História A Escolhida - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Aseleção, Camilacabello, Camren, Fifth Harmony, Laurenjauregui
Visualizações 95
Palavras 1.192
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela, Saga
Avisos: Bissexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - Primeiras impressões!


Fanfic / Fanfiction A Escolhida - Capítulo 9 - Primeiras impressões!

Assim que a ajudante "que não fiz questão de saber o nome" da minha criada Keana se foi, sem direcionar meus olhos a ela a pergunto.

- Oque faz aqui ainda Keana?

-É que eu gostaria de saber se ainda precisa de meus  serviços ... Princesa? Diz com uma voz exageradamente manhosa.

Desvio meu olhar do livro em minhas mãos e a vejo-a por cima do meu óculos me olhando com um sozinho sugestivo.

- Pois bem Keana. Digo retirando o óculos e colocando em cima do criado mudo com o livro.

- Tire a roupa. A ordeno.

-Como quiser Princesa. 

Me ajeito e a vejo engatinhando nua  pela minha cama em minha direção forçando seu corpo magrelo com poucas curvas a ser sensual. A puxo sem paciência alguma pro meu coloco e avanço em direção ao seu pescoço. Beijando -a com voracidade enquanto ela se dedicava a rebolar. Grudo minhas mãos em sua bunda a forçando ir mais rápido. Assim que me canso dessa posição a jogo com tudo na cama e começo a se livrar de minha camisola. Me jogo novamente em cima dela levando minhas mãos até sua bunda e a perto com vontade, fazendo um gemido seu escapar. Sem calma a puxo mais pra frente até estar com a intimidade extremamente próxima a mim. A penetro com um dedo sentindo ela toda molhada. Dou umas penetradas e ela geme que nem uma cadela. Descido  então a colocar mais um e começo a aumentar  o ritmo deixando ela louca. 

-HAAAAAA Lauren.... - ela geme em goza em meus dedos.

Com calma tiro meus dedos dentro dela e elevo eles um pouco acima da minha barriga os analisando. A olho logo em seguida vejo pelo seu olhar que oque ela gostaria que eu fizesse. Ela queria que eu chupasse eles pra sentir seu gosto como ela sempre faz comigo. Lhe dou um sorriso sacana e ela retribui e levo meus dedos diretamente em sua boca sem pensar duas vezes enfiados- os e obrigando a chupa- lós. Ela me olha surpresa e decepcionada a ignoro deitando ao seu lado na espera de sua vez me satisfazer. Ela entende meu recado e se enfia no meio de minhas pernas e começa a me lamber de baixo pra cima em toda extençao de minha boceta, sentindo meu gosto. Sinto ela circulando o meu clitóris lentamente com sua língua e me penetrando com dois dedos de só uma vez.
-Mais rápido a ordeno. E sem questionar ela aumenta o ritmo das investidas até eu goze em sua boca.

Sem esperar que eu diga nada ela se levanta rapidamente da cama e recolhe seus pertences e sai em seguida fechando a porta atrás de si, sem sequer me olhar uma unica vez. Melhor assim.

Me levanto indo diretamente tomar uma ducha rápida em seguida visto meu robe preto e saio por onde Keana a poucos minutos saiu emburrada. Problema dela, sabe como isso funciona e mesmo assim se surpreende por eu não fazer certas coisa com ela como beijar ou me atrever a colocar minha boca no meio de suas pernas.

Descido caminhar um pouco pelo castelo sem sono algum. Acredito que já passe da meia noite, e todos já estão dormindo menos os soldados que faziam patrulha pelo castelos. Eles nem se questionavam o porque de Keana sair esse horário de meus aposentos e muito menos eu por esta andado pelos corredores a essa hora. Era algo que eu fazia com frequência. 
Keana e eu tinha-mos   essa coisa ai, sei la como referir isso.Mais desde do começo sempre deixei claro minhas intenções , não só pra ela mais pra todas as criadas que já havia me deitado. Nunca as obriguei pelo contrario elas que sempre se jogavam pra cima de mim. E quem sai sempre culpada na vistas dos meus Pais pelas constante demissões de criadas no castelo. Eu. Como se eu tivesse culpa por elas se apaixonarem por mim. Já fazia 2 anos com a Keana em vista das outras que duraram apenas 2 meses.

Descido ir ao jardim, nos primeiros de grais da escada escuto umas movimentações no andar de baixo. Desço com cuidado pra não fazer algum barulho pois temo que possa ser rebeldes tentando invadir o palácio.

Ao chegar quase nos últimos degraus vejo os guardas tentando impedir uma moça sair para o jardim.Então vendo que eles não estão conseguindo lidar com a situação descido intervir.    

- Deixem-na sair!

- Ela desmaiou, Alteza. Queria sair. Ele tentou justificar. Como se eu tivesse perguntado.

- Abram as portas. Falei mais firme dessa vez.

-Mas... Alteza.....

Como ousa  desafiar minhas ordens, penso abismada comigo mesmo com sua audácia.

- Abram as portas e deixem -na ir. AGORA. Elevo minha vós sem me importa se pode acorda alguém no não. Pelo meu sub descontrole ele arregala os olhos tremendo que nem um rato de escoto de frio e me responde..

-Imediatamente, Alteza.

O primeiro guarda tratou de obedecer. Enquanto o outro soldado segurava a moça em seus braços temendo que ela caia de tão desnorteada que estava. Não me parecia uma criada.. A claro só me faltava ser umas das participantes que serei obrigada a conhecer amanha. Eu a olhava com atenção enquanto ela tentava ficar de pé sem ajuda do soldado.

 Assim que se viu em uma distancia boa de nós começou a correr que nem uma bêbada manca. Em um de seus tropeços ela caiu de bunda no chão perto de um dos bancos, não me contive e comecei a rir junto com os soldados. 

Começo ir em sua direção. Não que eu esteja preocupada mais caso aconteça algo a ela e minha mãe ficasse sabendo que eu estava por perto e não fui ajuda-la, eu iria me ferrar.

Me aproximo devagar e a vejo toda encolhida chorando."Aff" dou uma revirada de olhos  

- Esta tudo bem Ca.Camila ? Vejo seu nome escrito no broche .

-O que te importa ? Ela pergunta rude.Tuxe.

-Na verdade eu não me importo.Digo rude também 

-Então oque faz aqui ? -Ela me pergunta sem ainda me olhar nos olhos . Oque essa garota tem ? Quem ela pensa que é? Será que ela não sabe que sou a Princesa que era ira tentar conquistar amanhã, garota ignorante.

- Vim me certifica se esta bem.-E olhe em meus olhos quando estiver falando comigo. A ordeno. 
E ela obedece com uma carranca enorme. Seus olhos estavam vermelhos de tanto chorar. Ela ainda continua com a carranca mais aos poucos vai suavizando pra uma feição culpada.

-É.É...- Ela gagueja nervosa- Sinto muito por ser rude Princesa. Com indiferença a respondo.

- Tanto faz... Mais que não se repita novamente, senão serei obrigada a manda-la a forca. Digo firme. Ela concorda de cabeça baixa.

-Haaa..- ela levanta a cabeça e eu continuo. - Se a Rainha pergunta diga a ela que fui gentil e ajudei a sentir-se melhor. 
Não espero sua resposta e vou em direção a porta aonde os soldados ainda permaneciam. Passo direto sem dizer nada e vou ao meus aposentos descansar pois amanha sera um dia totalmente entediante.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...