História A Enfermeira - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Kim Taehyung (V)
Tags Drama, Revelaçoes, Romance Novela, Suspense
Visualizações 98
Palavras 3.769
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


+1 Cap ✨💜
GENTE me perdoem a demora, estou a uma semana na casa da minha avó e aqui a internet é PÉSSIMA negas.

espero que gostem... ❣️

[ Perdoem Qualquer Erro ]
~ boa leitura √♥

Capítulo 21 - O Colégio.


Fanfic / Fanfiction A Enfermeira - Capítulo 21 - O Colégio.

[ . . . ]

. . .

[ Três Dias Depois ]


NARRATIVA S/N.

Seis e Quarenta.

— Está Nervosa? - Pergunto Para a Sam Após Ajudá-la a Se Arrumar Para o Seu Primeiro Dia De Aula.

— É! Mas Eu Sei Me Controlar.

— Estou Vendo Que Mais Que Nervosa, Está Feliz. Olha Esse Sorriso Garota! - Digo Para a Mesma Que Sorrir Ainda Mais. — Você Vai Se Dar Muito Bem Porque é Muito Inteligente... Muito Forte Também. - Passo o Meu Dedão No Rosto Da Menor. — Me Lembra Muito o Seu Pai.

— Ninguém Me Acha Parecida Com o Papai.

— Bom, Você é Muito Parecida Com a Sua Mãe. Mas Tem a Coragem e a Força Do Seu Pai.

— S/n, Pode Me Maquiar?

— Quer Se Maquiar?

— Sim! Quero Ficar Bonita Como Você. - a Mesma Diz Me Fazendo Sorrir.

— Ah! Como Assim Sam? Você Já é Muito Bonita. - Digo Para a Mesma Que Insiste.

— Por Favor!

— Tá, Tá Legal. Você Tem?

— Não, Ainda Sou Muito Nova. Mas Você Deve Ter! - Ela Diz e Eu Cruzo Os Meus Braços.

— Se é Muito Nova, Então Pra Quê Quer Se Maquiar Mocinha? - Pergunto Para Menor.

— Pra Ficar Apresentável?

— É, Tem Razão. Eu Não Posso Com Você! Vou Buscar No Meu Quarto e Já Volto Está Bem? - Digo Para a Menor Que Assenta.


[ . . . ]

NARRATIVA TAEHYUNG.

Sete Horas AM.

— Filho, Se Acalme! - a Nayeon Diz Para Mim Que Não Paro De Caminhar Pela Cozinha. — Está Com Os Nervos a Flor Da Pele Só Porque a Sam Vai Para o Colégio!

— Você Sabe Nayeon. Sabe o Quê Eu Penso Sobre Isso, Eu Não Queria Que Isso Acontecesse!

— Taehyung, Me Escuta. - Ela Se Aproxima De Mim e Segura As Minhas Mãos. — Não Vai Acontecer Nada Com a Sua Filha. Olha Pra Ela! Esta Feliz, e Se Sente Assim Sem Se Importar Com Críticas. Mesmo Sabendo Que o Próprio Pai Não a Apóia.

— É, Eu Não Apóio! Porque Com As Aulas Particulares Ela Estava Longe Dos Olhos Maldosos, Dessa Geração Perdida! Ela Estava Se Saindo Muito Bem Nayeon. - Digo Sentindo Os Meus Olhos Arderem e o Meu Coração Bater Mais Forte Pelo Nervosismo.

— Eu Acho Muito Bonito Você Se Importar Tanto Com Ela, Mas Não Quero Que Haja Assim Na Frente Dela Filho! Ela Já Está Vindo Pra Cá.

— Eu Vou Tentar.

— Obrigada!

— Mas Não Prometo Nada.

— Com Licença... - Ouço a Voz Da S/n e Olho Para Trás, Vendo a Mesma Se Aproximar Enquanto Empurra a Cadeira Da Sam... Fitei a Minha Filha e o Meu Semblante Caiu Por Completo Ao Vê-la Maquiada. Posso Ver Claramente a Jany No Rosto Dela, a Maneira Do Cabelo Penteado Para o Lado. O Batom, a Maneira De Sorrir... Ela Já Se Parecia Muito Com a Mãe, Mas Agora Está Me Assustando.

