História Cameron art. - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Riverdale, Scream (Série)
Personagens Carter Grayson
Visualizações 3
Palavras 480
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Ficção Adolescente, Luta, Mistério, Saga, Suspense, Violência
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Guilherme swcon.


Eu sou o Guilherme, sim eu mesmo o cara que estava com a Anahí o filho do papai dono do casarão, Playboyzinho, eu sou tudo isso que vocês falam. 

 muitos me julgam sem saber a minha história Além do mais ninguém nunca me perguntou como foi meu dia, se eu tenho algum problema, se minhas notas estão boas. A falando de meu pai ele não é o melhor pai do mundo mas é a única pessoa que eu tenho. Meus amigos os que falam que são meus amigos dizem que estará comigo a todo momento, mas não é verdade eles apenas gostam do meu dinheiro mas dinheiro não trás e nunca me trouxe felicidade. 

Desde que a festa aconteceu e eu conheci Carter eu andei pensando eu entendo ele, temos  muita coisa em comum eu me sinto mal pelo que eu falei e vou pedir desculpas ele também só tem o pai dele como eu, Ninguém merece viver sem uma mãe.

 A minha história começa há três anos atrás quando minha mãe descobriu uma traição do meu pai então ela enlouqueceu, Ela não saía, não falava com ninguém, não  até esqueceu meu nome e esqueceu quem eu era. Eu sabia que não poderia ficar faltando aula para cuidar de minha mãe parece que a culpa do que aconteceu é minha eu não devia ter deixado ela sozinha. eu procurei ajuda para minha mãe. então depois de um tempo ela estava melhorando era o que eu achava. minha mãe já estava falando já tinha se eu já tinha se separado do meu pai. Então certo dia quando eu achei que minha vida estava voltando ao normal de novo receba notícias na escola que minha mãe havia se suicidado.

 eu não pude acreditar no que ouvi, não pude segurar as lágrimas então meu pai veio e me abraçou. Eu o empurrei e falei:

-A culpa é sua, eu te odeio. 

Eu saio correndo e meu pai vem atrás de mim. Eu me esbarro em uma menina. 

Menina:

-Olha por onde anda.

Gui:

-Me desculpa. É que estão atrás de mim.

Ela então me puxa para dentro da sala de limpeza.

Gui:

-Obrigado. 

Menina:

-Não tem de que, propósito eu sou Anahí. 

 a partir daquele momento eu agradeço muito, então sempre ela veio me apegando fica no meu lado até que um dia começamos sair juntos e até que resolvi pedi-la em namoro. estamos juntos até hoje.

A partir daquele momento resolvi que nunca mais deixaria alguém me jogar para baixo e para me sentir melhor comecei a pisar nas pessoas e não foi uma boa decisão eu me sentia mais superior às pessoas eu tinha dinheiro. Ter dinheiro tem sua vantagem e desvantagem, uma das vantagem era que eu podia comprar tudo que eu quiser. E a desvantagem era que eu tinha amigos,  amigos falsos. Espero encontrar um amigo de verdade. 

Continua 
Próximo capítulo 5 de dezembro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...