História A droga do "ante amor" (Imagine Taehyung) - Capítulo 24


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 153
Palavras 1.091
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Romance e Novela, Saga
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura ❤️

Capítulo 24 - Eu fiz algo errado?


Fanfic / Fanfiction A droga do "ante amor" (Imagine Taehyung) - Capítulo 24 - Eu fiz algo errado?

S/N on


Acordo com o barulho do despertador


S/N: Aí...


Me levanto me sentindo completamente tonta, e vou para o banheiro


Kevin: Já é seis horas?

S/N: Ééé... NOSSA! – digo me olhando no espelho – Isso tá pior do que eu pensei!

Kevin: Me deixa ver?

S/N: Não! – fecho a porta do banheiro – Eu acho que dá pra esconder!


Estou com o rosto roxo, o lugar que antes só doía, agora está com um roxo enorme, e dói muito.

Pego minha maquiagem e passo o máximo de base que eu consigo. Porém, fica muito obvio que eu estou tentando esconder.

Eu tento tirar, mais dói mais do que antes.

Pego um pouco de água com sabão, e passo cuidadosamente no meu maxilar direito, porém deixo um pouco de sabão cair sobre o corte que há na minha boca


S/N: INFERNO! AAA! – grito e passo o pano de rosto em cima

Kevin: Está tudo bem?

S/N: Sim, vá tomar café! Pode deixar o meu pronto se quiser!

Kevin: Tá bom! Vou mandar a Yoora subir

S/N: Não! Eu tô bem!

Kevin: Certeza?

S/N: Vai logo! – suspiro – O que eu vou fazer agora?


Abro a gavetas do armário procurando por algo que possa me ajudar a cobrir meu rosto, e por sorte, encontro uma máscara preta.


S/N: Vai te que ser! – coloco a máscara


Desço as escadas e vejo todos sentados conversando com a minha vó


Maria: Acordou finalmente! – ela me encara – Está doente?


“Ninguém contou pra ela?”


S/N: Acho que estou com gripe!

Maria: Por que você não falta?

S/N: Hoje tem prova... Aliás, quando foi que você chegou?

Maria: Acabei de chegar! Mais seus amigos vieram antes né – ela ri

S/N: É – sorrio, mesmos sabendo que não dá pra ela ver – Então, vamos?

Kevin: Vamos!


...


Entramos na sala e nos sentamos em nosso lugares, vejo Yoongi entrando na sala, e atrás dele o Taehyung.

Yoongi vem em minha direção, e Tae o segue, parecendo um pouco lento


Yoongi: Como você está?

Tae: Por que está de máscara?

S/N: Estou com um pouco de gripe, não quero passar pra ninguém

Yoongi: Anham... – ele se senta em seu lugar, e Tae atrás de mim

Tae: Ei? - Eu olho para trás – Você pode tirar isso pra falar comigo?

S/N: Eu não quero que você fique doente

Tae: É que eu realmente não me importo, e prefiro quando vejo você sorrindo

S/N: Me desculpe, mais não vai ser hoje. – viro para frente e vejo o Kevin encarando o Tae

Tae: Isso é injustiça!

S/N: Injustiça é o governo roubar mais que chefes de gangues e não serem acusados por isso!

Tae: Tem razão! – me viro de novo – Mais sabe o que é mais injusto que isso?

S/N: O que?

Tae: Você ter um sorriso lindo, e eu não pode ver! – sorrio – Tá vendo! Aliás, isso não é injustiça, é tortura!

S/N: Para de falar bobagem! – rio

Tae: S/N – ele me olha sério – É muito melhor quando você não está sendo grossa comigo – ele sorri, de um jeito tímido, mas, muito fofo

S/N: Que sorte a minha ainda pode ver o seu sorriso!


O professor entra, e antes que ele possa dizer algo, eu viro para frente


...


O sinal toca, e nos vamos para o refeitório. Tae se senta com a gente dessa vez, na verdade, do meu lado.

Kevin parece não gosta do que vê, então se senta do meu outro lado.


“Sanduiche de S/N! E a carne está bem passada” – reviro os olhos com meu próprio pensamento


Tae: Então S/N – eu o encaro – Como pretende comer?

S/N: Eu não vou!

Tae: Como não? Você precisa comer!

Kevin: Eu posso picar a maçã se você quiser!

S/N: Não precisa gente, eu não estou com fome!

Yoora: VOCÊ SEM FOME? – ela fala alto, e ri assustadoramente em seguida – Me engana que eu gosto!

Yoongi: Se não quiser tira a máscara, você pode tomar só o suco!

Maicon: Tem um lugar que vende Milk Shake aqui perto, eu posso...

S/N: Serio, não precisa! – interrompo, e ele dá de ombros

Yoora: Você não comeu nada desde ontem!

S/N: Ta! Eu como! – eles sorriem satisfeito – Mais em outro lugar!


Pego minha bandeja e saio.

Vou para o lugar de sempre: a arquibancada do lado de fora.

Me sinto livre ao finalmente pode tirar a minha máscara. Como com uma certa dificuldade, pois meu rosto inteiro dói.

Pego meu celular e os meus fones, e coloco uma música para tentar ignora a dor


“Se eu soubesse que ia doer tanto, eu tinha pego uma gelatina!”


Passo um tempo ali tentando comer, cada mordida era uma lágrima que descia.


Tae: S/N?


Tomo um susto com a sua presença, e quando percebo que ele me encara muito, coloco a máscara o mais rápido que posso


S/N: Eu não pedi pra não vir atrás de mim?

Tae: Na verdade não... Eu só vim ver se você estava bem, por que a aula já começou faz quase meia hora

S/N: Ah... – pego minhas coisas para sair, mais ele me segura pelo braço

Tae: O que houve com o seu rosto?

S/N: Não foi nada!


Ele se aproxima de mim, e carinhosamente coloca suas mãos sobre meu rosto, eu fecho os olhos tentando segurar as lágrimas, mais elas escorrem mesmo assim.

Ele tira a máscara do meu rosto, revelando o corte e o roxo que agora, está inchado também.

Sinto uma cocega no local que dói, o que me faz sorrir. Eu abro os olhos, e ele está com os olhos quase azuis.

Ele sorri e aproxima seu rosto do meu.

Nossos corpos estão próximos e posso sentir o calor, e o perfume que vem dele.

Nosso lábios se encostam, selando um beijo calmo e doce. Estou prestes a pedir passagem com a língua, quando ele se afasta.

Ele olha para o meu rosto, e sua expressão muda minimamente, deu um rosto calmo para um, um tanto assustado, ficando boquiaberto


S/N: Eu... Eu fiz algo errado? – dou um passo para trás segurando meu pulso, tentando esconder meu rosto olhando para baixo

Tae: Não! – ele levanta meu rosto segurando em me queixo – S/N... – eu o olho – O seu rosto... – ele segura com as duas mãos

S/N: Eu sei...

Tae: Não... – ele acaricia meu lábio com o polegar, e em seguida, acaricia meu maxilar, que agora, não dói mais

S/N: Espera! – me afasto, pegando o meu celular, e ligando a câmera frontal, e observo, que agora, ele está mais novo do que nunca – O que?! – eu o encaro

Tae: Eu... Preciso ir! – ele sai correndo.


Notas Finais


Desculpem os erros ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...