— Bom Dia Papai! - a Menor Se Aproxima De Mim e Eu Não Consigo Mexer Nenujm Músculo. A Minha Boca Continua Entre Aberta e Eu Só Consigo Fita-la Tentando Encontrar Uma Maneira De Não Ver Aquela Maldita Mulher Na Minha Princesa. Na Minha Filha, Ela Não Merece Ser Comparada Com a Mãe Que Foi Uma Vagabunda.

. . .

— Papai?

— Porque Está Desse Jeito Sam?

— A S/n Me Maquiou! - a Mesma Indaga Sorrindo e Eu Fito a S/n Que Faz o Mesmo.

— Por Que Maquiou a Minha Filha?

— Porque Ela Pediu. Quer Ficar Bonita Para o Primeiro Dia De Aula Senhor é Normal. - a S/n Responde e Eu Fecho Os Meus Olhos. Respiro Fundo e Sem Esperar Muito, Me Retirei Daquela Cozinha Indo Na Direção Do Meu Escritório.

. . .

— Senhor! - Ouço a S/n Chamar a Minha Atenção Após Eu Chegar Na Sala.

. . .

— Espera! - a Mesma Segura o Meu Braço Me Fazendo Parar De Caminhar e Ficar Em Sua Frente Mesmo Sem Querer Ficar. — Oque Aconteceu, Porque Saiu Assim Deixando a Sam Confusa?

— Você! - Me Solto Da Mesma a Deixando Assustada. — Não Tinha o Direito De Maquiar a Minha Filha.

— Qual o Problema Nisso?

— O Problema? - Indago Ainda Mais Nervoso e Passo a Minha Mão Pelo Meu Rosto, Com a Outra No Meu Quadril. — O Problema é Que a Minha Filha Está a Cara Da Mãe, Aquela Maldita Mulher!

— o Quê? E-Então é Por Causa Disso? Mas Taehyung a Menina Não Tem Culpa De Se Parecer Tanto Com a Mãe, Está No Sangue Dela! Você Não Tem Como Impedir Que Esses Traços Cresçam Todos Os Dias.

— Eu Sei. Mas Por Quê Ela Não Se Parece Comigo? - Pergunto Deixando Ela Estática. — Por Que Só Se Parece Com a Jany?

— Taehyung, Você Está Se Escutando? Está Ouvindo a Si Mesmo, Meu Deus!

— A Mãe Dela Era Uma Vagabunda. E a Sam Não Se Parece Nada Comigo!

— Espera, Está Tentando Dizer Que a Sam Não é a Sua Filha? - Ela Pergunta.

— Tudo Indica Que é Isso.

— Taehyung? Os Meus Filhos Não Se Parecem Nada Comigo, Mas São Meus! Eles São Exatamente a Cara Do Maldito Pai. E o Quê Vou Fazer? Ter Raiva Deles? Não! Eles São Os Meus Bebês Que Não Tem Culpa De Nada Do Que Aconteceu.

— Mas Saíram De Você.

. . .

— Tem Que Ser Seus.

— Eu Não Acredito.

. . .

— Olha Pra Você... Esta Com o Mesmo Olhar De Antes. Esse Olhar De Rancor e Ódio Por Aquela Mulher! - Ela Diz Enquanto Eu Continuo Calado. — Eu Já Pedi Pra Esquecer Isso, É Pelo Seu Próprio Bem!

— Não Devia Ter Maquiado a Sam.

— Desculpa. - Ela Diz Para Mim Que a Fito Após Me Pedir Desculpas. — Por Favor, Me Desculpa Tá Bom? Eu Não Sabia Que ia Te Fazer Mau. - a Mesma Indaga Fazendo Uma Coisa Arder Dentro De Mim. O Que Fez o Meu Peito Esquentar e De Uma Maneira Estranha Os Meus Nervos Irem Se Acalmando Aos Poucos. — Presta Atenção No Que Está Pensando e Tenta Pensar!

. . .

— Quer Ajuda? - Ela Estende a Sua Mão Para Mim e Eu a Fito Por Alguns Segundos Tentando Engolir Tudo Oque Eu Estou Sentindo No Momento De Ruim.

