História A Dona da Porra Toda- Jungkook ( Repostando) - Capítulo 76


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 220
Palavras 1.538
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hoje eu concluo todos os capítulos e chegaremos onde parou. Obaa!

Boa leitura!

Capítulo 76 - Capítulo LXXVI- Terceira temporada


Fanfic / Fanfiction A Dona da Porra Toda- Jungkook ( Repostando) - Capítulo 76 - Capítulo LXXVI- Terceira temporada

Jungkook Narrando


FlashBack

Estávamos em viagem ao Japão, iríamos receber um prêmio. Minha esposa não pôde ir,  eu e os meninos ficamos felizes com esse prêmio. E resolvemos comemorar,  ficamos bebendo no bar do hotel, ate que vejo a Momo se aproximar. Momo é a nova staff e vive dando em cima de mim. Ela é bonita não posso negar, mas eu sou apaixonado por minha loira, Beatrice é a mulher da minha vida.

Momo- Oi meninos, Oi Jungkook 

Todos- Oi Momo 

 Jhope- Senta ai conosco 

Hobi sempre educado. 

Ficamos ali bebendo,  na verdade bebemos muito. Os meninos aos poucos foram indo para seus quartos,  outros encontraram companhia. 

A noite vai ser boa para o Yoongi. Ficou só eu e a Momo 

Momo- Sua esposa não quis vir dessa vez. 

JK- Tinha uma palestra na faculdade das nossas filhas, e ela não podia perder. 

Momo- Que bom que ela não veio

Olho para  a Momo e arqueio a sombrancelha. 

Jk- Acho melhor eu ir,  ja bebi muito. 

Momo- Fica mais um pouco, essa é a saidera.

Jk- Não sei, preciso ir ao banheiro. 

Momo- Vai que te espero 

Levantei meio tonto e cambaleando. Fiz minhas necessidades e voltei pra mesa. 

Momo- Me atrevi a pegar mais uma dose pra você, é  a última.

Acabo bebendo em uma golada só. 

Jk- Agora vou embora,  ainda tenho que ligar pra minha linda Trice

Vejo a Momo bufar. Levanto da cadeira e sento na mesma hora quando vejo tudo embaçado. 

Jk-Eu não to bem

Momo- Te levo ate o quarto

Me apoio na Momo e fomos ate o elevador. 

Jk- Eu acho que bebi demais 

Não consigo me manter em pé, nem sei como a Momo me trás ate o quarto. Deito na cama  e não lembro mais de nada. 

...

Acordo sem roupa ao lado da Momo. 

Jk- Que porra é  essa, oque tu faz aqui 

Momo- Ai amor, não grita logo cedo. 

Jk- Oque tu faz aqui porra,  e porque to pelado, e porque tu também ta. 

Momo- Não lembra de nossa noite

Jk- Não me diga que...

Momo- Transamos amor,  poxa fiquei magoada que não se lembra

Jk- Isso não pode ter acontecido, porra eu sou casado e completamente apaixonado por minha mulher. 

Momo- Não foi isso que achei, quando você gemia meu nome loucamente. 

Jk- Meu Deus a Trice vai me matar, sai daqui Momo. 

Momo- Vai me tratar como lixo depois de uma noite de amor. 

Jk- Porra eu estava bêbado, você  não podia ter feito isso. 

Momo- Eu ate tentei ir embora, mas você me agarrou  e rolou. 

Jk- O que eu fiz meu Deus. 

Momo- Larga aquela velha e fica comigo. 

Jk- Nunca vou me separar da Trice, nunca

FlashBack off


Passou um mês e eu não tive coragem de contar a Trice e ameacei a Momo se contasse. Mas agora ela disse que ta grávida e essa noticia acabou comigo. Não consigo olhar na cara da Trice. 
Faz dias que descobri que possivelmente serei pai. E esconder isso da Trice ta acabando comigo. Mas aconteceu o que eu mais temia, ela viu as mensagens que a Momo me mandou e descobriu que transei com outra. E foi pior do que esperava, Beatrice nunca foi uma mulher fácil, ela me bateu, brigou, chingou e o pior, pediu o divórcio e acabou saindo de casa. Fiquei sem dormir e comer, ja não conseguia ir ensaiar. Meu mundo desmoronou,  perdi a mulher que amo. 

Meus filhos sempre vem me dar apoio.  

Mark- Pai, vamos jantar fora, você precisa sair desse quarto. 

Jk- Não quero filho 

Mark- Por favor pai,  estamos preocupados, Ayla e Aísha nem estão indo a faculdade,  Ayla só chora. 

Jk- Eu quero ficar sozinho 

Mark- Sem essa, vamos jantar com seus filhos e erguer a cabeça. Eu e as meninas estamos armando para juntar vocês de novo.

Jk- Sério. 

Mark- Sim, você vacilou,  mas merece uma segunda chance, e se esse filho for seu, vamos aceitá-lo como irmão. 

Jk- Amo você meu filho

Mark me obriga a tomar um banho e fazer a barba. Depois de pronto desço e vejo os amores de minha vida todos arrumados. 
Minhas princesas estão lindas e meu príncipe tão lindo como o pai, imprecionante nossa semelhança. 

Ayla- Paizinho 

Aísha- Como ta se sentindo pai? 

Jk- Vou melhorar por vocês amores. 

Aísha- Vacilou feio, mas vamos te ajudar a reconquistar a mamãe. 

Fomos a um restaurante que sempre íamos em família.   Isso me dói um pouco. 

Ayla- Lembro que a mamãe gosta muito desse restaurante. 

