História A Dona da Porra Toda- Jungkook ( Repostando) - Capítulo 81


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 136
Palavras 1.526
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa Leitura!

Capítulo 81 - Capítulo LXXXI- Terceira Temporada


Fanfic / Fanfiction A Dona da Porra Toda- Jungkook ( Repostando) - Capítulo 81 - Capítulo LXXXI- Terceira Temporada

Beatrice Narrando

Hoje era o dia da audiência do meu divórcio.  Passei o dia nervosa, é isso mesmo que quero? Eu não consigo perdoar o Jeon, ele me magoou muito, eu sei que não sou uma pessoa fácil de lidar, ja aprontei muito, mas porra, foram dezoito anos sendo fiel e me dedicando a meu marido, eu passei a ser uma dona de casa, coisa que nunca pensei que seria, cuidei de marido e filhos, até a boate que eu havia comprado com as meninas eu abandonei,  deixei tudo nas mãos delas.   Ai vem um rabo de saia,  novinha, e o Jeon me trai.  Porra é difícil aceitar. 
Eu sou gostosa, até mais que uma novinha de vinte anos.  Eu mereço coisa melhor, Jungkook não merece meu amor e minha dedicação. Mas e se ele estiver falando a verdade, se realmente não aconteceu nada, e se esse filho não for dele. 

Piranha destruidora de lares, tem em qualquer esquina, e seria fácil enganar um bobo como ele. Mas o fato é que ele bebeu com ela, ficou bêbado, se rolou ou não, só a vaca sabe, se ele tivesse ficado com o cú quieto aquela noite, se ele tivesse ido embora para seu quarto, nada disso teria acontecido. 

Bia- Ta pronta Trice. 

Trice- Sim vamos. 

Só a Bia iria me acompanhar na audiência, as meninas até queriam ir, mas vamos evitar escândalos. 

Dentro do carro eu começo a lembrar momentos marcantes entre eu e kook. 

O momento que nos conhecemos, nossas brigas, traições que cometi quando ainda eramos noivos, nosso casamento, a descoberta das gêmeas, nossa briga de separação por causa do Baek,  minha fulga, o nascimento das gêmeas, o reencontro com o kook, o quase casamento com a canalha do Will, a volta com o kook, a descoberta da gravidez do Mark,  o sequestro das gêmeas, nossa felicidade nesses dezoito anos, foram tantos momentos bons, que  acabaram por uma simples noite de traição. 

Eu sei que o traí também, mas foi algo que ainda não tinha sentimentos entre nós. 

Bia- Chegamos, você ta bem? 

Trice- Vamos acabar logo com isso, segue o baile.  

Bia- Trice, ainda tem tempo de desistir minha irmã,  eu vejo como o Jungkook te ama, será que essa puta não mentiu. 

Trice- Se o Jungkook tem dúvida se transou ou não, é  porque eles estavam juntos, se eles não tivessem juntos aquele dia, ele teria a certeza que não rolou nada. 

Bia- Mas ela pode ter se aproveitado da bebedeira dele. 

Trice- Ele devia ter saido de perto dela, continuou bebendo com ela, mesmo sozinhos, era fato oque aconteceria depois. 

Desci do carro e logo a Bia me segue. Encontro meu advogado e falamos algo antes de entrar. Na sala de espera, não vejo o Kook nem o advogado dele. Assim que nos chamam, ainda não vejo o Jungkook. Droga,ele não pode fazer isso comigo. 

Logo vejo o advogado dele entrar na sala. Sinto um alívio e ao mesmo tempo uma tristeza. Procuro o Jeon com os olhos e nada dele. 

E assim o advogado dele diz que ele não virá, que se recusa a assinar o divórcio, e pagará na justiça por não ter comparecido. Ele não veio, ele se recusa a se divorciar. Um misto de alegria e raiva me consome. A raiva é  maior e eu começo a caminhar até o carro e a Bia atrás. 

Bia- Oque vai fazer? 

Trice- Fazer com que o Jeon assine essa porra,  mesmo que eu tenha que cortar sua mão e fazê-lo assinar. 

Dessa vez eu dirigi e saí em disparada para sua casa,  nossa antiga casa. Cheguei lá e vejo minhas filhas. 

Ayla- Mãezinha 

Aísha- Ja assinou o divórcio?

Vejo elas ficarem tristes. 

Trice-  A desgraça do teu pai não foi. 

Elas sorriem e eu bufo. 

Trice-  Cadê ele? 

Aísha- Não sabemos, achei que ele estava nos tribunais.

 Pergunto a empregada e ela disse que ele falou que iria ensaiar. Saí em disparada para a BigHit. 

Trice-  Quero falar com o Jungkook. 

Secretaria - Senhora não é  possível. 

Trice-  Uma porra que não é possível, eu sou Beatrice Jeon Carter, esposa dele.  Chama logo aquela praga. 

Secretaria - Senhora eles estão ensaiando. 

Peguei uma cadeira e derrubei no chão. 

Trice-  Eu vou subir e ninguém vai me impedir. 

Xxx- Olha o escândalo SENHORA. 

Olho e vejo a aprendiz de piriguete, ela me chamou de senhora com deboche. 

Trice- Olha se não é a futura mãe do filho do meu marido. 

Momo- Ah ele contou, que bom, estou esperando o novo herdeiro.  

Trice- Felicidades ao casal 

Momo- Obrigado, sabe o Jungkook é tão bom no que faz, tiro certeiro.

