História A donzela e o Mascarado ( Marichat ) - Capítulo 85


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Hawk Moth, Lila Rossi (Volpina), Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nathanaël, Nino, Nooroo, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain, Wayzz
Tags Londres, Marichat, Plakki, Realeza
Visualizações 21
Palavras 1.727
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Hentai, Lemon, Lírica, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Estamos chegando aos 150 favoritos, espero que gostem do capítulo de hoje
Uma boa leitura.

Capítulo 85 - A luta da família de Deodoro contra os Rossi


Lila:   ___ Eu estou cercada de pessoas incompetentes mesmo, eles nem prestam para nada!  - ela disse para si mesma, reclamando dos empregados, olhando com raiva para frente, indo na direção de sua mansão.

 

(....)

 

 Assim que a morena entrou em sua mansão, ela encontrou com um dos seus empregados vindo na direção dela.

 

(...)

 

  Jacques:  ____ Olá, madame Rossi, como foi o seu dia?  - ele perguntou com educação, olhando calmo para ela, recebendo o olhar frio da morena.

 

Lila: ____ Cala essa sua boca infernal, Jacques, se não fosse o empregado doméstico mais antigo desta mansão, eu ia demitir o senhor sem nenhum escrúpulo!  - ele respondeu para o senhor, olhando com ódio dele.

 

 Jacques: ____   Me desculpe que eu vou te dizer, mas eu acho que a educação que os seus falecidos pais foi muito nula, por isso que ninguém quer visitar você e o seu irmão!  - ele disse com paciência, olhando calmo para ela.

 

Lila:  ___ O que o senhor quer me dizer, seu bobo?  - ela perguntou para o homem, querendo saber sobre o que ele está falando, olhando friamente para ele.

 

Jacques:  ___ Bem, em resumo, os seus pais, não colocaram os devidos limites em seu comportamento, senhorita Rossi!  - ele respondeu com paciência para a morena, olhando calmo para ela.

 

Lila: __  Os meus pais me deram uma ótima educação, eu não acredito em nada do que está me dizendo!  - ela disse para o senhor, olhando feio para ele.

 

Jacques:  _ Lamento muito, mas os seus pais não deram uma boa educação,eles foram levianos demais com os castigos que deram à você, durante a sua infância!  - ele disse sincero para a jovem morena, olhando calmo para ela.

 

Lila:  ___ Tudo bobagem, os meus pais me deram uma ótima educação!  - ela disse para o empregado doméstico, olhando sarcástica para o senhor.

 

Jacques: ___ Tudo bem, senhorita Rossi, mas em um dia, vá saber que eu tenho razão, bem, mudando de assunto, preciso de algo? - ele disse com paciência para a morena, dando de ombros, olhando para ela.

 

Lila: __  Bem, eu quero saber onde está aquele imbecil do meu irmão adotivo, Nathaneel? - ela perguntou ao mordomo, olhando  friamente para o mordomo.

 

Jacques: _   Sim, madame Rossi, ele está na sala da lareira, tomando vinho!  - ele respondeu com dignidade, olhando calmo para ela, ignorando o xingamento que a morena deu ao ruivo.

 

Lila: ___  Sim, eu vou indo!  - ela disse para o mordomo, saindo de perto dele sem agradecer a ajuda.

 

Jacques: ___  Ah, minha nossa, madame Rossi precisa aprender a ser mais educada com as pessoas, porque ela pode ficar muito sozinha no futuro!  - ele disse para si mesmo, olhando a retirada da morena, olhando calmo para ela indo na direção da sala da lareira.

 

(...)

 

Quebra de tempo - Londres, Inglaterra  - Na mansão dos Dupain - Cheng - Na sala de estar.

 

Depois que encerramento da festa do chá de Sabine que havia desmaiado por conta de uma grande revelação sobre um segredo dos Rossi.

 

Chat, Marinette, Tom, o casal Rosewood e o investigador Deodoro que tinha dado a notícia sobre segredo sujo dos Rossi.

 

Marinette estava muito preocupada com a sua mãe, não parava de olhar para a sua mãe que estava deitada no sofá da sala.

 

Chat tentava consolar a sua namorada, abraçando ela com carinho, dando vários beijos em sua testa.

 

(...)

 

 Marinette: ___  Eu estou muito preocupada com a minha mãe, Chaton, e se ela não acordar mais?  - ela disse para o namorado, sentido o abraço dele, olhando preocupada para o gato.

 

Chat: ___  Ela vai acordar logo, minha princesa, eu sei disto, não se preocupe, eu vou estar do seu lado!  - ele disse para a namorada, olhando gentilmente para ela,dando um novo abraço nela.

 

Marinette: ___  Eu espero isso, Chaton!  - ela disse para o gato, olhando sincera para o gato, sentido o abraço dele.

 

Deodoro: ___  Lamento muito por isso, mas eu achei que deveriam saber sobre os golpes dos Rossi, que eles fazem desde do começo!  - ele disse para o casal que estava abraçado, olhando calmo para os dois.

 

Tom: ___ Eu sei que teve a melhor das intenções, se o senhor tivesse avisado mais cedo, a gente poderia ameaçar a Lila, para mandar aquela mulher horrível para o lugar que ela merece!  - ele disse para o investigador Deodoro, olhando calmo para a sua esposa adormecida.

 

 

Deodoro :  __  Sim, eu tive, senhor Dupain, mas cheguei tarde demais , pelo visto, é que a minha família está investigando sobre o segredo corrupto dos Rossi, há muitas gerações, eu quero resolver isso, para colocar os membros restantes da família na cadeia !  -  disse ao acordar com o Tom, contando que a família dele estava investigando a família de Lila há muitas gerações.