— Vai Fazer Isso? - Pergunto Confuso Por Que Certamente a Mesma Ainda Está Brava Comigo. Não Fala Comigo a Três Dias.

— Eu Faço Qualquer Coisa Pra Te Ver Tranquilo. - Ela Diz Fitando Os Meus Olhos, e Sem Pensar Duas Vezes Coloco a Minha Mão Sobre a Sua Me Aproximando e Lhe Dando Um Abraço, Do Qual Estava Desejando Dar Desde o Dia Que Brigamos. Sobre Tudo, Para Me Acalmar Mais. — Eu Já Disse Que Vai Ficar Tudo Bem!

— Você... Você Me Acalma De Uma Maneira Estranha. - Digo Para a Mesma Que Me Abraça Enquanto Sonho Os Seus Dedos Acariciarem o Meu Cabelo.

— É, Eu Aprendi a Como Controlar As Suas Crises. - a Mesma Diz Me Fazendo Respirar Pesado.

— Eu Sinto a Sua Falta S/n. - Digo e a Mesma Tenta Se Afastar De Mim Mas Eu a Prendo Contra o Meu Corpo Com o Seu Rosto Frente Ao Meu.

— Não é o Quê Parece. Não Me Procurou Nenhum Desses Dias... - Ela Diz Ainda Tentando Se Afastar Mas Eu Permaneço Firme.

— Não Pode Dizer Isso. No Dia Seguinte Pedi Para a Jihyo Te Dizer Que Eu Estava Te Chamando No Escritório. E o Que Você Fez?

— Eu Estava Irritada!

— Você Disse Que Iria e Me Deixou Plantado S/n.

— Fiz Isso Pra Tirar As Conclusões De Se Você Realmente Esta Interessado Em Mim.

— Como?

— Eu Esperei Você Ir Atrás De Mim Mas Você Não Foi. Ou Seja, Eu Estava Certa.

— Não.

— É, Fiz Isso Também Pra Você Ver Que Uma Mulher Também Precisa Que o Outro Corra Atrás. Olha Pra Mim, Sempre Te Enfrentei Sem Um Pingo De Medo!

— Não Tenho a Sua Coragem.

— É Uma Pena! - Ela Continua Insistindo Em Sair Dos Meus Braços Enquanto a Mantenho Presa. — Me Solta. - Ela Pede Em Um Tom Baixo e Eu Coloco a Minha Mão Em Seu Rosto Roçando o Meu Nariz No Da Mesma Que Para Com Os Movimentos De Sair De Mim.

— Por Favor, Me Perdoa.

— Você... Colocou Um Brinco? - a Mesma Pergunta Colocando a Sua Mão Na Minha Orelha.

— Você Me Disse Pra Começar a Usar o Quê Realmente Gosto Não Lembra?

— Você Está Lindo.

. . .

— Não, Eu Não Vou Ceder!

— S/n!

— Me Solta... M-Me Solta Agora Taehyung Eu Estou Mandando. - Ela Diz Séria Mas Sem Deixar De Fitar Os Meus Olhos Que Secam Os Seus, Que Me Dizem Que Ela Não Quer Nenhum Pouco Se Afastar De Mim. — Isso é Abuso De Poder. - Ela Indaga Tentando Esquivar Os Seus Lábios Dos Meus Que Se Aproximam. — Eu Posso Te Denunciar Kim.

— Você Já Estaria Presa a Muito Tempo. - Digo Para a Mesma Que Fita Os Meus Lábios e Tenha Se Controlar, Mas No Mesmo Instante Segurou o Meu Rosto e Entrelaçou Os Seus Lábios Nos Meus.


Resenha DaBlackk.

E Tu Ligou Pra Mim, Já Era Tarde.

Mas Quando Eu Lembro Dessa Tua Vibe... Eu Penso Em Embrasar Contigo a Noite.

e Te Fazer Viajar Todos Lugares Sem Sair Daqui.

Sem Sair Daqui "Cê" Pode Viajar...

Sem Sair Daqui "Cê" Vai Querer Voltar.

Sem Querem Você Me Fez Querer Ficar.

Sem Você, Bebê Você Sabe Não Dá.