Seus olhos marejam, minha Ayla sempre sentimental. 

Jk- Como vai o namoro meninas? 

Tento mudar de assunto.

Aísha- Eu e Hoshi estamos bem, pretendemos nos casar esse ano. 

Jk- Espero que esteja brincando, você é nova demais.  

Aísha- Já tenho 18 anos e não se preocupe, eu estava brincando sim. 

Ayla- Mas fácil eu e o Vernon casar do que esses dois, eles vivem brigando. 

Jk- Alguém traz o remédio de pressão, não to bem. 

Mark- Mas o senhor não toma remédio de pressão. 

Jk-Vou acabar precisando,  ouvindo meus bebês dizer que querem casar, só você que escapa  meu filho. 

Mark- Eu to fora, quero pegar todas. 

Aísha- Fala isso porque a Rosé não te quer. 

Ficamos ali conversando,  me senti ate melhor na companhia de meus filhos. 

O Mark estava falando sobre sua nova peguete, quando de repente seu sorriso morre, e uma cara de raiva toma conta dele.Ele se levanta derrubando tudo que tinha na mesa. 

Jk- Oque foi filho 

Ayla- Que vergonha, todos estão olhando. 

Aísha- Senta ai porra

Mark- Não acredito nisso

Ele sai caminhando irritado e fomos atrás. 

Mark- QUE PORRA TA ACONTECENDO AQUI. 

Olho para a mesa e vejo Trice e um homem. Esse homem não me é  estranho. O que ela ta fazendo acompanhada de um homem. 

Mark- Mãe, o que a senhora ta fazendo com esse homem,  você  é  casada. 

Trice- Abaixa o tom pra falar comigo mocinho, eu estou separada. 

Ela me olha e eu a encaro. 

Mark- Separada porra nenhuma, você ainda é a mulher do meu pai. 

Trice - Por enquanto, e só estou jantando com um amigo.  

JP- Oi, eu sou o João Pedro. 

Mark- Cala a boca seu babaca, não tem vergonha de sair com uma mulher casada. 

João Pedro...  Pera é  ele, JP  o ex da Trice, aquele mesmo que ajudou no sequestro. 

Jk- Não acredito que tu ta saindo com teu  ex,  o mesmo que ajudou a te sequestrar. 

Aísha- Como é, mamãe tu ta saindo com um bandido. 

Trice- Dois bandidos se entendem. 

Ayla- Santo Deus

Começo a me irritar, e o Mark está  se roendo de raiva. 

Trice- Primeiro eu não sou mais uma mulher casada, e segundo não devo satisfação a vocês, terceiro sou a mãe  de vocês caralho, olha como falam comigo. 

Mark- Esse babaca não vai te tirar do meu pai 

Trice- QUEM ME TIROU DO SEU PAI  FOI A VADIA QUE ELE COMEU,PORRA ELE ME TRAIU CARALHO, E EU NÃO VOU FICAR CHORANDO EM CASA COM UM POTE DE SORVETE NA MÃO, EU SOU BEATRICE CARTER A DONA DA PORRA TODA,  EU POSSO E VOU SAIR COM QUEM EU QUISER. 

Nesse momento somos o centro das atenções. 

Jk-  Beatrice eu ja disse que não lembro, eu estava bêbado. 

Trice- Tão bebado que esqueceu a camisinha. 

Olho para a mesa e vejo o Mark partindo pra cima do tal João Pedro. 

Mark- Minha mãe é  casada. 

Ayla - Mark deixa o moço 

Aísha - Deixa nada, mete a porrada irmãozinho.

Trice- Mark Jeon Carter, larga o JP agora.

Trice tenta ir separar mas eu a seguro. Ela começa a me estapear e eu apenas seguro suas mãos. 

Trice- Tu me traí e eu não posso jantar com um amigo. 

Jk- AMIGO, ELE É TEU EX PORRA. 

Trice- Problema meu caralho. 

A confusão estava formada, Mark batendo em JP e ele apenas desviando, acho bom,  se ele tocar no meu filho ele é um homem morto. Ayla está tentando segurar o irmão  e Aísha esta apenas rindo da situação, essa puxou a mãe. Trice esta discutindo enquanto me bate. 

Trice- Te odeio Jungkook

Jk- Por favor Trice, me escuta. 

Trice - Me deixa em paz,  deixa eu tentar voltar a ser feliz, você acabou com nosso casamento. 

Jk- Ta dizendo que quer ser feliz com seu ex. 

Trice - E se for

Jk- Cansei Trice, não quer ouvir a minha versão da história ótimo, quer o divórcio,  eu te darei o divórcio, vai ser feliz, eu juro que te deixarei em paz .

Nessa hora ate o Mark parou de bater no cara e me encarou. 

Mark- Vai dar o divórcio a mamãe ?

Jk- Sim, ela quer ser feliz  e eu ja não faço parte de sua felicidade. 

Ayla- Papai 

Aísha- E nossos planos 

Jk- Ja chega, agora eu que não quero voltar com ela. 

Trice - Então some, vai ficar com tua nova mulher  e mãe de seu novo filho. 

Largo ela e vou embora, ainda escuto meus filhos dizer. 

Mark- Você é uma vacilona mãe. 

Aísha- Nós ficaremos com o papai. 

E a Trice ainda grita. 

Trice - Ótimo, fiquem com ele, ja que apoiam a traição dele, vão ser felizes com sua madrasta. 

Olho para trás e nego com a cabeça. 

Acabou, dessa vez não tem volta, ela não quer me ouvir, não vou mais insistir. 


Notas Finais


To no chão 😓
Sem comments


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...