História A Era dos Caminhantes - Capítulo 112


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Apocalipse, Caminhada, Caminhantes, Contaminação, Drama, Ficção, Mortos, Mortos Vivos, The Walking Dead, Zombie, Zumbis
Visualizações 5
Palavras 2.001
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Ficção, Ficção Científica, Romance e Novela, Terror e Horror
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 112 - 9.7 Terra Nova


I...

7 anos se passaram desde o início do Apocalipse Zumbi.

Ainda perguntam se a uma cura para esse vírus ou alguma vacina contra ele. Não sabemos se tem algo em algum lugar do mundo, e não é simples descobrir com as limitações que temos, o que descobrimos é que esse vírus é estraterreste e que provavelmente algo para acabar com ele, também tenha que ser de ulgum lugar além do planeta Terra. E nesses anos todos eu não encontrei nenhuma loja alugando naves espaciais.

Mas não ficamos sem resposta, o que sabemos desde o começo é que o vírus se propagou pelo ar infectando todos humanos, quando uma pessoa chegava a morte, seja ela da forma que fosse, o vírus se ligava de alguma forma transformando a pessoa em zumbi. Por eles serem podres, carne morta, eles são cheios de bactérias, e quando alguém sofria mordidas ou arranhões desses bichos, essas bactérias entravam em contato com a corrente sanguínea atingindo todo o organismo da vítima, assim, causados uma morte agoniante. E isso fez com que 7 bilhões de pessoas fossem dizimadas. Nós descobrimos que ainda era possível salvar a vida de alguém que foi arranhado ou mordido amputando o membro ferido. Foi o que fizemos com Bianca e Leo. Em todo esse tempo após tudo que passamos, fizemos nossa maior descoberta, mesmo que tenha sido de um jeito péssimo. O Vírus Etz infectou todas as pessoas em 2017. E aí está a resposta, as mulheres que engravidaram após a infecção como foi o caso de Cleisla, que hoje tem sua filha. Essas mulheres nos deram uma esperança. De alguma maneira o feto em crescimento, criou células que deram imunidade ao vírus e depois do nascimento, o bebê não tinha a infecção. Isso só aconteceu com as mulheres que engravidaram após a infecção do vírus. Aquelas que já estavam grávidas quando o caos iniciou, quando tiveram os bebês, esses nasciam infectados. Descobrimos isso ao longo do tempo, após anos seguros, vivos crianças nascerem e morrerem, se transformando e não se transformando.

Essa é a esperança da humanidade. Amberly Sophia, filha de Cleisla, os meus Filhos, essa nova geração irá recomeçar tudo. Eles irão morrer um dia é claro, mas não irão virar zumbis. Então para nós só resta continuar matando os vivos-mortos, limpar a terra para que nossos filhos, netos e bisnetos reorganizem a humanidade. E quem sabe no futuro tenha 10 Zumbis para cada humano vivo.

O que essa nova geração deve aprender, é a respeitar o planeta. Após a morte de quase toda humanidade, a Terra criou força, a natureza tomou conta, não foi igual a alguns filmes e séries que chegamos a assistir que mostravam cidades enterradas em areia. Um deserto total.

O que realmente aconteceu é que aquela pequena muda de mato na calçada virou outras mudas, que viraram plantas, árvores e hoje se juntaram às selvas de pedra. As cidades em ruínas agora são partes florestas naturais. Isso graças a falta de humanos, graças as fábricas que pararam de funcionar, na quase total parada de queima de queima de combustível o que é mínimo hoje. Isso e muitas outras coisas encerraram a poluição do ar, revitalizando a natureza e dando nova vida a fauna e flora mundial, tento até ajuda do casal que conhecemos no zoológico em São Paulo que soltavam todos os animais de abrigos, zoológicos e outros lugares que encontravam.

II...

Faz 7 anos que os Walkers chegaram a Monte Alegre do Sul, passaram meses morando na escola, e durante esse tempo foram reconstruindo uma civilização naquele pequeno município. Passaram por momentos ruins, principalmente nos invernos, mas eles não desistiram, tinham planos a cumprir. E o mais importante foi que todos se juntaram para colocar esses planos em prática. Começaram aos poucos construindo muros na cidade, não foi muito difícil pois apenas algumas ruas foram fechadas deixando o centro livre, e isso queria dizer que dezenas de casas logo estariam seguras e prontas para receber moradores. Depois de meses de trabalho, isso aconteceu, os Vivos-Mortos encontrados foram abatidos e levados para longe. As escolas deixaram de ser abrigos e os sobreviventes escolheram verdadeiras casas para serem lares. O campo que tinha sido usado como estacionamento passou a ser usado para plantação de alimentos, aos poucos tudo foi se encaixando, nascia uma nova terra.

