História A empregada - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 7
Palavras 895
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Esporte, Ficção
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá pessoinhas tudo bem espero que sim.

Aqui mais um capítulo para vocês não esqueçam de comentar.

Capítulo 3 - Capítulo 3.


*Papai babão* 

 *Robert* 

 Acordei com alguém pulando ao meu lado, sorri lembrando de Giovana a puxando para voltar a deitar mais de nada adiantou. Me sentei na cama, e ela se sentou do meu lado. 

 ****

 Gih* tô cum fome.

 Robert* são 06h30min e hoje é sábado filha vamos voltar a dormir. 

 Gih* tô cum fome papai.

 Robert* okay, okay. Você venceu vou levantar e fazer algo para a gente comer tá? Vou arrumar a sua roupa e você cai tomar banho tá? 

 A MENINA ASSENTIU. E FOI PARA O BANHEIRO ROBERT DEIXOU UMA TROCA DE ROUPA DELA PARA ELA USAR. 

 *Robert*

Fui para o cozinha fiz um suco natural de laranja e umas torradas, peguei um bolo de cenoura com cobertura de chocolate. Coloquei na mesa e vi Gih aparecer ali se sentou e comemos juntos, deixei ela na sala vendo TV e fui me trocar assim fiz usando uma calça Jens lavagem escura e uma regata justa preta com um tênis adidas vinho. Escovei meus dentes peguei a chave do caro e a Gih e fomos até uma escola particular perto a matriculei ali mesmo e já me deram os uniformes. Voltei para o caro com ela deixei os uniformes atrás. E fomos até uma imobiliária, conversei com uma moça e comprei um apartamento. Tinha dois quartos, sala, cozinha, ambos dos quartos eram suítes, um banheiro solo, lavanderia e dispensa. Era numa área boa de São Paulo e perto de tudo. Depois passei numa loja e comprei as coisas e Gih me lembrou que eu tinha que comprar o material para ela ir para escola. Passei numa papelaria e comprei o que ela queria. Voltamos para casa e ela foi para o meu quarto brincar. Provável que com seu ursinho de pelúcia que trouxe sempre me esqueço de comprar os brinquedos dela, e para não esquecer novamente vou ir comprar hoje atarde. Fui até a cozinha fiz um café e voltei para sala assistir jornal. Mais uma coisa ou melhor pessoa não saiu da minha cabeça de forma alguma, Laura. O jeito que ela tratou Gih que não é muito de conversar e Laura a conquistou tão rápido. Admito que desde que a vi naquela sala ela não sai da minha cabeça para nada. Quando era faixa das 15h20min eu chamei Gih dei algo para ela comer e fui com ela até uma loja de brinquedos. Ela comprou alguns brinquedos. Tipo panelinhas, bonecas, roupinhas de boneca, mais o que ela mais comprou foi ursinhos de pelúcia. Comprou um monte, e eu não neguei nada daquilo que ela me pediu. Sou o pai dessa menina é meu dever dar as coisas a ela, mais é óbvio que se precisar vai rolar umas broncas. Bater uma coisa que sou totalmente contra, meus pais me criaram e não precisaram me bater tá que tive uns bilisçoesm e puxada de orelha mais bater não e então não vejo necessidade de bater em minha filha. Voltamos para a casa onde vamos morar por pouco tempo até o apartamento que comprei estar pronto. Ela ficou brincando na sala no tapete enquanto eu ficava vendo jogo (referência a Robert Lewandowski).

 ****

 *Laura*

 Acordei era umas 09h45min, me levantei tomei um banho e me vesti usando um vestido de rendas preto.  Calsei um chinelo preto e fui tomar café vendo que Sílvia ainda dormia. Fiz um café para mim e tomei fiquei muito no TV até as 10h54min. Quando ouvi Sílvia vim, passou na cozinha e se sentou ao meu lado. 

 ****

 Sílvia* como foi ontem?

 Laura* Oi?

 Silvia* chegou mais tarde poucos minutos mais chegou.

 Laura* há não foi nada demais não Sílvia.

 Silvia* se diz. Hoje podíamos ir jantar numa pizzaria né? Vou ir com uns amigos e quero que vá comigo.

 Laura* não tô afim não. 

 Silvia* há mais você vai. Então não adianta ficar aqui no sofá.

 Laura* okay você venceu. 

 *Laura*

 Ficamos ali conversando até que era umas 15h20min. Fiz um almoço pequeno e nos duas comemos quando era umas 19h40min eu fui meu vesti. Usei um vestido vinho meio curto mais não vulgar, passei uma make simples com um batom vinho também é deixei meus cabelos lisos. Chegamos na pizzaria e logo vi um grupo de amigos nos juntamos a eles, quando percebi estáva encarando uma família que ali jantava também, eles comiam felizes vendo a menina se lambuzar com a pizza. Depois o homem a pegou no colo indo levar ela para se limpar. Olhei para o pessoal na mesa, alguns já meio alterados. Eu não gosto disso, o meu sonho estava na quela mesa uma família eu quero ter a minha também, não viver em bares e pizzaria como esse pessoal quer. Eu sonho em um dia acordar e vê um filho e um marido ao meu lado. Não acordar nua do lado de alguém que será passageiro. Após esses pensamentos me veio Robert e Giovana na cabeça. 

Me imaginei acordando com Gih no meio de nós dois desde o momento que conheci aquela menina eu gostei dela. Mais o pai dela algo diferente dispertou em mim. Balancei a cabeça negando esse pensamento, deixei 100 reais com Sílvia e fui em bora dando a disculpa de não estar bem. Cheguei em casa, tomei um banho vesti um pijama e me deitei me lembrando do que tinha pensado mais cedo de Robert e Giovana.

 ****


Notas Finais


Hum...

Laura e Robert lembrando um do outro e Laura pensando em sua futura família. Será que Robert será realmente seu marido e Gih a sua enteada?

Não esqueçam de comentar em???


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...