História A distância das coisas - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Personagens Originais, Taeil, Taeyong
Tags 2tae
Visualizações 11
Palavras 458
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


eu sinceramente tenho que parar com essa mania de postar as histórias logo no primeiro capítulo... o próximo cap sairá em no máximo duas semanas, já que será uma shortfic acho que posso dar conta.
espero que curtam a ideia dessa história..

Capítulo 1 - Flores para Taeyong


Era outono. O sol já estava se pondo, dando ao céu um tom alaranjado. As folhas das árvores começavam a cair, Taeil olhava tudo pela janela. Aquela era a estação preferida do garoto, a que sucede ao verão e antecede o inverno. A maioria das pessoas podia a achar deprimente, mas não Taeil, ele a amava.

Sorriu ao sentir o cheiro de canela invadir suas narinas, provavelmente alguma enfermeira estava levando chá de canela para algum paciente da sua ala. Então se lembrou que não havia comido nada o dia inteiro. Puxou sua cadeira de rodas para perto da cama e pôs-se na mesma; o corredor estava vazio e ficando escuro lentamente, o contraste amarelo que dava quando a luz do sol passava pela janela era lindo.

Pegou o elevador sozinho até a o térreo, onde estava SunHee Ajumma. A mulher de idade correu até ele, já dando bronca ao chegar perto.

“Você não deveria sair sozinho”, “Já pensou se caísse? Quem iria te levantar?”, “Você deve sempre chamar sua enfermeira, rapaz teimoso!”

Sua única reação era rir das broncas rotineiras de SunHee.

― Ajumma, eu sei me cuidar! Não sou mais um bebê... ― falou fazendo um bico emburrado.

― Só estou preocupada com você, meu pequeno ― abaixou-se um pouco para fazer carinho no rosto do rapaz. ― Então, me deixe adivinhar, bolo de canela?

Taeil respondeu com um sorriso infantil, daqueles que encantavam qualquer um.

A tranquilidade do lugar cessou-se quando paramédicos entraram as pressas com um paciente. Apesar de seu rosto pálido e sujo, Taeil consegui ver um pouco. Era um belo garoto, que se foi junto com médicos para a sala de cirurgias.

 

♥♥

   

Taeil é provavelmente a pessoa mais intrometida que você irá conhecer em toda sua vida. Saiu perguntando as enfermeiras quem era o tal garoto até achar uma que o respondesse, consequentemente recebeu muitos “não sei” ou até mesmo “vá cuidar da sua vida, pivete!”. Mas Taeil nunca renunciava à uma pergunta, e assim fez até encontrar Seulgi.

“― Eu acho que é Lee Taeyong, pelo que sei ele tem câncer e teve uma crise. Ouvi dizer que ficará por aqui, mas não conte pra ninguém que lhe disse isso, ok? Eles me matariam.”

O garoto tinha seus cabelos tingidos de rosa, e céus, como era bonito. Estava desacordado. Taeil resolveu pegar algumas flores para o fazer se sentir melhor ―afinal, não é fácil se acostumar a um lugar daqueles―, mas não sabia qual era seu tipo favorito ou se tinha algum tipo favorito, então apenas pegou as que encontrou.

As deixou encima da cadeira próxima a cama com um bilhete:

“Quando se acostumar, vai ver que esse lugar não é tão ruim.

Do seu vizinho de ala, Taeil :)”  


Notas Finais


só pra prepara-los: essa fanfic não tem um final feliz.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...