Mas, não foram só coisas boas que aconteceram. Nos primeiros meses após a chegada dos Walkers, Mika descobriu que estava grávida, todos ficaram muito contentes, Wesley não acreditava que iria ser pai. Infelizmente num determinado dia, humanos burros e ignorântes apareceram. Um grupo que se autonomiava de Quizers, encontrou os sobreviventes na cidade. Começou um conflito, os Walkers eram maioria e venceram, mas, perderam Warlen, Jennifer e Jader. Mika sofreu um acidente e perdeu a gravidez. Foi difícil mas unidos todos seguiram em frente. Desde então, nenhum outro grupo apareceu o que foi um alívio para todos.

III..

- Wal, Wal, Walkers. - Wesley estava na porta de sua casa, parado em frente à todos os moradores de Terra Nova. Ele não mostrava uma expressão certa deixando um tremendo suspense no ar. - Quando Mika perdeu a primeira gravidez,  vocês acolheram a gente e não deixou a gente desanimar. Agora hoje, depois de sete anos, temos nossa linda menina Alaska que fez 11 anos anos mês passado, ela ganhou irmãos, Peter e Wally. São gêmeos!

Todos aplaudiram ao receber a notícia, Mika tinha dado a luz a gêmeos, dois meninos que teriam um legado a seguir assim como Amberly que estava aplaudindo ao lado de sua mãe Cleisla.

Wesley entrou na casa e foi até o quarto em que estavam Mika e seus filhos. Nanda, Livia e Vera haviam ajudado no parto e também estavam ali. Livia segurava Peter nos braços, Vera segurava Wally, ambos já estavam limpos, Nanda estava ajudando Mika com o pós parto.

- Nós conseguimos Wes. - Disse Mika com um sorriso lindo no rosto. - Somos uma família maior agora.

- Uma linda família. - Comentou Livia.

Wesley estava em êxtase de emoção, pálido e tremendo.

- Nós todos somos uma família.

Julia e Cleisla entraram no quarto pedindo licença. Elas parabenizaram Mika e mimaram um pouco os bebês.

- Segure Peter um pouco Cleh. - Livia colocou o bebê no colo da moça. - Vou buscar água com açúcar para o senhor Wesley aqui antes que ele tenha um treco.

- Daqui alguns meses é minha vez. - Informou Julia.

Mika se animou mais ainda, se é que fosse possível.

- Ah não. Verdade?

- Sim.

- Well já sabe? - Perguntou Cleisla.

Júlia balançou a cabeça negativamente.

- Vou fazer uma surpresa.

- Eita porra. - Exclamou Wesley. - Vai ter criançada correndo pra todo lado daqui uns anos. Vou montar um time mirim de futebol. Será o Novo Corinthians.

- Só você mesmo Wesley. - Debochou Mika, fazendo sinal para ele se sentar na beira da cama ao lado dela.

Livia voltou e entregou o copo com água e açúcar para o rapaz.

- Vamos meninas, temos muito o que fazer, hoje é dia de festa.

IV...

E houve mesmo uma pequena festa, uma celebração humilde mas digna, haviam doces, bolos, tortas, tudo derivados de frutas que encontradas por toda região. Tudo organizado por Gustavo, que por ser o melhor de todos os sobreviventes em se comunicar, era como um prefeito, o rei de Nova Terra. Até porque o projeto de construção daquela comunidade partiu dele, ele havia sido o arquiteto, o artista, então o reconhecimento por tudo não era nada mais do que justo.

Casais deixaram suas casas e foram se reunir na pequena praça, casais formados entre os próprios Walkers. Well e Julia, Cleisla e Marvin, Kawan e Fabiana, Kessia e Marcos, Ashley e Luca, André e Mari.

Outros rapazes como, Doug, Cadu, Guilherme, Lincoln,  Bruno e João, arrumaram companhias com garotas que já eram da cidade, moças do grupo dos irmãos gêmeos, Rafael e Daniel.

