História A Dishonor Of Evil - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Amor, Hot, Obssesão, Possessão
Visualizações 87
Palavras 398
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Saga
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - Recuar


Ele deixou cair a toalha no chão, não foi sem querer, eu estava tremendo, a expressão “não mexa na onça com vara curta” nunca caiu tão bem agora. Se eu agir, será que é pior ou eu posso dar conta dele? Então ele veio lentamente até mim, e se agachou e disse.

— Vou mostrar como é regras, querida!

Ele subiu em mim,  e começou se esfregar em mim.

— Não me machuca!

Estava tentando manter a postura de durona, mas esta sendo tão difícil. Ele desabotoou meu short, e começou a beijar a minha barriga, apertava minha coxas e minha bunda com força.

— Você está tão cheirosa...  

Então ele puxava meu cabelo com a mão e outra mão tirou minha calcinha, e estava com a cara no meu cabelo, cheirando. Então ele meteu lá dentro, segurei o gemido de dor, ele estava lento ainda, então ele começou a me observar, mordendo os lábios, gostando, estava aumentando velocidade, eu estava segurando, estava quieta, aguentando.

— Agora que sabe, geme meu nome, alto!

— Eu não!

— GEME, CARALHO!

— Just...

— Que merda de gemido é esse, Caroline? Você é virgem?

Então ele mete tudo, e aperta os meus peitos, dessa vez eu gemo alto, e olho para baixo, estava sagrando, o pau dele estava sujo, faço um movimento que caímos no chão, e agora eu que estou em cima dele. Ele me puxa pela nuca, e começa me beijar, a língua dele estava quase na minha garganta, ele ainda estava molhado do banho.

Ele sussurou:

— É uma delicia né?

Então ele terminou de tirar o resto da minha roupa, tirou minha regata, eu estava de sutiã, ele apertava o meus peitos como bolas anti-estresse, depois tirou o sutiã e começou a beija-los

— Isso é tão errado...

Falei me recuando,tentando me cobrir, como ele não tivesse visto nada do meu corpo, os dois no chão nus.

— Até parece que você não gostou.

— O que é? Você me estuprou, porra!

Ele me olhava vidrado, de propósito

— Pare de me olhar!

— É o que? Acabei de tirar sua virgindade, dá para relaxar um pouco?

— Não vou relaxar! Eu fui sequestrada e estuprada! E isso tudo foi feito por você, e você ainda tenta normalizar essa situação? Eu não quero isso, eu não gostei tá? Não foi prazeroso para mim, escroto!

Me levantei depois de terminar o meu sermão e fui para o banheiro levando junto minhas roupas.

 


Notas Finais


Minha gente, ok, eu estou meio rápida nas publicações dos capitulos, mas tenho que aproveita esse “desbloqueio criativo”. Espero que gosteeem, beijão💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...