[ . . . ]

E Vê Se Não Demora, Que Eu Tô Querendo Te Ver.

Tô Contando As Horas Pra Ser Só Eu e Você.

Tu Sabe As Paradas Que Acontece Aqui Dentro, Vem Brotar Na Base Pra Bater Esse Sentimento.

"Baby" Vem Comigo, Ó Eu Te Garanto Que Aqui é Sem Perigo.

Eu Vejo Você Bem Mais Que Só Um Amigo...

Só Me Diz Quando Vai Ser Nós Dois.



[ . . . ]

NARRATIVA NAYEON.

— Porque o Papai Saiu Assim?

— Não Foi Nada Minha Querida, Vem Eu Já Coloquei o Seu Café! - Tento Levá-la Até a Mesa.

— Eu Vou Falar Com Ele. - Ela Tenta Ir Até a Sala De Estar Mas Eu Não Permito.

— Não Sam! - Seguro a Cadeira Da Mesma e Fico Em Sua Frente. — Olha, a S/n Já Foi Falar Com Ele. Deixa Ela Resolver Porque Você Sabe Como o Seu Pai Está Por Causa Da Escola!

— Por Quê Ele Não Pode Ficar Feliz Por Mim e Pronto? - a Menor Me Pergunta Irritada.

— O Seu Pai é Um Homem Difícil Querida, Não Está Preparado Pra Deixar Você Voar. Anda Vamos! - Coloco a Sua Cadeira Posicionada Na Mesa. — Não Fica Assim Princesa, Olha Como Você Está Linda.

— Tanto Faz. Se o Papai Não Está Feliz Eu Também Não Estou. - a Menor Diz Com o Seu Rosto Apoiado Nas Suas Mãos e Os Seus Cotovelos Sobre a Mesa.

— Ah Não, Mais Pessoas Tristes Nessa Casa. Primeiro a S/n, Que Está Deprimida a Alguns Dias. O Seu Pai Por Você Está Indo a Escola. Eu Não Sei Aonde Isso Vai Parar!


[ . . . ]

NARRATIVA S/N.

— Ah, Eu Sou Uma Idiota. - Digo Fitando Os Lábios Só Mesmo Após Beija-lo. — Uma Idiota Louca Por Um Homem De Novo... Ah S/n Você Não Podia! - Digo Enquanto Fito Cada Detalhe Do Rosto Dele, Que Volta a Me Beijar.

. . .

— Será Que a Gente Pode Se Encontrar Hoje a Noite? - Fico Surpresa Com a Sua Proposta e Refleti Por Alguns Segundos. Mas Não Sedi e Me Afastei Do Mesmo.

— Não! - Cruzo Os Meus Braços.

— Não?

— Não, Ainda Estou Irritada. E Você Está Deixando a Sua Filha Triste Agindo Como Agiu!

— Eu Sei, Eu Sei. Vou Falar Com Ela Está Bem? - Ele Fala e Eu Tiro Os Meus Olhos Dele. — o Que Mais Quer Que Eu Faça Pra Você Voltar a Ser a Mesma De Antes?

— Comece, Pensando Com o Coração e Dê Apoio a Sam. Anda, Vai Falar Com Ela! E Não Faça Isso Por Mim e Sim Por Ela.

. . .

— Você Não Vem? - Ele Pergunta e Eu Continuo Estática Por Ainda Sentir Ranfir Do Que Aconteceu. O Mesmo Se Aproximou, e Sem Eu Estas Preparada Fez Uma Trilha De Beijos Lentos Pelo Meu Rosto Indo Até Os Meus Lábios. Ato Que Me Fez Fechar Os Olhos e Respirar Fundo. Mas Desviei Do Mesmo Que Fez Tudo Dentro De Mim Queimar Como Fogo.

— Para!

— Senhor? - Ouço a Voz Do Hoseok e Me Afasto Do Taehyung Fitando o Mesmo Que Nos Observa. — Desculpe, Eu Só Vim Pegar o Endereço Do Colégio Da Sua Filha.

— Ah, Claro. Espere Um Segundo.

. . .

— o Que Foi?

— Parece Que a Coisa é Mais Séria Do Que Eu Imaginava. - Ele Diz Me Deixando Confusa.