 

 Marinette :  __  Minha nossa, então a família da Lila faz isso á um bom tempo, por isso, que a Lila é orgulhosa daquele jeito ! -  disse para o investigador , ficando admirada com a dedicação da família dele ao investigar á família da sua rival, compreendendo melhor a personalidade da amiga.

 

Deodoro :  __  Sim, senhorita Dupain - Cheng , estamos um bom tempo mesmo, também fomos uma das famílias a cair nas trapaças dos Rossi, foi vergonhoso para a minha família no inicio, mas conseguimos dar a volta por cima ! -  disse para a azulada, contando que a sua família também foi enganada pelos Rossi.

 

 

Lorde Brown :  __  Eu sempre desconfiei da senhorita Rossi, no dia que ela veio pegar o pagamento do meu chefe , ela quando olhou para a montanha de dinheiro, que o senhor Dupain tinha mostrando a ela, parecia que ela tinha encontrado uma arca do tesouro ! - disse ao entrar na sala de estar, lembrando sobre o dia que a Lila tinha vindo pegar o pagamento.

 

 

 Deodoro :  __  Sim, eles agem assim, mas sabem disfarçar muito bem, também eles não tem remorso do que fazem para ganhar um bom dinheiro , sem precisar trabalhar, e quem é o senhor ? -  disse para o contador, observando a sua chegada, olhando com cautela para o homem.

 

 

Lorde Brown : __  Eu sou o contador do senhor Dupain, também sou membro com o meu irmão da Ordem dos Cavalheiros do senhor Rosewood, também eu vir aqui , ver o nosso novo membro da nossa Ordem ! -  apresentando-se com dignidade para o investigador, ajeitando os seus óculos com importância , olhando para todos os presentes.

 

 

 Deodoro : __  Ah sim, pela a sua aparência, é mesmo um contador muito responsável, então, se lembra mais do que aconteceu naquele dia ? -  disse ao contador, observando a sua aparência , querendo saber mais informações sobre o dia que Lila tinha vindo pegar o dinheiro.

 

 

Lorde Brown :  __  Sim, eu me lembro como se fosse ontem mesmo, mesmo que passou várias semanas , desde do último encontro com a senhorita Rossi.... !  -  disse para o investigador , olhando com calma para ele, interrompendo a sua fala quando viu a Sabine acordando.

 

 

Sabine : __ ... , Hum, aonde eu estou ? -  disse ao acordar depois de algumas horas, abrindo os seus olhos lentamente.

 

Marinette : __  Mãe, que bom que a senhora está bem ! -  disse ao ver a sua mãe acordada , soltando -se com calma do abraço do seu namorado, indo correndo para a sua mãe.

 

 

Sabine : __  Eu acho que estou, meu amor, mas por quanto tempo eu desmaiei ? -  disse para a filha, começando a voltar a realidade , querendo saber sobre o tempo que desmaiou.

 

 

Rosewood :  __ Umas duas horas e meia, não se preocupe, eu dei um jeito em seus convidados, dispensei eles, á pedido do meu amigo aqui !  - respondeu para a chinesa , olhando calma para ela.

 

 

Sabine :  __  Ah sim, obrigada, eu acho que vou te que mandar várias cartas de desculpas para todos ! -  disse ao agradecer para o amigo, ajeitando -se no sofá , acreditando que tinha que enviar várias cartas de desculpas sobre a festa.

 

 

  Tom :  __  Poderá fazer isso depois, querida , estamos no meio de uma coisa muito séria , parece que fomos enganados por um golpe da Lila Rossi, de acordo com o nosso novo amigo , a família dela faz o esquema á gerações !  -  disse para a esposa, contando com cautela para a esposa.

 

 

Sabine : __  Ah sim, deve ser por isso que eu desmaiei , então, a Lila estava mentindo sobre as dívidas que o Nathaneel tinha com os presentes que tinha dado á Marinette ? -  disse para o marido, compreendendo as coisas devidamente.

 

 

 Tom :  __  Sim, querida, fomos bobos o bastante para acreditar naquela jovem , bem, agora, que foi tudo esclarecido , vamos poder colocar aquela morena chata no lugar que ela merece ! - respondeu com paciência para a esposa , acreditando que eles poderiam colocar a Lila na cadeia.

 

 

Marinette :  __  Pai, eu conheço a Lila melhor do que vocês , ela é muito esperta, eu tenho a certeza que ela vai fazer aquele drama de sempre , ela também tem bons advogados ao lado !  - disse realista para o pai, olhando calma para ele.

 

 

 Chat :  __  Princesa, eu também sou um advogado, assim como o meu irmão, assim como o meu chefe , também o restante da equipe que eu vou conhecer na segunda , agora, temos forças iguais ! -  disse para a azulada, olhando com calma para a mestiça.

 

 

 Rosewood : __  Sim, sim, podemos fazer isso, mas precisamos reunir mais provas para colocar a senhorita Rossi na cadeia ! - disse ao concordar com o novo advogado , dizendo que eles precisavam de mais provas .

 

 

 Lorde Browm : __  Sim, precisamos que as outras famílias que foram enganadas por eles , também se unam a nossa causa , assim vai ser mais fácil em colocar a Lila Rossi na cadeia ! - disse para o senhor Rosewood, ajeitando os seus óculos em seu rosto.

 

  Rosewood : __  Sim, meu velho amigo, eu não duvido que vamos encontrar as famílias que foram enganadas pelos Rossi ! - disse ao acordar com o plano do contador.

 

 


Notas Finais


me desculpe por algum erro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...