1. Spirit Fanfics >
  2. A Disputada >
  3. Bye, dear (Tchau, querida)

História A Disputada - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Oii gente!
Eu sei que sumi, e peço desculpas. É sério, meu tempo tá cada vez menor e conseguir escrever tem sido um desafio. Quero trazer a vocês, em breve, um especial com a postagem de vários capítulos das minhas três fics - em especial, esta aqui e Lendas do Faroeste!
Então sem enrolações, boa leitura, meus anjos! 💕
Ps: Narrado pela Ino❤

Capítulo 10 - Bye, dear (Tchau, querida)


Okay, tá decidido: eu vou MA-TAR aquela garota assim que eu encontrá-la!

Sakura, você me paga!

O jantar de ontem a noite foi bastante divertido, quanto a isso, é inegável. Mas também íamos fazer a apresentação dela para Itachi, Naruto e Sasuke, a fim de que ela conseguisse o estágio na empresa. E minha amiga simplesmente não apareceu! Fiquei preocupada, e a minha surpresa foi quando vi a mensagem da Sakura me dizendo o motivo do bolo que ela deu:

" Oi amiga!

Desculpa, não vou poder ir para o jantar... É que surgiu outra proposta de estágio na Clínica Katsuyu, e eu pensei muito, muito mesmo, e acho que o meu sonho está lá.

Preciso te agradecer de todo o coração por ter me ajudado tanto, e me desculpar por tomar essa decisão em cima da hora. Estou seguindo o meu coração, e espero que dê certo. Me desculpa de novo. Espero que tenham um bom jantar!"

Não descrever a raiva que me subiu quando li isso. Tudo bem ela preferir trabalhar em hospital, mas precisava me falar isso agora? E a minha credibilidade? Vai por água abaixo? Poxa, Sakura!

Acho que cheguei a ficar vermelha, pois Itachi perguntou se eu estava bem e até me deu uma água. Preferi omitir o motivo, e disse somente que ela não viria mais. Enfim, agora já foi. Mas eu não vou deixar barato... Ah, não vou mesmo.


Bem, mas isso foi ontem. Neste momento, meu professor de gestão da qualidade explica sobre algo enquanto eu mexo distraidamente meu belíssimo cabelo louro. Sai, meu colega de classe, me cutuca com a caneta e sussurra:


- Acho melhor você ouvir o que ele está dizendo.


Levanto a cabeça e presto mais atenção ao professor Bee. Ele é todo espalhafatoso e gosta de fazer rimas com a matéria, mas desta vez, está estranhamente sério, e eu opto por seguir o conselho de Sai.


- Vocês todos irão se formar em três meses, no Natal. Dessa forma, imagino que todos já estão com seus TCC's preparados e em fase de finalização. - ao ouví-lo dizer isso, sinto um arrepio pela espinha. Meu TCC tá praticamente pronto, mas é uma pressão enorme e eu estou ficando nervosa. - Pois bem, uma prévia desse material deverá ser apresentada ao nosso coordenador e ao diretor geral do campus em três dias. Treinem bastante e se preparem: já significará uma parte da nota final de vocês.

Ao escutar isso, eu quase tive um treco. Meu Deus, como eu vou fazer isso? Eu vou morrer de nervosismo! O professor se despede da turma e eu continuo com esses pensamentos girando na minha cabeça quando uma mão encosta no meu ombro.


- Ei, fica tranquila. Você vai mandar bem.


- É fácil falar, Sai. Eu tenho uma família de pessoas que conseguiram passar por isso, e são bem sucedidos em suas áreas... E se eu não conseguir? Se eu for a vergonha, a inútil dos Uchiha?


- Você sabe que é inteligente. E que passa longe de ser uma vergonha ou ser inútil. Pare de pensar bobagens.


- Mas Sai...


- E veja pelo lado bom. Se você fosse mesmo inútil, pelo menos seria a inútil mais linda que os Uchiha já viram. - não evito uma risada. Mais aliviada com o apoio de Sai, saio da sala conversando com ele e no corredor, encontro com a furona dos cabelos rosas. Fecho a cara e a vejo correr em minha direção.


- Ino! E aí, como foi?


- Se quisesse mesmo saber, teria ido.


- Você está chateada? É sério, me desculpa...


- Não quero conversa com você agora. Bye, dear. - digo, e sigo meu caminho. Sai para e conversa algo com Sakura, mas não me importa. Não digo isso apenas por estar com raiva dela, como também porque eu preciso focar nessa apresentação agora. Prioridades são prioridades, não é?


