História A Dishonor Of Evil - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Amor, Hot, Obssesão, Possessão
Visualizações 93
Palavras 355
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Saga
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Falhar


Sim, eu consegui sair depois de 2 dias naquele lugar estranho e apertado. O prédio era realmente simples, não tinha elevador, então eu fui pelas escadas, pulei de 2 em 2 degraus, queria ver pelo menos aonde eu estava situada. Quando cheguei na portaria, que diga de passagem não tinha nenhum porteiro, eu pulei, forte, de alegria, eu fiquei eufórica de felicidade, fiquei rodando de comemoração, quando eu dou o terceiro giro, ele está lá, com cara de desaprovação, como ele fosse alguém com moral pra aprovar o desaprovar algo.

— Suba Caroline.

— O que? Meu filho, eu vou embora, isso que vou fazer!

Ele segura meu braço com força.

— Para de chamar atenção, não complique.

Ele continua frio e imóvel, mantendo mão no meu braço

— Eu quero ir embora! Você não percebe o quanto isso é ridículo? Está prendendo alguém em uma kitnet, seu louco!

— Para com isso!

— Não, eu vou sempre tentar fugir de você, ninguém em sã consciência ficaria aqui por vontade própria, me deixe ir!

— CALE A BOCA SUA VADIA!

Ele me segura com mais força meu braço, me leva para cima, até o seu apartamento, estava tudo muito agitado, mal conseguia subir as escadas sem tropeçar em meus próprios pés, tentei largar meu braço da mão dele, falhei.

— Você está com dificuldade de aprender as regras daqui, não é porra?

Ele fala isso quando estamos na porta da kitnet, me joga no sofá, e rapidamente fica em cima de mim, percebo o que virá pela frente.

— Não me toque, eu vou gritar!

— Isso que eu quero, bela!

Ele começou me beijar com força, com intenção de me machucar, apertava com força minhas coxas, logo em seguida beijava o meu pescoço descendo para barriga, ele desabotoou lentamente minha short.

— Para, por fav...

— Não, eu gosto disso, você é tão cheirosa..

Continuou beijando minha boca com força, mordeu meu lábio inferior, olhando fixamente para mim, ele viu como eu tava assustada, ele sentiu . Então ele saiu em cima de mim, com zero de delicadeza, sem olha para trás, seguiu para o seu quarto. Eu soltei um grito de alívio por ele parar.


Notas Finais


Oi oi gente, mais um cap para vocês 💘 Eu preferir esquentar as coisas por agora, porque uma dose de mistério sempre é bom, espero que aproveitem a leitura


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...