela inútil fugiu. Não conseguiu aguentar a pressão. -- falou um garoto loiro de olhos azuis. Ele era o tal príncipe que Lucas teria de conquistar. 

-- Meu príncipe, ela chegou aqui ontem. Não acha que pegou pesado, sem querer ofende-lo, mas o senhor cobra demais.

-- Agora a culpa é minha dela ser uma inútil, ela e todas as outras que fugiram. Aliás, você está muito atrevido, está querendo ir para forca?  -- Falou Gabriel com um ar de superioridade, e o servo começou a tremer quando ouviu a palavra "forca".

-- C-Claro que n-não, senhor. M-Me desculpe por i-isso. -- Falou, ou melhor, gaguejou, com muito medo. 

-- Ótimo. -- falou com un sorrisinho. 

-- Desculpe minha intromissão, mas ouvi o senhor falando que precisa de uma nova serva. Eu poderia ser seu servo, se quiser obviamente. -- Agradeceu por não ter gaguejado. Estava morrendo de medo, mas mesmo assim não queria deixar que isso transparecesse. Gabriel o olhou e sorriu ladino.

-- Dúvido que dure muito, mas irei te dar o emprego. 

Nessa hora se sentiu mais motivado. Se tem algo que Lucas gosta mais do que ler, é um bom desafio. Agora não era nem porquê queria voltar para casa, ele queria provar a esse príncipe metidinho que iria aguentar a pressão por muito tempo.

-- Muito obrigado, senhor. -- sorriu agradecido -- Quando começo? -- perguntou, se mostrando determinado.

-- Gostei da determinação, e, respondendo sua pergunta, agora mesmo. -- Falou Gabriel sorrindo. Estava convencido de que a determinação do ruivo logo iria acabar, ele iria fazer de tudo para que isso acontecesse.







































Continua...


Notas Finais


Espero que tenham gostado ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...