No caminho para casa, recebo uma ligação que há algum tempo não recebia, e abro um grande sorriso ao atender.


- Oi amor!


- Oi Ino. E aí, está ocupada?


- Um pouco. Na verdade, bastante. Você sabe que eu vou me formar daqui a três meses, não é? - sem perceber, já estou tagarelando sobre a prévia do TCC e o quanto eu estava nervosa. Meu namorado escutava tudo atentamente, falando vez ou outra alguma coisa. No fim, diz:


- Tenho que dizer, você realmente está atarefada. Tudo bem. Eu ia te chamar para sair, mas remarcaremos então.


- Ah querido, sempre tão compreensivo!


- Pois é. Bem, é isso. Tchau.


- Bye bye!


Como eu amo meu namorado! Eu sempre tive uma queda por aquele jeito misterioso dele, os cabelos ruivos, os olhos verdes, o olhar penetrante... Quando vi, já estava apaixonada. E com o tempo, se tornou recíproco e começamos a namorar. Talvez o único contra é a implicância mútua entre Sasuke e Gaara. É impressionante o quanto esses dois são teimosos... Mas eu acredito que em algum dia eles irão se dar bem.

Tomara.

Em casa, mamãe e eu conversamos um pouco sobre minha facul e eu subo para começar a operação #Universitária_Desesperada. No meio da minha cerimônia de invocação das informações que estavam enterradas na minha cabecinha, escuto o celular tocar. Pensando que era o Gaara, atendo sem nem olhar. O susto, meu pai:


- Ino? Ainda tá com raiva?


- Que parte de "bye, dear" você não entendeu?


- Me desculpa, sério... É que eu pensei muito e...


- Poderia ter se dado ao trabalho de me avisar antes, Sakura? Poxa, eu vou pagar com a minha credibilidade esse seu furo, sabia?


- Eu sei, e peço desculpas. Não avisei antes porque foi muito repentino e demorei para decidir. Não se preocupa, seus irmãos vão confiar em você como sempre. A culpa é toda minha, eu que sou a irresponsável. - consigo sentir a força da tristeza presente no pedido de desculpas em sua voz. Fico calada, e ela diz:


- Volta a falar comigo, vai... Prometo que nunca mais faço isso, viu? Quero continuar amiga da loura mais escandalosa daquela faculdade. - dou uma risada com a referência. Droga, eu vou ceder.


- E eu quero continuar sendo amiga da melhor aluna daquela faculdade. Perdoada. - declaro.


- Quer dar um rolê para comemorarmos nossa reconciliação depois de 8 horas brigadas? - me animo com o convite e quando estou prestes a aceitar, me lembro do TCC.


- Ah, eu adoraria, Sakura! Mas é que... - e lá vou explicar toda a situação pra ela. No fim, ela dá um gritinho e exclama:


- Pro diretor geral também? MEU DEUS! Eu já vi uma turma de medicina apresentar pra ele...


- E como foi?


- Kakashi Hatake é o diretor mais rigoroso da história, eu suponho.


- Não me deixa mais nervosa!


- Mas toda vez que ele vem aqui em casa, é um amorzinho. Vai dar certo.


- Ele já foi na sua casa?


- Várias vezes! Te conto direitinho em outra hora. Agora, boa sorte.


- Fiquei curiosa! Obrigada pelo apoio. Mais tarde nos falamos.


Termino a ligação reconciliada com minha melhor amiga e mais feliz. Dois segundos depois olho para a pilha de cadernos e livros em cima da mesa e me desanimo.

 Ahhh, quem foi o louco que inventou a faculdade?


Notas Finais


Então galera, esse capítulo veio principalmente para explicar como tinha sido a reação da Ino com a ausência da Sakura naquele jantar, como puderam perceber, e a introdução do Sai.
Eu ia escrever mais coisas na pequena treta Ino-Sakura, mas já que um dos meus objetivos nesta história é que tenhamos capítulos curtos, optei por parar aí mesmo.
A sequência dos próximos capítulos, segundo meu cronograma é:
1- Sakura, 2- Sasuke e 3- Naruto.
Se tudo der certo, teremos o esperado encontrão!❤
Espero que estejam gostando! Não esqueçam de favoritar e comentar para me motivar ainda mais e muito obrigada por lerem até aqui!❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...