— Do Quê Está Falando?

— Você Sabe, Você e o Seu Patrão!

— Shiu! Cala a Boca Hoseok, Você Não Tem o Direito De Se Meter Na Minha Vida!

— Será Que Você Não Percebe?

. . .

— Eu Amo Você S/n. - Ele Diz Se Aproximando De Mim Me Deixando Tensa. — E-Eu Ainda Amo Você e Não Estou Suportando Mais Te Ver Assim Com o Senhor Kim Todos Os Dias Eu Não Estou!

— Para De Dizer Isso Hoseok.

— Ver Como Vocês Se Olham, Como Vocês Se Encaram Me Da Nos Nervos! Eu Sei Que Não Tenho o Direito De Mais Nada, Mas... - Ele Segura Os Meus Braços Levemente. — Você Foi a Única Garota Que Eu Amei De Verdade S/n. - Os Olhos Do Mesmo Preenchem De Lágrimas. — Garota Que Se Tornou Uma Mulher. Que Se Tornou Mãe De Dois Filhos

— E Você Não Esteve Presente Em Nenhuma Dessas Fases. - Digo Sentindo Uma Lágrima Escorrer Do Meu Olho Esquerdo e Ele Me Interrompe.

— É, É Eu Sei. - Ele Solta Os Meus Braços e Passa As Suas Mãos Pelo Seu Rosto, Soltando o Ar Que Estava Preso Em Seu Pulmão. — Por Favor S/n, Me Diz a Verdade.

— Que Verdade?

— Você Não Sente Mais Nada Por Mim? - Ele Pergunta Me Dando Um Forte Impacto No Peito. Que Me Fez Fitar Os Seus Olhos e Olhar Para Os Lados Tendo Vários Flashbacks Do Que Nós Dois Fizemos Juntos. — O Seu Silêncio Me Dá Alguma Esperança?

— Não! - Volto a Fitar Os Olhos Do Mesmo Com Firmeza. — Não, Porque Eu Agora Amo Outra Pessoa.

— É Ele Não é?

— Isso Não Vem Ao Caso!

. . .

— o Que Importa é Que Por Você Eu Já Não Sinto o Mesmo, e Por Ele Sim Eu Estou Completamente Apaixonada Hoseok. Ele... Me Faz Sentir o Que Nem Cheguei a Sentir Por Você, Por Ele Eu Sinto Paixão! - Digo Para o Mesmo Que Segura o Meu Braço Dessa Vez Com Mais Força.

— o Quê Quer? Me Matar De Ciúmes? - Ele Me Pergunta e De Imediato Me Solto.

— Eu Não Preciso Provocar Ciúmes Em Você! Não Ganharia Nada Com Isso. Por Favor, Não Toque Mais Em Mim Porque Eu Não Quero Problemas!

— Você Eu Até Posso Não Ter.

. . .

— Mas Os Meus Filhos, Sim.

— Esquece Os Meus Filhos!

— NOSSOS! Os Nossos Filhos.

. . .

— Deles Eu Não Desisto S/n Por Que Neles Sim Eu Tenho Direto! - Ele Fala Com Firmeza Me Fazendo Sentir Ainda Mais Raiva Dessa Situação Que Ele Está Me Colocando.


[ . . . ]


Sete e Quarenta AM.

— Está Tudo Certo Não é? - O Taehyung Pergunta Para a Diretora Da Escola.

— Sim Senhor, Não Se Preocupe.

— Eu Vou Entrar Com Ela.

— Papai!

— Venham Por Aqui.

— Pega Leve. - Digo No Ouvido Do Mesmo Que Respira Fundo.


P.O.V S/N.

Fomos Até a Sala Da Sam e o Taehyung Não Desgrudava Dela. Tinha Uma Expressão De Medo e Ao Mesmo Tempo Preocupação. Eu Já Estava Ficando Preocupada, Ele Parecia Que Iria Desistir Daquela Idéia a Qualquer Momento.

— Senhor, Vamos. - Chamo a Atenção Do Mesmo Na Frente Da Professora.

— Meu Amor. - Ele Se Agacha Na Frente Da Sam. — Eu Te Comprei Um Celular Pra Você Me Ligar Caso Qualquer Coisa Aconteça, Você Está Me Entendendo?

