1. Spirit Fanfics >
  2. A empregada yandere >
  3. A vizinha obcecada por Ayato!

História A empregada yandere - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Ai está o capítulo, galerinha.
Estava foda a criatividade.

Capítulo 4 - A vizinha obcecada por Ayato!


Hoje é o dia que irei passaear com Ayato. Nunca me imaginei passear com meu chefe, o garoto que gosto e amo, mas é melhor que nada, assim fico mais próxima dele.

Enfim, coloquei uma roupa bonita, com minha cor favorita, no caso preto.

- Está elegante, Natsume. - Disse Ayato me elogiando.

- Obrigada, Ayato. - O agradeço timidamente.

Em seguida fomos para a rua, mas antes Ayato fala com uma garota do lado da casa dele.

Meu coração já acelerou, fiquei tremendo.

- Ayato! Oii! V-Vai aonde? - Perguntou a garota.

- Na rua, com minha amiga. - Respondeu ele não tão animado.

Ele não disse que eu era a empregada?

- Aham. Ela? Ok.. Até depois, Ayato... - No começou me olhou com nojo, depois falou timida para ele.

Já não gostei disso...

Essas garotas perto dele.... Estou começando a sentir outras emoções que antes eu não sentia. Essas garotas estão me fazendo ter... raiva.. ciúmes!

- Natsume? O que foi? - Perguntou ele ao me olhar.

- Nada. Apenas ansiedade.. hehe.. - Respondi e menti sobre o que era realmente.

- Ok.. Sei como é. Bom, vamos lá - Disse ele me puxando pela a mão.

Ele estava bem ansioso mais que eu.

Devo tomar cuidado com quem meu senpai conversa.

Enfim, chegamos na loja de roupas. Realmente, era bonito de ser ver, tantas roupas! Ahh!

Eu imaginei eu e o senpai dançando juntos, com umas destas roupas.

- Natsume pode escolher alguma roupa. Você é minha amiga e empregada. Eu confio. - Disse Ayato e em seguida sorriu para mim.

Senpai confia em mim!? Awww!!

- Ok s-senpai. Errr. Ayato. - Falei tímida.

- Pode me chamar de senpai. - Disse ele contente.

- Ok. Senpai. - Falei um pouco timida.

Comecei a pegar roupas que gostei. As roupas não eram sensuais demais, e nem ousadas, era discretas e atraentes. Não sou como as outras garotas.

- Wow, escolheu belas roupas. Você é diferente das garotas do colégio. - Falou admirado.

Então ele gosta de garotas discretas e timidas? Ah por isso ele não aceitou até a conselheira sensual? Pois já vi aquela vadia dar em cima dele no momento que ele só queria ajuda. Ele pode pedir conselhos a mim! Não aquela vadia!

Depois de sair da loja, entrei no assunto.

- Hey Senpai.. se quiser pode pedir conselhos a mim, ok? - Falei envergonhada.

- Ok.. Mas porque a pergunta assim do nada? - Perguntou Ayato.

- Apenas porque sou sua amiga e me preocupo. - Respondi timida.

- Tudo bem. Não se preocupe. Quando eu puder falarei. - Respondeu ele e deu um sorriso.

Melhor assim...

Depois fomos para vários locais, eu nunca havia saído assim, meus pais não me levavam quase nunca. Claro.. uma garota com eu, com problemas de se expressar. Quem iria querer ver ou estar perto? Por isso prefiro fingir que sou normal. Mas agora consegui sair pelo menos com alguém que amo, assim me sinto bem.

Só ele mudou isso..

Enfim, chegamos em casa. Passo a maioria dos dias na casa do meu chefe Ayato. Quero me manter mais próxima dele. Mas hoje eu quis apenas estar aqui fazendo companhia até ele dormir.

- Natsume vou dormir. Andamos e fizemos várias coisas na rua. Eu gostei. Boa noite. Quando acabar, pode ir embora, ok? - Disse ao ser espreguiçar.

- Ok Ayato-Kun. Eu o mesmo. Boa noite. Vou limpar a casa para você. - Respondi envergonhada novamente.

Após ele dormir, limpando a casa, percebi uma mensagem no celular do Ayato. Ele não havia desligado o celular. Estava tão cansado que esqueceu.

Curiosa, vou ver o que seria.

A mensagem dizia vindo do Whatsapp:"Ayato! Vamos juntos para o colégio amanhã?".