Casais assim que se formaram e que poderiam no futuro, dar mais esperança para a Terra Nova.

Nico, Fabricio, Gilma e Lukas. Moravam na mesmas casa, que apelidaram de República Nomades.

V...

Rinaldo subiu no pequeno palco coberto que tinha no centro da praça, chamou a atenção de todos.

- Hoje é mais um dia especial para todos nós. Não só pelo nascimento dos filhos de nosso líder mas sim porque sabemos que eles terão um lugar seguro para crescerem e ter um futuro melhor do que lá fora. Nós somos os responsáveis por isso, nossa união e esperança tornou tudo possível e vai continuar tornando. Esse é o legado que devemos deixar, a força, convicção, perseverança, audácia e principalmente nossa amizade, é graças a ela que acreditamos e confiamos uns nos outros.

Rinaldo foi ovacionado e deixou o palco. Cauê subiu, contou como se juntou ao grupo e para encerrar cantou uma música que falava de tudo aquilo que Rinaldo havia falado. Leo e Lincoln, agora dois adultos, tomaram coragem e contaram as "aventuras" que haviam passado desde o Rio de Janeiro em 2017. Diego foi na sequência, continuava firme em suas opiniões mas ali em cima se desculpou por uma vez ou outra que deslizou em algumas coisas.

Cadu havia se tornado um tipo de xerife, o mais legal de todos que já extiram. Ele também contou um pouco de sua jornada com os Walkers.

Guilherme relembrou o dia em que ele, Bianca e Caio conheceram o grupo, e que, na ocasião eles salvaram a vida de Bianca amputando o braço da garota. Pra finalizar ele homenageou Bianca e Caio que morreram com honra lutando pela sobrevivência do grupo.

Jean, para descontrair, fez um breve show de stand-up zoando os amigos.

Cleisla não quis subir no palco mas, após insistência de Amberly. Ela subiu com a filha e juntas agradeceram por tudo que haviam feito por elas.

Jow, foi breve em contar na decisão de não ser um inimigo e assim sobreviver sem precisar atacar e ameaçar outros grupos.

Júlia parabenizou todos amigos e anunciou sua gravidez.

Well quase caiu de felicidade mesmo sendo tão sombrio as vezes.

- Quando eu, Jonatan, Mika e Wesley, embarcamos no avião para Rio de Janeiro, selamos ali o dever de proteger uns aos outros, infelizmente Jonatan foi vítima dos zumbis e não está aqui com a gente, e por isso também quero dedicar nossas conquistas a aqueles amigos, companheiros e familiares que todos nós perdemos.

- Agora é minha vez. - Doug subiu ao palco enquanto Well e Julia saiam aplaudidos. - Não vou enrolar muito, só quero dizer que a gente é foda e que fiquem à vontade, porque a festa vai começar.

E assim, os moradores de Terra Nova continuaram a festa.

VI....

Wesley estava com Mika e os filho na casa, ela estava de repouso e não podia se juntar ao povo mas, eles viram todos os discursos pela janela da casa.

- E você não vai dizer nada Wes?

- Eu já disse mais cedo. - Wesley ainda usava o tapa olho mesmo suas cicatrizes na metade do rosto agora sendo apenas sinais. - Você viu o Rinaldo?

- Não vi para onde ele foi depois de fazer o discurso - Disse Mika. - Vai procurá-lo. Não se preocupe comigo, Alaska está aqui e Livia, Vera e as meninas passam toda hora dar uma olhada em mim.

- Está bem. - Wesley deu um selar nela. - Eu só vou achar ele e já volto.

Brutos não hesitou em seguir seu dono, juntos desceram a praça e foram até a casa de Rinaldo. Wesley bateu na porta que estava trancada, para ter certeza de que o amigo não estava ali ele observou pela janela e la estava Rinaldo. Wesley chamou mas Rinaldo não respondeu. Então ele arrombou a porta e entrou na casa com Brutos.

- Ei Orin! Por quê não está celebrando com os outros? O que você tem amigo? - Brutos grunhiu enquanto Rinaldo se virava para eles. Wesley olhou mas não quis acreditar no que via. Rinaldo, transformado em zumbi. - Que, Merda...

FIM



Notas Finais


Até qualquer horda, Walkers!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...