História A epidemia - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, Black Pink, CL (Chaelin Lee), Monsta X, Seventeen
Visualizações 8
Palavras 565
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Canibalismo, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Capítulo 1


Dia 180 depois da epidemia se espalhar pelo mundo:
Povs KyungMi:
Fazia meio ano que essa maldita epidemia havia se espalhado pelo mundo, desde que isso começou eu perdi todos a quem amava, vi pessoas morrerem e agonizando, implorando por ajuda, poucas pessoas da humanidad restaram, em todos os cantos a única coisa que se enxerga são estes malditos zumbis!
Algumas pessoas montaram grupos, se escondem e sobrevivem do jeito que podem, e tem pessoas como eu que simplesmente escolheram seguir sozinhas.
Poderia ser mais fácil se vivesse em grupo com outras pessoas, mas não é bem assim, já vi tantas pessoas morrerem, não quero mas me apegar a ninguém, e também, muitas vezes as pessoas ao invés de se ajudarem, começaram a matar uns aos outros, por diversos motivos, sobrevivência, fome, necessidade, ego.
Eu simplesmente prefiro não me juntar a ninguém.
Terminei de pôr as armas e alguns alimentos em minha mochila e sai de dentro da casa em que estava, atrás de mim haviam três zumbis que havia matado, uma mulher, um homem e uma criança.
Olhei para os zumbis mortos no chão e suspirei.
KyungMi: -Pareciam ser uma boa família, pelo menos agora podem ficar em paz. -Falei pegando minha mochila e saindo logo em seguida.
Caminhando sem rumo por meio de uma extensa floresta, comecei a pensar.
A humanidade sempre foi egoísta, gananciosa, e foi essa ganância que esta extinguindo rapidamente nossa espécie, mesmo depois da epidemia continuaram gananciosos, agora penso o porque, sua ganância está nos levando ao fim, ao fim de uma espécie que sequer deveria ter existido.
Caminhei por horas sem nenhum tipo de rumo, apenas apreciava a natureza a minha volta, nunca havia parado para reparar nessas coisas, estava sempre distraída pensando em meus estudos, meu futuro, enquanto devia estar olhando para o presente e aproveitando cada momento, agora já é tarde demais para qualquer coisa.
A noite não demorou a chegar, felizmente encontrei uma cabana para me abrigar, adentrei o local e explorei cada local da cabana procurando algum tipo de zumbi ou humano, após não achar nada larguei minha mochila e deitei na cama que estava ali, fiquei alguns minutos olhando para o teto e pensando.
Levantei da cama, abri minha mochila e peguei uma maçã e uma foto e voltei a deitar na cama.
Comi a maçã olhando para a foto, se tratava de Hiroki, meu namorado que... Bem você entendeu.
Ainda lembro claramente o dia que descobri a epidemia.
1 dia de epidemia, Seul 15:40.
Era uma tarde linda de primavera, eu e Hiroki caminhavamos animadamente de mãos entrelaçadas, eu e Hiroki nos amavamos demais, era como se fossemos feitos um para o outro.
Caminhando pela cidade, em um local mais afastado, vimos uma senhora abaixada e um homem caído, de pronto fomos ajudar.
KyungMi: -Senhora, você precisa de ajuda? -Perguntei sem receber resposta.
Hiroki: -Senhora? -Hiroki pôs a mão em seu ombro.
A senhora instantaneamente se virou e pulou em cima de Hiroki, ela tinha uma aparência perturbadora.
Tentei tirar a mulher de cima de Hiroki, mas foi falho, aquela idosa tinha uma força descomunal.
Pude ver Hiroki começar a sangrar e ser mordido, em um último esforço ele apenas gritou.
Hiroki: -Eu te amo! -Depois disso se calou, calou para sempre.
Época atual.
Deixei algumas lágrimas caírem.
KyungMi: -Me desculpa. -Guardei a foto e voltei a deitar, após alguns minutos adormeci.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...