Na outra mensagem de baixo estava escrito: "Vou estudar lá, Senpai."

O que?!?! Mais uma...grrr...

Me deu vontade de bloquear ela, mas Ayato saberia que seria eu. Então apenas apaguei as mensagens e escondi o celular dele. Creio que ele não iria lembrar dela.

Após isso, arrumei tudo e fui para a minha casa.

Dia seguinte voltei para a casa dele e esperei ele se arrumar para irmos para o colégio.

- Bom dia Natsume. - Falou Ayato bocejando após ter estado já arrumando.

- Oh, bom dia Ayato! - Falei alegre ao ver-lo.

- Vamos, Natsume? Estou ansioso com o que terá hoje. - Respondeu ele animado.

- Sim, vamos. Eu o mesmo Senpai! - Falei corada.

Fomos para o colégio. Lá nos separamos infelizmente. Me dava ódio estar longe dele, mas eu sempre dava uma espionada e Stalkeada nele.

Estou curiosa sobre aquela misteriosa garota que mandou mensagem pro Ayato. Vou descobrir quem é essa nova rival!

- Natsume? - Perguntou o meu nome uma voz feminina.

- Sim. Quem é? - Respondi e perguntei.

- Sou Mayara. Você conhece Ayato-Hamada? - Perguntou a garota.

- Sim, porque? - Respondi curiosa.

- Sou a vizinha dele e eu não acho ele. Creio que você seje a empregada. - Disse a garota.

Como ela sabe que sou a empregada?! Essa garota sabe muito! Ayato contou?

- Ok. Mas como sabe que sou empregada? - Perguntei incomodada com isso.

- Ele me disse. De forma discreta, mas disse. - Respondeu a garota com vergonha.

- Ok. Mas porque está a procura dele? - Respondi como se estivesse calma.

Ayato nunca faria isso, ela deve estar mentindo. Vou perguntar a ele.

- Não é nada demais. Sou nova aqui e só sei que sou da sala dele. - Mayara olhou envergonhada e disse baixo.

- Entendi. Bem, eu não sei aonde ele está Mayara. - Falei ao mentir e sorri.

- Obrigada. Me desculpa ter incomodado. - Respondeu meia triste.

- Não tem problema. Espero que encontre ele... - Respondi calmamente.

Antes que ela encontra-se ele, vou até Ayato perguntar.

- Natsume? Que faz aqui? Daqui a pouco vamos entrar. - Falou ele surpreso.

- Eu sei. Ayato você falou alguém que eu era a sua empregada? - Perguntei meia inrritada.

- Não. Porque? - Perguntou surpreso.

- Uma vizinha sua falou que me conhecia e sabia disso. Mas obrigada por falar. - Respondi rápido e bastante inrritada.

Garota mentirosa... E ainda vem sabendo de mim?!

- Nastume! Espera! - Disse Ayato quase gritando.

Ignorei e fui para o pátio do colégio.

O que farei com essa mentirosa?

Falando no diabo... avistei ela perguntando para as pessoas dele.

Terei que saber mais dela.

- Mayara?? O que faz aqui? - Perguntou Ayato surpreso.

- Você sabe Ayato. Sou sua vizinha. - Respondeu Mayara.

Fiquei num canto e comecei a observar eles e cheguei um pouco perto para ouvir o que eles falavam.

- Para de me perseguir. Até sabe sobre a Natsume. Não era para ninguém saber..grr... - Respondeu Ayato furioso.

Wow! Então era verdade!

- Para com isso Ayatinho. Ninguém mais saberá. Eu sou próxima a você. - Falou ela dando um abraço nele.

Vi o olhar dela, ela estava sendo falsa.

Que filha da mãe!

- Aliás aquela empregada é um pouco antipática, hein! - Disse ela reclamando de mim.

É o que querida??

- Não fale assim dela. Ela não é. - Ayato negou na mesma hora.

- Aham. Ok! Mas não quero inimigos, quero estar mais perto de ti! - Disse ela melosa com ele.

Maldita grr!! Solta ele!! Não posso avançar nela com ele perto.

- Aqui não. E eu não gosto de contato físico. Vou para a sala. - Disse Ayato ignorante e sério.

- Ah, ayatinho. Você será meu. Vou te perseguir, mais obcecada, mas irei. - Mayara falou baixo e maliciosamente.

Meu deus! Ela quer perseguir ele?! Tenho que proteger meu Senpai! 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...