— Oh! Um Celular?

— Sim! Mas... Para Emergências.

— Obrigada Papai. - Ela Retira o Celular Da Mão Do Mesmo Que Suspira Pesado.

— Vem. - Ele Segura o Rosto Da Menor e Aproxima o Mesmo Do Seu, Deixando Um Beijo No Meio Da Sua Testa. — Cuida Bem Dela, Não Deixa Nada Acontecer Por Favor!

— Senhor! A Professora Está De Olho Nela, Nada Vai Acontecer Com Ela Não Se Altere.

— Ela Tem Razão Senhor Kim.

— Tudo Bem. - Ele Se Coloca De Pé e Fica a Observando Até Chegar Na Sua Bancada Com a Professora.

. . .

— Vem... - Seguro o Seu Braço Na Intenção De Levá-lo Dalí, Mas Ele Não Mexe Um Músculo Sequer. — Taehyung Vamos! - Chamo a Sua Atenção Mais Uma Vez e Ele Me Fita Triste. — Ela Vai Ficar Bem, Gatinho. - Abraço o Mesmo Pela Sua Cintura De Lado, e Sinto Ele Apoiar o Seu Rosto Sobre a Minha Cabeça.

— É, Ela Tem Que Ficar!

— Vamos Embora, Tá?

. . .

— Tá Bom, Vamos.


[ . . . ]


— A Professora Parecia Legal, Acho Que Vão Se Dar Bem Rápido Não Acha? - Pergunto Para o Taehyung Enquanto o Mesmo Dirige De Volta Para Casa. Mas Ele Apenas Resmunga Um "Hurrum" De Maneira Estranha, Como Se Sua Vó Estivesse Partindo. — Ei Gatinho o Que Foi?

. . .

— Taehyung? - Chamo a Atenção Do Mesmo Mais Uma Vez e Ele Não Me Responde, Em Questão De Segundos Encosta o Carro Em Uma Esquina Parando De Dirigir e Desabando Em Lágrimas Me Deixando Confusa e Preocupada. — Ei Ei Ei, o Quê Você Tem? - Retiro o Meu Cinto e Fico Mais Próxima Dele.

— Eu Sou Um Fraco! - Ele Passa a Sua Mão No Seu Rosto. — Oque Acontece é Que Eu Não Estou Sabendo Lidar Como Deveria.

— Está Falando Da Sam? - Pergunto e Ele Assenta Sem Conseguir Dizer Nenhuma Palavra. — Ah Meu Bem Não Fica Assim... - Envolvo Os Meus Braços Na Sua Cintura. — Ela Está Em Ótimas Condições, Você Orientou a Direção Mais De Mil Vezes! Eu Estava Lá Com Você.

— Mas Ninguém Vai Cuidar Da Minha Filha Como Eu S/n, Ninguém! E Se Ela Precisar De Ajuda e Essas Pessoas Não Agirem Como Me Disseram? - Ele Pergunta Muito Alterado e Eu Seguro o Seu Queixo Colocando o Seu Rosto Frente Ao Meu.

— Olha Aqui. Você Está Criando Paranóias Que Não Existem, Para De Pensar Assim! A Vida Não é Um Filme De Terror!

— Você Fala Assim Por Quê Os Seus Filhos São Saudáveis. - Ele Diz e Eu Me Separo Dele.

— Mas Não Tem Nada a Ver!

— Tem Sim e Você Sabe Que Tem!

. . .

— Eles Correm S/n, Caminham e Brincam Como Duas Crianças! Se Verem Algo De Perigoso Eles Vão Pedir Ajuda, Porque Crianças Tem Muita Energia Pra Correr! Mas e a Minha Filha?

— Taehyung.

— Ela Vai Ficar Sozinha.

— Não Não Não, Ela Não Vai Porque Aquelas Pessoas Me Pareciam Muito Sinceras! - Digo Mas Ele Não Para De Chorar. — Olha Só, Você Quer Que Eu Volte Lá?

— o Que?

— Eu Fico Com Ela. Todos Os Dias Se Você Quiser, Mas Saiba Que a Sam Não Vai Gostar Nada Em Saber Que Você Não Quer Da Um Pouco De Espaço Até Estando Longe!

