História A escolhida pela lua - Capítulo 36


Escrita por:

Visualizações 38
Palavras 942
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Saga, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 36 - Presentes da Deusa da Lua


Fanfic / Fanfiction A escolhida pela lua - Capítulo 36 - Presentes da Deusa da Lua

Já tinha se passado 21h e nada dele acordar, seu corpo parecia apenas uma casca aonde sua alma foi retirada a força. Lentamente sua pele estava voltando ao normal e ele começou a se mecher, ele abriu os olhos, parecia confuso e então olhou pela sala procurando por alguma coisa até parar em mim que estava deitada no sofá com a Alex com a cabeça no meu colo enquanto mexia no celular.

Todos estavam agora com seus olhos focados nele, ele fez sinal para me aproximar pegou minha mão e a virou pegando meu pulso e rasgando com a unha formando algum tipo de desenho, olhei para ele em choque e um tanto confusa, percebendo meu olhar logo começou a se explica.

__Quando eu desmaiei foi levada para um tipo de reunião, eles decidiram qual seria o castigo ou algo desse tipo por ter afetado a ordem do universo e para coloca lá no lugar eles decidiram que eu não ia ser mais seu guardião mas ainda teria poder de um só não tendo o meu poder focado em uma pessoa e terei menos energia espiritual que um humano. __ estranhamente ele estava mais solto e parecia ter tirado um peso enorme de seus ombros e enquanto ele falava se você olhasse bem dava para ver cores de sentimentos passando por seus olhos.

__ E também a deusa da Lua sabendo de minha estadia lá me pediu para levar vocês ao museu mais próximo.

 __ Iremos essa tarde e a noite partiremos para a floresta selvagem a caminho do castelo dos guerreiros silênciossos do vento.

Ajudei ele a se levantar e o levei para seu quarto para descansar enquanto Alice preparou uma bandeja de comida e levou para ele.

Almoçamos em silêncio cada um ocupado com seus pensamentos e terminando subimos cada um para seu quarto, tomei um banho e trancei meu cabelo e coloquei uma roupa bonita e confortável e desci pegando uma maçã e meus pertences, se dividimos em três carros, o meu com a Alice, Rebekah e Alex, o do Klaus com o Elijah, Stefan e Carlos, e o do Braz com Fernando e Caio.

O museu era lindo com várias esculturas e telas com obras maravilhosas de artistas famosos, entramos em um corredor que me chamou atenção e o pessoal me seguiu, olhei a parede com desenhos estranhamente conhecido e passei o dedo em uma lua azul em alto relevo que na mesma hora meu dedo chamuscou em chama azul e soou um click e o quadro na parede foi puxado aparecendo uma porta entramos e Nik do meu lado. A porta atrás de nós se fechou e as tochas se acenderam iluminando a sala que parecia estar fechada a anos pelo cheiro e teias de aranhas, a sala tinha varias mesas com várias armas em cima, cheguei perto de uma adaga que me chamou atenção, peguei na sua lâmina sentindo um metal indestrutível e quando segurei em seu punhal a lâmina que estava morta se tornou parte de mim e seus entalhes gravados na lâmina e um pouco no punhal brilharam e se apagaram, testei a lâmina no ar e amei a lâmina, vi algo na mesa se mexendo e fui olhar mais de perto e vi uma cobra dourada com olhos de safira azul olhando intensamente para mim, provou o ar várias vezes e veio em minha direção e se rastejou até minha mão pousada na mesa e subiu até meu pescoço e se tornou inanimada, pegamos vários tipos de armas e todos pegaram um punhal que com certo movimento se transformava em uma capa e um tipo armadura em seu corpo com diversos tipos de armas todas com metais indestrutíveis e se tornava viva quando tocávamos.

Fomos embora vendo as armas que cada um possuía, cheguei em casa e fui tomar um banho para partimos que já estava a noite e logo iríamos partir, sai do banheira enrolada na toalha quando ouvi o vidro da janela de quebrando e várias criaturas entrando, eram horrorosas, sua pele parecia estar podre a dias e seu olho eram de um verde morto e brilhante, tinham presas que parecia sair alguma substância e garras bem longas e afiadas. Corri até o punhal e ativei a armadura pegando minha adaga comecei a lutar contra eles só que eram muito, um exército estava cercando a casa inteira, corri para baixo e vi todo mundo lutando contra muitos, soltei fogo azul por toda a sala os protegendo e entrei no círculo e os teletransportei para floresta selvagem.

__ Ainda bem que você apareceu, já estava ficando preocupado se tinham invadido seu banho relaxante__  fala Fernando ofegante.

__ Venha aqui idiota, seus machucados estão horríveis, sorte que só foi garra ja que a presa possuía algum tipo de veneno.

__ Agora que você fala__ ele levanta a cabeça e deixa seu pescoço a mostra a onde tinha uma marca de mordida horrível, a pele em sua volta estava toda infeccionada e dentro do machucado se via um líquido verde amaronzado.

___ Venha aqui preciso extrair esse veneno se não você morre.__ Coloquei minhas presas para fora e mordi no mesmo lugar sugando todo líquido e parei quando chegou no sangue, não inguli o veneno pois não sabia que tipo de veneno era aquele, cuspi todo no chão e lavei minha boca diversas vezes.

Descubri que eu também tinha poder de cura por ter salvado Alex, então eu ele curamos todos já que nem o vampirismo estava ajudando a sarar.

Todos bem nos levantamos olhando para os lados tentando nos localizar e sem saber para onde irmos montamos uma cabana que eu teletransportei e os vampiros que não precisava dormir ficaram de vigia se alguma coisa acontece



Notas Finais


Pessoal eu estou atualizando os capítulos e mudando algumas coisas


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...