Uma raiva me sobe. 

Bia- Calma Trice, ela ta grávida, lembra. 

Eu não bato em grávidas, apenas respiro fundo. 

Trice- Chamem meu ex marido.

Momo- Ah ele ta ocupado. 

Trice-  E quem é  você para falar algo, se enxerga, tu é  apenas uma staff. 

Momo- Futura senhora Jeon. 

Trice-  Pra isso ele teria que se divorciar de mim,  e aquele desgraçado não compareceu aos tribunais hoje,  acho que ele não quer se separar de mim. 

Sorrio da cara que ela faz. 

Momo- Ele vai se separar sim

Trice-  Então avisa a seu amante, que ele deveria está assinando o divórcio, mas ele não foi. 

Ela vem pra cima de mim

Momo- Se enxerga, tu é  uma velha, que não dá mais prazer a ele. 

Trice-  Acho que ele não pensa assim. 

Ela vem e me da um tapa, sabe quando eu disse que não bato em grávidas, acho que isso acabou de acabar. 

Começo quebrando tudo, para descontar minha raiva. 

A secretária chama os seguranças, e eles me agarram. 

Momo- Tirem essa mulher daqui,  ela é louca. 

Trice- Eu ainda sou a senhora Jeon, me larguem seus imbecis. 

Bia- Solta minha irmã. 

Bia ataca um dos seguranças  e eu me solto do que me agarrava. 

Avanço em cima da Momo. 

Trice- Eu não bato em grávidas, mas te darei um desconto, tem sempre uma primeira vez. 

Lasco um tapa na cara dela e puxo seus cabelos, ela se debate. 

Momo- Me larga, vai machucar meu filho. 

Na hora paro, que merda to fazendo, ela é uma puta, mas ta grávida, e a criança não tem culpa.

Trice-  Ahhh

Grito e derrubo tudo. Os seguranças conseguem me deter. 

Jk- Beatrice oque é isso. 


Olho e vejo o causador da minha ira. Chuto as partes baixas do segurança e ele me solta. Vou pra cima do kook e dou um tapa nele. 

Trice-  A culpa é sua

Jk- Tu tem um surto e quebra a BigHit toda, e eu que sou o culpado. 

Trice-  A essa hora você devia ta no tribunal. 

Jk- Eu disse que não iria me divorciar de você, porra mulher eu te amo. 

Ele me abraça e sinto meu corpo tremer. 

Trice-  Eu... 

Momo- Ai oppa 

Somos tirados daquele abraço pela vaca gemendo. 

Momo- Nosso bebê oppa,  ela me agrediu, to perdendo nosso bebê. 

Jungkook corre e vai acudir a vadia.

Trice-  Só foi um puxão de cabelo e um tapinha na cara. 

Jk- Alguém chama uma ambulância, vamos levá-la pro hospital. 

Momo- Não! não precisa,  ja passou. 

Acho estranho essa atitude. 

Trice-  Ah precisa sim, eu acho que bati forte em você,  vamos ver como esse bebê ta, nossa como to arrependida. 

Faço cara de sonsa. 

Momo- Não precisa, foi só uma dorzinha, já passou. 

Trice- Eu insisto flor, e pago toda sua consulta, não quero que o irmãozinho de meus filhos sofra. 

Momo- Ja disse que não.  

Bia- Que pena, porque eu ja chamei a ambulância. 

Parece que a Bia sacou o teatro dela. 

Momo- Oppa não precisa,  nosso bebê ta bem. 

Jk- Temos que ir Momo,  se esse filho for meu, eu não vou me perdoar nunca se acontecer algo. 

Trice- Eu também nunca vou me perdoar se você perder esse filho, por minha causa. 

Debocho mesmo, essa vadia esconde algo. 

Momo- Ela não me bateu forte, foi só o susto. 

Trice- Ah mais você vai sim. 

Pego ela pelos braços e arrasto até o carro, vou esperar ambulância não. 

Jk- Beatrice vai com calma

Trice-  Vamos vagabunda,  ta com medo de ir no hospital porque? 

Momo- Me solta, vocês não podem me obrigar. 

Jk- Oque tu tem Momo, é  a saúde do teu filho que estamos preocupados. 

Momo- Ele está bem. 

Trice-  Vamos ter a certeza fofa, eu tive três, sei que qualquer estresse é perigoso. 

Mesmo forçada ela foi, saí arrastando ela pelo hospital.  
Algo de errado não está certo. 

...

Vejo Jungkook sair cabisbaixo
Meu Deus eu matei o bebê. 

Trice-  E-ela perdeu? 

Jk- Não tem bebê, ela não estava grávida, ela mentiu, confessou que mentiu, não transamos aquela noite. 

A raiva me consome. 

Jk- Eu te perdi por uma mentira. 

Não escuto mais nada e saio em disparada para o quarto onde ela está. 

Trice- Sua vadia mentirosa

Ela me olha assustada

Trice- Tu acabou com meu casamento, puta desgraçada. 

Momo- Eu amo o Jungkook, eu achei que ele se casaria comigo, e eu logo engravidaria. 

Trice- Agora que não tem mais bebê, aliás nunca teve,  agora posso te dar a surra que você merece, prepare-se para ficar nesse hospital por mais tempo. 


Ela me olha em pânico. 



Notas Finais


Não tem bebê, Jungkook não traiu a Trice, foi tudo mentira, ja podem amar o biscoito novamente. 🤗🤗


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...