— Ela Nunca Ficou Tão Longe.

. . .

— Eu Sempre Estive Ali, Mesmo Com Tantos Problemas. Deixar Ela Naquele Colégio Está Me Deixando Louco! - Ele Fala Agora Menos Alterado. — Ela Sempre Chutava Na Barriga Da Mãe Quando Eu Falava Com Ela... Você Entende o Que Eu Estou Sentindo? - Ele Pergunta Enquanto Passo o Meu Dedão Nas Lágrimas Que Deixaram o Seu Rosto Molhado e Aos Poucos o Limpo.

— Sim. Sim Meu Bem, Eu Entendo Sim Mas Você Tem Que Colocar Na Sua Cabeça Que Ela Já Tem Doze Anos e Daqui a Pouco Vai Ser Uma Jovem, Ela Vai Querer Sair!

— Eu Não Vou Deixar.

— Ah, Você Vai Deixar Sim. Sabe Por Quê? Porque Ela Já Vai Estar Andando. - Digo Deixando o Mesmo Estático. — Ou Você Acha Que Estou Na Sua Casa De Enfeite?

— Você... Você Me Promete S/n?

— Sim.

— Não Está Falando Isso Só Pra Eu Me Acalmar, Está? - Ele Pergunta Me Fazendo Sorrir.

— Não! - Digo Ainda Sorrindo e Seguro o Seu Rosto. — A Sam é Forte e Vai Voltar a Andar, Não Importa Quanto Tempo Demore... Será Que Você Pode Confiar Em Mim? - Pergunto Para o Mesmo Que Fita Os Meus Olhos e Assenta Que Sim. — Você Confia Em Mim? - Pergunto Novamente Enquanto Me Sento Sobre o Seu Colo.

— Eu Confio Em Você. - Fala Sem Deixar De Fitar Os Meus Olhos, e Sem Demora Eu o Beijo.


[ . . . ]


NARRADORA ON.

— Oi... - Um Garoto Se Aproxima Da Sam Que Está Em Uma Bancada No Canto Da Sala.

— Ah, Oi?

— Eu Posso Me Sentar Com Você?

— A-Ah Sim. - a Mesma Concorda e Assim o Garoto Faz.

— Meu Nome é Jiwoo!

. . .

— Se Chama Sam.

— Sim, a Professora Já Disse.

— Você Está Triste?

— Não. Não, Eu Tô Feliz Por Que Finalmente Estou Estudando. - Ela Diz o Deixando Confuso.

— Gosta De Estudar?

— Sim! Você Não?

— Não Muito... - Ele Responde e Ver Que a Sam Não Para De Olhar Para Trás Dele. Por Os Seus Colegas Estarem Comentando. — Não Liga Pra Eles, São Idiotas!

— Idiotas? - Pergunta Confusa.

— Sim, Olha! Eu Posso Me Sentar Aqui Com Você Todos Os Dias Se Está Sozinha.

— É Sério?

— Jiwoo! - a Professora Chama a Atenção Do Menor Que Se Assusta Com o Seu Tom De Voz. — Saia De Perto Da Sam.

— Mas Por Que?

— Porque Eu Estou Mandando.

— Mas Ela Tá Sozinha!

— Está Exatamente Como o Pai Dela Quer Que Esteja. Por Isso, Eu Não Quero Problemas Com o Milionário Então Volte Para o Seu Lugar!

— Como o Meu Pai Quer?

— Sim Garotinha. O Seu Pai Me Deu Ordens Pra Ninguém Te Incomodar.

— Ele Não Tá Me Incomodando!

— Ah Não? Eu Conheço Esse Garoto, Saia De Perto Dela Jiwoo. Ou Prefere Que Eu Ligue Para o Seu Pai? O Senhor Park Não Vai Gostar De Saber Que Está Aprontando De Novo!

— Chata! - o Menor Indaga Em Um Tom Baixo. — Desculpa. - Ele Diz Para a Sam e Obedece a Professora.

. . .

— Papai!


[ . . . ]


Notas Finais


Taehyung e suas mancadas novamente amigas... 🤪🤪

o quê acham?
~ bjs da autora! 😘💕💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...